conecte-se conosco


Segurança

Outubro termina com menor número de homicídios em 23 anos no Espírito Santo

Publicado

O mês de outubro de 2019 apresentou o menor número de homicídios dolosos desde 1996 no Espírito Santo. Mantendo a tendência de redução nas mortes violentas neste ano, os registros mostram 87 assassinatos, representando sete casos a menos que em 2018 e seis abaixo do menor dado já registrado para outubro, que foi em 2016, com 93 homicídios.

Em relação ao acumulado de todo este ano no Estado, até o momento, foram registradas 791 mortes, uma redução de 16,4% comparada ao mesmo período de 2018, também representando a menor quantidade de assassinatos no Estado desde 1996.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Sá, afirmou que a meta é sempre a preservação da vida e o trabalho do programa Estado Presente deve ser valorizado, mas ainda há muito trabalho a se fazer e qualquer morte violenta deve ser lamentada.

“Infelizmente não podemos controlar todas as sazonalidades de cada mês e evitar todos os crimes, mas o trabalho das forças policiais deve ser valorizado e nossa meta é fechar o ano, pela primeira vez, no Estado, com menos de 1 mil homicídios”, destacou Sá.

Regiões

Leia mais:  Centro Prisional Feminino de Cariacica reinaugura alojamento materno-infantil

Todas as cinco regiões do Espírito Santo apresentam reduções de homicídios em 2019. A Região Metropolitana atingiu a marca de 100 mortes a menos que 2018, com 430 registros. No Norte são 16 a menos que no ano passado, com 176 casos. No Noroeste são três homicídios a menos, com 95 registros. As regiões Sul e Serrana apresentam reduções de 19 e 17 mortes, respectivamente, com 59 e 31 assassinatos.

publicidade

Segurança

Dez novos rabecões são entregues para Polícia Civil

Publicado

Dez novos veículos para transporte de cadáveres, os chamados rabecões, estão sendo preparados e vão integrar a frota da Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC), da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), dentro das próximas semanas. Os veículos foram adquiridos pelo Governo do Estado, com um investimento total de R$ 2,5 milhões, e estão sendo adaptados.

Com os novos equipamentos, será possível oferecer melhores condições de trabalho para os policiais civis que atuam nas unidades do Serviço Médico Legal (SML), além de aprimorar os atendimentos à população capixaba. 


“Além da aquisição de novos equipamentos, estamos trabalhando em parceria com a Secretaria da Saúde para a contratação emergencial de profissionais da área da saúde e com a Secretaria de Justiça, para a cessão de motoristas. Até agosto, também teremos a convocação dos aprovados no concurso que vai ofertar vagas para médicos legistas, peritos oficiais criminais e auxiliares de perícia médico-legal”, afirmou o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda.


Os rabecões são caminhonetes modelo S10, completos, com tração 4×4, adequados para o serviço de transporte de cadáveres e serão distribuídos em todas as unidades do SML. Cada um custou R$ 205 mil.

“É um investimento muito importante para a reestruturação deste serviço, mas não é o único. O Governo do Estado viabilizou, no ano passado, a reforma do SML de Linhares, e, para este ano, estão previstas obras no SML de Colatina e no de Cachoeiro de Itapemirim, além de outros projetos em andamento”, explicou o delegado-geral.

Leia mais:  PF deflagra 2ª fase da Operação Octopus para combater fraudes em benefícios previdenciários
Continue lendo

Segurança

Polícia Militar apreende 148 pés de maconha em Mimoso do Sul

Publicado

Na quarta-feira (19), policiais militares da 15ª Companhia Independente apreenderam 148 pés de maconha durante ação no município de Mimoso do Sul.

Uma guarnição deslocou até a localidade de São José das Torres, na propriedade particular de D.E. a fim de verificar denúncias anônimas sobre plantio irregular de substâncias psicoativas. Após 3 horas de patrulhamento a pé em meio ao matagal, foram localizadas duas áreas com plantio irregular de cannabis sativa, totalizando 148 pés distribuídos nas duas clareiras.

Como foi necessária uma varredura no local que era de difícil acesso, foi solicitado apoio da equipe do Notaer. Após a chegada da autoridade policial competente foi autorizado o corte e incineração do material, sendo recolhidas amostras para fins de análise e contra prova conforme determinação do diploma legal de regência.

Também na propriedade foram encontrados herbicidas e agrotóxicos que foram entregues a autoridade administrativa presente no local (profissionais do IDAF) para que fossem tomadas as medidas cabíveis ao caso.

Leia mais:  Sejus participa de exposição em comemoração à Semana da Pátria
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana