conecte-se conosco


Segurança

Espírito Santo fecha mês de maio com menor número de homicídios dos últimos 24 anos

Publicado

O Espírito Santo teve o mês de maio com o menor número de homicídios da série histórica desde 1996, em comparação com o mesmo período dos últimos anos. No total, foram registrados 76 assassinatos, sendo quatro a menos que os 80 de 2019. Cabe ressaltar que após o pico de 140 casos no mês de março, a tendência de queda se manteve.

No total, o Estado chegou a 514 homicídios em cinco meses, o que representa o quarto melhor resultado de toda série histórica, apesar de apresentar aumento de 14% em relação a 2019, quando foram 441 mortes violentas no mesmo período.

A região norte apresenta resultados positivos, com 10 homicídios a menos que 2019 e redução de 10,4%. Dentro desse total, Aracruz apresenta a maior redução, com 55,6% a menos em número de assassinatos no comparativo com 2019, sendo que de janeiro a maio foram 12 mortes violentas, contra 27 do ano passado.

Na Região Metropolitana, Vitória apresenta redução de 3,2% no acumulado do ano, com 44 homicídios contra 47 de 2019. No mês de maio, se destacou o município de Vila Velha, que chegou a ter 24 assassinatos em março e fechou os últimos 30 dias com seis registros.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, destacou o desempenho das forças de segurança, principalmente pelo fato de estarmos em meio à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

“Nós temos que reconhecer todos os esforços e o trabalho das forças de Segurança Pública do Estado, sejam elas estaduais, federais ou municipais. Esse resultado é fruto de um trabalho integrado que foi realizado nos últimos meses, dentro da metodologia do programa Estado Presente, com grandes operações, ações pontuais e a caça a traficantes e homicidas. Só tenho a agradecer todo o empenho dos nossos policiais, em meio a uma situação de pandemia que vivemos”, ressaltou.

Leia mais:  Operação “Força pela Vida” fiscaliza transporte de rochas no Estado
publicidade

Segurança

Governo do Estado lança pedra fundamental do Centro de Inteligência da Defesa Civil

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, realizou, nesta quinta-feira (9), o lançamento da pedra fundamental do Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastre do Espírito Santo (CEGRD), que está sendo construído em Vitória. O espaço será provido de um valioso pacote de tecnologia lógica, promovendo uma maior integração entre os órgãos do Governo do Estado e prefeituras municipais e aumentando a capacidade de prevenção e resposta a desastres naturais. Serão investidos R$ 56 milhões com benefícios fundamentais a toda população do Estado.

Durante a solenidade virtual, transmitida ao vivo pelas redes sociais, Casagrande ressaltou a importância dos investimentos na prevenção de desastres. “Mesmo que a gente faça tudo certo ainda assim teríamos desastres. É importante que a gente aprenda a criar planos para conviver com isso. Boa parte do que sofremos em desastres é decorrente da nossa irresponsabilidade. Quando se desmata, se polui nossos rios e nossa atmosfera ou também quando se constrói casas nas calhas de rios”, alertou.

Casagrande destacou a importância da preservação ambiental para reduzir a ocorrência de desastres. “Estamos vivendo um ataque feroz à nossa Floresta Amazônica. Temos grandes trilhos a seguir, que é a proteção do meio ambiente e a adaptação às mudanças. A Defesa Civil está no cerne dessas mudanças, quando fazemos obras de contenção, de limpeza e de cuidados. Ter obras de infraestrutura que reduzam esse impacto e o risco à vida é muito importante. Esse Centro trabalha nesse sentido de alerta, integrando toda Defesa Civil municipal, estadual e nacional, para que possamos reduzir os riscos e minimizar os impactos”, disse Casagrande.

A obra está em andamento, em terreno localizado na sede do Quartel do Comando-Geral (QCG) do Corpo de Bombeiros Militar, na Enseada do Suá, em Vitória. A construção está na fase final de fundação e a previsão de término até o final de 2021. Logo após a solenidade virtual, o governador visitou o canteiro de obras para acompanhar o andamento dos trabalhos.

A pedra fundamental foi retirada de um local de desastre – uma rocha que se desprendeu e rolou sobre uma casa no município de Alfredo Chaves, vitimando fatalmente um casal de idosos, durante as fortes chuvas que atingiram a região sul do Estado no início do ano. “A ideia foi pegar algo que mostrasse o poder destruidor que um desastre tem. É um símbolo muito grande e passando perto dela refletimos o quão importante é ter uma Defesa Civil estruturada”, explicou o coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel André Có.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, destacou que o investimento no sistema de proteção e gestão de riscos e desastres vai utilizar recursos da operação de crédito do Governo do Estado com o Banco Mundial, dentro do Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem.  “Esse programa, com valor global de US$ 323,1 milhões, visa a garantir mais qualidade de vida para o capixaba. Além de apoiar o fortalecimento da capacidade de gerenciamento e de respostas do Estado a riscos e desastres, tem ações de preservação ambiental e de saneamento básico, com gestão intensiva da Secretaria de Economia e Planejamento”, afirmou.

Obras

Leia mais:  Operação “Força pela Vida” fiscaliza transporte de rochas no Estado

O Centro contará com, aproximadamente, dois mil metros quadrados e a edificação irá contemplar toda a infraestrutura elétrica, de climatização, cabeamento lógico, sistema de incêndio, sistema de segurança, soluções para mobiliário técnico e corporativo, soluções de tecnologia da informação e visualização, e demais bens e serviços correlatos.

O contrato também contempla fornecimento, configuração, comissionamento, instalação e ativação do sistema, além de testes de sistema, licenciamento de radiofrequência, treinamento técnico e operacional, operação inicial assistida, garantias e manutenção corretiva e preventiva, visando à implantação para todos os meios operacionais integrantes do CEGRD.

Além disso, o centro de inteligência contará com sistema de radiocomunicação com gestão de comunicação, com recursos de voz, dados e gerenciamento, definidos por padrões do CEGRD, para emprego, inclusive com integração das operações entre os órgãos de segurança pública e governamentais, com centro de despacho em múltiplas frequências, para atendimento ao cenário de desastres.

“Uma instalação fixa digna para operadores de Segurança Pública é fundamental. Essa apresentação nos deixa muito felizes com o potencial dessa entrega. Principalmente pela tecnologia que está implantada nesse sistema. O desastre causa uma grande aflição na população e essa estrutura vem para dar maior apoio no serviço à sociedade capixaba”, disse o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Alexandre Cerqueira, também destacou a relevância do projeto. “Essa é uma entrega muito importante para a sociedade capixaba, visto que a cada ano a intensidade dos desastres naturais vem aumentando. Esse Centro vai dar ao nosso Estado a capacidade de resposta muito mais rápida para a população. É um projeto fundamental. Fica o meu agradecimento ao governador Renato Casagrande por entender a importância de iniciar essas obras”, declarou.

A solenidade virtual também contou com a participação do secretário Nacional de Defesa Civil, coronel Alexandre Alves Lucas, que parabenizou o Governo do Espírito Santo pelo empreendimento: “Essa é uma grande conquista do País. O Espírito Santo já é referência em Proteção e Defesa Civil. Servirá de exemplo a outros estados e mostrará a importância de se investir na unidade da gestão. Defesa Civil é um sistema, não é um órgão. Cada um contribui em cada fase. Parabéns ao Espírito Santo por essa obra”.

Também participaram do evento, a vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes; a procuradora-geral de Justiça do Espírito Santo, Luciana Andrade; de deputados estaduais; prefeitos; além de representantes da Defesa Civil Estadual e municipal.

Leia mais:  Governo anuncia implantação do Giosp no Espírito Santo
Continue lendo

Segurança

Secretário de Segurança do ES recebe ameaças em rede social

Publicado

O coronel Alexandre Ramalho foi ameaçado em um post na sua conta pessoal do Instagram

O Secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Alexandre Ramalho, recebeu ameaças em sua conta pessoal no Instagram. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) confirmou a informação por meio de nota.

De acordo com a Sesp, uma ocorrência foi registrada na Polícia Civil e o caso segue sob investigação. Ainda segundo a secretaria, detalhes não serão repassados, assim como o conteúdo das mensagens, para não atrapalhar as investigações.

Na nota, a Sesp garantiu que “o combate ao tráfico de drogas e às organizações criminosas no Espírito Santo vai continuar de maneira intensa, como vem sendo realizado, dentro da legalidade, com objetivo de trazer paz às pessoas que vivem nessas comunidades”.

Fonte: Folha Vitória.

Leia mais:  Guarda Municipal de Vila Velha recebe mais de 3.500 denúncias de aglomerações em um mês
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana