conecte-se conosco


Camisa 10

Flamengo e River Plate será transmitido no Estádio Kleber Andrade

Publicado

A final da Taça Libertadores da América, entre Flamengo e River Plate, da Argentina, que acontecerá em Lima, no Peru, no sábado (23), às 17h (horário de Brasília), será transmitida ao vivo por meio de telões no Estádio Estadual Kleber Andrade, em Cariacica. O ingresso custa R$ 25 (primeiro lote). A empresa 2 Oaks Produções é a responsável pela organização do evento.

Além da transmissão da partida, a programação, com início previsto para às 13h, contará com diversas atrações culturais, como shows do MC Bob Rum, do sambista Dominguinhos do Estácio e do DJ Grandmaster Raphael, além de sorteios de brindes.

O evento é semelhante ao que vai ocorrer em alguns outros estádios do Brasil. Por medidas de segurança, será permitida a entrada de no máximo, 9.600 pessoas no Kleber Andrade. Para mais informações, procure nas redes sociais FESTANAFAVELA2019.

Confira abaixo os pontos de vendas:

Loja Maison Libanea Homem

Rua Aleixo Neto, 1158 Praia do Canto

Loja Motta Sport

Praça Regina Frigere Furno, 70 Jardim da Penha.

Loja Banesfácil

Rua Gil Veloso, n°13, Campo Grande. Ao lado da Pernambucanas de Campo Grande.

Lojas Ademar Cunha

Campo Grande (Cariacica) Av. Expedito Garcia 159.

Laranjeiras (Serra) As Segunda Avenida,24.

Centro (Vila Velha) Av Jerônimo Monteiro 1500.

Bilheterias do Estádio Kléber Andrade

Rua Padre Anchieta, 2 – Rio Branco, Cariacica – ES.

Vendas online através do site fanpass.com.br

Leia mais:  PSG aceita Dembélé e mais R$ 485 milhões do Barça por Neymar
publicidade

Camisa 10

Dupla capixaba avança às oitavas de final do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia Feminino

Publicado

Elize Maia e Thâmela se classificaram como primeiras do grupo D se classificaram para a fase mata-mata do torneio

O Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ), recebeu mais uma vez as principais duplas do vôlei de praia nacional. Ao longo desta sexta-feira (20), 24 times entraram em ação para a disputa da quarta etapa feminina do Circuito Brasileiro 20/21, e, ao final da jornada, 16 times ainda seguem na busca por medalhas na competição.

Dentre as equipes classificadas, está a dupla capixaba formada por Elize Maia e Thâmela. Nas duas rodadas disputadas pela fase de grupos do torneio, as representantes do Espírito Santo venceram ambas por 2 sets a 0. Como resultado, o time avançou para a fase mata-mata da competição e terminou entre as quarto na classificação geral.

“Estamos nos dedicando bastante para encontrar o nosso espaço no Circuito Brasileiro. Ficamos muito felizes pelos jogos que fizemos hoje, tudo aquilo que entregamos em quadra. Nosso trabalho tem sido forte e conseguimos impor nosso jogo”, disse Thâmela em entrevista ao site da Confederação Brasileiro de Voleibol (CBV).

A dupla adversária também já foi definida. Elas vão enfrentar Taiana e Paula Pequeno (CE/SP) que se classificaram como uma das melhores terceiras colocadas da fase de grupos. O confronto está marcado para este sábado (21), a partir das 9h50.

Confira abaixo os confrontos definidos das oitavas de final da quarta edição do Circuito Brasileiro Feminino.

Jogo 25 – Ágatha/Duda (PR/SE) x Rafaela/Jéssica (PA) – 9h

Jogo 26 – Hegê/Ângela (CE/DF) x Tory Paranaguá/Ana Luiza (PR/SC) – 9h

Jogo 27 – Andressa/Vitória (PB/RJ) x Talita Simonetti/Victoria Strehl (CE/RS) – 9h50

Jogo 28 – Thâmela/Elize Maia (ES) x Taiana/Paula Pequeno (CE/SP) – 9h50

Jogo 29 – Talita/Carol Solberg (AL/RJ) x Aline/Neide (SC/AL) – 10h40

Jogo 30 – Bárbara Seixas/Carol Horta (RJ/CE) x Andrezza/Rosimeire Lima (AM/AL) – 10h40

Jogo 31 – Val/Vivian (RJ/PA) x Érica Freitas/Thati (MG/PB) – 11h30

Jogo 32 – Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) x Tainá/Juliana (SE/CE)* – 11h30

Leia mais:  Criatividade e tecnologia em ação na volta do futebol na Dinamarca
Continue lendo

Camisa 10

14 sul-americanos têm Covid-19 após irem às Eliminatórias

Publicado

Godín é o mais novo caso registrado entre positivos da seleção uruguaia depois da última Data Fifa do ano na América do Sul

Nas últimas duas partidas do ano pelas eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022, o covid-19 atingiu mais jogadores do que o “vírus Fifa” (como são apelidadas as lesões sofridas no período de partidas de seleções). No total, 15 jogadores testaram positivo enquanto serviam aos países ou logo depois de voltarem aos seus clubes e viraram desfalques para a rodada do fim de semana. Enquanto isso, as lesões sofridas em treino ou jogo sob o comando de comissões técnicas das equipes nacionais causaram apenas três baixas.

O Uruguai lidera a lista com oito atletas com teste positivo para covid-19, seguido do Equador, com seis. O Brasil precisou cortar Gabriel Menino, do Palmeiras, ainda no início da reunião em Teresópolis.

Uruguai

Nos casos de coronavírus da Celeste, Matías Viña, lateral do Palmeiras, foi o primeiro. Luís Suárez (Atlético de Madrid) e Rodrigo Muñoz (Cerro Porteño) foram diagnosticados em seguida. Todos os três ficaram fora da derrota por 2 a 0 para o Brasil, em Montevidéu.

Depois de uma leva de testes após o jogo contra a Seleção, a equipe uruguaia confirmou que Alexis Rolín (Olimpia) e Diego Rossi (Los Angeles FC) também contraíram o vírus. Ambos foram relacionados para a partida de terça-feira, mas não saíram do banco.

Na testagem de volta ao Atlético de Madrid, o volante Lucas Torreira se somou a Suárez nas baixas de Simeone. Os dois não jogam contra o Barcelona, pelo Campeonato Espanhol, neste sábado. Na partida contra o Lokomotiv Moscou pela Champions League, na próxima quarta-feira, também não estarão à disposição do Atleti.

Os últimos a serem diagnosticados com covid foram Darwin Núñez, em Portugal, e Godín, na Itália.O centroavante do Benfica e o zagueiro do Cagliari, titulares na derrota para o Brasil, são a sétima e oitava baixas do Uruguai. A seleção também teve seis integrantes da equipe técnica contaminados.

Darwin Núñez, titular contra o Brasil, foi o sétimo jogador do Uruguai a testar positivo para coronavírus — Foto: Reuters

Darwin Núñez, titular contra o Brasil, foi o sétimo jogador do Uruguai a testar positivo para coronavírus

Equador

A equipe foi 100% nas últimas duas partidas pelas eliminatórias: 3 a 2 contra a Bolívia, além da goleada de 6 a 1 na Colômbia. Os jogadores, porém, não voltaram ilesos aos seus respectivos clubes. Um surto de Covid chegou à seleção equatoriana, com seis jogadores positivos ao final da Data Fifa.

Alan Franco (Atlético-MG), Enner Valencia (Fenerbahce) e Diego Palacios (Los Angeles FC) foram os três primeiros da delegação a contraírem o vírus. Antes da última partida contra os colombianos, o número dobrou com Mario Pineida (Barcelona de Guayaquil), José Cifuentes (Los Angeles FC) e Moisés Corozo (LDU).

Além dos seis casos de Covid, o atacante Adolfo Muñoz, também da LDU, se lesionou. Na partida contra a Colômbia, o jogador saiu aos 32 do primeiro tempo com ajuda de uma maca.

Na goleada do Equador sobre a Colômbia, seis jogadores equatorianos já haviam sido afastados por Covid-19 — Foto: Rodrigo Buendia-Pool/Getty Images

Corozo e Muñoz desfalcam a LDU na Libertadores e no campeonato nacional por, pelo menos, duas rodadas. O próximo adversário da competição internacional é o Santos, na próxima terça-feira.

No caso de Alan Franco, o volante depende de um teste negativo para voltar ao Brasil e integrar o time de Sampaoli novamente.

Brasil

Na seleção brasileira, Pedro foi o único a voltar lesionado ao clube depois de entrar em campo nas eliminatórias. O atacante do Flamengo substituiu Richarlison aos 30 minutos do segundo tempo na vitória por 1 a 0 sobre a Venezuela, na terceira rodada. No treino do dia seguinte da partida, sentiu dores no músculo adutor da coxa. O jogador está em tratamento no clube, sem data definida para voltar aos gramados.

Pedro, atacante do Flamengo, sentiu dores no músculo adutor da coxa e foi cortado da seleção — Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Gabriel Menino integrou a delegação na Granja Comary, em Teresópolis, mas não passou na segunda bateria de testes. O jogador do Palmeiras está assintomático e faz parte de uma longa lista de 15 jogadores do time paulista infectados.

Argentina

caso mais grave de lesão durante as eliminatórias foi o de Exequiel Palacios. O volante argentino sofreu uma fratura nas costas após levar uma joelhada de Ángel Romero, ex-Corinthians, no empate em 1 a 1 com o Paraguai.

A lesão na lombar é parecida com o caso de Neymar na Copa do Mundo de 2014, que o deixou fora do resto da competição. O tempo de recuperação de Palacios, no departamento médico do Bayer Leverkusen, é de até três meses.

Leia mais:  Neymar 'condiciona' permanência no PSG à contratação de reforços
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana