conecte-se conosco


Segurança

Bairro Jardim Camburi lança campanha contra a violência

Publicado

A iniciativa conta com as parcerias da comunidade com as polícias Militar e Civil

Vitória – A violência é uma questão que tem preocupado a sociedade. Seja por ineficiência do estado, seja na ousadia da bandidagem que está cada vez mais bem armada e articulada, inclusive contando com a impunidade que impera país a fora.

No bairro Jardim Camburi, na capital capixaba, foi lançada uma campanha intitulada “Jardim Camburi contra a violência” que surgiu depois que o delegado Fabiano Rosa percebeu que o número de ocorrências de violência contra vulneráveis cresceu e não era divulgado. Daí ele fez contato com a Associação Comunitária de Jardim Camburi que celebrou a parceria com a Polícia Civil e a 12ª Cia Independente da Polícia Militar.

O objetivo da campanha, segundo a Acjac que abraçou a campanha, é criar uma rede de prevenção, amparo e apoio às vítimas de violência contra crianças, mulheres, idosos e deficientes residentes no bairro. A proposta, ainda segundo representantes da Acjac, é “desenvolver informativos sobre prevenir a violência e também como denunciar qualquer tipo de agressão, seja ela de forma física, moral, psicológica, sexual e patrimonial, todos tipificados na legislação penal”.

A campanha foi lançada no domingo, dia 11. Para ajudar no combate à violência existem os contatos disponibilizados para a comunidade:

Disque Denúncia 181;

Emergência 190;

Polícia Civil (5ª DP) (27) 3237-2769;

Polícia Militar (27) 3636-7318;

ACJAC (27) 99961-3225.

Outras formas de contato:

# 12ciaind#pmes#policiamilitar#souamigodapmes.

@policiamilitar.pmes

@12ciaindpmes

@policia_civil_es

@acjac.jc

Leia mais:  Governo do Estado entrega 106 novas viaturas a Polícia Militar
publicidade

Segurança

Polícia procura homem que torturou gato com vergalhão em Linhares

Publicado

O criminoso usou uma gaiola para prender o felino e desta forma performar a tortura ao animal

A polícia está procurando o homem suspeito de ter torturado um gato com um vergalhão, em Linhares, no Norte do Espírito Santo. O animal foi resgatado e de acordo com a polícia, as investigações já estão avançadas.

Com a ajuda de pessoas que resgataram o felino, a polícia de Linhares se aproxima do autor da tortura. Em um vídeo que circula na internet, um homem aparece retirando os vergalhões do gato.

O criminoso usou uma gaiola para prender o felino e desta forma performar a tortura ao animal. A PM já se aproximou do criminoso e sabe que a tortura foi realizada em uma casa do bairro Jardim Laguna.

O gato foi levado para atendimento veterinário. Após se recuperar, o animal será colocado para adoção. A PM diz que está perto de prender o homem que cometeu o crime.

Leia mais:  Cavalaria da PM recebe a visita de Oficial da Fédération Équestre Internationale
Continue lendo

Segurança

Acusado de estuprar duas filhas e três sobrinhas é preso

Publicado

A Polícia Civil informou os crimes estariam acontecendo há muitos anos. Quatro vítimas estão com mais de 18 anos, mas teriam sofrido o abuso quando tinham entre 10 e 13 anos

Um carreteiro de 52 anos foi preso pela Polícia Civil na tarde de segunda-feira (23) acusado de abusar sexualmente de duas filhas e três sobrinhas. De acordo com a polícia, os crimes aconteciam há muitos anos. 
Entre as cinco vítimas, quatro são maiores de idade e denunciaram que os crimes aconteceram quando elas tinhas entre 10 a 13 anos. A quinta vítima é uma menina de apenas sete anos. O nome do acusado e a cidade onde os fatos teriam acontecidos não serão revelados, para preservar a identidade das vítimas. 
A delegada Silvana Soeiro afirmou que o caso era investigado há alguns meses. A primeira denúncia aconteceu porque a mãe da criança supostamente abusada leu uma conversa da menina com uma colega em um aplicativo de mensagens, onde a garota contou para a amiga que foi abusada. Depois dessa denúncia a polícia descobriu os outros casos.
“Uma das vítimas está com 18 anos e foi abusada quando tinha 10 anos de idade. São cinco vítimas, sendo duas filhas e três sobrinhas. Todas são do ciclo familiar do acusado”, disse a delegada.
Ainda que neste caso o acusado seja pai de duas vítimas, a delegada alerta que as famílias precisam estar muito atentas para identificar se uma criança está sofrendo abusos. A previsão é que o acusado seja transferido para um presídio da Grande Vitória ainda na manhã desta terça-feira (24). 

Leia mais:  Segurança Pública no município de Pinheiros é tema de reunião
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana