conecte-se conosco


Cidades

Banestes promove ações de conscientização em apoio à Semana da Segurança Digital

Publicado

Promovida pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), a semana busca conscientizar a população brasileira e minimizar o número de vítimas de golpes.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) realiza, entre este domingo (25) até o próximo dia 31 de outubro, a segunda edição da Semana da Segurança Digital, uma ação que tem como objetivo promover a conscientização da sociedade para o uso da Internet e os serviços digitais de forma segura. Todas as informação e dicas de segurança estão disponíveis no hotsite antifraudes.febraban.org.br.

Para o sucesso e capilaridade da campanha, a Federação conta com o apoio das instituições bancárias. O Banestes vai participar ativamente da campanha, na promoção de ações entre funcionários e clientes para disseminar informações sobre dicas de como se prevenir dos principais golpes e fraudes digitais.  

A edição de 2020 tem como tema principal a “Engenharia Social”, e os principais assuntos trabalhados serão: E-mails falsos e Páginas falsas (Phishing), Home office, Redes Sociais e Privacidade de Dados, Senhas e Autenticação Segura e Sistemas de Pagamentos Instantâneos – Pix.

“O Banestes investe cada vez mais em segurança. O banco tem uma equipe de monitoramento contínuo para prevenção e resposta a fraudes, que trabalha com foco nas ações de segurança dos clientes, de forma rápida e eficaz”, ressalta o diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

E, em tempos de expansão das transações financeiras por meios digitais, é preciso redobrar os cuidados. Por isso, a conscientização é a melhor forma de prevenir golpes financeiros.

Na avaliação do diretor de Riscos e Controle do Banestes, Carlos Artur Hauschild, “em geral, a população carece de cultura de segurança e privacidade, e essa desinformação leva os clientes a serem facilmente envolvidos pelos golpistas. Por isso, a conscientização e a prevenção são fundamentais para a garantia da segurança”.

A população pode aderir à Semana da Segurança Digital compartilhando as postagens e materiais divulgados e utilizando, nas publicações, as hashtags #SegurançaDigital, #SemanadaSegurançaDigital e #CompartilheSegurança Digital.

Semana da Segurança Digital – 2ª Edição:

  • De 25 a 31 de outubro de 2020.
  • Informações completas em antifraudes.febraban.org.br.
  • Conteúdos serão postados nas redes sociais oficiais do Banestes: Facebook, Linkedin, Instagram e Twitter.
  • Compartilhe com as hashtags:  #SegurançaDigital, #SemanadaSegurançaDigital e #CompartilheSegurançaDigital.

Leia mais:  Alunos do 8º e 9º ano devem se cadastrar para aulas online
publicidade

Cidades

Banestes participa da campanha Feirão On-line do SPC

Publicado

Cliente pode conseguir abatimento no valor da dívida de até 100% das multas e juros de mora. Atendimento será exclusivamente virtual, neste ano, devido à pandemia do novo coronavírus.

O Banestes participa, durante o mês de dezembro, do Feirão On-line do Serviço de Proteção (SPC), organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da Grande Vitória. O Banco vai oferecer descontos de até 100% de multas e juros de mora, além de alongamento do prazo da dívida, para quem teve dificuldades de manter as contas em dia.

O Banco concederá flexibilidade de negociação e descontos progressivos, aumentando as chances de o cliente quitar o débito. Cada caso será analisado individualmente. A campanha visa a incentivar as pessoas a renegociarem suas dívidas, restaurarem seu poder de compra e, com isso, terem um Natal mais tranquilo.

A campanha iniciará na próxima terça-feira (1º) e segue até 20 de dezembro. Os interessados em regularizar as contas atrasadas deverão acessar o site www.feiraoonlinespc.com.br, onde vão encontrar três ícones, sendo um deles exclusivo para negociar os débitos com o Banestes.

Poderão ser atendidos clientes pessoa física que possuem dívidas referentes a vários produtos do Banco, como cheque especial, cartões de crédito, crédito pessoal, microcrédito, consignado, adiantamento de 13º salário e antecipação de imposto de renda. O valor é limitado a R$ 100 mil, para dívidas não ajuizadas, sem garantia real e com atraso superior a 60 dias.

O parcelamento da renegociação da dívida pode ser em até 60 meses.  Três profissionais do Banestes estarão no atendimento exclusivo durante a campanha, de plantão. No total, a expectativa do Banco é de realizar 40 atendimentos por dia.

De acordo com o superintendente de Créditos do Banestes, Leonardo de Oliveira Boa, o cliente que está inadimplente deve aproveitar essa oportunidade.  Ele ressalta que o Banco pode propor novo parcelamento ou alongamento da dívida, sempre analisando o comprometimento da renda do cliente, de forma que ele consiga pagá-la.

“O feirão da CDL é uma das principais ações que temos no Estado de incentivo à renegociação de dívidas. É uma oportunidade ímpar para os clientes fecharem o ano sem pendências e recuperarem seu poder de compra. O Banestes estará no feirão com descontos ainda melhores”, frisou Boa. 

Como vai funcionar

  • O consumidor deverá acessar o site www.feiraoonlinespc.com.br.
  • No endereço eletrônico, o consumidor vai encontrar três ícones, sendo um deles exclusivo para negociar os débitos com o Banestes.
  • Ao clicar no ícone do Banestes, o consumidor será direcionado para fazer a negociação diretamente com a instituição financeira.
  • O cliente preenche o formulário e receberá o contato, via telefone, dos gerentes do Banestes que estarão exclusivamente por conta do evento.
  • A campanha ocorrerá de 1º a 20 de dezembro, virtualmente, 24 horas por dia.

Leia mais:  Banestes: Indisponibilidade temporária de serviços
Continue lendo

Cidades

Sistema indenizatório para casos de difícil comprovação é ampliado em municípios do ES

Publicado

Operação é realizada por meio de plataforma on-line disponível no site da Fundação Renova

Os municípios capixabas de Aracruz, Conceição da Barra, Linhares e São Mateus agora integram o novo sistema indenizatório para os casos de difícil comprovação decorrentes dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão. Baixo Guandu foi o primeiro município a integrar a plataforma. O sistema foi implementado e ampliado a partir de decisão da 12ª Vara Federal, após petições apresentadas pelas Comissões de Atingidos desses municípios. 

Por meio do novo sistema, é possível pagar os casos de difícil comprovação de danos de categorias informais como, por exemplo, lavadeiras, artesãos, areeiros, pescadores de subsistência e revendedores informais de pescado. Os valores variam de cerca de R$ 23 mil a R$ 567 mil, dependendo do dano sofrido. 

Iniciado em agosto para Baixo Guandu (ES) e Naque (MG), o novo sistema indenizatório funciona por meio de uma plataforma on-line disponível no site da Fundação Renova (www.fundacaorenova.org). 

Até 20 novembro, o novo sistema indenizatório somava 862 pagamentos realizados, com valor total correspondente a R$ 83 milhões nesses dois municípios. Destes, 541 pessoas são de Baixo Guandu. A adesão à plataforma tem prazo definido pela Justiça. Em São Mateus, a data-limite é 31 de dezembro de 2020 e, para os demais municípios, 31 de janeiro de 2021. 

A Fundação Renova informa que, até setembro de 2020, foram pagos, no somatório total, R$ 2,65 bilhões em indenizações e auxílios financeiros emergenciais para cerca de 321 mil pessoas em toda calha do rio Doce, em Minas e no Espírito Santo.

Acesso

O acesso à plataforma é o primeiro passo para dar entrada no sistema de indenização. Os atingidos precisam ser representados por advogados ou defensores públicos que devem cumprir todas as etapas previstas na plataforma e atender às determinações das sentenças, com a apresentação das documentações exigidas. Depois que esse processo é finalizado, em caso de aceite dos termos da indenização, os termos de adesão e quitação são encaminhados à Justiça. Após a homologação pelo Juízo, a indenização é paga em até dez dias úteis.

Para ingressar na plataforma, os atingidos devem confirmar idade superior a 16 anos na data do rompimento, estar devidamente inscritos ou com solicitação de cadastro junto à Fundação Renova até 30 de abril de 2020, ser vinculados aos municípios mencionados e estar representados por advogados ou defensores públicos. A adesão ao novo sistema indenizatório é facultativa.

Leia mais:  Alunos do 8º e 9º ano devem se cadastrar para aulas online
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana