conecte-se conosco


Cidades

Estado investe na recuperação de ciclovia e urbanização de avenida na Serra

Publicado

O município da Serra vai receber mais de R$ 5 milhões de investimentos do Governo do Estado. Foi assinada na manhã desta terça-feira (03), a Ordem de Serviço para as obras de recuperação de ciclovia e urbanização da Avenida Talma Rodrigues Ribeiro, no bairro Vila Nova de Colares. Serão 7,5 quilômetros de uma via totalmente urbanizada e com ciclovia em toda sua extensão. A obra é um convênio entre o Estado, por meio da Secretaria de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), e a Prefeitura do município.

“Com essa obra, a Talma vai ser a avenida mais bonita do Estado. Ela vai ter ciclovia, passeio para caminhadas e corridas, além de ser toda embelezada com arborização. Terá ainda trevos que vão melhorar a entrada dos bairros. Essa avenida atende tanto a área industrial quanto a comercial, além de alguns grandes bairros, como Feu Rosa e Vila Nova, por exemplo. Além da circulação dos carros, nós vamos ter um parque linear e as pessoas vão poder desfrutar dessa avenida. Fazendo seus passeios, sua atividade física, desfrutando dessa beleza que é a cidade da Serra”, disse o governador.

Ao todo, serão 8.486,93 metros quadrados de pavimentação, 7.938,40 metros de meio fio, 375,05 metros quadrados de calçada, 896,38 metros quadrados de sinalização horizontal, 72,10 metros de passagem de pedestre em nível, 1.170,90 metros de guarda-corpo para ciclovia, além de paisagismo e iluminação com luminárias em LED.

O subsecretário para Assuntos Administrativos da Sedurb, Octavio Guimarães, afirma que este é um importante investimento numa região com grande circulação de pessoas, já que concentra muitas empresas e residências. “As obras, quando concluídas, beneficiarão moradores e trabalhadores que passam pela via, que terão mais segurança e mobilidade no seu deslocamento”, disse.

A Avenida Talma Rodrigues interliga o polo industrial Civit II e diversos bairros como Alterosas, Nova Zelândia, Vila Nova de Colares, Boulevard Lagoa, Feu Rosa e o Portal de Jacaraípe, atendendo diretamente cerca de 40 mil pessoas. Além disso, está localizada no corredor de transporte coletivo, entre os terminais urbanos de Laranjeiras e Jacaraípe, influenciando na circulação de milhares de pessoas em deslocamentos local, regional e metropolitano.

Entre diversas autoridades presentes, estiveram na solenidade o prefeito da Serra, Audifax Barcelos, e os secretários de Estado Bruno Lamas (Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social), Álvaro Duboc (Economia e Planejamento) e Lenise Loureiro (Gestão e Recursos Humanos). A primeira-dama do Estado, Virginia Casagrande, também participou do evento, acompanhando o governador no dia de seu aniversário.

Leia mais:  Chegada das chuvas preocupa para aumento de casos de dengue
publicidade

Cidades

Mapa de Risco: município de Linhares e outras seis cidades entram para o risco alto

Publicado

Além disso, saem do risco alto os municípios de Afonso Cláudio, São Roque do Canaã e Vila Valério

A partir desta segunda-feira (6) entra em vigor o novo Mapa de Risco da covid-19 do Espírito Santo, que é valido até domingo, dia 12. Nesta semana, 41 cidades estão com risco alto e outras 37 em risco moderado. 

Entram para o risco alto: Águia Branca, Bom Jesus do Norte, Iconha, Linhares, Marilândia, Montanha e Santa Leopoldina. Os municípios que entraram em risco alto permanecem por 14 dias. Ale´m disso, saem do risco alto os municípios de Afonso Cláudio, São Roque do Canaã e Vila Valério.

A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril, considerando apenas o coeficiente de incidência. No dia 04 de maio, foi inserida a matriz de risco como ferramenta do mapa de risco, constando o coeficiente de incidência e taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Já em 18 de maio, a matriz de risco foi ampliada com a inserção da taxa de letalidade, índice de isolamento social porcentagem da população acima de 60 anos.

O mapa de risco segue orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle, composta pelo Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES), Defesa Civil, Secretaria da Saúde (SESA), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e Resultados da pesquisa do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES). As decisões adotadas no ES seguem parâmetros técnicos.

Leia mais:  Ex-prefeito de Presidente Kennedy é condenado por improbidade administrativa
Continue lendo

Cidades

ES Solidário alcança marca de 100 toneladas de cestas básicas doadas no Estado

Publicado

O ES Solidário atingiu a marca de 100 toneladas de cestas básicas doadas para famílias em situação de vulnerabilidade social e econômica de norte a sul do Espírito Santo. O programa integra as ações sociais do Governo do Estado, desenvolvidas em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Durante o mês de junho, foram entregues 1.669 cestas básicas e 399 kits de higiene e limpeza nos municípios de Aracruz, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Fundão, Guarapari, Ibiraçu, João Neiva, Muniz Freire, Serra, Vila Velha e Vitória.

Os donativos são recebidos por meio de doações feitas por empresas e pela sociedade civil. Contribuições em dinheiro são usadas para a compra de alimentos e outros itens essenciais.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, frisou ainda que o ES Solidário também recebe e repassa outros tipos de doações, que são importantes nesta época de pandemia, como fraldas descartáveis, máscaras e álcool 70%.

“Isso faz com que a gente atinja um maior número de pessoas e algumas doações específicas têm permitido que a gente alcance aquelas que possuem necessidades diferenciadas. O ES Solidário é um programa que vem crescendo graças à parceria da sociedade civil e de empresas que abraçam a causa”, explicou Nara Borgo.

ES Solidário em números

Leia mais:  Idaf reabre processo seletivo para contratação no ES; salários chegam a R$ 5.416

O programa atende às demandas por meio de solicitações feitas por municípios, coletivos, associações e igrejas com ações sociais, que direcionam as doações de donativos às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. Os repasses são feitos em parceria com o Corpo de Bombeiros, responsáveis pela logística de entrega.

Desde o início do programa, foram arrecadadas e distribuídas 10.484 cestas básicas, 4.595 kits de higiene e limpeza, 351 pacotes de fraldas geriátricas, 210 frascos de álcool em gel, 938 máscaras, além de 4.646 itens avulsos. No total, até o momento, famílias de 39 cidades capixabas foram atendidas pelo ES Solidário.

Como doar

As cestas básicas, kits de higiene pessoal e de limpeza podem ser entregues em uma das 17 bases operacionais do Corpo de Bombeiros Militar em todo o Estado ou nas unidades da Defesa Civil nos municípios. Há também uma campanha de arrecadação em cinco terminais da Grande Vitória:

  • Terminal Ibes
  • Terminal Jardim América
  • Terminal Campo Grande
  • Terminal Carapina
  • Terminal Laranjeiras

O programa ainda tem uma parceria com o PicPay. Para fazer sua contribuição, basta baixar o aplicativo, procurar o @essolidario e fazer sua doação na quantia que desejar.

É possível também fazer doações em dinheiro, por meio de Documento Único de Arrecadação (DUA) ou depósito em conta bancária do Governo do Estado, além da doação de serviços comuns, bens móveis ou imóveis, licenças de softwares e o comodato em favor de órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, enquanto perdurar o Estado de Emergência em Saúde Pública.

Saiba mais informações sobre como doar em: https://coronavirus.es.gov.br/ESsolidario.

Leia mais:  Distribuição de máscaras continua nos terminais do Transcol
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana