conecte-se conosco


Política e Governo

Banestes e IJSN promovem seminário sobre perspectivas econômicas

Publicado

O Banestes e o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) realizaram, nesta quinta-feira (13), a primeira edição do “Seminário de Conjuntura”, que aconteceu no auditório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-ES), em Vitória. O evento teve como principal objetivo discutir as perspectivas econômicas e fiscais do Brasil, do Espírito Santo e de Minas Gerais, e contou com a presença de mais de 200 participantes, dentre autoridades locais, convidados, imprensa e representantes da comunidade capixaba.

O diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande, enfatizou a importância da promoção do diálogo entre os representantes da sociedade sobre a volatilidade dos cenários econômicos. “É importante sempre falarmos de economia, tendo em vista a constante transformação dos cenários. Esse diálogo promove a troca de informações e de conhecimentos que auxiliam na tomada de decisões estratégicas em prol do desenvolvimento econômico. O ano de 2020 promete ser novamente de um cenário desafiador. Por isso, o Banestes continua com foco na modernização de seus produtos e serviços, com o objetivo de contribuir ainda mais com o crescimento do Espírito Santo”, disse.

O economista-chefe do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Fábio Giambiagi, conduziu a palestra de abertura do evento e, em relação à conjuntura econômica do Espírito Santo, ressaltou que “o atual cenário é de otimismo em relação aos níveis de consumo e de investimentos para o País. O Espírito Santo, que já havia tomado medidas de ajuste enquanto o Brasil mergulhou em crise, em meados de 2015 e 2016, está bem posicionado no cenário nacional e, com a manutenção de uma série de linhas de ação por parte do atual governador, é um exemplo a ser seguido pelo restante dos estados brasileiros nos debates sobre as questões estaduais”.

O evento também contou com a presença do governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, que reforçou a importância da cultura de gestão organizada, iniciada ainda em sua primeira administração. “Desde 2012 estamos como o Estado mais organizado do Brasil.  Além de gestão fiscal organizada, é importante que o resultado da gestão fiscal seja um resultado voltado para comunidade, para a sociedade e para quem precisa efetivamente da administração pública”, afirmou.

Casagrande destacou que esse nível de organização permitiu o desenvolvimento de ações, como a criação do Fundo Soberano do Estado do Espírito Santo (Funses). “A nossa segurança fiscal nos deu condições para criarmos o Fundo soberano, que é um instrumento para atrairmos mais empreendedores; pagando nossos servidores e fornecedores em dia; para que possamos responder emergências, como o desastre causado pelas chuvas; além de fazer obras de infraestrutura, cuidar da saúde, educação e segurança.
O Estado está criando um ambiente bom para que o setor privado possa investir e para que as pessoas possam ter oportunidades”, enfatizou.

Potencialidades

Leia mais:  Fórum reúne secretários estaduais de Gestão e de Planejamento em Vitória

“Neste ano o Instituto Jones comemora 45 anos de vida e tem a sua história vinculada ao desenvolvimento do Estado. Nós vivemos um ano muito bom no Espírito Santo, as nossas perspectivas são muito boas: somos o único Estado do Brasil que tem, de forma consistente, mantido a Nota A do Tesouro Nacional; estamos com dinheiro do petróleo aplicado no Fundo Soberano para investir em Infraestrutura; temos um Plano de Desenvolvimento Regional para aproveitar nossas potencialidades em cada uma das microrregiões do Estado. Temos um mapa, um plano de voo em direção a prosperidade e é isso que estamos demonstrando neste evento”, lembrou o diretor-presidente do IJSN, Luiz Paulo Vellozo Lucas.

A rodada de discussão sobre os cenários econômicos e fiscais do Espírito Santo e de Minas Gerais traçou as principais características das economias locais e desempenhos. “Minas Gerais e Espírito Santo possuem uma corrente de comércio relevante, porém ainda aquém do potencial dos dois estados. Além disso, há agendas comuns, como o desenvolvimento dos municípios fronteiriços e estratégias de fortalecimento da cadeia cafeeira. Por fim, chamo atenção para a necessidade de termos mais estudos e análises para ampliar a capacidade de formulação e implementação de políticas de fortalecimento dos laços entre os dois estados”, relatou o economista-chefe do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Adauto Modesto.

Para o subsecretário do Tesouro Estadual, Bruno Dias, o evento foi uma oportunidade de apresentar os resultados fiscais do Governo do Espírito Santo. “Debatemos os principais desafios e oportunidades de impacto nas finanças públicas do Espírito Santo para 2020. Mostramos um pouco do papel desenvolvido pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) na consecução da Nota A e na gestão do Fundo Soberano e do Programa de Concessões e Parcerias”, pontuou.

De acordo com a economista-chefe do Banestes, Eduarda La Rocque, novas edições do Seminário de Conjuntura estão programadas para acontecer nos próximos anos. “A ideia é que este seja o primeiro de vários outros eventos para mostrarmos que o Espírito Santo se encontra em situação muito positiva quando comparado ao cenário nacional. Com a exibição e análise dos números que comprovam esse cenário, vemos que apesar da queda do PIB, a atividade econômica do Estado está em alta. Vivemos um excelente momento do ponto de vista para investimentos. Com o investimento público em infraestrutura, atraímos ainda mais investimento do setor privado para o Estado. O Espírito Santo é, sem dúvida, a bola da vez”, explicou La Rocque.

Leia mais:  Governo do Estado e TJES assinam convênio para reforma do Complexo Judiciário de Vitória
publicidade

Política e Governo

Deputado estadual não é candidato em Guaçuí

Publicado

Para o suplente não é uma boa notícia, mas a verdade é que o deputado estadual, Luciano Machado não será pré-candidato a prefeito do município de Guaçuí. Havia muita especulação de que o parlamentar poderia vir a tentar se eleger prefeito, até porque desfruta de muito prestígio na região, principalmente no seu município.

Deputado Luciano Machado vai continuar na Assembleia.

De acordo com o parlamentar a sua decisão é uma questão de coerência, responsabilidade e compromisso assumido quando da sua eleição de deputado estadual. Ele é o único representante na Assembleia Legislativa da região do Caparaó e, por isso, “não seria justo deixar o cargo para o qual foi eleito, para virar pré-candidato a prefeito de um município”, disse o parlamentar que ocupa na Assembleia a Mesa Diretora como um dos vice-presidentes da Casa.

Quem é Luciano Machado

Formado em Letras, é empresário desde 1987. Em 1988, foi eleito vereador constituinte, em Guaçuí, onde também foi vice-prefeito (1996) e prefeito por dois mandatos (2000 e 2004). Ex-presidente do Consórcio Caparaó, também exerceu o cargo de diretor de Obras da Cohab-ES, foi representante do governo do Estado na Junta Comercial e gerente de programas e projetos da Secretaria de Agricultura. Em seu primeiro mandato na Assembleia Legislativo, foi eleito em 2018 com 15.221 votos. É o 1º secretário da Mesa.

Leia mais:  Fórum reúne secretários estaduais de Gestão e de Planejamento em Vitória
Continue lendo

Política e Governo

Programa conscientiza alunos sobre uso de novas tecnologias

Publicado

Proposta busca incentivar os pais a ensinarem seus filhos no uso da internet com segurança

A deputada Raquel Lessa (Pros) é autora do Projeto de Lei (PL) 111/2020, que prevê a criação do Programa Cidadania Digital nas escolas estaduais. A proposta é conscientizar alunos, pais e professores para um comportamento  responsável e saudável no uso das novas tecnologias disponíveis nas bibliotecas públicas.

O programa tem como objetivo a filtragem do acesso à internet no ambiente escolar para impedir a visualização de conteúdo prejudicial ou inadequado por alunos e funcionários da escola e também promover alfabetização digital com a conscientização dos perigos do uso excessivo dos meios eletrônicos. A matéria inclui a família dos estudantes no processo de cidadania digital e busca incentivar os pais a ensinarem seus filhos no uso da internet com segurança.

Caso seja aprovada, a proposta vai contar com ferramentas para apoio pedagógico. Entre elas orientações em tempo real para professores que desejam compartilhar informações, ouvir dicas sobre como trabalhar os conteúdos em sala de aula e tirar dúvidas com psicólogos sobre formas de lidar com casos de cyberbullying  e exposição dos alunos na internet.

Estabelece ainda como instrumento para os professores a promoção de palestras, encontros e seminários sobre temas cotidianos do universo online, como crimes de internet, informações falsas, superexposição nas redes e  proteção da privacidade.

“A internet é um dos avanços mais significativos da modernidade, pois abre portas para inúmeras oportunidades, inclusive, para o compartilhamento de informações, produção de conteúdo e construção de conhecimento, a comunicação, o lazer e o entretenimento. Embora a mídia e a tecnologia tenham uma grande promessa de aprendizado, os jovens precisam de apoio e educação para aprenderem a fazer julgamentos sólidos ao navegar no mundo digital”, explica a autora.

Raquel Lessa disse que é preciso fazer um contraponto aos investimentos que os governos vêm fazendo em informatização das escolas. “Como os estados investem na tecnologia do século XXI, os legisladores estaduais estão tomando medidas para garantir que os alunos tenham as habilidades de alfabetização digital e cidadania que lhes permitam aproveitar ao máximo as oportunidades de aprendizagem online. Isso inclui ajudar os alunos a discernir a origem e a validade do conteúdo online e a praticar comportamento online seguro e ético”, conclui.

Tramitação

As comissões de Justiça, Ciência e Tecnologia, Educação e Finanças emitirão parecer sobre a matéria.

Leia mais:  Fórum reúne secretários estaduais de Gestão e de Planejamento em Vitória
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana