conecte-se conosco


Segurança

Casagrande anuncia aumento de vagas em concursos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou, nesta quarta-feira (30), a retificação nos editais dos concursos de 2019 da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo, aumentando o número de vagas disponibilizadas, para que mais candidatos que já foram aprovados sejam aproveitados.

No caso da Polícia Militar, o Curso de Formação de Oficiais (CFO) passará de 30 para 80 vagas, sendo os primeiros 40 com início em 2020 e o restante em 2021. O mesmo vale para o Curso de Formação de Soldados (CFsd), que sai de 250 vagas para 600, com turmas de 325 alunos iniciando nos dois anos subsequentes.

Já no CBMES, a retificação vale também para o edital do CFO, que sai de sete para 14 vagas, com duas turmas de sete alunos em 2020 e 2021. No caso do CFsd, que já foi iniciado há dois meses, com os 120 primeiros, uma nova turma, com 70 alunos, será incorporada ainda este ano para que inicie a formação dos novos aprovados.

O governador Casagrande ressaltou que esse é um grande passo rumo à recomposição do efetivo das duas corporações.  “Nós temos um esforço no controle de gastos, para que possamos estruturar áreas estratégicas, como a Segurança Pública. Também temos um concurso público em andamento da Polícia Civil, mas como está um pouco mais atrasado, ainda não tomamos a decisão. Mas certamente vamos ampliar também no futuro. Sabemos do papel fundamental de todas as instituições e colocamos todo o Governo no enfrentamento à criminalidade”, afirmou.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Sá, fez questão de agradecer ao governador pelo aumento do número de vagas. “Quero agradecer publicamente à sensibilidade do governador de entender o momento de escassez de recursos humanos e conceder esse aumento de vagas nos concursos, para que todos, engajados e sob a liderança dele, devolvamos a paz e a segurança ao povo capixaba”, ressaltou.

Leia mais:  Sejus reforça atendimento por e-mail nas unidades prisionais
publicidade

Segurança

Polícia descobre barbearia que abrigava ‘boca de fumo’ em Vila Velha

Publicado

Três pessoas foram presas e quase sete quilos de maconha apreendidos

No último sábado (24), durante uma operação do Departamento Especializado em Narcóticos (Denarc), no bairro Ulisses Guimarães, em Vila Velha, três suspeitos foram presos e 6,5 quilos de maconha apreendidos.

Os policiais foram até o bairro averiguar informações sobre uma suposta barbearia de fachada que servia como base de distribuição de drogas na região.

De acordo com o delegado Alexandre Falcão, que responde pelo Denarc, após levantar informações por cerca de duas semanas, constaram que o imóvel é composto de um ponto comercial onde havia uma barbearia, na parte da frente, e nos fundos havia uma espécie de alojamento. No entanto, a barbearia servia de fachada para o tráfico de drogas que ocorria ali.

No último sábado (25), a equipe do Denarc se dirigiu até o local e flagrou a atividade criminosa. As investigações apontaram que o imóvel era usado para armazenar, preparar, distribuir e comercializar entorpecentes. Além da maconha, nove porções de haxixe e duas balanças de precisão foram apreendidas.

Três homens, de 19, 26 e 27 anos, estavam no estabelecimento quando os policiais chegaram. Ao notarem a presença da polícia, eles tentaram fugir, mas foram alcançados e detidos. O mais velho se apresentou como barbeiro, responsável pelo estabelecimento comercial.

Os três foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, e encaminhados ao Centro de Triagem de Viana. O detido de 26 anos já tinha passagens anteriores, por tráfico de drogas e homicídio.

Leia mais:  Espírito Santo fecha 2019 com menos de 1 mil homicídios
Continue lendo

Segurança

Pai é condenado a 28 anos de prisão por matar filha após disputa de herança

Publicado

O juiz Luís Gustavo Esteves Ferreira, que presidiu o júri, fixou ao condenado pena de 28 anos de reclusão. O réu não poderá recorrer em liberdade

A 1ª Vara do Júri de São Paulo condenou um homem por feminicídio praticado contra a filha na última quinta, 22. Segundo os autos, em fevereiro de 2017, ele atirou contra a moça na presença dos netos, em razão de conflitos causados pela disputa por parte de imóvel onde a vítima morava, herança da mãe.

O juiz Luís Gustavo Esteves Ferreira, que presidiu o júri, fixou ao condenado pena de 28 anos de reclusão. O réu não poderá recorrer em liberdade. As informações foram divulgadas pelo TJ-SP.

Ao definir a pena, o juiz destacou as circunstâncias e as consequências do crime, frisando que o pai violou medida protetiva consistente em “evitar maior proximidade com a apontada vítima”. Segundo o magistrado, a postura revelou “audácia criminosa e completo desrespeito às instituições regularmente constituídas”.

“Além disso, uma vez que foram extrapolados os ortodoxos consectários decorrentes do delito, não se pode ignorar as nefastas consequências do crime que deixou órfãos três filhos menores da ofendida, que atualmente são criados pela respectiva irmã mais velha (também órfã), uma jovem que, na época do crime, tinha apenas 20 (vinte) anos de idade”, escreveu ainda o juiz.

Leia mais:  Quadrilha de colombianos e equatorianos é presa suspeita de agiotagem no ES
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana