conecte-se conosco


Camisa 10

Nova proposta de Majeski cria Lei de Incentivo ao Esporte R$ 50 milhões poderão ser investidos já em 2020

Publicado

Em menos de três meses, o deputado estadual Sergio Majeski (PSB) apresentou mais uma proposição parlamentar que pode encurtar o caminho para, finalmente, o Espírito Santo ter uma lei de incentivo ao esporte financiada com recursos do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), principal imposto controlado pelo Governo do Estado.

A nova proposta, que começou a tramitar nesta semana na Assembleia Legislativa (Ales), é o Projeto de Lei 844/2019, de autoria de Majeski, que adiciona mecanismos de incentivo ao esporte à Lei nº 7.000/2001, aquela que estabelece as regras do ICMS capixaba. Se já estiver em vigor em 2020, aproximadamente R$ 50 milhões poderão ser direcionados para atividades esportivas e paradesportivas em todos os 78 municípios do estado.

“O esporte é uma ferramenta fundamental que pode contribuir muito na formação e no desenvolvimento da vida das pessoas. Nossa proposta é criar uma fonte de financiamento permanente que favoreça o desporto, nos níveis social e de competição. Em julho a indicação que fizemos ao Governo com a proposta de criação da lei foi aprovada pela Assembleia Legislativa e em agosto recebeu parecer favorável da Procuradoria Geral do Estado. Agora apresentamos em forma de projeto de lei. A proposta tem muitos apoiadores e é uma demanda antiga. Com responsabilidade será muito importante para promover a inclusão social e a formação e manutenção dos atletas”, destaca o deputado Majeski.

O PL 844/2019 coloca em análise e discussão na Ales a inclusão de artigo na lei do ICMS, que autoriza a concessão de crédito outorgado do imposto correspondente ao valor destinado pelos respectivos contribuintes a projetos desportivos credenciados pela Secretaria de Estado de Esportes e Lazer do Estado do Espírito Santo (Sesport), observados os termos e condições previstos em regulamento de iniciativa do Poder Executivo.

As atividades poderão ser realizadas em todos os municípios capixabas. Basta o interessado aprovar o projeto com o Governo para a empresa fazer o repasse financeiro e apoiar boas iniciativas em suas cidades.

R$ 50 milhões em 2020

O montante máximo de recursos disponíveis para captação dos projetos credenciados pela Sesport será fixado em cada exercício pela Secretaria de Estado da Fazenda, ficando limitado a até 0,5% da parte estadual da arrecadação anual do ICMS relativo ao ano anterior, com a empresa contribuinte podendo direcionar, anualmente, até 3% do imposto devido aos projetos esportivos.

Como comparação, se neste ano de 2019 a arrecadação do Governo do Estado com o ICMS repetir o desempenho de 2018, que foi de R$ 10,21 bilhões segundo o Conselho Nacional de Política Fazendária, em 2020 mais de R$ 50 milhões poderão ser destinados aos projetos esportivos.

Leia mais:  Jogador boliviano é o primeiro caso fatal de coronavírus no futebol
publicidade

Camisa 10

Fred inicia percurso de bicicleta até o Rio, para se apresentar no Flu

Publicado

Atacante fez promessa para ajudar famílias carentes. Cada quilometro pedalado será uma cesta básica doada pelo jogador do Tricolor

A promessa de Fred de viajar de Belo Horizonte até o Rio de bicicleta para se apresentar ao Fluminense começou a ser cumprida na manhã desta segunda-feira (1). Um dia após o anúncio do retorno do centroavante ao clube carioca, ele começou a pedalar, deixando a capital mineira rumo ao CT da equipe.

A distância entre Belo Horizonte e o Rio é estimada em 450 quilômetros, mas o percurso de Fred será maior. Ele o percorrerá pela Estrada Real, o que o fará pedalar por cerca de 600km, acompanhado por uma equipe de auxílio. Em seu perfil no Instagram, o centroavante publicou, nesta manhã, uma pausa em Congonhas, uma das cidades históricas de Minas Gerais.

Fluminense e Fred ajustam últimos detalhes já no papel para ...

“Foi dada a largada! É com muita alegria que divido aqui com vocês o ‘Tour do Fred’, uma ideia que nasceu com a vontade de ajudar e fazer a diferença para quem precisa. Nosso objetivo é arrecadar cestas básicas pra cerca de 4 mil famílias nessa jornada que está começando hoje rumo ao CT do Fluminense”, escreveu Fred. “Conto com vocês nessa jornada solidária! Eu pedalando, vocês doando de casa, e todos nós unidos por uma causa maior”, acrescentou.

A iniciativa faz parte de uma ação social de Fred para ajudar famílias carentes – ele afirmou que irá doar uma cesta básica para cada quilômetro que percorrer até o CT do time carioca. E disponibilizou um link para que os seus fãs faça o mesmo.

Atacante vai até o Rio de Janeiro de bicicletaFred jogou no Fluminense entre 2009 e 2016, período em que foi protagonista nas conquistas de dois títulos do Campeonato Brasileiro, em 2010 e 2012, além de ter sido fundamental para o clube escapar do rebaixamento em 2009, quando as chances de permanecer na elite nacional eram remotas.

Terceiro maior artilheiro do time tricolor, o centroavante, que estava no Cruzeiro, assinou contrato até julho de 2022. O jogador tinha vínculo com a equipe mineira até o fim deste ano, mas, após o rebaixamento para a Série B, os dois lados entenderam ser melhor a rescisão do acordo.

No contrato fechado com o Fluminense, Fred vai abrir mão da maior parte de seus rendimentos para receber dois salários mínimos enquanto o Campeonato Brasileiro não começar. Ele já atuou em 288 jogos e marcou 172 gols pelo clube. Além dos títulos nacionais, também faturou um Carioca (2012) e uma Taça da Primeira Liga (2016).

Leia mais:  Jogador dado como morto em 2016 é encontrado com vida na Alemanha
Continue lendo

Camisa 10

Jogador boliviano é o primeiro caso fatal de coronavírus no futebol

Publicado

Jogador Deibert Román Guzmán, de 25 anos, morava na mesma casa com o pai e o tio, que também morreu nas últimas semanas devido ao coronavírus

A Federação Boliviana de Futebol (FBF) confirmou, neste sábado, a morte de Deibert Román Guzmán, de 25 anos, jogador do Clube Universitário de Beni, da segunda divisão, vítima da covid-19. Ele se torna o primeiro caso fatal de coronavírus registrado no mundo de um jogador profissional.

Deibert Román Guzmán morava na mesma casa com o pai (Belisario Román) e o tio (Luis Carmelo Román), que também morreu nas últimas semanas devido ao coronavírus.

“Expressamos nossa dor e nossas sinceras condolências à família e amigos de Deibert Guzmán e oramos a Deus para lhes dar forças para superar esse difícil momento”, disse Ángel Suárez, presidente do Clube Universitário Beni.

“A Federação Boliviana de Futebol expressa suas sinceras condolências à família e aos amigos de Deibert Román Guzmán, pedindo a Deus renúncia e força nesses tempos difíceis”, informou a FBF.

Guzmán jogou nas equipes juvenis da equipe boliviana, localizada na cidade de Trinidad, e logo atingiu o time profissional. Ele estava em negociação para atuar pelo Nacional Potosí, atuou nono colocado do campeonato nacional.

Leia mais:  Governador participa de visita à delegação do Botafogo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana