conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Especialistas orientam sobre necessidade de manter hidratação durante uso de máscaras

Publicado

O uso de máscaras tornou-se uma recomendação necessária e indispensável para o enfrentamento ao novo Coronavírus (Covid-19). No entanto, com o uso diário, as pessoas tendem a consumir menos líquido, por causa da necessidade de retirar o item do rosto e manter alguns cuidados essenciais para evitar a contaminação do acessório.

A fonoaudióloga do Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), unidade gerenciada pela Pró-Saúde em Vitória, Fabíola Gumiero Dan, alerta que a falta de água no organismo pode levar a infecções, como a de garganta, por exemplo. “Quando estamos de máscara a tendência é de ingerir menor quantidade de água durante o dia e, com isso, deixar a mucosa da cavidade oral ressecada, sendo mais propício a tosse, inflamações de garganta e até mesmo o acúmulo de secreção”, explicou.

Segundo a especialista, o ideal é criar uma rotina e ingerir líquido a cada uma hora. “As práticas de prevenção não podem ser descartadas, mas é fundamental hidratar as vias aéreas pelo menos três vezes ao dia e, se possível, usar soro fisiológico nas narinas. Essa prática proporciona bem-estar e diminuição do ressecamento que a própria máscara causa”, ressaltou. A ingestão da quantidade ideal de líquidos também é importante para evitar outras infecções, como a urinária, por exemplo.

O infectologista do HEUE, Frederico Toé, comentou sobre a importância da água no organismo e que a falta dela pode provocar sintomas em curto prazo.

“A ausência de água no organismo pode causar dor de cabeça, fraqueza e até tontura, em curto prazo. Outros fatores como prisão de ventre, infecção urinária, ressecamento de pele e desidratação também podem ser manifestados”, afirmou o infectologista.

Frederico Toé também deu algumas dicas para que as pessoas criem o hábito de ingerir mais água. “O ideal é colocar toques no celular ou até mesmo utilizar lembretes próximos à mesa do trabalho”.

Outra informação importante, acrescentada pelo infectologista, é a prática correta de higienização das mãos na hora de retirar a máscara. “Na hora de retirar a máscara, não tocar na parte a frente e retirá-la pelas alças elásticas. O recomendado é higienizar as mãos antes e depois de manusear a máscara”, disse.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa à promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros – a maioria no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

Leia mais:  Cresce a incidência da Síndrome do Olho Seco entre os capixabas
publicidade

Medicina e Saúde

Doações de sangue caem durante a pandemia

Publicado

As unidades do Centro Estadual de Hemoterapia e Hematologia Marcos Daniel Santos (Hemoes) de Vitória, Linhares, São Mateus e Colatina registram estoques de todos os tipos de sangue abaixo do limite aceitável nessa pandemia.

Segundo informou a diretora do Hemoes, Marcela Gonçalves Murad, há uma preocupação pela velocidade na queda do estoque diário, que pode ter como consequência a falta de hemocomponentes. “Desde o início da pandemia, mais precisamente do isolamento social, temos trabalhado com estoque crítico. Não há substituto para o sangue, por isso precisamos que a população colabore com doações regulares para manter os estoques em níveis adequados”, disse.

O atendimento em todas as unidades é por meio de agendamento. A medida visa a reduzir a circulação de pessoas nos locais para evitar aglomeração, reduzindo a possibilidade de transmissão do novo Coronavírus (Covid-19). “Limitamos o número de pessoas dentro das unidades e vale reforçar que quem está com sintomas gripais não deve comparecer para doação”, explicou a diretora.

Pessoas que tiveram diagnóstico positivo para o Coronavírus podem realizar a doação após 30 dias sem apresentar sintomas.

Agende sua doação hoje mesmo:

-Hemocentro de Vitória

Endereço: Avenida Marechal Campos, 1.468, Maruípe | Telefone: 3636-7920

-Unidade de Coleta de Sangue da Serra

Endereço: Avenida Eudes Scherrer Souza, s/nº (anexo ao Hospital Estadual Dório Silva) | Telefone: (27) 3218-9429

-Hemocentro de Linhares

Endereço: Av. João Felipe Calmom, 174-298 – Centro | Telefone: (27) 3264-6000

-Hemocentro de Colatina

Endereço: R. Cassiano Castelo, 276 – Centro | Telefone: (27) 3717-2800

-Hemocentro de São Mateus

Endereço: Rodovia Otovarino Duarte Santos, Km 02, Parque Washington | Telefone: (27) 3767-7954

Leia mais:  Dia do Médico da Saúde da Família e Comunidade: Profissionais selecionados começam os atendimentos nas próximas semanas
Continue lendo

Medicina e Saúde

Mais 60 respiradores chegam ao Estado para atendimento no Hospital Dr. Jayme Santos Neves

Publicado

O Governo do Estado recebeu, na noite desse domingo (24), 60 novos respiradores vindos da Itália que serão destinados ao Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, uma das referências no atendimento de pacientes do novo Coronavírus (Covid-19), no Espírito Santo.

“Precisamos garantir ao paciente que adoece em solo capixaba uma atenção em saúde de qualidade. Nós planejamos e desenhamos a compra de muitos respiradores. Compramos 350 da Itália e nesse final de semana chegaram os 60 primeiros”, disse o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira (25).

A aquisição faz parte do total de 350 respiradores da empresa Siare Engineering International Group, que tem sede em Bologna, Itália. Os equipamentos serão entregues parceladamente. A segunda entrega, com 100 equipamentos, será nas próximas semanas; a terceira entrega, com 90 respiradores, será em junho e; 100 restantes está prevista para final o de julho.

O valor do investimento foi de aproximadamente R$ 24 milhões, com valor unitário de €11.750,00 euros cada equipamento.

Para o diretor geral do Hospital Dr. Jayme, Rogério Griffo, esses equipamentos vão aumentar a capacidade de atendimento à população capixaba. “Esses 60 respiradores vão permitir que novos 60 leitos de tratamento intensivo (UTI) sejam abertos no Hospital Dr. Jayme, vamos aumentar nossa capacidade para 250 leitos de UTI destinados aos pacientes Covid-19, um aporte significativo a saúde dos capixabas”, disse.

A compra foi realizada em duas etapas, com a aquisição de 250 equipamentos no final de abril e mais 100 na segunda quinzena de maio, por meio de um processo que contou com o apoio estratégico da Câmara de Comércio Ítalo-Brasileira de Milão, o Governo do Espírito Santo, por intermédio do Centro Integrado de Comando e Controle, da Secretaria da Saúde.

Leia mais:  Primeira etapa da Campanha contra o Sarampo começa na próxima segunda
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana