conecte-se conosco


Camisa 10

Injustiçado, Cássio se cansou. Pensa em deixar o Corinthians

Publicado

Ele virou o bode expiatório do fraco elenco, por conta da dívida de um bilhão de reais. ” No momento que eu atrapalhar, é melhor eu procurar outro lugar”

“Ultimamente tem sobrado tudo pra mim, tudo é culpa do Cássio, o time não ganha é culpa do Cássio, o time não faz gol é culpa do Cássio.

“E  antes que falem algo, não acho que sou maior que o Corinthians, não me acho intocável, sou muito grato a tudo que o Corinthians fez pra mim.

“Mas nesse momento acho que estou sendo escudo, tudo é culpa do Cássio.

“Não acho que estou mal.

“O gol do São Paulo, do Botafogo, eram defensáveis, mas acho que a carga é muito grande.

“Posso ser criticado, mas no momento que eu atrapalhar o Corinthians é melhor eu procurar outro lugar.

“Foi muito duro hoje, foi uma das piores derrotas minhas aqui, mas não vou deixar de estar aqui, de meter a cara, falar, atuar, se o professor me colocar no banco vou estar aqui apoiando.

“No momento bom, sendo campeão, é muito fácil levar tapinha nas costas, mas no momento que precisa…

“Infelizmente saimos com vergonha pelo resultado, mas vamos trabalhar. Jamais sentei em cima dos títulos, dos números, ou jamais me achei melhor que o Corinthians.

“A partir do momento que eu estiver atrapalhando, acho que tenho que procurar outro lugar.”

Esse foi o depoimento de Cássio, logo após a goleada impiedosa do Flamengo, hoje, por 5 a 1, em plena Neoquímica Arena.

Ele é o melhor goleiro da história do Corinthians.

Um sobrevivente do time campeão da Libertadores e Mundial em 2012.

Tem nove títulos pelo clube.

Sofre enorme injustiça.

Está sendo duramente cobrado pelo péssimo ano de 2020.

Sua família tem recebido até ameaças de morte na Internet.

Como se pudesse evitar as derrotas, os vexames do fraquíssimo elenco montado pelo presidente Andrés Sanchez.

A dívida do clube, de acordo com o ex-presidente e candidato, de novo à presidência, Mario Gobbi, beira o um bilhão de reais.

Andrés investiu o menos possível.

E a cobrança recaiu sobre o goleiro.

Ele é peça central dos protestos das organizadas corintianas.

Walter, seu reserva, fez uma partida excepcional contra o Athletico, na estreia de Vagner Mancini. Jogou porque Cássio estava suspenso.

O treinador quis respeitar a história do goleiro campeão mundial. 

Ele quis voltar contra o melhor time do Brasil.

E arcou com as consequências.,

Teve ombridade após a derrota.

Deu entrevista, quando muitos fugiriam.

Mas está profundamente abalado.

Ele que já recusou propostas para ganhar mais dinheiro, da Turquia seria três vezes o seu salário, se cansou.

Se não tiver respaldo, seguir a perseguição da torcida, ele pedirá para ir embora do Corinthians.

“Fico na reserva, se o professor (Mancini) quiser.

E vou continuar dando o meu máximo, como sempre fiz.

Mas se eu estiver atrapalhando, eu saio…”

Leia mais:  Kleber Andrade fecha primeira fase da Copa do Mundo Sub-17 com melhor presença de público
publicidade

Camisa 10

Diego Maradona morre aos 60 anos, após parada cardiorrespiratória

Publicado

Tour de Diego Maradona por Buenos Aires - Reserve em Civitatis.com

Maior jogador da história do futebol argentino, Diego Armando Maradona morreu nesta quarta-feira, aos 60 anos, após uma parada cardiorrespiratória. Um dos grandes da história do esporte e maior ídolo do futebol argentino, o astro sofreu o mal súbito no fim da manhã, quando ambulâncias foram chamadas à sua casa, onde se recuperava de uma cirurgia no cérebro. O ex-jogador, porém, não resistiu, tendo sua morte confirmada pela imprensa argentina e pela TV pública do país no começo da tarde.

Maradona já havia preocupado os fãs no começo do mês, quando foi internado às pressas, com sintomas de anemia. Na época, foi descoberta uma pequena hemorragia no cérebro, e o ex-jogador precisou passar por uma cirurgia para drená-la. Após mais de uma semana de internação, ele recebeu alta no dia 12 de novembro e teria ficado em casa no período.

Campeão mundial com a Argentina em 1986, Maradona teve sua carreira marcada pela genialidade em campo e pelas polêmicas fora dele. O camisa 10 defendeu a seleção em 91 jogos, atuando em quatro Copas do Mundo: 1982, 1986, 1990 e 1994. No Mundial dos Estados Unidos, viveu um dos piores momentos de sua trajetória, quando foi pego no exame antidoping ainda na primeira fase da competição.

Nos clubes, sua trajetória começou no Argentinos Juniors, onde brilhou e ganhou uma chance no Boca Juniors, seu time do coração. De lá, rumou para o Barcelona e depois para o Napoli, onde viveu um caso de amor com a torcida e fez história com a conquista do título italiano. Após passagens por Sevilla e Newell’s Old Boys, Maradona encerrou sua carreira no Boca, em 1998, e passou a ser figura comum em jogos na Bombonera.

Leia mais:  João de Deus tem o apoio dos jogadores, se Jesus for embora
Continue lendo

Camisa 10

Mike Tyson provoca Roy Jones Jr. antes de duelo: “É melhor estar pronto”

Publicado

A três dias da esperada luta entre os veteranos, Tyson esquentou ainda mais o clima ao provocar o forte adversário, que respondeu: “Só perdi (lutas anteriores) porque não estava interessado”

A contagem regressiva para a luta deixa ainda mais claro que o confronto não será apenas uma simples exibição. A lenda Mike Tyson provocou o também veterano Roy Jones Jr. em post em sua página no Twitter, três dias antes do esperado duelo entre os americanos.

– Os números não mentem. Os odiadores estão furiosos por não conseguirem números como estes. Sábado é o acerto de contas. É melhor você estar pronto – escreveu Tyson.

No post, Tyson cita uma matéria que aponta o recorde de vendas de pay-per-views antecipados da luta deste sábado. Mas, apesar de tirar vantagem em relação aos números, nenhum dado oficial foi apresentado de fato pela organização até aqui.

Roy Jones Jr. rapidamente respondeu a seu adversário, afirmando que está preparando para luta e que vencer o duelo é um grande desejo.

– Cara, isso é o que eu faço. Eu só perdi [lutas anteriores] porque não estava interessado. Esta aqui está na lista de desejos. Acho que não estou pronto, quando estou. Vejo você no sábado – respondeu.

Eles passaram os últimos meses exibindo vídeos dos treinamentos e trocando farpas, no entanto, a luta pode ser perigosa. Roy Jones completou 51 anos e Tyson, de 54, está parado há 15 anos.

Irineu Loturco, doutor em treinamento esportivo, afirma que um soco de um boxeador peso-pesado, por exemplo, pode atingir a cabeça do rival com um impacto equivalente a 450 quilos. Ciente dos riscos, Roy Jones Jr. já até considerou o risco de morrer durante a luta.

Fora dos ringues, Tyson coleciona polêmicas e já foi preso por estupro

O adolescente problemático se transformou em uma lenda do boxe. Com apenas 20 anos, Mike Tyson tornou-se o mais jovem campeão mundial dos pesos pesados e construiu um cartel impressionante ao longo da carreira. Foram 58 lutas, 50 vitórias e 44 delas por nocaute. Mas a trajetória do boxeador também foi marcada por muitas confusões, polêmicas e crimes. Em 1992, foi condenado a seis anos de prisão por abusar sexualmente da miss Desiree Washington. Cumpriu metade da pena e foi liberado em março de 1995 devido ao bom comportamento.

Após ser solto, Tyson voltou a lutar e vencer. Pouco tempo depois, em 1997, protagonizou um dos episódios mais agressivos da história do boxe ao morder a orelha de Holyfield durante uma luta, sendo desclassificado e banido por um ano das competições. Fora dos ringues, seguiu tendo passagens pela polícia por acusações de agressões e porte de drogas. Um desses episódios foi no Brasil, em 2005, quando agrediu um cinegrafista e foi detido. Neste mesmo ano, depois de duas derrotas, se aposentou do boxe.

Agora, 15 anos depois, Tyson está prestes a retornar aos ringues, na luta contra Roy Jones Jr, neste sábado.

Leia mais:  Ganso tem pior média de minutos da carreira e luta por mais espaço no Fluminense
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana