conecte-se conosco


Cidades

Nova Leitão da Silva é entregue à população

Publicado

Uma grande comemoração marcou, na manhã deste domingo (1º), a entrega das obras de ampliação e modernização da Avenida Leitão da Silva, em Vitória. O governador do Estado, Renato Casagrande, chegou ao local da inauguração de bicicleta, já utilizando a nova ciclovia – que se estende por todo eixo central da avenida. Logo após o desenlace da fita de inauguração, o governador, acompanhado de secretários de Estado, do o vice-prefeito de Vitória, Sérgio Sá, e de outras autoridades, participou de um desfile de carros antigos e motocicletas nos três quilômetros de extensão da via.

As obras foram iniciadas em 2014, mas foi somente a partir de janeiro deste ano que o ritmo das intervenções se intensificou. O Governo do Estado estabeleceu a conclusão das obras como uma de suas prioridades. Desta forma, houve um aumento das frentes de trabalho e de maquinários. A carga de trabalho também foi ampliada, com serviços durante os finais de semana.


Com três quilômetros de extensão, a avenida se estende da Rua Dona Maria Rosa à Avenida Beira-Mar. Além de novo pavimento, a via passou a ter três faixas de rolamento em cada sentido, ciclovia em seu eixo central – onde antes havia um canal aberto –, calçada cidadã, nova sinalização (semafórica, horizontal e vertical) e sistema de drenagem.

Em sua fala, o governador Casagrande destacou a relevância da obra para a melhoria do trânsito em toda Grande Vitória, já que a via é um corredor metropolitano auxiliar para a mobilidade regional:


“Estamos cumprindo o compromisso que fiz no dia 1º de janeiro, logo quando assumi o Governo, que era entregar as obras da Leitão da Silva ainda este ano. Hoje é 1º de dezembro e só não entregamos a obra antes porque choveu muito nos últimos dias. É uma obra que valoriza toda essa região, que dá ânimo de novo aos comerciantes e possibilita um trânsito melhor. Parabéns a todos que participaram que fizeram a sua contribuição pra a obra chegar nesse ponto”, disse Casagrande.

Outra intervenção que facilitou o tráfego foi a implantação de uma nova rua para quem quer seguir para a Avenida Rio Branco. O acesso é a partir da Avenida Leitão da Silva, na esquina da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM)Desembargador Carlos Xavier Paes Barreto, seguindo pelas ruas Misael Pedreira e Elias Tommasi Sobrinho.

Durante os trabalhos houve necessidade de interdição de parte da avenida. À medida que a obra avançava, trechos eram liberados ao tráfego, beneficiando os motoristas e moradores dos bairros do entorno da avenida como Andorinhas, Itararé, Gurigica, Santa Lucia, Santa Luiza e São Benedito.

Os serviços que mais demandaram mão de obra durante a execução das intervenções foram os da implantação da micro e macrodrenagem, correspondendo a cerca de 70% de todo o investimento. A macrodrenagem é um conjunto de obras que tem como objetivo melhorar o escoamento da água de forma a diminuir os problemas com erosão, assoreamento, enchentes e inundações.

Um dos grandes reservatórios captadores de água, chamado de caixa de junção, foi construído na altura da Rua José Farias (rua dos Correios). Com 70 x 20 metros, ela tem a capacidade de coletar 2,6 milhões de litros de água e faz a ligação do sistema de drenagem de Maruípe com a Estação Cândido Portinari.

“No primeiro dia de trabalho estabelecemos que a conclusão da Leitão da Silva seria nossa prioridade máxima e assim o fizemos. Ampliamos não só maquinário e pessoal, mas também a carga horária de trabalho. Nossa equipe acompanhou diariamente o desenvolvimento das obras. A nova Leitão da Silva já é uma realidade com impacto direto de melhoria na mobilidade da Grande Vitória”, disse o diretor-geral do Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES), Luiz Cesar Maretto Coura.

O secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, também falou sobre importância da via para a mobilidade e o empenho da equipe de Governo para realizar essa entrega.

“A Avenida Leitão da Silva é um eixo viário muito importante para a mobilidade da Região Metropolitana. Foi uma obra que enfrentou muitos desafios, exigiu paciência de quem precisava usar a via e principalmente dos comerciantes e moradores da região. Desde o primeiro dia de Governo, nossas equipes se dedicaram muito para concluir essa obra. Era muito trabalho que ainda precisava ser executado, mas sabíamos que a população não podia mais esperar. Felizmente conseguimos cumprir nosso compromisso e agora a Região Metropolitana recebe essa nova via de seis faixas, com ciclovia e uma nova drenagem”, disse.

Durante o evento, o governador Casagrande citou ainda novos investimentos do Governo do Estado em mobilidade, que devem ser anunciados em breve, como o Portal do Príncipe, ampliação da Terceira Ponte e o viaduto de Carapina. “São obras de infraestrutura, além de investimentos no transporte coletivo para a gente melhorar a mobilidade”, afirmou.

Leia mais:  Prefeito Max visita obras em Vila Velha
publicidade

Cidades

Estudantes capixabas são classificados para Programa Jovem Parlamento Brasileiro

Publicado

A ação é uma oportunidade para que os jovens possam vivenciar o trabalho de um deputado federal por uma semana, em Brasília.

Dois estudantes da Rede Pública do Estado do Espírito Santo foram selecionados na última etapa do Programa Jovem Parlamento Brasileiro (JPB) 2020. Patrícia Dettmann Tonoli, aluna da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Emílio Oscar Hülle, de Marechal Floriano; e Daniel dos Santos Moura, aluno do Instituto Federal do Espirito Santo (Ifes), Campus São Mateus vão participar da 17ª edição do programa.

A iniciativa é direcionada a estudantes do 1º ao 3º ano do Ensino Médio de todo o Brasil e tem o objetivo de propiciar aos jovens a vivência do processo político e democrático na Câmara dos Deputados.

Os participantes elaboraram um Projeto de Lei de sua autoria, desenvolvendo suas competências nos eixos cognitivos da matriz de referência do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), como o domínio da linguagem, a compreensão de fenômenos, o enfrentamento de situações-problema, a construção de argumentação e a elaboração de propostas.

Neste ano, o programa recebeu 34 projetos de estudantes da Rede Pública (Estadual e Federal) e Privada do Espírito Santo. A Coordenação Estadual do PJB, composta por técnicos da Secretaria da Educação (Sedu), avaliou os projetos de lei recebidos e encaminhou para a Câmara dos Deputados os oito pré-selecionados na etapa estadual, sendo classificados nesta última etapa, Patrícia e Daniel.

Informações sobre o PJB estão disponíveis em https://is.gd/pJ6awo.

Leia mais:  Detran-ES libera guias de pagamento do IPVA 2020
Continue lendo

Cidades

Projeto do ES é selecionado em concurso de soluções para restaurar a bacia do rio Doce

Publicado

Cinco iniciativas de plantio sustentável com fins econômicos foram selecionadas em parceria realizada com a WWF-Brasil

O projeto de um casal de produtores capixabas é um dos selecionados do concurso Ideias Renovadoras: Plantando Árvores e Colhendo Alimentos, criado para auxiliar a recuperação da bacia do rio Doce e promover os Sistemas Agroflorestais (SAF), que combinam espécies florestais com culturas agrícolas ou pecuária, em todo o país. 

Lançado por meio de um convênio entre a Fundação Renova e a WWF-Brasil, em parceria com o Instituto Terra e o Centro de Pesquisa Internacional Agroflorestal (ICRAF), o concurso selecionou cinco iniciativas de SAF, sendo três localizadas na bacia do rio Doce e duas implantadas em todo o território nacional, para servirem de modelo no processo de restauração florestal da bacia.

A iniciativa Diversificação Produtiva Agroecológica, aplicada na propriedade localizada na Comunidade de Cascatinha do Pancas, em Colatina (ES), foi uma das vencedoras. O local tem uma produção sustentável, com preservação da natureza e de nascentes. Além da grande variedade de SAF, há também cultivo de feijão, arroz, milho, aipim, batata e abóbora, que são comercializados em feiras e destinados para alimentação escolar. 

A propriedade em Colatina tem 42 hectares de mata preservada, 11 hectares de regeneração natural com SAF e mais 1 hectare às margens de córrego com espécies nativas e frutíferas. O projeto é um exemplo na região e recebe estudantes e pesquisadores para visitas e estágios sobre conservação e conscientização.

Ao todo, foram recebidas 131 inscrições de projetos de todo o país. Os vencedores receberão uma premiação no valor de R$ 6 mil e participarão de um processo de imersão on-line ao lado de especialistas, entre 21 e 25 de setembro, para melhoria de suas práticas e desenvolvimento de novos arranjos produtivos de SAF, que poderão ser implantadas para recuperação florestal na bacia do rio Doce. Dos cerca de 40 mil hectares de área que serão reflorestados pela Fundação Renova, aproximadamente 10 mil poderão ser destinados ao plantio com fins econômicos.

“Essa expertise dos projetos trará uma oportunidade para os produtores da bacia preservarem suas áreas, melhorarem a qualidade da água e do solo e até mesmo desenvolverem atividades voltadas para a geração de renda”, diz Felipe Drummond, especialista de Uso Sustentável da Terra da Fundação Renova. 

Confira os selecionados do concurso: 

Bacia do rio Doce:

·       Diversificação produtiva agroecológica em Colatina (ES)

·       Projeto de restauração de áreas degradadas com sistemas agroflorestais biodiversos e produtivos em Governador Valadares (MG)

·       SAF da Vânia e Scarlat, em Periquito (MG)

Fora bacia do rio Doce:

·       Sistema Agroflorestal em Agroecologia (SAFA), do Serviço de Tecnologia Alternativa (SERTA), em Glória do Goitá (PE)

·       Sítio Semente, de Brasília (DF)

Leia mais:  Prefeito Max visita obras em Vila Velha
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana