conecte-se conosco


Mundo Cristão

Blitz do Amor se prepara para levar 50 missionários em expedição evangelística pela Bahia

Publicado

“Queremos trazer a realidade do Reino de Deus nas cidades despertando as igrejas locais”, afirma idealizador.

A Escola Blitz do Amor, ministério da Igreja de nome homônimo, está se preparando para embarcar com 50 missionários de diversas congregações rumo ao sul da Bahia.

O evangelismo, que acontece desde 2010, teve um intervalo ministerial em 2018 e volta em 2019 com um novo plano: Trazer um avivamento às comunidades da “Costa do Cacau”, como é conhecida a região que abrange as cidades de Aurelino Leal, Ubaitaba, Serra Grande e Itacaré.

O pastor Roberto Feitosa, idealizador da ação, conta como foi recebido o direcionamento para o retorno das missões:

“No final de 2018 o Senhor nos orientou a iniciarmos a Escola em um modelo de missões na prática… como eu já conhecia o Sul da Bahia e vendo a carência das igrejas locais em ser mais relevantes naquela região, entendemos que aquela localidade precisava de um despertar, então dos dias 18 a 24 de novembro de 2019 estaremos levando 50 missionários pra percorrer todas essas cidades”, explica.

Além da própria Igreja Convívio Blitz do Amor, obreiros e líderes de outras denominações também se juntam ao propósito.

“A igreja na qual congrego tem uma total essência apostólica, profética, missionária e “evangelística”. Foi exatamente através de um ministério de evangelismo que ela surgiu e vem crescendo a cada dia evangelizando, consolidando, disciplinado, equipando, treinando e enviando para o campo missionário”, comentou Anderson Moreira, presbítero da Igreja Bola de Neve da Barra da Tijuca (RJ).

A caravana de missionários promete impactar os lugares onde passarem pregando a Palavra de casa em casa, orando pelos enfermos, além de evangelizar nas escolas e realizar treinamentos com cristãos locais.

“Queremos trazer a realidade do Reino de Deus nas cidades despertando as igrejas locais para servir a cidade trazendo a mensagem do evangelho de Jesus a todas as pessoas à serem alcançadas”, concluiu Feitosa.

Leia mais:  “O Espírito Santo disse para eu voltar”, diz pastor que impediu suicídio de mulher
publicidade

Mundo Cristão

Deive Leonardo conta como tem impactado milhões: “Graça de Deus”

Publicado

As ministrações do pastor no Youtube foram assistidas mais de 145 milhões de vezes

Com mais de 3 milhões de inscritos no canal do Youtube, o pastor Deive Leonardo, da Igreja Assembleia de Deus, em Joinville (SC), tem conquistado uma multidão de pessoas através das redes sociais, inclusive artistas como o jogador Neymar, o humorista Whinderson Nunes, o cantor Luan Santana e outros.

Suas pregações e palestras motivacionais ajudam pessoas de todas as idades e classes sociais a conseguirem respostas para seus problemas cotidianos.

Com mais de 145 milhões de visualizações no Youtube, o pastor se alegra ao saber que tem impactado a vida de tantas pessoas.

“É uma graça de Deus alcançar tantas pessoas. Afinal de contas, todas essas pessoas que nos seguem é por conta da palavra de Deus. Por isso não me enxergo como uma celebridade. Seria até incoerência da minha parte me enxergar assim sendo que tudo o que faço é falar de Jesus. Se tiver uma celebridade sempre será o Senhor”, revelou.

Resultado de imagem para deive leonardo

Os artistas que os seguem não o conhecem pessoalmente, outros já estiveram em seus eventos como aconteceu com Neymar com quem Deive Leonardo tem uma foto.

“Nosso desejo é alcançar cada vez mais pessoas e essas pessoas têm poder de influência, então faz com que o nosso propósito seja mais efetivo. Também ajudamos esses artistas, que são pessoas normais, que também têm seus problemas. E que precisam de ajuda, oração”, disse o pastor.

Aos 29 anos, Deive Leonardo conta que encontrou o jogador Neymar no jogo da Copa América depois que o atleta compartilhou um vídeo dele.

Sobre o cantor Luan Santana, o pastor revela que ficou surpreso ao saber que o sertanejo tinha compartilhado em seu feed do Instagram uma mensagem dele.

“Eu não sabia que ele me acompanhava. Foi um presente”, lembrou.

Leia mais:  Deive Leonardo conta como tem impactado milhões: “Graça de Deus”
Continue lendo

Mundo Cristão

Abuso sexual e agressão física também são motivos para divórcio, diz teólogo

Publicado

Wayne Grudem é professor de Bíblia e cofundador do Conselho sobre Masculinidade e Feminilidade Bíblicas.

O teólogo e professor de Bíblia, Wayne Grudem, declarou que o entendimento sobre os motivos que a Palavra de Deus permite o divórcio não é apenas infidelidade e abandono, mas também abuso sexual e agressão.

Em entrevista ao Christianity Today, o teólogo norte-americano disse que novas pesquisas teológicas revelaram a ele que a Bíblia não é tão rígida em divórcio quanto ele passou anos alegando ser.

A mudança de opinião de Grudem parece ser devida, pelo menos parcialmente, às experiências de abuso que ele e sua esposa, Margaret, ouviram.

“Minha esposa Margaret e eu tomamos conhecimento de alguns exemplos comoventes de coisas como humilhação e degradação sexual severa que continuaram por décadas e outro caso de agressão física que durou décadas”, explicou o teólogo.”Em todas essas situações, o cônjuge abusado ficou em silêncio, acreditando que o dever de um cristão era preservar o casamento, a menos que houvesse adultério ou deserção, o que não havia acontecido”.

Grudem falou sobre sua mudança de pensamento na semana passada, no discurso chamado “Motivos para o divórcio: por que agora acredito que existem mais de dois”, na reunião anual da Sociedade Evangélica Teológica.

Sua nova crença depende de sua interpretação renovada de 1 Coríntios 7.15 , que diz: “Mas se o marido ou a esposa que não é crente insistir em partir, deixe-os ir. Nesses casos, o marido ou a esposa crente não está mais ligado ao outro, pois Deus chamou você para viver em paz”.

Grudem explicou que, na maioria dos comentários, “nesses casos” se refere a infidelidade ou deserção. Mas, depois de estudar 52 outros usos da frase de três palavras na literatura grega antiga, ele concluiu que o escritor raramente pretende “nesses casos” se referir aos casos já mencionados. Em vez disso, pretende se referir a situações semelhantes às já abordadas.

“Esses exemplos me levaram a concluir que, em 1 Coríntios 7.15, a frase ‘nesses casos’ deve ser entendida como incluindo todos os casos que destroem um casamento da mesma forma”, disse ele, concluir que o divórcio é aceitável se houver abuso.

Grudem agora se junta a uma pequena maioria de pastores evangélicos – apenas 55% – que acreditam que o divórcio é o melhor curso de ação para quem enfrenta abuso doméstico, embora ele tenha argumentado que a reconciliação, se possível, é o resultado mais desejável.

Leia mais:  Abuso sexual e agressão física também são motivos para divórcio, diz teólogo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana