conecte-se conosco


Brasil

Caixa paga novas parcelas do auxílio nesta quarta-feira

Publicado

Serão beneficiados 3,6 milhões nascidos em outubro, além do grupo do Bolsa Família, com final 8 do NIS, que recebe a parcela extra de R$ 300

A Caixa paga nesta quarta-feira (28) novas parcelas do auxílio emergencial para 5,2 milhões. Serão beneficiados 3,6 milhões nascidos em outubro, que fazem parte do ciclo 3 do calendário, sendo 1,3 milhão da 1ª à 5ª parcela de R$ 600 e 2,3 milhões com a extra de R$ 300.

Outros 1,6 milhão de beneficiários do Bolsa Família com NIS final 8 recebem a segunda parcela do auxílio emergencial extra, de R$ 300. O pagamento para o esse grupo segue até o dia 30, para os que têm o NIS final 0.

Para o grupo do ciclo 3, o valor é depositado conta poupança digital e o saque liberado apenas em 1º de dezembro. Até lá, o valor pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem, que permite fazer compras, pagar boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Extensão do auxílio

O auxílio foi pago a 67,7 milhões de pessoas, num total de R$ 231,2 bilhões desde abril. De três parcelas, o benefício passou para cinco de R$ 600 cada, no caso de mãe chefe de família, R$ 1.200. Depois, foram definidas mais quatro com valor menor, de R$ 300, até dezembro.

Não há necessidade de novo requerimento para receber a extensão do auxílio. Somente aqueles que já foram beneficiados e que se enquadram nos novos requisitos estabelecidos por medida provisória terão direito a continuar recebendo o benefício.

Pelas novas regras, a declaração do Imposto de Renda 2020 será critério de exclusão para quem teve rendimentos superiores a R$ 28.559,70 em 2019 ou bens e direitos de valor superior a R$ 300 mil reais em 31 de dezembro de 2019. Quem mora no exterior ou presos em regime fechado também foram excluídos do pagamento.

Calendário do Bolsa Família

NIS final 8 – 28 de outubro

NIS final 9 – 29 de outubro

NIS final 0 – 30 de outubro

Calendário dos demais grupos

Ciclo 3: quem recebeu a primeira parcela em abril e passa a ganhar a extra de R$ 300; também inclui aqueles que estão recebendo as demais parcelas de R$ 600.

Ciclo 4: aqueles que receberam a primeira em maio e passam a ganhar a extra.

Ciclo 5: beneficiários que receberam a primeira parcela em junho.

Ciclo 6: receberam a primeira parcela do benefício em julho.

Depósito em conta digital

Para o ciclo 3

28 de outubro – nascidos em outubro

29 de outubro – nascidos em novembro

1º de novembro – nascidos em dezembro

Para o ciclo 4

30 de outubro – nascidos em janeiro

4 de novembro – nascidos em fevereiro

5 de novembro – nascidos em março

6 de novembro – nascidos em abril

8 de novembro – nascidos em maio

11 de novembro – nascidos em junho

12 de novembro – nascidos em julho

13 de novembro – nascidos em agosto

15 de novembro – nascidos em setembro

16 de novembro – nascidos em outubro

18 de novembro – nascidos em novembro

20 novembro – nascidos em dezembro

Saque em dinheiro

Para os ciclos 3 e 4

7 de novembro – nascidos em janeiro e fevereiro

14 de novembro – nascidos em março

21 de novembro – nascidos em abril e maio

24 de novembro – nascidos em junho

26 de novembro – nascidos em julho

28 de novembro – nascidos em agosto e setembro

1º de dezembro – nascidos em outubro

5 de dezembro – nascidos em novembro e dezembro

Depósito em conta digital

Para o ciclo 5

22 de novembro – nascidos em janeiro

23 de novembro – nascidos em fevereiro

25 de novembro – nascidos em março

27 de novembro – nascidos em abril

29 de novembro – nascidos em maio

30 de novembro – nascidos em junho

2 de dezembro – nascidos em julho

4 de dezembro – nascidos em agosto

6 de dezembro – nascidos em setembro

9 de dezembro – nascidos em outubro

11 de dezembro – nascidos em novembro

12 de dezembro – nascidos em dezembro

Para o ciclo 6

13 de dezembro – nascidos em janeiro e fevereiro

14 de dezembro – nascidos em março

16 de dezembro – nascidos em abril

17 de dezembro – nascidos em maio

18 de dezembro – nascidos em junho

20 de dezembro – nascidos em julho e agosto

21 de dezembro – nascidos em setembro

23 de dezembro – nascidos em outubro

28 de dezembro – nascidos em novembro

29 de dezembro – nascidos em dezembro

Saque em dinheiro

Para os ciclos 5 e 6

19 de dezembro – nascidos em janeiro e fevereiro

4 de janeiro – nascidos em março

6 de janeiro – nascidos em abril

11 de janeiro – nascidos em maio

13 de janeiro – nascidos em junho

15 de janeiro – nascidos em julho

18 de janeiro – nascidos em agosto

20 de janeiro – nascidos em setembro

22 de janeiro – nascidos em outubro

25 de janeiro – nascidos em novembro

27 de janeiro – nascidos em dezembro.

Leia mais:  Relator propõe isenção de luz para baixa renda por mais dois meses
publicidade

Brasil

Senador é suspeito de estuprar jovem de 22 anos em São Paulo

Publicado

Crime supostamente cometido pelo parlamentar Irajá (PSD-TO) foi registrado no 14º DP (Pinheiros) nesta segunda-feira (23) na capital paulista

O senador Irajá Silvestre Filho (PSD-TO) é suspeito de estuprar uma jovem de 22 anos num flat em um bairro nobre da cidade de São Paulo (SP). O parlamentar nega as acusações – leia, abaixo, a nota completa.

A suspeita contra o senador, filho da também senadora Kátia Abreu (PP-TO), consta de um boletim de ocorrência registrado na madrugada desta segunda-feira (23) pela jovem no 14º Distrito Policial (Pinheiros).

De acordo com o documento, a vítima conheceu o senador num restaurante no Jockey Club de São Paulo. Depois, à noite, teriam ido para uma balada.

No local, “conheceram outras pessoas, consumiram bebidas alcoólicas e ali permaneceram, relatando a vítima que dado instante perdeu a consciência e veio a acordar na suíte de um flat”, diz o documento.

O boletim de ocorrência pontua ainda que, no flat, a jovem recobrou a consciência e acordou com o senador em cima dela, cometendo o ato de estupro. O parlamentar teria dito, segundo a vítima, as frases “você é minha” e “agora você é minha, eu estou apaixonado”.

A vítima disse que não resistiu ao abuso porque ficou com medo de que ele pudesse agredí-la, mas pediu para tomar água e ir ao banheiro, o que lhe foi negado. Num dado momento em que ela conseguiu ir ao banheiro, se trancou e mandou mensagens para uma amiga pedindo socorro. 

Com a chegada dessa amiga, a vítima partiu para cima do senador, dando socos. Em seguida, desceram para a recepção, onde acionaram a polícia. O senador, por sua vez, continuou no quarto, segundo o relato. Mas, quando os policiais chegaram, o parlamentar não estava mais ali.

Os policiais solicitaram perícia no local, além de encaminhar a vítima para exames de conjunção carnal e outros atos libidinosos, assim como exame toxicológico.

A vítima passou por exames na manhã desta segunda, segundo informou um amigo à reportagem. Disse também que ela recebeu medicação para lidar com o trauma.

A reportagem procurou a defesa do senador Irajá (PSD-TO). Leia, abaixo, a íntegra da nota:

“Foi com surpresa, decepção, tristeza e indignação que tomei conhecimento do episódio infame, maldoso e traiçoeiro envolvendo a minha vida e minha dignidade.

Eu sempre pautei minha vida profissional, pública e pessoal pela ética, respeito e retidão, sendo inimaginável ser acusado de algo dessa natureza.

O fato é que, como principal interessado na revelação ampla e total de toda essa farsa, solicitei que meu advogado, Daniel Bialski, reforçasse às autoridades responsáveis pela investigação do caso que requisitassem a realização de exame de corpo delito na acusadora para comprovar a verdade.

Ressalto que compareci espontaneamente à delegacia responsável pela apuração dos fatos e pedi para ser submetido, voluntariamente, a exame de corpo de delito e toxicológico, tudo para desmistificar o quanto aleivosamente alegado.

As filmagens, demais provas e testemunhas hão de repor a verdade no seu devido lugar e vir a declarar minha total e plena inocência.

Confio na polícia e na Justiça e sei que ficará provado que jamais houve nada que possa tangenciar qualquer comportamento inapropriado de minha parte.

Lamento muito ter sido envolvido nesse enredo calunioso e difamatório que busca manchar o meu nome em função da visibilidade momentânea da função que ocupo.

Reitero que aguardarei a conclusão das investigações antes de fazer qualquer nova manifestação. Não pretendo ser atirado para essa arena sórdida. A verdade aparecerá e eu a aguardarei com serenidade.

Declaro e reitero que não cometi ilícito algum e estou à disposição das autoridades para quaisquer esclarecimentos que se fizerem necessários

Senador Irajá”

Leia mais:  BNDES amplia em R$ 5 bi crédito a micro, pequena e média empresa
Continue lendo

Brasil

UFPR confirma primeiros casos de novo coronavírus em cachorros

Publicado

Presença do vírus já havia sido confirmada em uma gata; transmissão entre humanos e animais é possível, mas o contrário ainda não foi confirmado

A (UFPR) Universidade Federal do Paraná confirmou a SARS-CoV-2 em dois cães de Curitiba, um da raça buldogue francês e um sem raça definida, segundo divulgado pela universidade nesta segunda-feira (24). Tratam-se dos primeiros casos confirmados da presença do novo coronavírus em cachorros no Brasil.

O primeiro caso do mundo foi confirmado no começo de março, em Hong Kong, quando um cachorro foi contagiado por sua dona. No Brasil, uma gata foi diagnosticada com o vírus em Cuiabá, no Mato Grosso. Ela foi infectada por seus donos, mas não apresenta sintomas da doença. O caso foi relatado pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT).

No caso do buldogue, seu tutor também testou positivo para a doença, segundo os pesquisadores. O cachorro, que dorme na mesma cama que o dono, apresentou secreção nasal no cão. “No segundo teste, o tutor negativou, mas o cão estava positivo, já com uma quantidade pequena de vírus no organismo. No segundo teste realizado com o buldogue no dia seguinte, o animal também negativou”, afirma o comunicado divulgado pela UFPR.

O tutora do cão sem raça definida também havia apresentado teste positivo para covid-19. Segundo a pesquisa, todos os seus quatros cães, que dormem com ela na cama, tiveram episódios de espirro, no entanto apenas um teve a presença do vírus confirmada. Por outro lado, todas as pessoas da casa contraíram a doença. 

O professor Alexander Biondo, coordenador do estudo, afirmou, por meio do comunicado, que os dados serão registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e as amostras serão enviadas para confirmação no TECSA Laboratório Animal, para que sejam testadas em outro laboratorio de referência. Apesar dos primeiros resultados positivos, não existe nehum caso confirmado de cães e gatos transmissores do vírus ou com registro da doença covid-19.

“Animais podem se infectar pelo vírus SARS-CoV-2, inclusive cães e gatos, mas isso não se equivale a dizer que eles têm a doença ou são transmissores. Segundo estudos já publicados, gatos podem se infectar e transmitir para outros gatos, mas não há dados para cães”, disse o professor, no comunicado.

“O contato mais íntimo entre humanos e pets pode infectar os bichinhos, sendo indicado o distanciamento e o uso de máscara em caso de confirmação para tutores que testarem positivo”, completa a nota.

Leia mais:  Permitida pesca de emalhe por embarcações motorizadas no litoral de São Paulo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana