conecte-se conosco


Pinga fogo

Pinga Fogo – 1ª Quinzena Abril

Publicado

Por Zene Lagace

Perigo à vista

A Câmara Municipal de São Mateus, atendendo ao Executivo aprovou recursos para serem usados no combate ao covid-19. Até aí é louvável o papel dos parlamentares municipais. A parte que se questiona é se a aplicação desses recursos vai mesmo para a finalidade que motivou o projeto ou se é apenas uma compensação para a ausência de eventos festivos que, no momento estão suspensos. Aliás, o que se gastou em festas daria para investir em muitas benfeitorias. Vereadores e população deveriam questionar fortemente essa questão relevante neste momento de pindaíba por que todos passamos.

Cara preta

O uso de máscara pode ser novidade para a população, mas para grande parte dos políticos não o é. O político sempre acredita que é comum mentir e aí só usando máscaras para tocar o seu mandato. Nas eleições a máscara cai, mas nem todo eleitor estranha a cara de cinismo daqueles que se esconderam atrás dessas máscaras durante quatro anos. Muitos se assustam quando se deparam com a cara de pau quando fica à mostra.

A conferir

As eleições vão mostrar se a população deseja mesmo mudanças na política ou se tudo não passa de um sonho de verão, fogo de palha. Os nomes de pré-candidatos estão sendo colocados e caberá ao eleitor a opção da escolha. O inferno, o purgatório ou o céu?

Pisando em ovos

Tem partido político do interior que após montar a sua chapa e demonstrar capacidade de articulação na sua formação visando participar do embate político-eleitoral, guardou os nomes a sete chaves. Toda essa preocupação prende-se ao fato de prevenir de ações de predadores e para não ter puxado o tapete pela direção estadual que, da capital, se dobra aos caprichos de aventureiros que ainda insistem em praticar a baixa política. Faz sentido, pois o que têm de molambo espalhado e inserido na vida política é uma grandeza. Camarilhas sempre existem.

Fantasmas e manequins

Depois que os partidos apresentaram seus pré-candidatos alguns nomes ficaram de fora da vitrine, mas estão nos arquivos – morto e vivo – podendo ser resgatados e apresentados para a disputa eleitoral. Nomes como os do ex-deputado federal, Jorge Silva (SD), Lauriano (?), Freitas (PSB) e até mesmo do sempre quase candidato Natan (pelo prestígio e credibilidade que tem). São nomes importantes e que tem cacife para serem sacados em uma necessidade…

Meu pai-pai, meu garoto!

A eleição “ponto fora da curva” de Conceição da Barra acontece dia 21 de junho. O atual prefeito tampão Mateusinho vai ter que mostrar serviço para se habilitar às duas eleições que estão para advir antes, durante e depois. Mas já mostrou suas credenciais ao dizer em alto e bom som que se inspira no pai Mateusão para fazer política e administrar a coisa pública. Um filhão!

EM TEMPO

• Em um momento de crise e desesperança, não se fala em reduzir salário dos políticos e dos membros do Judiciário.

• Jorge Dória, governador almofadinha de São Paulo, teve desastrada passagem pela Embratur. Mostrou como não se deve administrar um órgão público. Num caldeirão bem mexido daria um Hulk…

• O partido Podemos, de Vitória, foi muito criterioso na elaboração da sua chapa de pré-candidatos a vereador. O presidente Rogerinho procurou colocar todos os pretendentes com possibilidades similares. Teve o cuidado de evitar os tubarões e, assim, formar um grupo homogêneo que pode eleger de um a dois vereadores. Na majoritária o partido está fechado com o prefeito Luciano Rezende (Cidadania), consequentemente com o seu candidato, Fabrício Gandini (Cidadania), que é deputado estadual e disputará a Prefeitura de Vitória.

Leia mais:  Pinga Fogo
publicidade

Pinga fogo

Pinga Fogo

Publicado

Perigo camuflado

Muito se fala na necessidade de transformar a política fazendo com que seja, no Brasil, coisa de gente séria. Mas a realidade ainda está longe de que isso seja uma regra e não uma exceção. Os oportunistas, os canalhas, os ladrões, as camarilhas insistem em permanecer na vida pública contando com a impunidade, com a capacidade de comprar a alma dos que se vendem e também com a lentidão e a cegueira de órgãos que deveriam agir com mais eficiência e, pela sua omissão, dão a impressão de que o crime no Brasil compensa.

Mas na política existem os bons, os comprometidos com a ética e a moral, assim como a responsabilidade de fazer o melhor para ajudar a melhorar a terra onde mora e atender as necessidades da população. A gente sabe que existem essas pessoas, mas a turma do interesse inconfessável continua agindo camuflada apoiando candidatos e por detrás desses esperando a hora da boquinha, do bocão e do roubão. Vamos abrir nossos olhos. Até com um simples cochilo podem nos bater a carteira.

====================================================================

Zona Morta

Para quem chega a São Mateus se assusta com as condições em que se tornou o centro da cidade. Uma verdadeira esculhambação! Barracas de ambulantes por todo o lado e sem nenhum critério de posicionamento e cumprimento de regras mínimas de “civilidade”, uma sujeirada e, pasmem, ainda tem aqueles que constroem barracas de alvenaria em locais públicos como calçadas e logradouros. Se entrar um novo prefeito, vai ter que usar de muita firmeza para colocar ordem na casa. E na rua.

O imperador

Vivemos em uma República, mas em São Mateus a Monarquia tem seu espaço. Até porque um candidato em seu cavalo baio, as margens do lendário Rio Cricaré, só não desembainhou seu sabre, mas bradou a independência de São Mateus da corrupção e dos maus feitores.

O problema é que, caso o candidato vença as eleições e o município se torne independente, mais um departamento será criado na Prefeitura para a emissão de passaporte. Uma simples ida a Vitória será necessário ter que tirar o passaporte. Independência ou Morte! Viva Pedro III!

Discriminação?

O presidente Jair Bolsonaro disse que vai indicar o próximo ministro para o Supremo Tribunal Federal (STF) que seja terrivelmente evangélico. Esse tipo de critério não é exigido para ocupar um cargo de grande relevância na alta corte do País. O que se espera é que ele tenha o cuidado de indicar um ministro com conduta ilibada, conhecedor das leis e de reconhecido saber jurídico. Pode ser até um ateu, pois o Supremo não é igreja. O pau de dá em Chico tem que dá em Francisco, evangélico ou não.

EM TEMPO

•. Têm chapas de candidatos a prefeito que ainda tem pendências junto à justiça eleitoral. Isso pode não ser nada, mas pode também ser o aborto de um sonho.

•. Até que uma doação de R$ 150 mil dá para comprar um saco de arroz…

• Em Linhares o prefeito Guerino Zanon (MDB) é o grande favorito para a reeleição. Mas, uma pergunta que não quer calar: Ele está ou não inelegível?

• Um suposto entendido das coisas espirituais ouviu de um cidadão comum, que só Jesus para salvar o município de São Mateus. “Se candidato fosse, Jesus perderia”, respondeu. Pode parecer estranho, mas a turma que se diz do bem prefere votar no mal para se aproveitar e saquear o templo…

•. Agora no período eleitoral alguns veículos de comunicação descobriram que o município de São Mateus está no caos há quatro anos. Coincidentemente, um grupo de empresários, que também contribuiu para o caos em outras épocas, vai descer a lenha no atual prefeito e enaltecer o seu candidato. O circo é o mesmo e, se acontecer… muda só elenco.

Leia mais:  Pinga Fogo – 22 de Junho
Continue lendo

Pinga fogo

Pinga-Fogo – 1ª Quinzena de Julho

Publicado

Pandemia econômica

O Governo Federal está, de certa forma, fazendo o seu papel depois que o STF o deixou como coadjuvante na política de combate ao novo coronavírus. Governadores e prefeitos que tem o poder de executar as ações nesse sentido. O governo manda os recursos e, em algumas situações, equipamentos também. E depois que a economia ficar no chão, quem vai pagar a conta? Só o Tesouro Nacional ou também os caixas estaduais e municipais?

==============================================================

Expediente in loco

Apesar do novo coronavírus e das limitações impostas pela necessidade do isolamento social, os deputados podem, se quiserem comparecer ao trabalho nas casas legislativas. Ficar em casa falando por vídeo conferência e online, é muito cômodo. Se assim estão sendo obrigados a “trabalhar”, deveriam ter reduzido seus salários, até porque não estão tendo nenhum gasto. Alguém tem que trabalhar neste País, além dos mortais.

Emaranhado político-eleitoral

No município de São Mateus os partidos políticos continuam se reunindo tentando montar suas estratégias. Com relação aos nomes que estão na vitrine, poucas novidades para o eleitor parar para ver e admirar. O eleitor deseja mesmo é enxergar os novos nomes que ainda estão fora da vitrine. Os manequins que estão expostos não inspiram adquirir o que vestem. O que pensam já sabem, o mesmo que pensa um manequim… O eleitor deseja que se renove a vitrine da política mateense.

Pandemia versus Pandefesta

Em setembro a cidade de São Mateus comemora o seu aniversário de colonização. A Prefeitura costuma gastar mundos e fundos na realização da Festa da Cidade. Com a pandemia, será que a turma da balada está se programando ou ainda não pensa na sua realização? Recursos que falta no combate ao novo coronavírus pode sobrar para a pandefesta. É tudo uma questão de prioridade e, para a atual administração pública municipal, saúde, educação, saneamento, e serviços básicos são apenas detalhes. Vale é botar o povo para dançar. Dançar em tudo…

Pai, meu herói

O prefeito interino mal assumiu o governo municipal de Conceição da Barra e pintou logo denúncia de irregularidades. O prefeito de araque, Mateusinho, disse, quando assumiu a Prefeitura, que tinha uma referência na política: o pai, Mateusão. Que aliás, está foragido por ter sido condenado por desvios de recursos quando também foi prefeito daquele município.

 

Leia mais:  Pinga-Fogo – 1ª Quinzena de Julho

EM TEMPO

• Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul, foi a capital que mais obteve sucesso com as providências tomadas no combate a proliferação do novo coronavírus. Governo e população colaboraram e se entenderam.

• A “suposta grande” imprensa, continua apostando na catástrofe, potencializando o pânico e nunca divulga o que se conseguiu de bom com relação ao combate ao vírus.

Alguém já disse: “A pior ditadura é a do Judiciário”. Aliás, o STF legisla, governa e só não julga. E não tem nenhum voto do dono do País: o povo.

•. Mentir nunca é saudável, apesar de muita gente bacana achar que é necessário em algumas situações. Ministro sem título acadêmico, porém, com capacidade e competência em atuação em outro setor, não pode assumir o ministério. Mas um presidente analfabeto e – depois – virar presidiário por ter sido condenado com ladrão, pode?!

O “Politicamente correto” é um dos fatores detectado como responsável pelo nosso atraso e ignorância.

• Isolamento para o pobre é fita isolante.

Já tem eleitor dizendo que em São Mateus e Vitória tem mais pré-candidatos a prefeito do que covid-19.

Leia mais:  1ª Quinzena de Janeiro
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana