conecte-se conosco


Segurança

Homem que se passava por juiz e policial é preso em Guarapari

Publicado

O suspeito foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, uso de documento falso e falsificação de documento público

Um ex-inspetor penitenciário de 44 anos foi detido em flagrante, na última quarta-feira (18), no bairro Village do Sol, em Guarapari, após uma denúncia anônima. O homem era conhecido na região por se passar por juiz de direito, e em outros momentos, por policial. 

A prisão aconteceu em uma ação conjunta da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) e da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), ambas de Guarapari.

Segundo o titular da Denarc, delegado Guilherme Eugênio Rodrigues, o suspeito se passava ora por policial, ora por juiz . “O detido foi apontado por meio do disque-denúncia como autor de homicídios, razão pela qual foi proposta ao DHPP a realização de uma ação conjunta para prendê-lo”, explicou.

Durante a ação, na residência do suspeito foram apreendidos um revólver calibre .38, diversas munições desse mesmo calibre e um simulacro metálico de uma pistola Taurus 24/7.

“Chamado a se identificar, o suspeito apresentou documentos falsos nos quais se identificava como “juiz de fato e de direito”, e ainda, um registro de arma de fogo que, posteriormente, revelou-se falso”, relatou o delegado Guilherme Eugênio.

A arma apreendida foi encaminhada para o Departamento de Criminalística – Balística, para verificar se tem relação com eventuais homicídios. 

O suspeito foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, uso de documento falso e falsificação de documento público, em seguida foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

Também de acordo com a autoridade policial, ainda não é possível quantificar a quantidade de vítimas que este suspeito fez e há quanto tempo agia. As investigações continuam. “Destacamos a importância da denúncia anônima. Caso tenha informações, a pessoa pode denunciar pelo Disque-Denúncia 181 ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. Todas as informações fornecidas serão apuradas”, garantiu.

Leia mais:  Adolescente de 17 anos é morto a tiros enquanto jogava bola em Cariacica
publicidade

Segurança

Polícia procura homem que torturou gato com vergalhão em Linhares

Publicado

O criminoso usou uma gaiola para prender o felino e desta forma performar a tortura ao animal

A polícia está procurando o homem suspeito de ter torturado um gato com um vergalhão, em Linhares, no Norte do Espírito Santo. O animal foi resgatado e de acordo com a polícia, as investigações já estão avançadas.

Com a ajuda de pessoas que resgataram o felino, a polícia de Linhares se aproxima do autor da tortura. Em um vídeo que circula na internet, um homem aparece retirando os vergalhões do gato.

O criminoso usou uma gaiola para prender o felino e desta forma performar a tortura ao animal. A PM já se aproximou do criminoso e sabe que a tortura foi realizada em uma casa do bairro Jardim Laguna.

O gato foi levado para atendimento veterinário. Após se recuperar, o animal será colocado para adoção. A PM diz que está perto de prender o homem que cometeu o crime.

Leia mais:  PM apreende 17 pés de maconha em Viana
Continue lendo

Segurança

Acusado de estuprar duas filhas e três sobrinhas é preso

Publicado

A Polícia Civil informou os crimes estariam acontecendo há muitos anos. Quatro vítimas estão com mais de 18 anos, mas teriam sofrido o abuso quando tinham entre 10 e 13 anos

Um carreteiro de 52 anos foi preso pela Polícia Civil na tarde de segunda-feira (23) acusado de abusar sexualmente de duas filhas e três sobrinhas. De acordo com a polícia, os crimes aconteciam há muitos anos. 
Entre as cinco vítimas, quatro são maiores de idade e denunciaram que os crimes aconteceram quando elas tinhas entre 10 a 13 anos. A quinta vítima é uma menina de apenas sete anos. O nome do acusado e a cidade onde os fatos teriam acontecidos não serão revelados, para preservar a identidade das vítimas. 
A delegada Silvana Soeiro afirmou que o caso era investigado há alguns meses. A primeira denúncia aconteceu porque a mãe da criança supostamente abusada leu uma conversa da menina com uma colega em um aplicativo de mensagens, onde a garota contou para a amiga que foi abusada. Depois dessa denúncia a polícia descobriu os outros casos.
“Uma das vítimas está com 18 anos e foi abusada quando tinha 10 anos de idade. São cinco vítimas, sendo duas filhas e três sobrinhas. Todas são do ciclo familiar do acusado”, disse a delegada.
Ainda que neste caso o acusado seja pai de duas vítimas, a delegada alerta que as famílias precisam estar muito atentas para identificar se uma criança está sofrendo abusos. A previsão é que o acusado seja transferido para um presídio da Grande Vitória ainda na manhã desta terça-feira (24). 

Leia mais:  "Mostra uma covardia e beira a psicopatia", diz secretário de segurança sobre chacina em Vitória
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana