conecte-se conosco


São Mateus

Capital do Espírito Santo é transferida simbolicamente para São Mateus

Publicado

A vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, participou, na manhã desta sexta-feira (20), da transferência simbólica da Capital do Espírito Santo para o município de São Mateus. O ato realizado no Dia Nacional da Consciência Negra está previsto na Lei Estadual nº 8.790/2007 e faz parte da programação da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH) para o Novembro Negro. A solenidade aconteceu na Casa da Cultura, no Sítio Histórico Porto, com a presença de diversas autoridades.

Jaqueline Moraes, que é a primeira mulher negra eleita para o cargo, destacou a importância do ato de hoje. “Quando o País celebra o Dia Nacional da Consciência Negra, o Espírito Santo faz a transferência simbólica da Capital do Estado para São Mateus. Nos leva a pensar a partir daqui como um lugar de sonho do povo negro. Sonho como forma de cuidar de todos nós, a população negra deste Estado”, disse, citando o aumento na representatividade política de candidatos negros, mulheres e trans no último processo eleitoral.

“É necessário entendermos que esta é uma resposta social muito forte. As políticas afirmativas mostram que pretos e mulheres são a maioria, e se são maioria, precisamos ocupar os espaços de poder. Eu acredito muito nisso e vou continuar lutando para que estas mudanças continuem acontecendo”, reforçou Jaqueline Moraes, destacando que seu trabalho à frente da Vice-Governadoria do Estado é coletivo.

Para a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, a transferência simbólica da Capital para São Mateus é extremamente importante. “Aqui viveu Zacimba Gaba, mulher negra que lutou, resistiu e libertou muitas pessoas que foram escravizadas. Aqui atracou o último navio negreiro que chegou ao Brasil e aqui tem uma grande população negra. Estar aqui hoje, com nossa vice-governadora, que é negra, para esta solenidade também é histórico. Que possamos lutar dia a dia contra o racismo, que sejamos antirracistas e possamos transformar nossa sociedade em um espaço realmente democrático, justo e igualitário”, afirmou.

Já a gerente de Promoção da Igualdade Racial da SEDH, Edineia Conceição de Oliveira, enfatizou que a transferência simbólica da Capital é importante por causa do resgate cultural que se faz desse território. “Essa ação representa o reconhecimento a toda história do povo negro para os capixabas. É importante fomentar as políticas públicas para a população dessa cidade que tem uma representação tão grande para nosso Estado”, pontuou.

Consciência Negra

Leia mais:  FAKE NEWS - Diretora Geral do HRAS Vanete Miguel Timóteo desmente portais de comunicação

O Dia da Consciência Negra relembra, por meio de ações em todo Brasil, a morte de Zumbi dos Palmares, líder quilombola que representa a luta dos negros contra a escravidão na época da colonização do País (1530 – 1888). Inicialmente incluída em 2003 no calendário nacional, a data foi oficializada pela Lei nº 12.519 já no ano de 2011.

No caso do ato simbólico no Espírito Santo, o presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Cepir), Rosemberg Moraes Caitano, explica a importância histórica da escolha de São Mateus para Capital neste 20 de novembro.

“Para mim, a importância da transferência da Capital para a cidade de São Mateus é um ato antirracista que o nosso Governo do Estado evidencia, tendo em vista que o porto de São Mateus foi o último a receber escravos em nosso Estado, mesmo depois da Lei Áurea. Eu acredito que quando o poder público efetiva essa ação de transferir a Capital, ele diz ‘não’ a toda a forma de racimo institucional”, lembrou.

Em razão das celebrações pelo mês da Consciência Negra, a SEDH preparou uma agenda especial, que teve início no último dia 11 de novembro e segue até 30 de novembro. Clique AQUI para conferir.

Prêmio Trajetórias

Leia mais:  Casagrande contrata empresa para fazer projeto que vai dar início a solução contra as enchentes no balneário de Guriri

Durante a solenidade, o secretário de Estado da Cultura, Fabrício Noronha, anunciou o Prêmio Trajetórias. “São 120 prêmios de R$ 30 mil para grupos artísticos, metade desses prêmios para a cultura popular. Comunidades quilombolas, comunidades ribeirinhas, grupos de jongo, congo, ticumbi, capoeira, todos podem participar do Prêmio Trajetórias”, comentou.

Leia o edital na íntegra: https://secult.es.gov.br/edital-emergencial-n-003-2020-renda-emergencial-mensa

Acesse a plataforma de inscrição AQUI. https://mapa.cultura.es.gov.br/oportunidade/61/ 

Agendas em São Mateus

Além da participação no ato de transferência simbólica da Capital do Estado, a vice-governadora Jaqueline Moraes cumpriu outros compromissos durante a agenda oficial no município. Foi assinada a Ordem de Serviço para reforma da 4ª Cia do 13º Batalhão da Polícia Militar, em Guriri. Ela também visitou as obras de reforma da Superintendência Regional de Educação (SRE) e de construção do espaço esportivo da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Ceciliano Abel de Almeida, no Centro do município.

As intervenções na unidade policial serão executadas pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES). Serão realizados serviços de revisão elétrica e da parte hidráulica, substituição de todo o piso e telhado, pintura em geral, troca de esquadrias, manutenção dos banheiros, além de pavimentação do pátio e calçada cidadã. O valor do investimento é de R$ 354.552,72 e o prazo de execução da obra é de sete meses.

“O Governo está fazendo um investimento robusto na área de segurança pública do Espírito Santo. Estamos reformando também outras unidades da PMES em Vila Velha, Serra e Linhares. Executar melhorias no local de trabalho desses servidores é proporcionar dignidade para que exerçam seu trabalho da melhor forma possível”, afirmou o diretor-presidente do DER, Luiz César Maretto.

publicidade

São Mateus

Daniel Santana se reelege a prefeito de São Mateus

Publicado

Apesar de todas as denúncias e críticas contra a atual gestão, o prefeito foi reeleito para mais um mandato de quatro anos com 36,42% dos votos válidos

O prefeito Daniel Santana (PSDB) foi reeleito para mais quatro anos à frente do comando do município de São Mateus. Foram 20.899 votos, com 36,42 % dos votos válidos que lhe deram a vitória.

Em segundo lugar ficou Carlinhos Lyrio (Podemos) com 19.307 votos frutos do resultado da campanha pelo voto útil como tentativa de derrotar Daniel Santana.

Ferreira Júnior, do Solidariedade, obteve 8.564 votos, seguido pelo Nillis (PL) com 2.645 votos; Laurinho (PSL) 1801; Enéas (PT) 1683 votos; Eliezer (PRTB) 1300; Dr. Mauro (Rede) 613; Hubstênyo (Cidadania) 375 e Cida Negris (PV) com 191 votos.

Essas eleições municipais em São Mateus foram atípicas e marcadas por muitas denúncias de supostas práticas de uso do poder econômico pelo atual prefeito para que fosse reeleito.

Para a nova Câmara de Vereadores a tomar posse em janeiro foram eleitos: Robertinho (PSB), Ciety (PT), Paulo Fundão (PP), Isael (PSL), Lailson da Aroeira (SD), Kacio Mendes (PSDB), Cristiano Balanga (Pros), Gilton Gomes (PSDB), Delermano Suim (Patriota), Carlinhos Simião (Podemos) e Adeci de Sena (Cidadania).

Leia mais:  Entrevista: Eliezer Nardoto: É hora de resgatar o orgulho de ser mateense”
Continue lendo

São Mateus

EDITORIAL – São Mateus vive momento decisivo e pode sair do caos e entrar na prosperidade

Publicado

A população do município de São Mateus tem convivido nos últimos quatro anos com o caos político-administrativo implantado pela atual gestão comandada pelo empresário de trio elétrico Daniel da Açaí (agora virou Santana). São quatro anos em que a cidade vive na total desorganização, sem qualquer investimento que possa orgulhar seus moradores. As ruas foram tomadas pelos ambulantes e os índices de desocupados e criminosos aumentaram consideravelmente.

O setor de saúde não tem qualquer investimento que possam melhorar o atendimento, a educação não é prioridade para esse governo e os serviços básicos foram descartados. Num orçamento que em quatro anos atingiu a marca de R$ 300 bilhões não foram suficientes para edificar nenhum benefício de infraestrutura, obras que poderiam ter suas demandas atendidas com recursos volumosos dos royalties do petróleo e dos impostos pagos pelos moradores.

O único investimento que mereceu toda a atenção do prefeito Daniel foi o de trios elétricos e de festas que sempre teve retorno financeiro para si e seus colaboradores nesse tipo de negócio. As denúncias de desvios de recursos são inúmeras, mas as ações de órgãos habilitados para coibi-los foram e são pífias, numa clara demonstração de – no mínimo – estranha e de omissão e até de suposta cumplicidade. Todo cidadão mateense percebe o desprezo desses órgãos por uma ação efetiva de combate ao desmando e de, ao menos, investigar as denúncias feitas, inclusive pela Câmara de Vereadores junto ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas. Todos os órgãos ficaram de olhos vedados e com aquele sorriso cínico de paisagem.

As eleições municipais acontecem neste domingo (15) e são decisivas para mudar o rumo dessa sinistra realidade em pela qual passa o município. A hora de dar um basta na desfaçatez, na corrupção deslavada, na incompetência e na institucionalidade do crime é agora, votando para colocar de porta a fora da municipalidade todo esse trágico e desprezível legado que essa atual gestão está nos deixando. E ainda tem “cidadão” que deseja que esse estado caótico continue dando ao atual inquilino do Executivo mais quatro anos para consolidar em definitivo a desgraça para o povo de um dos municípios mais importante do Brasil, com um passado glorioso e um presente que nos envergonha.

Votemos com consciência e responsabilidade. Temos a oportunidade de vislumbrar dias melhores com a cidade organizada, a economia recuperada, o produtor rural com estradas e inventivo para continuar alimentando as pessoas com a sua produção. Votemos para recuperar a verdadeira cultura do município, por melhor atendimento na saúde, na educação e fazer com que possamos andar pelas ruas com segurança. Vamos resgatar o orgulho de sermos verdadeiros cidadãos mateenses e não apenas arremedo de gente que apenas habita um espaço físico em um lugar qualquer.

Vamos votar naquele que é o melhor para o momento de expurgar a doença que está matando o município de São Mateus. Avante bravo povo de nossa cidade. Vamos dar um chute no trazeiro dessa camarilha que tem nos feito muito mal. A daqui e a de fora.

Vote consciente. Vote com responsabilidade para que possamos começar a recuperar a nossa autoestima e nossa honra de bons cidadãos.

Leia mais:  Homem fica ferido após ter carro esmagado em acidente em São Mateus
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana