conecte-se conosco


Política e Governo

Governo trabalha para avançar no Ranking de Competitividade dos Estados

Publicado

O Governo do Espírito Santo trabalha para subir de posição no Ranking de Competitividade dos Estados com uma gestão orientada para resultados. Por isso, nesta quarta-feira (12), o governador do Estado, Renato Casagrande, recebeu secretários de Estado, dirigentes de órgãos e representantes da CLP Lideranças Públicas (organização sem fins lucrativos responsável pela elaboração do ranking) para discutir os desafios da administração estadual.

Confiante no trabalho para a melhoria do índice, o governador Casagrande aponta a inovação como um objetivo estratégico do Governo: “Tenho certeza que nos quatro anos vamos alcançar uma melhor posição. Na Educação, temos um pacto pela aprendizagem em conjunto com os municípios, e na governança fazemos o debate com os outros poderes. A inovação é um setor em que precisamos de uma maior participação do setor privado. A CLP é uma referência para nós e usamos os dados para melhorar o nosso trabalho aos capixabas”.

O Ranking de Competitividade dos Estados é composto por dez pilares: infraestrutura; sustentabilidade social; segurança pública; educação; solidez fiscal; eficiência da máquina pública; capital humano; sustentabilidade; potencial de mercado; e inovação. Em 2019, com base nos dados de 2018, o Espírito Santo conquistou a sexta posição, com nota de 62,4. A média nacional foi de 49,3 e em primeiro lugar ficou São Paulo, com 87,4 pontos. O lançamento da próxima edição do Ranking de Competitividade dos Estados está previsto para setembro deste ano, com base em dados de 2019.

Nas pontuações de cada um dos pilares, o Espírito Santo figura entre as primeiras posições em eficiência da máquina pública; sustentabilidade ambiental; educação; infraestrutura; sustentabilidade social e segurança pública, além de solidez fiscal. Não por acaso, o Estado é o único do país com nota A do Tesouro Nacional, uma performance mantida desde a primeira gestão do governador Casagrande, iniciada em 2012.

Resultados

Com uma gestão voltada para resultados, desde 2019 o Governo faz o monitoramento e a avaliação de indicadores de suas políticas públicas, visando aos benefícios que geram para a sociedade.

Para o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, o Ranking de Competitividade é uma importante iniciativa para compreensão dos avanços e desafios dos entes nacionais nos dez eixos monitorados: “O Espírito Santo possui um robusto programa de monitoramento e gestão estratégica com foco em resultados, o Realiza+, e neste ano iremos agregar mais uma ferramenta gestão que é o Painel de Indicadores que será lançado em maio”, disse.

O Painel de Indicadores será lançado pela Secretaria de Economia e Planejamento (SEP), em parceria com o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest), e permitirá o acompanhamento sistemático dos dados pela alta gestão – governador e secretários das pastas.

O painel faz parte do Realiza+, que gerencia e monitora as ações estratégicas da administração estadual, buscando ampliar a capacidade do Governo do Estado de executar programas e projetos estratégicos e entregar resultados à sociedade capixaba.

Leia mais:  Aulas de lançamento marcam segunda oferta de cursos gratuitos do Qualificar ES
publicidade

Política e Governo

Deputado estadual não é candidato em Guaçuí

Publicado

Para o suplente não é uma boa notícia, mas a verdade é que o deputado estadual, Luciano Machado não será pré-candidato a prefeito do município de Guaçuí. Havia muita especulação de que o parlamentar poderia vir a tentar se eleger prefeito, até porque desfruta de muito prestígio na região, principalmente no seu município.

Deputado Luciano Machado vai continuar na Assembleia.

De acordo com o parlamentar a sua decisão é uma questão de coerência, responsabilidade e compromisso assumido quando da sua eleição de deputado estadual. Ele é o único representante na Assembleia Legislativa da região do Caparaó e, por isso, “não seria justo deixar o cargo para o qual foi eleito, para virar pré-candidato a prefeito de um município”, disse o parlamentar que ocupa na Assembleia a Mesa Diretora como um dos vice-presidentes da Casa.

Quem é Luciano Machado

Formado em Letras, é empresário desde 1987. Em 1988, foi eleito vereador constituinte, em Guaçuí, onde também foi vice-prefeito (1996) e prefeito por dois mandatos (2000 e 2004). Ex-presidente do Consórcio Caparaó, também exerceu o cargo de diretor de Obras da Cohab-ES, foi representante do governo do Estado na Junta Comercial e gerente de programas e projetos da Secretaria de Agricultura. Em seu primeiro mandato na Assembleia Legislativo, foi eleito em 2018 com 15.221 votos. É o 1º secretário da Mesa.

Leia mais:  Cássio assume direção do Progressista de São Mateus
Continue lendo

Política e Governo

Programa conscientiza alunos sobre uso de novas tecnologias

Publicado

Proposta busca incentivar os pais a ensinarem seus filhos no uso da internet com segurança

A deputada Raquel Lessa (Pros) é autora do Projeto de Lei (PL) 111/2020, que prevê a criação do Programa Cidadania Digital nas escolas estaduais. A proposta é conscientizar alunos, pais e professores para um comportamento  responsável e saudável no uso das novas tecnologias disponíveis nas bibliotecas públicas.

O programa tem como objetivo a filtragem do acesso à internet no ambiente escolar para impedir a visualização de conteúdo prejudicial ou inadequado por alunos e funcionários da escola e também promover alfabetização digital com a conscientização dos perigos do uso excessivo dos meios eletrônicos. A matéria inclui a família dos estudantes no processo de cidadania digital e busca incentivar os pais a ensinarem seus filhos no uso da internet com segurança.

Caso seja aprovada, a proposta vai contar com ferramentas para apoio pedagógico. Entre elas orientações em tempo real para professores que desejam compartilhar informações, ouvir dicas sobre como trabalhar os conteúdos em sala de aula e tirar dúvidas com psicólogos sobre formas de lidar com casos de cyberbullying  e exposição dos alunos na internet.

Estabelece ainda como instrumento para os professores a promoção de palestras, encontros e seminários sobre temas cotidianos do universo online, como crimes de internet, informações falsas, superexposição nas redes e  proteção da privacidade.

“A internet é um dos avanços mais significativos da modernidade, pois abre portas para inúmeras oportunidades, inclusive, para o compartilhamento de informações, produção de conteúdo e construção de conhecimento, a comunicação, o lazer e o entretenimento. Embora a mídia e a tecnologia tenham uma grande promessa de aprendizado, os jovens precisam de apoio e educação para aprenderem a fazer julgamentos sólidos ao navegar no mundo digital”, explica a autora.

Raquel Lessa disse que é preciso fazer um contraponto aos investimentos que os governos vêm fazendo em informatização das escolas. “Como os estados investem na tecnologia do século XXI, os legisladores estaduais estão tomando medidas para garantir que os alunos tenham as habilidades de alfabetização digital e cidadania que lhes permitam aproveitar ao máximo as oportunidades de aprendizagem online. Isso inclui ajudar os alunos a discernir a origem e a validade do conteúdo online e a praticar comportamento online seguro e ético”, conclui.

Tramitação

As comissões de Justiça, Ciência e Tecnologia, Educação e Finanças emitirão parecer sobre a matéria.

Leia mais:  Aulas de lançamento marcam segunda oferta de cursos gratuitos do Qualificar ES
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana