conecte-se conosco


Brasil

“Culpa é do PT”, diz ministro da Educação sobre desempenho no Pisa

Publicado

Abraham Weintraub reforçou que o exame foi feito em 2018. Brasil ficou em último lugar na classificação em matemática

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, comentou nesta manhã os resultados do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos) organizado pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e reforçou que o exame foi aplicado em 2018.

O Pisa é uma avaliação do desempenho de estudantes de 15 anos em 80 países, incluindo o Brasil, em leitura, matemática e ciências.

“O Pisa foi feito no primeiro semestre de 2018, portanto, não tem nada a ver com o governo Bolsonaro, nem com o Temer”, afirmou. “A culpa dos resultados é do PT.”

Na avaliação, como destacou o ministro, que o Brasil ficou em último lugar em matemática e ciência entre os países na América do Sul. Em leitura, entre os últimos.

“Estamos estagnados mesmo com os investimentos que foram feitos”, avaliou. “A técnica e o formato é ruim, por isso esses resultados tão ruins.”

O exame é realizado a cada três anos e nesta edição a ênfase foi a proficiência em leitura – apenas 2% dos estudantes brasileiros estão acima do nível adequado e 43% estão abaixo do mínimo esperado.

Entre as ações propostas pelo MEC, o ministro informa que está investindo na criação de escolas cívico-militares, em período integral e escolas técnicas. “Em abril deste ano soltamos a política nacional de alfabetização, estamos em reuniões para mudar esse cenário e começamos aplicar isso no Brasil inteiro via internet, estamos conectando as escolas públicas do país”, afirmou o Weintraub. 

Ministro também prometeu a ampliação de vagas em creches e pré-escolas para o próximo ano. 

Leia mais:  Mais 8 milhões devem receber auxílio de R$ 600 nesta semana. Veja se você tem direito!
publicidade

Brasil

Caixa conclui hoje depósitos do auxílio de R$ 600 para 6,5 milhões

Publicado

Terceira parcela será depositada na poupança digital de 5 milhões, outro lote de 1,4 milhão recebe a segunda e 100 mil ganham a primeira

A Caixa conclui neste sábado (4) o calendário de depósito do auxílio emergencial de R$ 600 para 6,5 milhões de beneficiários nascidos em novembro e dezembro. O pagamento para um total de 40,4 milhões de pessoas começou no sábado passado. Na segunda-feira (6), outro lote começa a sacar a primeira parcela. 

Do total deste sábado, 5 milhões terão a terceira parcela depositada em conta poupança. Outro 1,4 milhão recebe a segunda parcela, além de 100 mil, do último lote liberado, que ganharão a primeira parcela.

Para evitar filas e aglomerações nas agências, o auxílio é depositado de forma escalonada de acordo com a data de aniversário. O beneficiário pode pagar contas e fazer compras pelo aplicativo Caixa Tem. E só a partir de 18 de julho começa o calendário para saque em dinheiro. Veja o calendário:

Depósito em conta digital

Pagamento terceira parcela (1º lote), segunda parcela (2º lote) e primeira parcela (4º lote)

Sábado (27 de junho) – nascidos em janeiro e fevereiro (6,5milhões)
Terça-feira (30 de junho) – nascidos em março e abril (6,9 milhões)
Quarta-feira (1º de julho) – nascidos em maio e junho (6,9 milhões)
Quinta-feira (2 de julho) – nascidos em julho e agosto (6,8 milhões)
Sexta-feira (3 de julho) – nascidos em setembro e outubro (6,8 milhões)
Sábado (4 de julho) – nascidos em novembro e dezembro (6,5 milhões)

Saque em dinheiro

Pagamento terceira parcela (1º lote), segunda parcela (2º lote) e primeira parcela (4º lote)

Sábado (18 de julho) – nascidos em janeiro (3,4 milhões)
Sábado (25 de julho) – nascidos em fevereiro (3,1 milhões)
Sábado (1º de agosto) – nascidos em março (3,5 milhões)
Sábado (8 de agosto) – nascidos em abril (3,4 milhões)
Sábado (15 de agosto) – nascidos em maio (3,5 milhões)
Sábado (29 de agosto) – nascidos em junho (3,4 milhões)
Terça-feira (1º de setembro) – nascidos em julho (3,4 milhões)
Terça-feira (8 de setembro) – nascidos em agosto (3,4 milhões)
Quinta-feira (10 de setembro) – nascidos em setembro (3,4 milhões)
Sábado (12 de setembro) – nascidos em outubro (3,4 milhões)
Terça-feira (15 de setembro) – nascidos em novembro (3,2 milhões)
Sábado (19 de setembro) – nascidos em dezembro (3,3 milhões)

Quem pode receber

O benefício foi criado para diminuir os impactos da pandemia de coronavírus na população de baixa renda. O benefício começou com três e passou para cinco parcelas de R$ 600, mas esse valor sobe para R$ 1.200 nos casos de mães responsáveis pelo sustento da família.

Com o fim do prazo para solicitar o benefício na quinta-feira (2), a Caixa disse que há ainda 1,9 milhão de solicitações em processo de verificação. O banco afirma que todos os inscritos, caso aprovados, estarão aptos a receber as cinco parcelas do benefício.

Segundo o banco, já foram pagos até agora R$ 116,7 bilhões a 65,1 milhões de beneficiários inscritos por meio do Cadastro Único, do Programa Bolsa Família, ou pelo site e pelos aplicativos da Caixa.

Leia mais:  Estudo prevê que pandemia no Brasil chegue ao fim em agosto
Continue lendo

Brasil

‘Morra quem morrer’, diz prefeito de cidade na Bahia sobre reabrir comércio

Publicado

No vídeo que circula nas redes sociais, o gestor afirma que autorizará que estabelecimentos comerciais reabram as portas daqui a uma semana, em 9 de julho

“No dia 8, mandei fazer o decreto, que no dia 9 abre, morra quem morrer”. Essa fala do prefeito de Itabuna, Fernando Gomes, causou polêmica nas redes sociais nesta quinta-feira (2/7). No vídeo que circula nas redes sociais, o gestor afirma que autorizará que estabelecimentos comerciais reabram as portas daqui a uma semana, em 9 de julho.

 

“Primeiro, lutar pela vida, a vida é uma só. [Depois que] morrer, acabou [a vida]. Não tem fortuna, não tem pobreza, não tem falência, não tem nada. Mas não posso abrir uma coisa que não tenho cobertura. Com a dúvida, com os nossos morrendo por causa de um leito em Itabuna, vou transferir essa abertura. No dia 8, mandei fazer o decreto, que no dia 9 abre, morra quem morrer”, afirma Gomes no vídeo.

Prefeito de Itabuna, na Bahia, disse nas suas redes sociais, que autoriza a abertura dos estabelecimentos comerciais a partir da quinta-feira (9) que vem, “morra quem morrer”. pic.twitter.com/QvyALsPSO7

— Marcelo Fin (@FinMarcelo) July 2, 2020

 

Leia mais:  MG, homem anuncia assalto, é ignorado e desiste

Em nota ao portal G1, a prefeitura de Itabuna alega que o prefeito foi mal interpretado. “De acordo com a fala do prefeito ele estava contrariado com a situação, porque entende a necessidade da reabertura do comércio, visto que aproximadamente 40 lojas não voltarão a abrir em Itabuna, e vários pais de família estão desempregados”, diz trecho do texto.

Ainda segundo a prefeitura, o prefeito recuou na decisão de reabrir as atividades antes, desde o dia 1º . “Voltou atrás na decisão da reabertura pois recebeu um relatório da Procuradoria Jurídica do Município informando sobre a ocupação de 100 % dos leitos de UTI. De acordo com o prefeito, ‘Seria irresponsabilidade reabrir o comércio com 100% de ocupação dos leitos da UTI’”, afirma.

Itabuna tem 2.637 casos confirmados da covid-19, sendo 58 mortes em decorrência da doença, de acordo com o último boletim da Secretaria de Saúde da Bahia. 

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana