conecte-se conosco


São Mateus

Internas de São Mateus participam de projeto que ensina a produzir docinhos de festa

Publicado

Trabalhar por conta própria, oferecendo produtos gostosos, de qualidade e com preço competitivo. Esse é o plano que Ramone Machado, interna da Penitenciária Regional de São Mateus (PRSM), pretende realizar ao sair da unidade prisional.

Enquanto isso, dentro do sistema, ela e outras internas tem a oportunidade de participar de um projeto que fomenta o empreendedorismo no ramo da alimentação. Trata-se do projeto “Doce Esperança”, que teve início nesta segunda-feira (14) e tem a proposta de capacitar as detentas da unidade para a produção de docinhos de festa.

A orientadora da primeira turma é Gisele Fernandes, doceira que atua no município de São Mateus com encomendas e vendas diretas ao consumidor, e também com cursos de capacitação. Para ela, o projeto envolve mais que a doação do seu tempo e o conhecimento, “na verdade, estamos cultivando a esperança”, ressaltou.

No primeiro encontro, 11 internas participaram da capacitação. Elas tiveram a oportunidade de conhecer de uma forma mais profissional o passo a passo para produção e comercialização dos docinhos de festa: ingredientes, medidas, precificação e apresentação foram alguns dos itens trabalhados. As internas puderam colocar na prática o aprendizado, elaborando receitas e recebendo instruções sobre as estratégias de vendas.

A diretora adjunta da unidade, Aline Ozório, agradeceu a parceria com a doceira e com a Pastoral Carcerária do município, que realizou a doação do material a ser utilizado. “Com o apoio da sociedade, temos como trazer novas oportunidades de formação e qualificação para essas internas. Esse é um aprendizado que elas podem colocar em prática ao sair do sistema. A nossa expectativa é promover uma nova turma desse projeto ainda este ano e, no ano que vem, atender todas as custodiadas desta unidade. Além disso, vamos buscar novas parcerias para diversificar o ramo de atuação. O conhecimento adquirido neste projeto certamente poderá auxiliá-las em sua reintegração social após o cumprimento da pena”, explicou Aline.

Leia mais:  Pré-candidatos começam a se preparar para as eleições e novos nomes estão se apresentando ao eleitorado
publicidade

São Mateus

São Mateus registra a sexta morte devido ao Coronavírus no ES

Publicado

Informação foi divulgada pela Secretaria de Estado da Saúde. 

A Secretaria da Saúde (Sesa) divulgou mais uma morte devido ao Covid-19 neste sábado (4). Trata-se de um morador de São Mateus, no Norte do Estado. O Espírito Santo registra agora seis óbitos devido à doença. As atualizações do dia serão divulgadas no boletim diário que está em elaboração e será publicado logo mais no portal da Sesa.

A vítima era gerente da Caixa Econômica Federal de São Mateus, conhecido como Marquinhos e estava na UTI do Hospital Meridional entubado a vários dias, mas acabou não resistindo e vindo a óbito neste sábado .

As outras cinco mortes registradas no Estado aconteceram na Grande Vitória, durante esta semana.

Leia mais:  Corpo de Bombeiros Militar realiza treinamento para surfistas de Guriri
Continue lendo

São Mateus

Prefeitura de São Mateus distribui cesta básica com produtos estragados

Publicado

A Prefeitura de São Mateus, através da sua Secretaria de Ação Social, vem distribuindo cestas básicas para as famílias carentes de alguns bairros da cidade. Em uma dessas cestas foi constatado alguns produtos estragados como biscoitos e macarrão.

Esse fato teve grande repercussão porque foi parar nas redes sociais e causou grande indignação das pessoas. Os produtos adquiridos pela Prefeitura deveriam ser de qualidade e diante desse fato levanta a suspeição de que “é refugo e de qualidade duvidosa”, apesar de ter sido comprado e pago com recursos públicos.

A Câmara de Vereadores foi questionada no sentido de fiscalizar essa situação, mas o vereador Temperinho em áudio que vazou e foi parar na internet defendeu a secretária e Prefeitura argumentando que a cesta com alguns produtos estragados era coisa pontual e que “foi apenas um pacotinho com comida estragada e que ele já passou fome e comia assim mesmo, mas porque está ganhando e é a prefeitura e por isso tem que deixar essas desgraças passar fome mesmo”.

Para muitas pessoas que foram ouvidas pelo JN disseram que “os alimentos deveriam ser de qualidade, até porque nada é de graça e a fortuna gasta em carnaval e festas demonstra que a Prefeitura de São Mateus tem recursos sobrando, pois investe em futilidades em detrimentos de questões básicas e de cunho social”.

Nesta sexta-feira (4) a Câmara vai apreciar e votar em sessão extraordinária um projeto do Executivo solicitando recursos para serem usados no combate ao coronavírus.

Leia mais:  Farra com dinheiro público continua em Guriri
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana