conecte-se conosco


Entretenimento

Ambev, seleção, Libertadores. Futebol se livra da Globo

Publicado

O futebol da Globo perdeu as centenas de milhões de reais da Ambev. Hypera Pharma deve sair. Libertadores já foi. Tem só metade das Eliminatórias

A Globo já perdeu a Libertadores para o SBT.

Tem séria briga com a Fifa pela Copa de 2022.

Não quer pagar os 600 milhões de dólares, cerca de R$ 3,2 bilhões, combinados.

Já não teve a Olimpíada e o futebol medalha de ouro, neste ano, por conta da pandemia.

A emissora de Silvio Santos mostrou a final do Carioca 2020.

O que fez o canal carioca desistir definitivamente do Estadual, romper o contrato que iria até 2024.

Já não transmitiu Peru e Brasil pelas Eliminatórias Sul-Americanas para o Qatar.

E também avisa que não fara ‘loucuras’ para mostrar o importante clássico mundial de amanhã, Uruguai e Brasil, em Montevidéu. Por enquanto, só a Turner tem o jogo, que será exibido no seu aplicativo EiPlus.

Mas a Band se associou com emissoras a cabo e tem grande chance de mostrar essa e as outras partidas que a seleção atuará fora do território nacional. Com exceção do confronto com a Argentina, em Buenos Aires, e os jogos no país, que a Globo comprou.

Pechinchando, a emissora bancou apenas metade das partidas das Eliminatórias, algo inédito na sua história.

A pandemia prendeu as pessoas em suas casas. 

Mas a tendência de queda de audiência na transmissão dos jogos na tevê aberta apenas estagnou.

Nos últimos dez anos, mesmo com o aumento da população e o maior acesso às tevês, o número de brasileiros ‘presos à televisão’ assistindo jogos caiu em 22%.

As grandes estrelas, os melhores jogadores, seguem atuando na Europa.

Diante desse cenário, a Ambev, depois de duas décadas, resolveu deixar o futebol da Globo. 

Tem enormes chances de migrar para o SBT, para a Libertadores. Pagando muito menos do que a cota de R$ 300 milhões pelo ano todo na Globo.

Para a competição continental, a emissora paulista cobra R$ 35 milhões por cota.

A Hypera Pharma também está disposta a fazer o mesmo caminho.

Brasil e Venezuela, semana passada. Começou com 25 pontos. Caiu para 21 de audiência

Não adiantou nem a Globo chamar o estádio do Corinthians por Neo Química Arena, tentativa desesperada de segurar a bilionária empresa.

A Ambev e a Hypera Pharma já patrocinaram a final do Carioca de 2020 no SBT.

A emissora confirmava em outubro os anunciantes do futebol no ano seguinte.

Estamos na segunda quinzena de 2020 e, em vez de seis empresas, se sabe que apenas quatro renovaram para o próximo ano: Casas Bahia, Itaú, Vivo e General Motors.

E pagando R$ 311 milhões cada.

A crise no futebol da Globo é séria.

O monopólio no principal esporte no país e, da seleção brasileira, orgulho da família Marinho, já ficou para trás.

Em relação a Uruguai e Brasil, o governo federal não quer a partida fora da tevê aberta.

Com a Globo sem recursos para comprar a transmissão, a Band tem grande chance de mostrar o jogo.

Se não conseguir, a estatal TV Brasil pode repetir o que fez na partida diante do Peru, em Lima.

E mostrar o jogo.

Há a Lei Pelé, que pressiona a divulgação das imagens do confronto.

Art. 84-A. Todos os jogos das Seleções Brasileiras de futebol, em competições oficiais, deverão ser exibidos, pelo menos, em uma rede nacional de televisão aberta, com transmissão ao vivo, inclusive para as cidades brasileiras nas quais os mesmos estejam sendo realizados. (Incluído pela Lei nº 9.981, de 2000).

Parágrafo único. As empresas de televisão de comum acordo, ou por rodízio, ou por arbitramento, resolverão como cumprir o disposto neste artigo, caso nenhuma delas se interesse pela transmissão. O órgão competente fará o arbitramento. (Incluído pela Lei nº 9.981, de 2000).

A cúpula da Globo tem preocupações maiores do que o orgulho de perder mais este jogo da seleção. Buscar duas empresas para substituírem a Ambev e a Hypera Marcas.

Vale a pena destacar os patrocinadores do futebol da Globo desde 2011, para entender a crise atual.

Lembrar que marcas poderosíssimas já viraram as costas à emissora carioca.

Johnson e Johnson, Volkswagen, Coca-Cola, Unilever, Magazine Luiza, Brasil Foods…

2019
Ambev, Casas Bahia, General Motors, Hypera Pharma, Itaú e Vivo

2018
Ambev, General Motors, Hypera Pharma, Itaú, Unilever e Vivo

2017
Ambev, Itaú, General Motors, Johnson e Johnson, Ricardo Eletro e Vivo

2016
Ambev, Brasil Foods, Casas Bahia, Itaú, Johnson & Johnson e Vivo

2015
Ambev, Itaú, Johnson & Johnson, Magazine Luiza, Vivo e Volkswagen

2014
Ambev, Coca-Cola, Itaú, Johnson & Johnson, Vivo e Volkswagen

2013
Ambev, Coca-Cola, Itaú, Johnson & Johnson, Vivo e Volkswagen

2012
Ambev, Coca-Cola, Itaú, Johnson & Johnson, Vivo e Volkswagen

2011
Ambev, Casas Bahia, Coca-Cola, Itaú, Vivo e Volkswagen

A Globo descobriu que não é ‘dona’ do futebol do Brasil…

Leia mais:  Apresentador Rodrigo Rodrigues morre vítima da covid-19 no Rio
publicidade

Entretenimento

Cantora gospel é agredida pelo marido em shopping

Publicado

O cantor Juninho Black, irmão da cantora Quesia Freitas, publicou vídeo da violência nas redes sociais e contou que a irmã era agredida há mais de um ano; o agressor, Bruno Feital, está foragido

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento em que a cantora Quesia Freitas foi agredida fisicamente por seu marido, Bruno Feital, em um shopping no Rio de Janeiro. Homens que passavam pelo local conseguiram parar o agressor, enquanto uma mulher que filmava a violência pedia para ele soltar Quesia (veja o vídeo abaixo).

As imagens foram publicadas pelo cantor gospel Juninho Black, que pediu ajuda para dar visibilidade ao caso. Ele contou que a irmã vinha sendo agredida há mais de um ano.”Cenas fortes e revoltantes! Minha irmã de sangue @quesiafreitasoficial foi agredida anteontem no Américas Shopping Recreio RJ na frente de todos. O AGRESSOR é o atual marido dela brunofeitaloficial que vem a agredindo há mais de um ano. Minha irmã vem sofrendo tortura psicológica, abuso emocional, agressões físicas e coação”, escreveu ele.

“Resolvi trazer a público o caso agora depois de perdoar várias vezes. Ele a agrediu dessa vez em público e repercutiu através do Instagram @recreionosso e outros grupos. Família, não quero que minha irmã caia nas estatísticas de feminicídio. Tenho outros vídeos de agressões em local público e as autoridades ainda não colocaram esse animal na cadeia”, desabafou.

“A gente só acredita quando acontece dentro da nossa família e infelizmente dessa vez está acontecendo com minha irmã. Autoridades responsáveis, aqui fica o apelo para que esse covarde pague pelo que vem fazendo com minha irmã e todo transtorno que está trazendo a minha família. Ele tem que estar atrás das grades. Peço ajuda a todos vocês amigos e artistas compartilhem o caso e a foto dele para chamar atenção da justiça”, pediu.

Nesta terça (24), ele agradeceu o apoio e disse que tem três advogados cuidando do caso. Quesia conseguiu uma medida protetiva para proibir o agora ex-marido de chegar perto dela. Bruno está foragido.

Em entrevista ao programa Balanço Geral nesta terça, ela contou que as agressões começaram no dia seguinte ao casamento, há cerca de um ano. Disse ainda que Bruno era muito ciumento e possessivo e que a proibia de sair sozinha. A cantora está se recuperando do trauma em São Paulo.

Quesia Freitas (Foto: Reprodução / Instagram)

https://www.instagram.com/p/CH6WWEIFyhq/?utm_source=ig_web_button_share_sheet

Leia mais:  Apresentador Rodrigo Rodrigues morre vítima da covid-19 no Rio

Continue lendo

Entretenimento

Morre Francisco Camargo, pai dos sertanejos Zezé e Luciano

Publicado

Paciente ficou 14 dias internado em um hospital particular de Goiânia. Velório e enterro serão restritos à família e ocorrem no Cemitério Jardim das Palmeiras.

Pai de Zezé di Camargo e Luciano, Francisco José de Camargo, de 83 anos, morreu na noite de segunda feira (23), após 14 dias internado em um hospital particular em Goiânia. A informação foi confirmada pela assessoria da dupla na manhã desta terça-feira (24).

Por meio de nota, o Hospital Órion, onde Francisco estava internado, informou que o paciente morreu às 23h05 por causa de uma parada cardiorrespiratória e uma “instabilidade hemodinâmica”.

O velório está previsto para começar às 10h, no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. O sepultamento está marcado para as 17h. Porém, as cerimônias serão restritas à família para evitar a disseminação do coronavírus.

Também de acordo com a assessoria, Zezé já está na capital goiana. Luciano, que mora em São Paulo, testou positivo para Covid-19 e está em isolamento em casa.

Seu Francisco estava internado desde o último dia 10 de novembro, quando sentiu dores no intestino. Quatro dias depois, ele precisou passar por uma cirurgia de emergência para estancar um sangramento no órgão. No dia, Zezé e Luciano estavam em Goiânia para acompanhar de perto a evolução do quadro.

Francisco Camargo com esposa, filhos e netos; publicada em 24 de novembro de 2020 em redes sociais — Foto: Reprodução/Instagram

Apesar dos filhos famosos, ele só ficou conhecido nacionalmente em 2005, após o lançamento do filme “Dois Filhos de Francisco”, que contou a história dele e de sua família.

Francisco Camargo deixa a esposa, Helena Siqueira de Camargo, de 75 anos, e oito filhos: Mirosmar José de Camargo (Zezé), Marlene José de Camargo, Wellintgton Camargo, Emanoel Camargo, Luciele de Camargo, Welson David de Camargo (Luciano), Wesley José de Camargo e Walter José de Camargo. Outro filho do patriarca da família, Emival Camargo, que foi a primeira dupla com Zezé, morreu em 1975 em um acidente de carro.

Ele também tinha dez netos, incluindo a cantora Wanessa Camargo – filha de Zezé -, e bisnetos.

Internações

Nos últimos anos, Seu Francisco convivia rotineiramente com problemas de saúde e internações. Em março de 2018, ele ficou mais de um mês no hospital devido a uma pneumonia.

Já em fevereiro deste ano, Seu Francisco chegou a ser internado para tratar uma infecção decorrente de um enfisema pulmonar. Ele ficou oito dias no hospital e chegou a ocupar um leito de UTI.

Francisco Camargo com os filhos Zezé e Luciano, em Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

2 Filhos de Francisco

O filme “2 Filhos de Francisco” foi lançado em 2005 nos cinemas brasileiros e contou a história de vida da dupla Zezé di Camargo e Luciano e o esforço do pai para tornar a dupla famosa no mundo da música sertaneja. O ator Ângelo Antônio foi o responsável por viver o papel de Francisco. Já a atriz Dira Paes foi a responsável por viver a esposa dele, Helena.

Segundo sites especializados em cinema, o longa foi assistido por cerca de 6 milhões de pessoas e arrecadou aproximadamente R$ 34 milhões.

Leia mais:  Prefeitura de SP pede penhora de bens de Roberto Carlos
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana