conecte-se conosco


Camisa 10

“É um dia histórico”, diz prefeito Max Filho sobre início do Programa Bolsa Atleta

Publicado

Vila Velha – Uma festa do esporte com direito a centenas de pessoas, entre esportistas, familiares e amigos. Os 62 selecionados pelo edital do programa Bolsa Atleta – Vila do Esporte receberam, na manhã desta terça-feira (08), os termos de adesão em cerimônia, ocorrida no auditório da Prefeitura de Vila Velha.

Durante a solenidade, o prefeito Max Filho disse ser um dia especial para o esporte e para a cidade. “É um dia histórico e com muita emoção. Quero agradecer a toda equipe da secretaria, à Câmara e aos atletas que têm levado o nome da nossa cidade para o Brasil e para o mundo afora. Somos muito honrados por essa representação”, considerou o prefeito.

O secretário municipal de Esporte e Lazer, Luiz Felipe Azevedo, lembrou das diversas entregas feitas na atual gestão. “Essa é uma dessas importantes entregas. E não foi fácil chegar até aqui”, contou.

Luiz Felipe ainda concluiu, se referindo aos contemplados. “Vocês nos representam. Estou aqui para trabalhar e lutar pelo esporte. Aqui, diversas modalidades e atletas estão sendo democraticamente beneficiadas”, finalizou o secretário.

A treinadora de ginástica rítmica Monika Queiroz afirmou que o valor recebido pelos atletas deve ser bem aplicado e fiscalizado pela família, treinadores e federações. “O dinheiro do Bolsa Atleta é para resultados e para ser investido no esporte. Seja com alimentação, suplemento, um calçado diferente ou aparelhagem”, listou.

Incentivo ao esporte

Uma das contempladas é a nadadora Luiza Vasconcelos, de 15 anos. Ela considera um incentivo a mais para participar das competições. “É muito importante para nos incentivar a continuar competindo. Até porque, muita gente não tem condições de disputar o Brasileiro e até competições fora do País”, destacou.

Outra contemplada é Suzana Pacifico Rosa, de 30 anos, do atletismo, que disse ser uma ajuda e tanto com suplementos e vestimenta na sua modalidade. “Essa bolsa tem uma grande importância na vida do atleta, por causa da carência e dificuldades para treinar. Precisamos de acompanhamento com nutricionista e fisiologista e, sem esse tipo de auxílio, fica difícil conseguir chegar em alto rendimento e alcançar índices”, detalhou.

Estiveram também presentes na cerimônia: o subsecretário municipal de Esporte e Lazer, Edmar de Azevedo Nunes; a subsecretária municipal de Turismo, Neymara Carvalho; os vereadores PM Chico Siqueira, Patrícia Crizanto e Reginaldo Almeida; além de diversos representantes esportivos e lideranças comunitárias.

Leia mais:  Técnica búlgara realiza treinamento intensivo com ginastas capixabas
publicidade

Camisa 10

Flamengo já conversa com a Fiorentina para compra de Pedro

Publicado

Jogador que está emprestado pelo clube italiano, assume artilharia no rubro-negro e se destaca em outros números

O atacante Pedro assumiu a artilharia do Flamengo em 2020, com 17 gols. Mas a comparação com outros goleadores do elenco, como Gabigol, que tem 16, e Bruno Henrique, com 14, é só uma parte dos feitos do jogador, que tem contrato de empréstimo até dezembro, e é alvo da diretoria rubro-negra para uma compra definitiva junto à Fiorentina, da Itália. Os clubes já conversam para entender a melhor forma do negócio, que custará caro.

Embora esteja atrás de Thiago Galhardo, do Inter, no número de gols no Brasileirão, 13 contra nove, Pedro é o centroavante que mais marcou na competição. Além dos nove gols, também é quem precisa de menos tempo para balançar as redes, 103 minutos. E lidera ainda nos quesitos finalizações certas (21) e no número de toques na bola até marcar os gols (34).

A pontaria do camisa 21 chega a 70% nos chutes ao gol, o que deixa Pedro como segundo colocado na posição, apenas atrás de Marrony, do Atlético-MG.

Apesar de já ter disputado 33 jogos pelo Flamengo, Pedro tem menos minutos em campo do que Gabigol e Bruno Henrique na temporada. São apenas 1615, contra 2266 de Bruno e 2128 de Gabigol’. O período como reserva em suas primeiras atuações fazem a média de gols se tornar ainda mais difícil de ser alcançada no Brasil. Um a cada 95 minutos nos 18 jogos que fez como titular.

Como Gabigol ainda não está integrado ao grupo, em função de uma torção no tornozelo grave, Pedro seguirá como principal atacante do Flamengo pelo menos até as oitavas de final da Libertadores, quando Gabigol volta.

Leia mais:  Recordista de jogos pelo Brasil Gerson Victalino morre aos 60 anos
Continue lendo

Camisa 10

Anderson Silva confirma fim da carreira após luta de 31 de outubro

Publicado

Em entrevista ao site norte-americano MMA Junkie, lutador brasileiro disse que confronto contra jamaicano Uriah Hall vai marcar sua aposentadoria

A luta entre Anderson Silva e o jamaicano Uriah Hall, no próximo dia 31, no UFC Vegas 12, vai ser a última da carreira do brasileiro. O Spider confirmou a aposentadoria em entrevista ao site norte-americano MMAJunkie.

“Com certeza, esta é a última luta. Provavelmente. Eu amo o esporte. Preparei minha mente para isso. Eu me preparei para lutar a minha vida inteira, mas sim, esta é a minha última luta no UFC”, afirmou lutador brasileiro.

Anderson Silva está com 45 anos e, por contrato, ele teria de fazer mais lutas pela frente. Mas Dana White, presidente do UFC, aceitou que a despedida fosse no dia 31 de outubro.

O brasileiro é considerado um dos maiores lutadores de MMA da história do esporte. Começou a carreira em 1997 e está no UFC desde 2006

O brasileiro é considerado um dos maiores lutadores de MMA da história do esporte. Começou a carreira em 1997 e está no UFC desde 2006.

Anderson Silva foi campeão do peso médio e conquistou 17 vitórias seguidas, sendo 10 defesas de título consecutiva. Ele perdeu o cinturão, em 2013, para o norte-americano, Chris Weidman.

O fim da carreira de Anderson Silva não reflete a história do brasileiro no octógono. Foram nove lutas e só uma vitória. Em 2015, ele ainda foi pego no doping por uso de substâncias proibidas. Ele admitiu o erro, ficou um ano suspenso e pagou multa de 600 mil dólares .

O fim da carreira de Anderson Silva não reflete a história do brasileiro no octógono. Foram nove lutas e só uma vitória. Em 2015, ele ainda foi pego no doping por uso de substâncias proibidas. Ele admitiu o erro, ficou um ano suspenso e pagou multa de 600 mil dólares  

“Acho que vou sentir falta do treinamento. De preparar minha mente e meu corpo. Isso eu acho que é o mais importante e eu me sinto triste porque eu não terei mais isso. Este é o último”, lamentou Anderson.

'Não posso dizer: 'Ah, essa luta vai para o chão, essa luta é feita em pé'. Somos dois bons atacantes. Uriah é um cara muito, muito atlético e tem uma boa técnica no ataque e eu tento fazer o meu melhor. Eu tento fazer o melhor show para meus fãs', disse o brasileiro

“Não posso dizer: ‘Ah, essa luta vai para o chão, essa luta é feita em pé’. Somos dois bons atacantes. Uriah é um cara muito, muito atlético e tem uma boa técnica no ataque e eu tento fazer o meu melhor. Eu tento fazer o melhor show para meus fãs”, disse o brasileiro.

Já Uriah não esconde que Anderson Silva é um de seus ídolos. Nas redes sociais ele escreveu: “Ídolo + Rival = Lenda!”.

Leia mais:  Técnica búlgara realiza treinamento intensivo com ginastas capixabas
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana