conecte-se conosco


Cidades

Ecoporanga é o único município em risco moderado para a covid-19

Publicado

Nova classificação passa a valer a partir da próxima segunda-feira. Já as demais cidades do Espírito Santo estarão no risco baixo para a doença

Ecoporanga é o único município capixaba que estará classificado como de risco moderado para o novo coronavírus na semana que vem. As demais cidades do Espírito Santo estarão no risco baixo para a doença. 

As informações são do 28º Mapa de Risco Covid-19, divulgado nesta sexta-feira (23) pelo governo do Estado. Ele passa a vigorar a partir da próxima segunda-feira (26) e segue até o dia 1º de novembro.

Nesta semana, três municípios capixabas estão na classificação de risco moderado: Conceição da Barra, Santa Teresa e Anchieta. A partir de segunda-feira, eles passarão a ser classificados como de risco baixo e, consequentemente, terão mais flexibilidade no funcionamento de suas atividades.

Por outro lado, Ecoporanga, que hoje está no risco baixo, passará para o moderado. Com isso, haverá mais restrições no funcionamento do comércio, bares e restaurantes, por exemplo. Além disso, não poderá haver aulas presenciais nas escolas da cidade.

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO MODERADO: Ecoporanga.

RISCO BAIXO: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Aracruz, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Conceição da Barra Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Fundão, Guaçuí, Guarapari, Ibatiba, Ibiraçu, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Itarana, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Piúma, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, São Roque do Canaã, Serra, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Pavão, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

Matriz de risco

A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Leia mais:  Prefeitura amplia Bike VV para 24h e renova por mais três anos
publicidade

Cidades

Conheça as principais mudanças do Novo Ensino Médio Capixaba

Publicado

A Lei nº 13.415/2017, conhecida como a Lei da Reforma do Ensino Médio, altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), Nº 9.394/1996, trazendo significativas mudanças na forma de oferta do Ensino Médio em todas as Unidades Federativas do Brasil e que dialogam com algumas das estratégias do Plano Nacional de Educação (PNE) voltadas para esta etapa de ensino.

A nova proposta pressupõe a oferta da Formação Geral Básica, a “parte comum” dos currículos, que deve ser pautada na Base Nacional Comum Curricular, documento normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver, e a oferta de Itinerários Formativos, a “parte flexível”, de livre escolha dos estudantes, que serão ofertados considerando os interesses desses atores e as ofertas disponíveis nas escolas e redes de ensino. 

Após a homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) da etapa Ensino Médio, em 14 de dezembro de 2018, todos os Estados e o Distrito Federal iniciaram a construção dos documentos curriculares, seguindo a necessidade de trabalhar as competências gerais da educação básica apresentadas neste documento referência, a fim de promover a educação integral, colocando os estudantes no centro da vida escolar. Assim, pretende-se estimular a autonomia, o protagonismo e a responsabilidade dos jovens sobre suas decisões para o presente e futuro: apoiar os estudantes a definirem seus Projetos de Vida, também será fundamental para que estejam preparados para escolher um ou mais Itinerários Formativos.

O currículo capixaba foi elaborado e encaminhado ao Conselho Estadual de Educação para aprovação e homologação. Os Itinerários Formativos estão disponíveis para consulta pública no site da Secretaria da Educação (Sedu) – www.sedu.es.gov.br. O objetivo é que o documento seja homologado ainda em 2020. As formações de professores sobre o novo currículo acontecerão no decorrer de 2021, para implementação, pelo menos, nas primeiras séries do Ensino Médio, em 2022. O curso para professores sobre o Projeto de Vida já está sendo realizado pela Secretaria.

Outra mudança é a ampliação da carga horária dos estudantes, que passará para, no mínimo, 1000 horas anuais, até 2022. 

A nova oferta do Ensino Médio propõe uma abordagem interdisciplinar, de forma flexível e diversificada, oferecendo conteúdos obrigatórios e eletivos, com o objetivo de tornar a escola mais interessante, com significado e efetiva para os jovens, além de promover a elevação da qualidade do ensino no País por meio de uma referência comum obrigatória para todas as escolas de educação básica, respeitando a autonomia assegurada pela Constituição aos entes federados e às escolas. 

A nova organização curricular define que dever ter, no máximo, 1800 horas do Ensino Médio voltadas para as aprendizagens das quatros áreas de conhecimento: Linguagens e suas tecnologias; Matemática e suas tecnologias; Ciências da Natureza e suas tecnologias; e Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, e a complementação das 3000 horas com os Itinerários Formativos de aprofundamento das áreas do conhecimento com a(s) qual(is) se identificam ou, ainda, em curso(s) ou habilitações de formação técnica e profissional, contribuindo para a permanência e melhoria dos resultados da aprendizagem dos estudantes.

Por que a nova proposta?

O Novo Ensino Médio surge com a pretensão de vencer os grandes desafios que esta etapa de escolaridade apresenta em todo o País, oferecendo uma proposta de ensino que seja mais atraente e faça mais sentido para os estudantes. Um modelo flexível, que estimula o protagonismo juvenil:

  • Evasão: um em cada quatro jovens que ingressam no Ensino Médio abandona a escola ainda no primeiro ano, ou não é aprovado;
  • Somente seis em cada dez brasileiros de 19 anos terminam o Ensino Médio no Brasil, e mesmo assim, saem da Educação Básica com muitos problemas de aprendizagem. Os níveis satisfatórios de aprendizagem não são alcançados nem por 5% da população do Ensino Médio. 

A mudança tem como objetivos garantir a oferta de educação de qualidade a todos os jovens brasileiros e de aproximar as escolas da realidade dos estudantes de hoje, considerando as novas demandas e complexidades do mundo do trabalho e da vida em sociedade.

Leia mais:  Sede do Saldanha da Gama será reformada e utilizada pelo Governo do Estado
Continue lendo

Cidades

Banestes participa da campanha Feirão On-line do SPC

Publicado

Cliente pode conseguir abatimento no valor da dívida de até 100% das multas e juros de mora. Atendimento será exclusivamente virtual, neste ano, devido à pandemia do novo coronavírus.

O Banestes participa, durante o mês de dezembro, do Feirão On-line do Serviço de Proteção (SPC), organizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da Grande Vitória. O Banco vai oferecer descontos de até 100% de multas e juros de mora, além de alongamento do prazo da dívida, para quem teve dificuldades de manter as contas em dia.

O Banco concederá flexibilidade de negociação e descontos progressivos, aumentando as chances de o cliente quitar o débito. Cada caso será analisado individualmente. A campanha visa a incentivar as pessoas a renegociarem suas dívidas, restaurarem seu poder de compra e, com isso, terem um Natal mais tranquilo.

A campanha iniciará na próxima terça-feira (1º) e segue até 20 de dezembro. Os interessados em regularizar as contas atrasadas deverão acessar o site www.feiraoonlinespc.com.br, onde vão encontrar três ícones, sendo um deles exclusivo para negociar os débitos com o Banestes.

Poderão ser atendidos clientes pessoa física que possuem dívidas referentes a vários produtos do Banco, como cheque especial, cartões de crédito, crédito pessoal, microcrédito, consignado, adiantamento de 13º salário e antecipação de imposto de renda. O valor é limitado a R$ 100 mil, para dívidas não ajuizadas, sem garantia real e com atraso superior a 60 dias.

O parcelamento da renegociação da dívida pode ser em até 60 meses.  Três profissionais do Banestes estarão no atendimento exclusivo durante a campanha, de plantão. No total, a expectativa do Banco é de realizar 40 atendimentos por dia.

De acordo com o superintendente de Créditos do Banestes, Leonardo de Oliveira Boa, o cliente que está inadimplente deve aproveitar essa oportunidade.  Ele ressalta que o Banco pode propor novo parcelamento ou alongamento da dívida, sempre analisando o comprometimento da renda do cliente, de forma que ele consiga pagá-la.

“O feirão da CDL é uma das principais ações que temos no Estado de incentivo à renegociação de dívidas. É uma oportunidade ímpar para os clientes fecharem o ano sem pendências e recuperarem seu poder de compra. O Banestes estará no feirão com descontos ainda melhores”, frisou Boa. 

Como vai funcionar

  • O consumidor deverá acessar o site www.feiraoonlinespc.com.br.
  • No endereço eletrônico, o consumidor vai encontrar três ícones, sendo um deles exclusivo para negociar os débitos com o Banestes.
  • Ao clicar no ícone do Banestes, o consumidor será direcionado para fazer a negociação diretamente com a instituição financeira.
  • O cliente preenche o formulário e receberá o contato, via telefone, dos gerentes do Banestes que estarão exclusivamente por conta do evento.
  • A campanha ocorrerá de 1º a 20 de dezembro, virtualmente, 24 horas por dia.

Leia mais:  Sede do Saldanha da Gama será reformada e utilizada pelo Governo do Estado
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana