conecte-se conosco


São Mateus

Depois de abandonar os vivos, prefeito desrespeita os mortos

Publicado

Cemitério Municipal do bairro Aviação foi abandonado pela Prefeitura de São Mateus

O prefeito do município de São Mateus-ES, Daniel Santana (PSDB) vem sendo muito criticado pela incapacidade de gerenciar as demandas da população e ser dotado de uma capacidade muito grande e competente para realizar festas com recursos públicos. Ele é empresário de eventos e dono de trios elétricos e isso explica a sua coerência em investir vultosos recursos da municipalidade em festividades no balneário de Guriri.

Agora apareceram denúncias comprovadas contra a administração municipal. Trata-se do abandono em que se encontra o cemitério localizado no bairro Aviação. Covas são abertas em qualquer lugar, sem qualquer fiscalização e controle. Existem algumas abertas fora do cemitério, beirando o muro, onde, inclusive existe água parada servindo como criadouro de mosquitos e outras doenças.

O cemitério já chegou ao seu limite e espaço para abertura de novas covas praticamente não existe. Tem denúncias que covas antigas são violadas, retirados os ossos, colocados em saco plástico, jogado no mato e enterrado o novo cadáver.

Parte da área do Cemitério Municipal do bairro Aviação é íngreme descendo em direção a um bairro próximo (Buritis) que até cedeu um pedaço par ampliar o cemitério. Mesmo assim o cemitério já alcançou a sua ocupação máxima. Por isso covas são escavadas aleatoriamente.

Uma fonte falou ao JN que houve época em que num dia eram abertas 15 covas e no dia seguinte teriam que abrir mais devido à grande demanda de cadáveres a serem sepultados. “Toda a região é atendida por esse cemitério e nunca se pensou em solucionar essa questão adquirindo outra área”, disse a fonte que já esteve na responsabilidade de cuidar do cemitério.

Mas é preciso destacar que a lotação do atual cemitério da Aviação é coisa antiga. Durante o governo da ex-prefeito Amadeu Boroto já havia informação sobre a necessidade de ser adquirida outra área para se construir um novo cemitério. Afinal as pessoas mais humildes não têm condições de enterrarem seus mortos em um cemitério do tipo cemitério-jardim localizado próximo ao da Aviação.

Existe a informação de que a Prefeitura está procurando uma área, provavelmente no bairro Colina para a construção de um novo cemitério municipal. A Prefeitura não deu resposta a informação que o JN solicitou sobre essa possibilidade de compra de uma nova área.

Leia mais:  Professor nega ter matado cachorro em São Mateus
publicidade

São Mateus

Prefeito capricha na festa e deixa os bairros e a população de ressaca

Publicado

Por Paulo Borges

Gostar de carnaval e até realizá-lo com o apoio da municipalidade não é nenhum problema. O verdadeiro problema está no fato de um governante só investir em festas, trios elétricos, bandas de gosto e talento duvidosos contratadas a peso de ouro e um carnaval milionário. Mas não para aí. Do outro lado fica a população pagando seus impostos e não recebendo nenhuma benfeitoria para seus bairros. E mais, tudo isso sob os auspícios da omissão do Ministério Público, de entidades e autoridades constituídas que cruzaram os braços e não promovem ações para mudar o cenário vivido pela população. E tem mais ainda para fomentar toda essa insanidade. Trata-se das lideranças em nível estadual e federal que, infelizmente, trabalham futuras candidaturas, achando que a população hoje abandonada vai lhes dar o direito de continuar nos seus mandatos. Na ocasião é compromisso de muitos relembrar daqueles que estiveram contra e dos que se colocaram ao lado da população.

Tudo isso vem se passando no município de São Mateus, onde a desordem levou ao caos político-administrativo que se instalou há pouco mais de três anos. A economia despenca, os investimentos não aportam no município e os que ainda insistem em investir no lugar já estão pensando em mudar de ares, procurar outras regiões para efetivar futuros projetos de vida e profissional.

Para quem chega à cidade de São Mateus se assusta com o que vê. A começar pela praça Mesquita Neto, no centro, perto da rodoviária. Ali é o paraíso da esculhambação, das drogas, da imundice, dos camelos e suas barracas e da sujeira. Aliás, o retrato da desordem político-administrativa implantado pelo governo municipal.

Mas não é só na praça. O “paraíso” se estende aos bairros, principalmente aos periféricos onde o tal “prefeito da periferia” não levou nenhuma benfeitoria. Em todos os bairros o abandono é quem se instalou. Os serviços não existem e, quando não a coleta deficiente do lixo. Postos de saúde sem médicos, atendimento deficiente por falta de profissionais e as escolas que só funcionam a contento por competência e esforços de professores, diretores e os pais de alunos.

O prefeito de São Mateus, Daniel Santana (PSDB), é empresário de eventos e proprietário de trios elétricos. Nesse segmento ele investe pesado. O balneário de Guriri tem sido “vítima” desse investimento. Vítima porque os moradores não usufruem desse pseudo-investimento coletivo que não passa de favorecimento ao prefeito e seus asseclas. Só a orla foi cuidada, pois por ali circulam os cinco trios contratados a peso de universo com a justificativa de se fazer o melhor carnaval do estado. Uma justificativa cínica, covarde para com a população mateense que assiste petrificada seus recursos indo para o ralo da incompetência, da irresponsabilidade de um prefeito que a grande obra do seu governo é a destruição do município e dos seus valores morais e éticos.

O carnaval está passando. O rescaldo quando for feito causará consequências desastrosas para São Mateus, que mesmo tendo nome do santo não está conseguindo conter tanto descalabro administrativo e melhorar a qualidade de vida da sua população.

Leia mais:  Farra com dinheiro público continua em Guriri
Continue lendo

São Mateus

Corpo de Bombeiros Militar realiza treinamento para surfistas de Guriri

Publicado

Foi realizado o treinamento Surf-Salva, na Ilha de Guriri em São Mateus-ES, no último domingo, ministrado através de uma parceria entre Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Espírito Santo (CBMES) e Associação de Surf da Ilha de Guriri (ASIG).

Visando trazer conhecimento para os surfistas da região sobre como se comportar ao se deparar com uma situação de afogamento, o treinamento teve seu início na sede da ASIG com instruções teóricas e práticas, que capacitaram surfistas para apoiar os trabalhos dos guarda-vidas na praia, além de auxiliar na prevenção ao afogamento.

Os temas abordados foram: características e graus do afogamento, transporte de vítimas com prancha de surf, identificação de um afogamento, técnicas de ressuscitação cardiopulmonar, entre outros assuntos.

As instruções foram ministradas pelo Sgt Calmon e Cb Botelho do CBMES, e do médico Dr. Henrique Zon, associado da ASIG

Leia mais:  Sancionada a Lei que proíbe dupla função para motorista de coletivo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana