conecte-se conosco


Mundo Cristão

Kanye West diz que cultos em sua casa o salvaram de uma vida de drogas e pornografia

Publicado

Há um ano ele tem se dedicado aos cultos de domingo.

Há um ano o rapper Kanye West tem realizado o chamado “Sunday Services”, cultos de domingo que começaram em sua casa, na Califórnia (EUA), e hoje já passou para outros estados norte-americanos.

Na última semana de 2019 o culto aconteceu em um abrigo para sem-tetos em Los Angeles, onde o cantor pode testemunhar o quanto a sua vida mudou desde que ele se aproximou da fé cristã.

“Muitas vezes as pessoas dizem: ‘Obrigado pelo culto de domingo’. Mas sou eu que dou graças a Deus. Isso salvou minha vida”, revelou. “Essa coisa era uma alternativa aos opioides. Essa coisa era uma alternativa à pornografia”, continuou ele segundo o The Christian Post.

A XXL Magazine relatou anteriormente que West tinha 5 anos quando viu uma revista da Playboy pela primeira vez e assim começou seu vício em pornografia.

Além disso o rapper era usuário de drogas e foi através da religião que ele conseguiu se libertar de tudo isso.

Leia mais:  Jovens que deixam a igreja não voltam mais depois que envelhecem
publicidade

Mundo Cristão

Até 2032 evangélicos devem ser maioria no Brasil

Publicado

Nos últimos dez anos a população evangélica brasileira cresceu de 22,2% para 31%, segundo dados recentes do Datafolha, e a estimativa é que até 2032 os evangélicos sejam maioria.

A data estimada dessa vez é diferente de outras previsões que afirmavam que a maioria dos brasileiros seria evangélica em 2022, seguindo a estimativa de crescimento do Censo 2010.

A nova data citada em uma reportagem da Folha de São Paulo usa a projeção do demógrafo José Eustáquio Alves, que acredita que até 2032 os evangélicos serão mais de 40% da população.

Alves acreditava que o número de evangélicos ultrapassaria o de católicos no Brasil apenas em 2040, mas as novas análises mostram que o processo está acelerando, podendo adiantar em até oito anos.

Leia mais:  “Ser feliz é ter amigos”, afirma pastor Cláudio Duarte
Continue lendo

Mundo Cristão

Pastor critica quem chama animais de filhos: “idolatria pet”

Publicado

Na visão de Anderson Silva, colocar animais no lugar de pessoas representa a fragilidade humana

Algumas mudanças na sociedade são preocupantes: pessoas que nasceram entre 1980 e 1990 (millennials) preferem adotar cães e gatos a terem filhos.

Cada vez mais individualistas e solitários, os jovens estariam trocando relações humanos pela companhia de animais, o que para o pastor Anderson Silva pode ser interpretado como idolatria.

“O ‘veganismo moderno’ e a ‘revolução pet’ são um novo tipo de paganismo: o animal se tornou divindade ou o substituto da humanidade! Os idólatras animais acumulam divórcios, enriquecem cartórios e advogados, criam um dos mais lucrativos mercados da atualidade (o pet) e tentam transferir as dores do coração a um ser que não pode falar de volta”, disse ele no Facebook.

“A idolatria pet se dá pela possibilidade de um relacionamento monólogo, eles não falam de volta. Aí fingimos que está tudo bem…”, completou o pastor causando grande polêmica em suas redes sociais.

O pastor não exagera ao chamar a atenção para essa inversão, dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) coletados em 2013 já mostravam que os lares brasileiros tinham mais animais do que crianças de até 12 anos.

Segundo o IBGE, as famílias brasileiras cuidam de 52 milhões de cães contra 45 milhões de crianças. E a expectativa do órgão era que as famílias dariam cada vez mais espaço para os animais e menos para os filhos pequenos.

A mensagem do pastor foi compartilhada centenas de vezes e ele precisou gravar um vídeo explicando sua visão e dizendo que, ao criticar quem chama animais de filhos, ele não estava dizendo que os bichos não merecem carinho e cuidado.

DESENHANDO: A fragilidade humana produziu a idolatria animal! Por dores relacionais reais, as pessoas bestializaram suas afeições humanas e transferiram isso aos PETS.

Posted by Pastor Anderson Silva on Monday, January 6, 2020

“A fragilidade humana produziu a idolatria animal! Por dores relacionais reais, as pessoas bestializaram suas afeições humanas e transferiram isso aos PETS”, concluiu.

Leia mais:  Bilionário conclui que não conseguia ser feliz por falta de Jesus em sua vida
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana