conecte-se conosco


Cidades

Empresas capixabas que participam do PEIEX-ES começam a exportar

Publicado

Com o andamento do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX-ES), empresas capixabas concluíram suas participações e já começaram a enviar seus produtos para o mercado internacional. Um desses casos é o da empresa Cordis Paramentos e Objetos Litúrgicos, fabricante de vestimentas religiosas, localizada no norte do Espírito Santo, em Colatina.  

O programa é uma iniciativa da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento (Sedes) e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), que tem como objetivo auxiliar as empresas na expansão de seus negócios para o mercado externo.

Com 27 anos no mercado, a empresa Cordis Paramentos e Objetos Litúrgicos já ocupa espaço no mercado nacional e tomou a decisão estratégica de começar a atender às demandas do mercado internacional. Com o auxílio das capacitações e oficinas do PEIEX-ES, a marca colatinense iniciou, neste mês de agosto, o processo de exportação, enviando seus produtos para a Colômbia. “Estamos muito animados com o processo de exportação dos nossos produtos. É um momento muito importante para nós”, disse o gerente administrativo, Marcos Cassoti.

A empresa utiliza como recurso para vendas uma plataforma on-line, que já está em funcionamento e na fase final de aprimoramentos. Com o site, a marca busca expandir os negócios para novos mercados, passando a atender a todos os países. “Nós decidimos apostar no ambiente digital para impulsionar as vendas. A plataforma virtual está quase pronta, com ela nós temos a facilidade de vender para outras regiões, além de vários benefícios, como oferecer esclarecimentos aos clientes com os detalhes dos produtos e a facilidade no pagamento on-line”, afirmou Cassoti. 

Ele conta que a empresa participou dos dois ciclos do PEIEX-ES. “Durante a nossa participação no programa, nós fomos muito bem atendidos pela equipe técnica. No primeiro ciclo do PEIEX-ES, nós aproveitamos para ganhar conhecimento nos assuntos relacionados ao processo de exportação e, agora, no segundo ciclo, adquirimos experiência e amadurecemos a ideia de exportar”, destacou. 

O empresário também garante que a marca voltará seus esforços comerciais e de marketing para os mercados do Equador e do Peru, onde foram identificadas vantagens tarifárias e comerciais. “Pretendemos focar a divulgação de forma on-line dos nossos produtos nos mercados equatoriano e peruano, mas o campo de exportação vai atingir todos os países, até porque nós estamos falando sobre vendas no varejo”, pontuou

O técnico Daniel Sardenberg Lins, um dos responsáveis pelos atendimentos aos empresários na região norte do Estado, explica que o objetivo da marca é ir muito além, pois ela também planeja focar na divulgação de novos destinos na América Latina até o final de 2024, conforme validação das operações. “O direcionamento é justificado pelo fato de este ser um dos continentes onde o catolicismo mais cresce e conta com relevantes mercados neste setor, como Colômbia, Argentina e Chile, ainda com demandas parcialmente desatendidas”, ressaltou.

O subsecretário de Estado de Atração de Investimentos e Negócios Internacionais da Sedes, Gabriel Feitosa, que coordena o programa, destaca a importância do PEIEX-ES para o aumento da visibilidade da produção capixaba, voltada ao mercado internacional. “Queremos estruturar e aumentar a cultura da exportação das marcas capixabas. Sabemos que a produção das empresas no Estado tem grande potencial de vendas internacionais e o programa possibilita novas oportunidades”, explicou.

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, o programa tem sido bem recebido no Espírito Santo. “Notamos boa receptividade dos empresários capixabas em relação ao programa. O Estado tem vocação para o comércio exterior e é imprescindível que os empreendedores pensem no mercado internacional como uma boa alternativa para a ampliação dos negócios.”

Sobre o PEIEX-ES
 
O programa oferece às empresas, de forma gratuita, orientação técnica sobre as melhorias que a organização deve implementar para comercializar produtos e serviços no mercado internacional.
 
Sobre a Apex-Brasil
 
A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover produtos e serviços brasileiros no exterior
e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. Atualmente, a Agência apoia cerca de 15 mil empresas em 80 setores da economia.

Leia mais:  Nova Venécia terá atividades não presenciais na Rede Municipal de Ensino
publicidade

Cidades

Qualificar ES abre mais 26 mil vagas em cursos on-line para moradores do Espírito Santo

Publicado

Os moradores do Espírito Santo que possuem mais de 16 anos e acesso à internet já podem se inscrever nas 26 mil vagas em cursos on-line gratuitos de qualificação profissional, abertas pelo Qualificar ES. As inscrições abriram nesta terça-feira (27) e podem ser feitas até o dia 10 de novembro.

O Programa disponibilizou 13 opções de cursos, sendo três novos, para a escolha da população, que pode optar por dois cursos. As inscrições podem ser feitas no site do Qualificar ES (www.qualificar.es.gov.br), mediante cadastro. Basta o interessado acessar o site, efetuar um cadastro (caso já tenha, é só acessar com o login e senha) e preencher o formulário de inscrição.

De acordo com o edital de seleção, a lista com os classificados será divulgada no dia 16 de novembro, também no site do Programa. Os cursos acontecem no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), no site do Qualificar ES, e as aulas podem ser feitas de qualquer lugar do Estado e em qualquer horário, por meio de smartphones, tablets e computadores. Os alunos aprovados no curso recebem certificação.

“Nossa equipe estudou novas abordagens de conteúdo para os cursos já existentes e os novos cursos, que atendessem à necessidade de ficar em casa, que, de repente, apareceu na vida de todo mundo. Nossa preocupação é de, além de ter um conteúdo mais adequado e em maior quantidade, também pode ser uma atividade mais atraente para o cidadão”, afirmou a secretária de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, Cristina Engel.

Veja as opções de cursos:    

CURSOS   CARGA HORÁRIA   VAGAS  
Auxiliar Administrativo 120h  2.000
Cozinha Asiática (NOVO CURSO) 120h 2.000
Cuidador de Idosos (Maior de 18 anos) (NOVO CURSO) 120h 2.000
Educação Especial Inclusiva 120h  2.000
Gestão Financeira de Pequenas e Médias Empresas 120h 2.000
Hamburgueria Gourmet (NOVO CURSO) 120h  2.000
Inglês Básico 120h  2.000
Inglês Intermediário 120h 2.000
Maquiagem 120h  2.000
Marketing Digital para o seu Negócio (NOVO CURSO) 120h 2.000
Segurança do Trabalho 120h  2.000
Tecnologias Educacionais 120h  2.000
Word e Excel 120h 2.000
TOTAL      26.000

Leia mais:  Artesãos da bacia do rio Doce levam arte capixaba à 30ª Feira Nacional de Artesanato
Continue lendo

Cidades

Mais de R$ 437 milhões já foram liberados em operações de crédito emergencial pelo Banestes

Publicado

O Banestes, principal banco credor do Espírito Santo no acesso a linhas especiais de crédito emergencial, já concedeu mais de R$ 437,1 milhões em crédito emergencial para mais de 12,5 mil empresas de variados portes e do setor industrial do Estado.

As linhas de crédito têm como objetivo incentivar a economia, tendo em vista a desaceleração gerada pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

“Os números comprovam a forte atuação do Banestes em prol do empresariado capixaba. As linhas atendem às necessidades daqueles que são microempreendedores e das empresas de grande porte. Como banco dos capixabas, estamos comprometidos com a força econômica do Espírito Santo”, ressalta o diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

Em linhas gerais, desde o início de 2020, o Banestes já concedeu mais de R$ 3,2 bilhões em crédito para clientes pessoas física e jurídica no Estado. Além disso, os contratos de reparcelamento de crédito em até 180 dias – outra importante ação de auxílio econômico disponibilizada pelo banco como medida de enfretamento à pandemia da Covid-19 – já atingiram o montante de mais de R$ 890 milhões.

Balanço

Confira abaixo o balanço detalhado das principais linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes para enfrentamento dos impactos econômicos da pandemia do novo Coronavírus. Os dados são referentes ao período de março até a última sexta-feira (23).

1) Linha de Crédito Emergencial Bandes e Banestes:

Para essa linha de crédito, que atende a empresas de todos os portes e do setor industrial, com taxas a partir de CDI + 0,32%, ao mês, o Banestes disponibilizou o montante de R$ 250 milhões. Até o momento, o Banestes já liberou mais de R$ 231,8 milhões em recursos nesta linha, em um total de 2.106 contratos.

2) Linha de Crédito Aderes e Banestes – Nossocrédito Emergencial (Programa Nossocrédito):

A linha Nossocrédito Emergencial, com taxas de 0,65% a 0,95%, ao mês, já liberou mais de R$ 24,8 milhões em recursos, totalizando 5.321 contratos com empreendedores de pequeno porte.

3) Linhas do Fundo de Aval – (01) Microcrédito Emergencial Covid-19:

Na linha de crédito de até R$ 5 mil, com taxa zero, que tem como foco os microempreendedores individuais (MEIs), já foi liberado o valor total de mais de R$ 36,7 milhões, distribuídos em 2.747 operações de crédito.

4) Linhas do Fundo de Aval – (02) Capital de Giro Covid-19:

A linha de crédito de até R$ 31,5 mil, com taxa de CDI, tem recursos destinados especificamente para o pagamento de folhas de pagamentos de pequenas e médias empresas e teve liberação de mais de R$ 992,7 mil, distribuídos em 123 contratos com empresas do Estado.

5) Capital de Giro Pronampe:

Linha de crédito para empresas com faturamento de até R$ 4,8 milhões, em 2019, com taxa de juros de 1,25%, ao ano, acrescidos da taxa Selic Over. O valor máximo de contratação corresponde em até 30% da receita bruta anual da empresa, calculada com base no exercício de 2019 e declarada à Receita Federal, limitado em até R$ 100 mil, por CNPJ. O Banestes já liberou mais de R$ 142,7 milhões em 2.254 contratos para a linha de crédito Pronampe.

6) Reparcelamento de operações de crédito em até 180 dias:

Condição única no mercado, tanto para clientes Pessoa Física (PF) quanto Pessoa Jurídica (PJ). No total, o Banestes já realizou mais de R$ 890 milhões em repactuação de contratos.

Além das opções de crédito, o Banco permanece operando as opções de reparcelamento, cheque especial sem juros, isenção e redução de tarifas no crédito, dentre outras facilidades. As ações estão detalhadas no site https://www.banestes.com.br/estamosjuntos.

Leia mais:  Cancelamento do carnaval pode ajudar na recuperação dos prejuízos causados pelas chuvas
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana