conecte-se conosco


Mundo Cristão

Jesus Vida Verão espera atrair 30 mil pessoas por dia a Vila Velha

Publicado

A 29ª edição do evento gospel começa nesta quarta-feira (8) na Praia de Itapoã, em Vila Velha; confira a programação completa

O primeiro dia de evento terá as apresentações da cantora Cassiane e da Banda Novo Som; quinta-feira 09 – será a vez de Baruk e Eyshila subirem ao palco; Sexta-feira o festival fica por conta do Cantor Anderson Freire e Willon Worship e fechando o evento, Jesus Vida Verão 2020 estarão se apresentado a cantora Fernando Brum e Willon Worship.

Com um número expressivo de evangélicos a cidade de Linhares é uma das que tem organizado e levado vários ônibus em caravana para o evento, oque deve se repetir neste ano.

Veja programação do Festival Jesus Vida Verão 2020

Origem do evento

A origem do Jesus Vida Verão está diretamente ligada à organização da Primeira Igreja Batista Praia da Costa, em 13 de julho de 1991. Cerca de 40% dos membros eram jovens que na sua maioria acabavam de iniciar a vida cristã. Já no verão de 1992, surgiu a idéia de reunir esses jovens durante todo o mês de janeiro em um programa de louvor e adoração no calçadão da praia. O louvor era ministrado por um grupo da própria igreja e a Palavra bíblica era transmitida pelo então pastor da igreja, Vanedson Ximenes. O culto no calçadão chamava a atenção das pessoas que passeavam pela orla. Eram moradores da praia e turistas que paravam para acompanhar as músicas e ouvir a mensagem. Os primeiros cultos reuniram cerca de cem pessoas e já nessa época aconteceram as primeiras conversões de pessoas ao lado de Cristo. Percebendo o potencial da idéia, no verão de 1993, o pastor Vanedson convocou toda a igreja a participar mais ativamente do evento. Duas caixas de som, um microfone e um teclado começaram a ser usados na praia para que o culto alcançasse mais pessoas. Ampliou-se a visão do louvor e adoração, passando-se a contemplar de forma mais forte o evangelismo. “O Jesus Vida Verão nasceu pequeno. O crescimento foi fruto da visão evangelística e da submissão à vontade de Deus”.

Imagem relacionada

Esquema de segurança garantido

Todo o esquema de segurança e de trânsito está garantido para a realização da 29ª edição do Jesus Vida Verão 2019, que acontece de quarta-feira (8) a sábado (11), a partir das 19h30 até as 22h30, na Praia de Itapuã. A interdição começa duas horas antes de iniciar o evento e se encerra após a dispersão total do público.

As avenidas Estudante José Júlio de Souza e Antônio Gil Veloso serão interditadas no trecho entre a Avenida São Paulo e a Avenida Jair de Andrade, na Praia de Itapuã. O local será sinalizado e contará com a presença de agentes da Guarda Municipal para orientações e o ordenamento do trânsito e a segurança do público no evento.

Durante Jesus Vida Verão, mais de 30 agentes da Guarda Municipal vão atuar na segurança e no ordenamento do trânsito com viaturas, motocicletas no patrulhamento preventivo e no policiamento à pé no entorno do evento.

A opção para o motorista que trafega pela Avenida Estudante José Júlio de Souza, entre Itaparica e Itapuã, é acessar a Avenida São Paulo até a Rua Resplendor e seguir até a Rua Ceará para acessar a Terceira Ponte ou entrar na Avenida Antonio Gil Veloso, no sentido Praia da Costa.

“Mesmo sendo um evento de natureza pacífica, a Guarda Municipal vai atuar no ordenamento do trânsito da região e na segurança do público que frequenta o local”, destacou o secretário de Defesa Social e Trânsito, Oberacy Emmerich Júnior.
O evento também conta com o apoio das secretarias municipais de Serviços Urbanos; de Esporte e Lazer; de Desenvolvimento Econômico/Turismo; e de Cultura.

Leia mais:  Apresentadora da Fox News relata milagre sobre doença 'incurável': "Senti Deus falar"
publicidade

Mundo Cristão

Reabertura de igrejas será sem cantar para não propagar o coronavírus, na Inglaterra

Publicado

O governo da Inglaterra estabeleceu as precauções que as igrejas precisam tomar quando reabrirem para o culto público a partir de 4 de julho. 

As orientações publicadas incluem uma série de restrições ao culto, com as igrejas orientadas a evitar cantar e usar instrumentos de sopro.

As igrejas estão se preparando para retomar o culto público depois de poderem abrir para orações particulares no início deste mês. 

A orientação foi produzida com conselhos da comunidade científica e da Força-Tarefa de Locais de Culto do Governo, composta por líderes religiosos. 

“Os locais de culto desempenham um papel importante no fornecimento de liderança espiritual para muitas pessoas e na união de comunidades e gerações”, diz o documento.

“No entanto, sua natureza comunitária pode torná-los lugares particularmente vulneráveis ​​à propagação do COVID-19”. 

Casamentos e funerais podem ser retomados com até 30 participantes. O culto comunitário pode ocorrer com números mais altos, sujeitos a um distanciamento social estrito. 

Os locais de culto são aconselhados a adaptar cerimônias e serviços para que sejam “concluídos no menor tempo razoável”, com os participantes “encorajados a seguir em frente, para minimizar o risco de contato e a disseminação da infecção”.

“Se apropriado, você deve reconfigurar os espaços para permitir que os fiéis se sentem em vez de ficarem em pé, o que reduz o risco de contato”, diz a orientação. 

Também recomenda que, sempre que possível, os locais de culto continuem transmitindo eventos ao vivo para evitar grandes reuniões e “continuem alcançando aqueles indivíduos que se isolam ou são particularmente vulneráveis ​​ao COVID-19”. 

As igrejas devem usar folhas de serviço de uso único e material devocional ou livros limpos num intervalo de 48 horas entre os usos.

As congregações são instruídas a “evitar cantar, gritar, levantar vozes e / ou tocar música em um volume que dificulte a conversa normal ou que incentive a gritar”.  

“Isso se deve ao potencial de aumento do risco de transmissão de aerossóis e gotículas”, diz a orientação.

O tocar de instrumentos “que são soprados deve ser especificamente evitado no culto ou nas devoções e nos ensaios”.

“Onde a música tem um papel importante no culto e há gravações disponíveis, sugerimos que você considere usá-las como uma alternativa ao canto ao vivo.

Não ficou definido sobre quem é a responsabilidade caso haja uma propagação de coronavírus em um local de culto, para que todos os líderes da igreja sejam instados a seguir as diretrizes.

Outras sugestões no documento sugerem que o dinheiro não deve passar pelas mãos; portanto, as doações online devem ser incentivadas; no entanto, se não houver opção – o dinheiro fornecido deve ser mantido em um contêiner e não tocado por vários dias.

Outros aspectos da vida da igreja, como grupos de jovens e escolas dominicais, são permitidos, mas não necessariamente aconselháveis. Os líderes da Igreja são incentivados a realizar avaliações de risco para garantir que todas as atividades sejam “seguras”.

Aqueles que desejam prestar serviços ao ar livre são incentivados a tomar precauções extras sobre segurança.

Embora as igrejas tenham recebido liberdade para reabrir a partir de 4 de julho, espera-se que muitas não o façam. A Aliança Evangélica diz que as conversas que teve com os membros é que não haverá pressa.

Alguns sugeriram que ‘igreja híbrida’ pode ser o futuro, com opções para assistir online e pessoalmente no futuro próximo.

Leia mais:  Cristolândia vende panetones para ajudar na recuperação de dependentes químicos
Continue lendo

Mundo Cristão

Evangélicos vão ao STF para derrubar decretos que impedem igrejas de fazer cultos online

Publicado

A Associação Nacional de Juristas Evangélicos entrou com um pedido no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular decretos municipais que impedem pastores de fazer transmissões ao vivo de cultos pela internet.

A entidade diz que fiéis têm ido aos templos para buscar assistência social e apoio espiritual na pandemia. Mesmo assim, relatam que fiscais têm proibido até mesmo reuniões de grupos de orações, dentro de residências.

O pedido se baseia em normas baixadas em cidades como João Monlevade (MG), Macapá (AP), Serrinha (BA), Rio Brilhante (MS), Armação dos Búzios (RJ), Bebedouro e Cajamar (SP) que suspenderam qualquer tipo de atividade religiosa nas igrejas, mesmo sem aglomerações.

A maioria dos estados têm permitido o retorno gradual dos templos, determinando que as igrejas não ultrapassem mais do que 30% de ocupação e adotem o uso de máscaras, álcool em gel, distância de 1 metro e meio (ou mais), observa a associação. 

No entanto, a ANAJURE monitorou uma série de violações à liberdade religiosa, apresentando determinações desproporcionais. “Embora alguns estados estejam flexibilizando, há municípios que não seguiram a tendência, pois reabriram setores diversos do comércio e não trataram da situação das igrejas”, diz a organização.

Segundo a entidade, os fiéis têm ido aos templos para buscar assistência social e apoio espiritual durante a pandemia do novo coronavírus. Mesmo assim, há relatos de fiscais que têm proibido até mesmo reuniões de grupos de orações, dentro de residências.

“Municípios têm vedado, sem ressalvas, o exercício de qualquer atividade religiosa e o funcionamento dos templos religiosos, o que tem reverberado até mesmo sobre as transmissões virtuais, executadas por um grupo pequeno de ministros”, diz a ação, que tem como relator o ministro Celso de Mello.

“Dessa maneira, lamentavelmente, parece existir preconceito e negligência com o seguimento religioso, pelo fato de grande parte dos planos de retomada falarem em economia mas não em religião, como se esse não fosse o primeiro direito humano fundamental”, diz a ANAJURE em seu site.

Dentre os estados que permanecem com atividades suspensas, estão Acre e Piauí (até 22/06), Sergipe (até 23/06), Amapá (até 30/06) e Roraima (suspensão com prazo indeterminado). São Paulo teve apenas recomendações; Espírito Santo, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul não apresentam restrições específicas, recomendando apenas medidas de cautela gerais para a população; e Bahia continua permitindo atividades até 50 pessoas, com expectativa de novo decreto sobre o tema.

Leia mais:  Apresentadora da Fox News relata milagre sobre doença 'incurável': "Senti Deus falar"
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana