conecte-se conosco


São Mateus

Nova pesquisa eleitoral para São Mateus

Publicado

Daniel Santana e Eneias tem a maior rejeição, segundo pesquisa

O atual prefeito de São Mateus, Daniel Santana (PSDB), chega à reta final da campanha para a eleição 2020 com vantagem, mas a pesquisa aponta crescimento de Carlinhos Lyrio e Ferreira Júnior. Os números são da pesquisa Rede Vitória/Futura e mostram os votos válidos, quando são descontados não sabe, não respondeu, indecisos, brancos e nulos. O atual prefeito alcançou 42,3% das intenções de voto, enquanto o segundo colocado, Carlinhos Lyrio (Podemos) tem 24,8%.

Na sequência aparecem Ferreira Junior (Solidariedade), com 17,5%; Nilis Castberg (PL), com 3,9%; Laurinho Barbosa (PSL), com 3,6%; Eneias (PT), com 2,7%; Eliezer Nardoto (PRTB), com 2,4%; Dr. Mauro (Rede), com 2,1%; e Cida Negris (PV), com 0,6%.

No levantamento estimulado, quando são apresentados os nomes dos candidatos aos entrevistados, Daniel Santana aparece mais uma vez em primeiro. Ele tem 35% das intenções de voto. Carlinhos Lyrio aparece com 20,5% e em seguida vem Ferreira Junior, com 14,5%.

Na sequência aparecem Nilis Castberg com 3,3%; Laurinho Barbosa com 3%; Eneias com 2,3%; Eliezer Nardoto com 2%; Dr. Mauro com 1,8%; e Cida Negris com 0,5%. Não sabe, não respondeu, indeciso tem 10,8%. Ninguém, branco e nulo aparece com 6,5%.

Quando o eleitor não é apresentado aos nomes que disputam as eleições e é perguntado sobre em quem vai votar no pleito deste ano, mais uma vez o atual gestor aparece na frente. E dessa vez, com percentual bem parecido ao da intenção estimulada. Na intenção espontânea, Daniel Santana aparece com 35,3%. Em seguida aparece Carlinhos Lyrio com 17% e logo depois vem Ferreira Junior com 10%.

Na sequência da espontânea aparecem Nilis Castberg com 2%; Laurinho Barbosa com 2%; Eliezer nardoto com 1,5%; Dr. Mauro com 0.8%; e Eneias com 0,8%. Não sabe, não respondeu e indeciso tem 21,5%. Ninguém, branco e nulo aparece com 9%. Outro tem 0,3%.

Quando os entrevistados foram perguntados sobre quais candidatos mais rejeitam, o nome de Daniel Santana segue na frente. Nada menos do que 28,3% dos entrevistados disseram que não votariam nele em nenhuma hipótese. Em seguida vem Eneias, que tem 16,8% de rejeição e Carlinhos Lyrio que fica com 14%.

Na sequência aparecem Dr. Mauro com 12%; Ferreira Junior com 11,5%; Hubistênyo Cajá (PSD) com 11,3%; Laurinho Barbosa com 10,5%; Nilis Castberg com 9,5%; Cida Negris com 8,8%; e Eliezer Nardoto com 8%. Rejeita todos tem 7%. Não rejeita nenhum fica com 18,3%. Não sabe, não respondeu tem 7,3%.

Na evolução das pesquisas Rede Vitória/ Futura em São Mateus, divulgadas em 20 de outubro, 6 de novembro e nesta quinta (12), o atual prefeito e candidato Daniel Santana evoluiu pouco. No levantamento estimulado ele passou de 33,5% de intenções de voto na primeira para 34,8% na segunda e 35% na terceira. Seu rival mais próximo, Carlinhos Lyrio, passou de 13,5% em 20 de outubro para 20,5% agora.

Quando consideramos a evolução no levantamento espontâneo, o atual prefeito cresce um pouco mais. Mesmo assim os números não são muito diferentes nas três pesquisas. Na primeira ele aparece com 29,3%; na segunda com 34,5% e na terceira com 35,3%. Já Carlinhos Lyrio sai de 7,8% na primeira para 17% na última.

Na comparação da rejeição nas três pesquisas, Daniel Santana também mantém certa estabilidade. Ele é o mais rejeitado em todos os levantamentos e aparece no primeiro com 24,8%, passa para 29,8% no segundo e no mais recente tem 28,3%.

A pesquisa foi realizada pela Futura para a Rede Vitória e contemplou 400 entrevistas com margem de erro de 4,9 pontos percentuais para mais ou para menos e confiabilidade de 95%. As entrevistas foram realizadas nos dias 9 e 10 de novembro de 2020, face a face com o eleitor, respeitando todas as medidas sanitárias determinadas pelas autoridades de saúde. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número ES-08690/2020.

Fonte: Folha Vitória.

Leia mais:  Coronavírus faz sua primeira vítima em São Mateus
publicidade

São Mateus

Capital do Espírito Santo é transferida simbolicamente para São Mateus

Publicado

A vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, participou, na manhã desta sexta-feira (20), da transferência simbólica da Capital do Espírito Santo para o município de São Mateus. O ato realizado no Dia Nacional da Consciência Negra está previsto na Lei Estadual nº 8.790/2007 e faz parte da programação da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH) para o Novembro Negro. A solenidade aconteceu na Casa da Cultura, no Sítio Histórico Porto, com a presença de diversas autoridades.

Jaqueline Moraes, que é a primeira mulher negra eleita para o cargo, destacou a importância do ato de hoje. “Quando o País celebra o Dia Nacional da Consciência Negra, o Espírito Santo faz a transferência simbólica da Capital do Estado para São Mateus. Nos leva a pensar a partir daqui como um lugar de sonho do povo negro. Sonho como forma de cuidar de todos nós, a população negra deste Estado”, disse, citando o aumento na representatividade política de candidatos negros, mulheres e trans no último processo eleitoral.

“É necessário entendermos que esta é uma resposta social muito forte. As políticas afirmativas mostram que pretos e mulheres são a maioria, e se são maioria, precisamos ocupar os espaços de poder. Eu acredito muito nisso e vou continuar lutando para que estas mudanças continuem acontecendo”, reforçou Jaqueline Moraes, destacando que seu trabalho à frente da Vice-Governadoria do Estado é coletivo.

Para a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, a transferência simbólica da Capital para São Mateus é extremamente importante. “Aqui viveu Zacimba Gaba, mulher negra que lutou, resistiu e libertou muitas pessoas que foram escravizadas. Aqui atracou o último navio negreiro que chegou ao Brasil e aqui tem uma grande população negra. Estar aqui hoje, com nossa vice-governadora, que é negra, para esta solenidade também é histórico. Que possamos lutar dia a dia contra o racismo, que sejamos antirracistas e possamos transformar nossa sociedade em um espaço realmente democrático, justo e igualitário”, afirmou.

Já a gerente de Promoção da Igualdade Racial da SEDH, Edineia Conceição de Oliveira, enfatizou que a transferência simbólica da Capital é importante por causa do resgate cultural que se faz desse território. “Essa ação representa o reconhecimento a toda história do povo negro para os capixabas. É importante fomentar as políticas públicas para a população dessa cidade que tem uma representação tão grande para nosso Estado”, pontuou.

Consciência Negra

Leia mais:  Editorial - São Mateus sem motivo para comemorações

O Dia da Consciência Negra relembra, por meio de ações em todo Brasil, a morte de Zumbi dos Palmares, líder quilombola que representa a luta dos negros contra a escravidão na época da colonização do País (1530 – 1888). Inicialmente incluída em 2003 no calendário nacional, a data foi oficializada pela Lei nº 12.519 já no ano de 2011.

No caso do ato simbólico no Espírito Santo, o presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Cepir), Rosemberg Moraes Caitano, explica a importância histórica da escolha de São Mateus para Capital neste 20 de novembro.

“Para mim, a importância da transferência da Capital para a cidade de São Mateus é um ato antirracista que o nosso Governo do Estado evidencia, tendo em vista que o porto de São Mateus foi o último a receber escravos em nosso Estado, mesmo depois da Lei Áurea. Eu acredito que quando o poder público efetiva essa ação de transferir a Capital, ele diz ‘não’ a toda a forma de racimo institucional”, lembrou.

Em razão das celebrações pelo mês da Consciência Negra, a SEDH preparou uma agenda especial, que teve início no último dia 11 de novembro e segue até 30 de novembro. Clique AQUI para conferir.

Prêmio Trajetórias

Leia mais:  Grupos políticos se digladiam pelo poder em São Mateus

Durante a solenidade, o secretário de Estado da Cultura, Fabrício Noronha, anunciou o Prêmio Trajetórias. “São 120 prêmios de R$ 30 mil para grupos artísticos, metade desses prêmios para a cultura popular. Comunidades quilombolas, comunidades ribeirinhas, grupos de jongo, congo, ticumbi, capoeira, todos podem participar do Prêmio Trajetórias”, comentou.

Leia o edital na íntegra: https://secult.es.gov.br/edital-emergencial-n-003-2020-renda-emergencial-mensa

Acesse a plataforma de inscrição AQUI. https://mapa.cultura.es.gov.br/oportunidade/61/ 

Agendas em São Mateus

Além da participação no ato de transferência simbólica da Capital do Estado, a vice-governadora Jaqueline Moraes cumpriu outros compromissos durante a agenda oficial no município. Foi assinada a Ordem de Serviço para reforma da 4ª Cia do 13º Batalhão da Polícia Militar, em Guriri. Ela também visitou as obras de reforma da Superintendência Regional de Educação (SRE) e de construção do espaço esportivo da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Ceciliano Abel de Almeida, no Centro do município.

As intervenções na unidade policial serão executadas pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES). Serão realizados serviços de revisão elétrica e da parte hidráulica, substituição de todo o piso e telhado, pintura em geral, troca de esquadrias, manutenção dos banheiros, além de pavimentação do pátio e calçada cidadã. O valor do investimento é de R$ 354.552,72 e o prazo de execução da obra é de sete meses.

“O Governo está fazendo um investimento robusto na área de segurança pública do Espírito Santo. Estamos reformando também outras unidades da PMES em Vila Velha, Serra e Linhares. Executar melhorias no local de trabalho desses servidores é proporcionar dignidade para que exerçam seu trabalho da melhor forma possível”, afirmou o diretor-presidente do DER, Luiz César Maretto.

Continue lendo

São Mateus

Daniel Santana se reelege a prefeito de São Mateus

Publicado

Apesar de todas as denúncias e críticas contra a atual gestão, o prefeito foi reeleito para mais um mandato de quatro anos com 36,42% dos votos válidos

O prefeito Daniel Santana (PSDB) foi reeleito para mais quatro anos à frente do comando do município de São Mateus. Foram 20.899 votos, com 36,42 % dos votos válidos que lhe deram a vitória.

Em segundo lugar ficou Carlinhos Lyrio (Podemos) com 19.307 votos frutos do resultado da campanha pelo voto útil como tentativa de derrotar Daniel Santana.

Ferreira Júnior, do Solidariedade, obteve 8.564 votos, seguido pelo Nillis (PL) com 2.645 votos; Laurinho (PSL) 1801; Enéas (PT) 1683 votos; Eliezer (PRTB) 1300; Dr. Mauro (Rede) 613; Hubstênyo (Cidadania) 375 e Cida Negris (PV) com 191 votos.

Essas eleições municipais em São Mateus foram atípicas e marcadas por muitas denúncias de supostas práticas de uso do poder econômico pelo atual prefeito para que fosse reeleito.

Para a nova Câmara de Vereadores a tomar posse em janeiro foram eleitos: Robertinho (PSB), Ciety (PT), Paulo Fundão (PP), Isael (PSL), Lailson da Aroeira (SD), Kacio Mendes (PSDB), Cristiano Balanga (Pros), Gilton Gomes (PSDB), Delermano Suim (Patriota), Carlinhos Simião (Podemos) e Adeci de Sena (Cidadania).

Leia mais:  Grupos políticos se digladiam pelo poder em São Mateus
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana