conecte-se conosco


Política e Governo

Governador e ministro discutem apoio federal na reconstrução de cidades atingidas pelas chuvas no ES

Publicado

Em visita ao Estado, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, confirmou o apoio do Governo Federal na reconstrução das cidades pelas chuvas no Espírito Santo. O auxílio já havia sido solicitado pelo governador Renato Casagrande, que sobrevoou junto com o ministro os municípios afetados pelo desastre na tarde neste domingo (26).

Em reunião no Palácio Anchieta, em Vitória, o ministro acompanhou uma apresentação do diagnóstico da situação das cidades afetadas no Estado.

Falaram o coordenador estadual da Defesa Civil, coronel André Có, além dos secretários de Estado, Marcus Vicente (Desenvolvimento Urbano), Nésio Fernandes (Saúde) e Coronel Aguiar (Casa Militar), o diretor-geral do Departamento de Edificações e de Rodovias (DER-ES), Luiz Cesar Maretto Coura, e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Sartório.

O ministro Canuto afirmou que o Governo Federal está à disposição para ajudar os capixabas que foram vítimas das chuvas. Ele citou que a Defesa Nacional e Estadual se debruçaram neste primeiro momento em garantir que as pessoas atingidas tivessem apoio neste momento tão difícil. “Agora vamos para uma segunda fase, que é justamente de reconstrução. Com o reestabelecer das rodovias e a reconstrução dos sistemas de água e esgoto“, afirmou Canuto.

O governador Casagrande agradeceu o apoio do Governo Federal e reforçou a importância da união de todos em torno da reconstrução das cidades atingidas pelas chuvas no Espírito Santo. Além dos municípios de Iconha, Alfredo Chaves, Rio Novo do Sul e Vargem Alta, que haviam sido afetados pelas chuvas da última semana, outros 22 municípios capixabas foram atingidos pelas chuvas deste sábado (25).

Casagrande informou que os levantamentos dos prejuízos causados pelas chuvas prosseguem. Eles vão servir de base para a construção do plano de trabalho que vai subsidiar o pedido de ajuda ao Governo Federal.

De acordo com o governador, as principais demandas da reconstrução estão ligadas a reconstrução de pontes, habitações, rodovias estaduais e infraestrutura urbana.

“Teremos agora nessa semana a possibilidade da construção efetiva dos planos de trabalho e, posteriormente, dos projetos que vamos debater com o Governo Federal as obras de reconstrução efetiva das cidades. São obras importantes em cada em um dos municípios afetados”, afirmou o governador.

De acordo com Casagrande, o auxílio federal se soma às ações já anunciadas pelo Governo do Estado em resposta ao desastre. Além de todo apoio necessário para o socorro às vítimas e assistência dos moradores das cidades atingidas, o Estado vai promover uma série de medidas para garantir a reestruturação do municípios.

Entre as ações já anunciadas está a reativação do Cartão Reconstrução, que vai permitir a doação de R$ 3 mil em dinheiro às famílias com renda até três salários mínimos que foram atingidas pela chuva para compra de material de construção e eletrodomésticos.

Além disso, o Governo do Estado vai dar apoio presencial aos empreendedores locais, bem como postergar o recolhimento de ICMS pelas empresas atingidas e oferecer linhas de financiamento com juros subsidiados por meio do Banestes e Bandes.

O Estado também vai atuar na reconstrução de pontes e de outras estruturas que foram atingidas por consequência das fortes chuvas.

Antes do encontro na sede do Executivo Estadual, o governador e o ministro Canuto fizeram um sobrevoo nos municípios atingidos pelas chuvas na região sul do Estado. O general Cunha, do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), também fez parte da comitiva.

Estiveram presentes ainda na reunião, a vice-governadora Jaqueline Moraes; secretários de Estado; e o secretário nacional de Desenvolvimento Social em exercício, Lelo Coimbra.

Leia mais:  Assembleia Legislativa homenageia 65 da Ufes
publicidade

Política e Governo

Governo entrega equipamentos agrícolas e celebra convênios de pavimentação no norte do Estado

Publicado

O Governo do Espírito Santo entregou, nesta quinta-feira (20), mais de R$ 2 milhões em máquinas, veículos e equipamentos para 17 municípios das macrorregiões Norte e Central do Estado. A solenidade aconteceu no município de Barra de São Francisco, reunindo prefeitos e lideranças da região. Na ocasião, também foram assinados convênios para a pavimentação de ruas em Ecoporanga, no valor de R$ 3,6 milhões.

Em sua fala, o governador Renato Casagrande destacou a importância das entregas para a agricultura familiar na região. “Entregamos 22 equipamentos para toda a região, com mais de R$ 2 milhões em investimento, para ajudar a agricultura familiar, os agricultores, as prefeituras e as associações. A agricultura familiar é um instrumento grande do nosso desenvolvimento”, afirmou.

As entregas foram realizadas pela Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). O investimento é fruto de recursos do Estado, do Governo Federal e de emendas parlamentares estaduais.

Foram contemplados os municípios de São Domingos do Norte, Jaguaré, Barra de São Francisco, Águia Branca, Montanha, Mucurici, Governador Lindenberg, Vila Valério, Colatina, Ecoporanga, Mantenópolis, Nova Venécia, São Mateus, Sooretama, Pancas, Pedro Canário e São Gabriel da Palha.

Entre os equipamentos estão caminhões, tratores, pick-ups e retroescavadeiras, que vão ajudar a aumentar a produtividade da mão de obra no campo, assim como a melhora na qualidade dos produtos agropecuários e a possibilidade de acesso a novos mercados. Outro benefício será o ganho na competitividade dos produtores.

“O que queremos é o desenvolvimento regionalizado e para que isso aconteça temos que colocar o Governo em sua capacidade de investimento e, para isso, é importante ter um Estado organizado”, ressaltou o governador Casagrande.

O secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto, reforçou o papel do Governo no fortalecimento da agricultura de base familiar e contribuição na melhoria da qualidade de vida do homem do campo. “Os equipamentos agrícolas entregues ajudarão as cidades beneficiadas a suprirem as demandas regionais, beneficiando os moradores e trabalhadores dos distritos e bairros. A entrega é essencial para que o trabalhador rural se desenvolva cada vez mais e melhor”, disse.

O subsecretário de Infraestrutura Rural da Seag, Rodrigo Vaccari, afirmou que novas entregas serão realizadas durante o ano. “Ao longo de 2020 vamos realizar várias entregas de equipamentos agrícolas para todo o Espírito Santo, além dos investimentos em calçamento rural que já estão beneficiando as comunidades e o recapeamento asfáltico, com o Programa Caminhos do Campo. Sem dúvidas a agricultura capixaba vai continuar se desenvolvendo e gerando oportunidades de emprego e renda”, pontuou;

Drenagem e pavimentação

Na mesma solenidade, o governador Casagrande assinou três convênios com o município de Ecoporanga para obras de pavimentação e drenagem, totalizando R$ 3.684.656,11 em investimentos do Governo do Estado na infraestrutura urbana do município. Os convênios foram celebrados por meio da Secretaria de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e beneficiarão os distritos de Cotaxé, Imburana, Santa Luzia do Norte, Itapeba e Joaçuba, além do bairro Benedita Monteiro. 

“A drenagem e pavimentação de ruas em Ecoporanga vão ajudar no desenvolvimento do município, trazendo qualidade de vida às pessoas e gerando oportunidades”, destacou Casagrande.

De acordo com o secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente, as vias passarão a contar com drenagem, pavimentação com blocos de concreto, meio-fio e calçada cidadã. “A pavimentação e drenagem dessas vias são importantes para o desenvolvimento desses distritos. Após concluída, as obras beneficiarão mais de 11 mil moradores, que atualmente sofrem com lama e buracos nas ruas”, explicou.

O primeiro convênio é para a pavimentação e drenagem das ruas Henrique Bussu, Ayres Xavier da Penha, do Cartório, da Cerâmica, da Cesan, do Cemitério, Gabriel Passos, do Campo e dos Operários, no distrito de Cotaxé; e ruas Projetada A, Projetada B, Projetada C e Projetada D, no distrito de Imburana. O investimento é de R$ 1.066.642,74.

O segundo convênio é para a pavimentação e drenagem das ruas da Areia, das Laranjeiras e Sete de Setembro, trechos da praça Mucurici, no distrito de Santa Luzia do Norte; das ruas A, do Canto e B, no distrito de Itapeba, e das ruas Artur Gerke, Daniel Pereira de Souza, Albino Fontoura, Três Tombos e Sebastião Gualberto de Castro, no distrito de Joaçuba. O valor total é de R$ 1.179.633,28.

Por último, foi assinado o convênio para pavimentação e drenagem das ruas Projetada, Travessa Silvio G. dos Santos, Travessa Joares Santana Lima, Antônio Rodrigues Ferreira, Ecir Lomar da Rosa, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Ayrton Senna, Projetada Paraná, Adelina Pereira da Silva, Cristo Rei, Dejanira Palmira de Oliveira e Projetada A, no bairro Benedita Monteiro. O valor conveniado é de R$ 1.438.380,09.

Leia mais:  Casagrande anuncia reajuste para servidores públicos estaduais
Continue lendo

Política e Governo

Secretaria de Educação abre processo seletivo para cargo de cuidador

Publicado

A Secretaria da Educação (Sedu) divulgou, no Diário Oficial desta quinta-feira (20), o edital de Processo Seletivo Simplificado nº 08/2020, que abre vagas, em regime de designação temporária, para o cargo de cuidador para atendimento a alunos com deficiência. 

As inscrições serão realizadas exclusivamente por meio eletrônico, pelo site www.selecao.es.gov.br, entre as 14h do dia 27/02/2020 e às 17h do dia 04/03/2020. Vale lembrar que os candidatos que se inscreverem neste processo serão chamados de acordo com as necessidades da Sedu.

Os cuidadores atuam junto à equipe escolar, no apoio necessário aos estudantes com deficiência e/ou Transtorno Global do Desenvolvimento (TGD) que, em decorrência de necessidades específicas, necessitam de mediação nas atividades de alimentação, locomoção/mobilidade e higienização e necessidades correlatas.

Cabe a eles acompanhar e auxiliar o (a) estudante com deficiência severamente comprometida no desenvolvimento das atividades rotineiras, cuidando para que ela tenha suas necessidades básicas (fisiológicas e afetivas) atendidas. A carga horária é de 30 horas semanais e o subsídio de R$ 1.039,00 para atuação nas escolas de tempo parcial e carga horária de 40 horas semanais e subsídio de 1.385,33 para atuação nas escolas de tempo integral.

Confira o edital  AQUI

Leia mais:  Sedu destina R$ 35 milhões para escolas prepararem início do próximo ano letivo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana