conecte-se conosco


Mundo Cristão

Dallagnol diz que cristãos podem combater cultura da corrupção no Brasil

Publicado

Procurador que é evangélico participou da “Consciência Cristã”.

Para o procurador e chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, os cristãos podem ajudar a combater à cultura da corrupção no Brasil e desta forma amenizar o sofrimento humano.

Membro da Igreja Batista do Bacacheri, na capital paranaense, Dallagnol falou durante a 22º Consciência Cristã em Campina Grande, na Paraíba.

Segundo informa a Gazeta, o procurador falou sobre ética, enfrentamento à corrupção e o posicionamento do cristão frente a essas questões.

“Há sofrimento humano à medida que bilhões são desviados dos cofres públicos anualmente. O que me inspira a lutar contra a corrupção não é prender pessoas, é lutar contra o sofrimento humano que ela causa”, disse.

Com base em dados de pesquisas e estudos, o procurador indicou comportamentos que os cristãos podem adotar para combater a “cultura da corrupção” instalada no país.

“Somos influenciáveis à desonestidade. Pessoas sob pressão de um grupo afirmam que estão vendo o que elas, na verdade, claramente não estão vendo. Agem de maneira oposta àquilo que elas mesmas acreditam. Essas pressões, podem, inclusive, influenciar crimes graves e danosos”, disse.

O procurador diz que “lutar contra a corrupção é uma questão de compaixão, de amor ao próximo, de serviço à sociedade e de realização de direitos humanos. Tem tudo a ver com a parábola do bom samaritano”.

Leia mais:  Jovens que deixam a igreja não voltam mais depois que envelhecem
publicidade

Mundo Cristão

Jejum nacional neste domingo em favor do Brasil

Publicado

Lideranças evangélicas se unem após “proclamação” do presidente Jair Bolsonaro.

Pastores e líderes das diversas denominações evangélicas do Brasil se unem em torno de um jejum nacional em favor da nação e contra a pandemia de Covid-19 que assola o mundo.

Nesta quinta-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) respondeu ao pedido de inúmeros líderes evangélicos e “proclamou” um jejum à nação brasileira “para quem tem fé e acredita”.

Bolsonaro também afirmou que “com Ele [Deus] ao nosso lado… o Brasil sairá dessa muito mais forte” e clamou para que o país “fique livre desse mal o mais rápido possível”.

Lideranças nacionais têm apoiado a data e divulgado em suas redes sociais. “Um marco para a igreja brasileira… unidos num só propósito e com uma mesma visão”, comentou pastor Robson Thomas, da Igreja das Nações, em Criciúma.

“Vocês verão esse vírus recuar. Porque a terra clamou e Deus não suporta um coração que clama. Os céus vão destilar justiça!”, profetizou o apóstolo Luiz Hermínio, um dos líderes que incentivou o presidente sobre o resultado da ação.

A recomendação é que o jejum comece à meia-noite e prossiga até ao meio-dia de domingo (5).

Você pode fazer parte dessa campanha jejuando e divulgando em suas redes sociais. Abaixo você confere artes para compartilhar nas redes sociais:

 

Leia mais:  Jovens que deixam a igreja não voltam mais depois que envelhecem

Continue lendo

Mundo Cristão

Bolsonaro “proclama” jejum nacional contra o coronavírus

Publicado

Presidente conversou e recebeu oração de pastores

O presidente Jair Bolsonaro “proclamou” um dia nacional de jejum no Brasil. Em conversa com pastores na saída do Palácio da Alvorada, o presidente ouviu palavras proféticas e recebeu orações.

Um dos pastores que estava no grupo, disse ao presidente que ele tinha “autoridade” e pediu que ele convocasse a nação para um jejum em meio à crise e pandemia de Covid-19.

Outro pastor lembrou ao presidente sobre “um povo” que está clamando aos céus pela resposta divina e fez declarações ao presidente – parafraseando versos bíblicos, dizendo que “pelejarão contra ti, mas não prevalecerão”.

Ao responder os pastores e agradecer aos evangélicos que tem orado pela nação e por sua liderança, o presidente afirmou que “com Ele ao nosso lado… o Brasil saíra dessa muito mais forte”.

Concluiu dizendo que “para quem tem fé e acredita, domingo é dia de jejum”.

Leia mais:  Jovem é batizado na igreja que ele vandalizou 6 meses antes
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana