conecte-se conosco


Cidades

Ibiraçu recebe mais de R$ 3 milhões em investimentos do Governo do Estado

Publicado

O município da Ibiraçu está recebendo mais de R$ 3 milhões em investimentos do Governo do Estado. Nesta segunda-feira (10), foram entregues as obras de Calçamento Rural nas comunidades de Santo Antônio, Alto Bergamo e São Benedito, além da Praça Saudável no bairro Elias Bragato. Durante a solenidade virtual, com a presença do governador Renato Casagrande, também foram assinados convênios para obras de infraestrutura no valor total de R$ 2.529.125,98.

“Obras como essas mudam a vida das pessoas. Qualificam o local e trazem um sentimento maior de pertencimento. O calçamento rural melhora o transporte da produção agrícola e tira os moradores da poeira. Mesmo com a pandemia não paramos o trabalho. Seguimos presentes nos municípios. Fazemos uma gestão fiscal responsável, mas sem deixar de realizar. Os investimentos em escolas, calçamentos, obras de drenagem e pavimentação, muda a história desses municípios. Trabalhamos com muita seriedade para que possamos continuar com a marca de ser o Governo que mais investe nos municípios capixabas”, afirmou Casagrande.

Com investimento de R$ 268.240,00, a Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), dentro do Programa de Calçamento Rural, foi responsável pela doação de 6.000 metros quadrados de blocos intertravados tipo holandês e 1.000 metros de meios-fios. Em contrapartida, a Prefeitura realizou a instalação e toda a infraestrutura necessária na obra. “Isso representa mais facilidade para que as pessoas possam se deslocar sem lama e sem poeira”, destacou o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Foletto.

Construída no bairro Elias Bragato, o mais populoso de Ibiraçu, a Praça Saudável conta com quadra de areia, playground, área de academia ao ar livre, área de vivência, pista de caminhada, administração coberta, arquibancada e paisagismo, em uma área total de 1.500 metros quadrados. Além de esportes, o espaço será utilizado para a prática de caminhadas, aulas de ginástica para a terceira idade e o lazer em geral, podendo ainda abrigar eventos diversos, como apresentações culturais e festas.

Aulas do projeto Campeões de Futuro, desenvolvido pela Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport), também devem ocorrer no local. O investimento total foi de R$ 843 mil. “A Praça Saudável do bairro Elias Bragato é a maior desse modelo em todo o município e é a realização de um sonho antigo da comunidade local. Investir em espaços de lazer e prática esportiva é fundamental para a saúde, além de ser importante também na transformação social. Fico muito feliz em participar da entrega de mais um equipamento desse tipo para os capixabas”, afirmou o secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu.

Durante a solenidade virtual, foram assinados dois convênios, por meio da Secretaria de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), para realização de obras de infraestrutura.

Um deles é para a construção da rede de esgoto sanitário e drenagem no bairro Aricanga e no Santuário Nossa Senhora da Saúde, com investimento de R$ 892.485,19. Atualmente, sistema de coleta de esgoto sanitário do bairro recebe também os resíduos do bairro Elias Bragato, mas não atende a vazão. O deságue é realizado em vala, o que causa mau cheiro e procriação de insetos. Serão 1.510,50 metros de rede de esgoto, com bueiros e ligações residenciais.

O outro convênio é para obras de drenagem, pavimentação e esgotamento sanitário nas ruas José Luiz Fioroti e Adriana Maioli Rosalém Rocha, no valor de R$ 1.636.640,79. A obra contará com 5.466,45 metros quadrados de pavimentação em blocos de concreto, 2.012,17 metros de meio-fio, 1.604,19 metros de rede de esgoto, bueiros e ligações residenciais.

“São obras muito importantes que vão melhorar a infraestrutura e o saneamento do município, trazendo mais qualidade de vida e saúde aos moradores”, disse o secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente.

Leia mais:  Governador participa de comemorações a Augusto Ruschi no Museu Mello Leitão, em Santa Teresa
publicidade

Cidades

Produtores rurais de quatro municípios do ES vão receber assistência técnica coletiva

Publicado

Atendimento será realizado pelo Incaper/Fundagres Inovar Linhares, Baixo Guandu, Colatina e Marilândia por três anos

Produtores rurais de quatro municípios capixabas impactados pelo rompimento da barragem de Fundão (MG) receberão serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) coletiva que vão auxiliar no processo de fortalecimento e retomada das atividades agropecuárias. São eles: Linhares, Baixo Guandu, Colatina e Marilândia.

O atendimento será realizado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e a Fundação de Desenvolvimento e Inovação Agro Socioambiental do Espírito Santo (Fundagres Inovar), por meio do acordo de Cooperação Técnica e Financeira firmado com a Fundação Renova. A parceria tem duração de três anos e pode ser prorrogada.

Dentre as ações de Ater coletivo, estão contratação de especialistas, elaboração de documentos que orientarão a organização das cadeias produtivas da agropecuária, elaboração do modelo do Plano de Trabalho Integrado à Propriedade (documento que apresenta os requisitos mínimos das ações a serem executadas em cada propriedade),  cursos, dias de campo e palestras para atenderem a mais de 240 famílias em comunidades rurais atingidas.

“A parceria vai possibilitar maior suporte aos produtores rurais no processo de retomada das atividades agropecuárias e à readequação ambiental”, diz Rildo de Paula, coordenador de Uso Sustentável da Terra (UST) da Fundação Renova.

A iniciativa do Programa de Retomada das Atividades Agropecuárias da Fundação Renova atende à cláusula 125c do Termo de Transação e de Ajuste de Conduta (TTAC). Elas seguem as diretrizes e os princípios estabelecidos pela lei federal 12.188/2010, que institui a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER).

Sobre a Fundação Renova

A Fundação Renova é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar os programas e ações de reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão.

A Fundação foi estabelecida por meio de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas Vale e BHP, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

Leia mais:  Barrigueira se reúne com governador Casagrande para planejar ações para 2020
Continue lendo

Cidades

Tecnologia inédita no País vai mostrar lotação em tempo real dos ônibus do Sistema Transcol

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, apresentou, nesta quarta-feira (30), o InBus, nova funcionalidade do aplicativo ÔnibusGV que mostra a lotação dos coletivos em tempo real. Por meio da Secretaria de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) e da Companhia Estadual de Transporte de Passageiros (Ceturb-ES), o Governo do Estado adotou o Sistema de Classificação de Lotação que está sendo implantado nos coletivos do Sistema Transcol. Pela ferramenta, quem utiliza o transporte coletivo metropolitano e possui o aplicativo ÔnibusGV vai poder verificar como está a lotação do coletivo, antes dele chegar no ponto de parada.

“Estamos dando passos em direção à inovação, que é uma marca do nosso Governo. A inovação leva mais dignidade ao usuário. Como no caso do Serviço Especial Mão na Roda, cujas novidades foram apresentadas ontem e que também deu um salto de qualidade. Nosso objetivo é sempre melhorar a vida dos usuários. Para que o transporte coletivo seja mais atrativo e que possa reduzir a circulação de automóveis. Mas para isso precisamos ofertar um serviço de qualidade. Por isso, estamos reformando a frota do Transcol, incorporando ônibus com ar condicionado e levando tecnologia aos usuários. Estamos felizes com mais esse passo que estamos dando e queremos dar outros na melhoria do sistema do transporte público”, afirmou o governador Casagrande.

No primeiro mês, serão 25 veículos com o sistema. Até o final do ano, serão 600 contemplados com o serviço, totalizando a frota das linhas troncais. Até julho de 2021, o sistema estará implantado em 100% dos coletivos do Sistema Transcol. Para acessar a nova funcionalidade, é preciso atualizar o aplicativo.

De acordo com o secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, a implantação do sistema acontece em um momento em que esse tipo de tecnologia se tornou fundamental.

“Estamos desde março desenvolvendo ações para manter o transporte público em operação e reduzir o risco de disseminação do novo Coronavírus no Transcol. E logo no início percebemos que uma ferramenta inovadora deste tipo faria diferença quando chegasse o momento da ampla retomada das atividades. Após alguns meses de desenvolvimento junto com os consórcios operadores, conseguimos iniciar a implantação do sistema”, destacou o secretário.

Na avaliação do diretor-presidente da Ceturb-ES, Raphael Trés, essa nova função do aplicativo ÔnibusGV vai dar mais eficiência ao sistema e vai otimizar a programação das linhas e as intervenções operacionais para a melhoria da qualidade do serviço.

O presidente da União Internacional dos Transportes Públicos da América Latina, Jurandir Fernandes, participou virtualmente do lançamento e destacou a importância da implantação dessa tecnologia. “Essa medida que vocês estão dando é um passo importante para o pós-pandemia. Voltando não ao normal, mas melhor do que era antes. As implicações são muito positivas para a população. Aumentando em muito a eficiência do transporte”, avaliou. 

Como funciona:

Leia mais:  Cursos on-line orientam profissionais do turismo sobre alternativas durante a pandemia

Uma câmera integrada ao computador de bordo fará a captação de imagens no interior do coletivo. A partir da análise de um software, o coletivo ganhará classificação de baixa lotação (verde); média lotação (amarelo); lotado (vermelho). Essa informação ficará disponível para o usuário por meio do aplicativo ÔnibusGV, durante a consulta da previsão de horários.

O usuário poderá, então, clicar no ícone correspondente a lotação no aplicativo para visualizar a imagem do interior do coletivo, em tempo real, avaliando se é possível embarcar e manter distanciamento recomendável no transporte público e/ou se sente seguro para fazer o embarque.

Outra possibilidade do sistema vai otimizar a gestão da frota, já que será possível coletar informações não só de quais são as linhas mais carregadas, mas também em quais trechos, pontos e horários estão mais carregados, tornando o ajuste operacional mais dinâmico. Para realizar este tipo de levantamento atualmente, é preciso utilizar fiscais em campo para anotar e compilar os dados, que a partir de agora passarão a ser automáticos.

Leia mais:  Estado inaugura quadra poliesportiva e faz entrega equipamentos em Alfredo Chaves
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana