conecte-se conosco


Política e Governo

Planejamento Estratégico 2020-2022 supera R$ 7 bilhões em investimentos

Publicado

Os resultados da revisão do Planejamento Estratégico do Governo do Espírito Santo para o período 2020-2022 foram apresentados nesta quinta-feira (23), em encontro virtual liderado pelo governador Renato Casagrande, com a participação da alta gestão, gerentes e assessores de Secretarias e Órgãos. Ao todo, os projetos e programas previstos para as nove áreas estratégicas da gestão superam R$ 7 bilhões em investimentos.

O maior volume, de R$ 2,7 bilhões, é da área de Infraestrutura para Crescer, seguida de Educação para o Futuro, com R$ 1,29 bilhão; e Segurança em Defesa da Vida, com R$ 1,2 bilhão.

Entre as principais realizações previstas no Planejamento Estratégico estão: a realização de obras rodoviárias e de estradas; implantação do Portal do Príncipe e ampliação da Terceira Ponte; ampliação da capacidade do sistema prisional com oferta de mais 2,4 mil vagas; construção e reforma de mais de 70 unidades de Segurança; implantação do Cerco Inteligente na Região Metropolitana e nas divisas do Espírito Santo. E ainda a construção e ampliação de hospitais, com o aumento da oferta de leitos; expansão do Samu 192 para mais 25 municípios; construção de 39 creches; construção, reforma e ampliação de 36 escolas; além da oferta de 339,8 mil vagas de qualificação (on-line, presencial e semipresencial).

Ao todo, o Governo do Estado prevê, até o final da gestão, aproximadamente 4,5 mil entregas à população, com a realização de 278 projetos e 20 programas, envolvendo execução de obras e oferta de equipamentos e serviços, em nove áreas estratégicas.

Tudo isso para que o Espírito Santo seja reconhecido como um Estado resiliente, que voltou a crescer e se desenvolver economicamente, sendo referência em inovação e transparência na gestão pública, proporcionando a redução das desigualdades e a melhoria da qualidade de vida da população, com o objetivo de cumprir sua missão de proporcionar qualidade de vida, gerar oportunidades e resultados para todos os capixabas, promovendo a melhoria do ambiente socioeconômico e o desenvolvimento regional sustentável, com foco na Proteção Social, Segurança, Educação, Saúde e Infraestrutura.

Pandemia

O trabalho e revisão do Planejamento Estratégico estava previsto para março deste ano, mas devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) foi realizado entre 31 de agosto e 17 de setembro, em sete encontros virtuais envolvendo a alta gestão, com participação do governador Renato Casagrande, da vice-governadora Jaqueline Moraes, além de secretários, subsecretários e dirigentes de Órgãos.  

“A gente conseguiu realizar essa revisão do Planejamento Estratégico mesmo de forma virtual. O produto está consistente, bem elaborado e considero que este é o Contrato de Gestão que estou fazendo com cada secretário, subsecretário, diretores e gestores de cada projeto. Estão aí todos os desafios, projetos, programas e metas. Na vida, precisamos trabalhar com indicadores, como a redução de homicídios e da mortalidade infantil, bem como o aumento no desenvolvimento”, comentou o governador.

Casagrande falou ainda sobre a importância dos próximos passos da gestão: “Vamos concluir o mandato em dezembro de 2022 e teremos que ter os resultados do que fizemos para mudar a vida dos capixabas. A linha está traçada e vamos buscando as condições para realizá-la. Estamos dando passos adiante. Tivemos resultados importantes. Quando vemos que somos o primeiro no Ensino Médio do País e o quinto Estado mais competitivo, vemos que estamos no caminho certo”, celebrou.

Os gestores participaram de atividades técnicas durante sete dias, visando à realização de ajuste da estratégia e da carteira de projetos prioritários, com a devida adequação ao cenário econômico, em âmbitos estadual e nacional. O trabalho foi realizado sob a coordenação do secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, e a equipe da Subsecretaria de Planejamento e Projetos, liderada pela subsecretária de Estado, Joseane Zoghbi.

Foi realizado um balanço dos resultados obtidos desde o início da gestão, com revisão e validação das entregas prioritárias e alinhamento às áreas estratégicas. As atividades envolveram revisão da visão, missão e valores; análise do ambiente (com identificação de forças, fraquezas, oportunidades e ameaças da gestão); análise dos desafios estratégicos; revisão e validação de indicadores estratégicos e metas; e validação da seleção dos projetos estratégicos.

Com aplicação de critérios objetivos, avaliando o impacto causado pela pandemia da Covid-19 no custo, no prazo e escopo dos projetos, além da capacidade de execução e a disponibilidade de recursos, o Governo do Estado definiu os projetos que deveriam ser mantidos no portifólio do Programa Realiza +, que gerencia e monitora as ações estratégicas de Governo, por meio de programas e projetos oriundos do Planejamento Estratégico.

Durante a apresentação dos resultados, o secretário Álvaro Duboc destacou as diretrizes do Governo, que são: democracia de alta intensidade; avanço na oferta de serviços públicos digitais; responsabilidade fiscal e social; desenvolvimento regional sustentável; gestão moderna inovadora; e foco em resultados.

A vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, parabenizou a atuação e os resultados da revisão do Planejamento Estratégico, mesmo sendo ele feito de forma virtual e em tempo recorde por causa da pandemia. “O trabalho conjunto, realizado de forma articulada e integrada, além de contribuir para a troca de conhecimento, tem proporcionado soluções diferenciadas para diversos setores, órgãos e instituições do Estado gerando bons resultados”, comentou.

O Governo do Espírito Santo trabalha com eficiência, aplicando um modelo de gestão que busca gerar entregas relevantes para os capixabas. Esse modelo possui três carteiras de projetos, com coordenação direta do próprio governador, envolvendo nove áreas estratégicas: Segurança em Defesa da Vida, Saúde Integral, Educação para o Futuro, Infraestrutura para Crescer, Gestão Pública Inovadora, Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Agricultura e Meio Ambiente, Cultura, Turismo, Esporte e Lazer.

Conheça algumas realizações previstas no Planejamento Estratégico 2020/2022, nas nove áreas estratégicas:

Leia mais:  Identificação de carros passa a ser obrigatória

Segurança em Defesa da Vida

Ampliação da Capacidade do Sistema Prisional

  • Construção, reforma e adaptação de sete unidades prisionais Ampliação de 2.430 vagas;
  • APAC Masculina de Cachoeiro de Itapemirim – Bloco Semiaberto e Oficina;
  • Estação de Tratamento de Esgoto da CASCUVV e IRS;
  • Unidade Semiaberta Masculina de São Mateus – Fase I;
  • Adaptação no IRS;

    • Centro de Progressão Semiaberto de Aracruz;

  • Construção da Penitenciária Estadual de Vila Velha PEVV VI;
  • Construção de ambulatório e ampliação de vagas na Penitenciária Estadual Semiaberta de Vila Velha e ampliação de vagas Penitenciária Estadual de Vila Velha III;
  • Melhorias na Infraestrutura das Unidades de Segurança (Sesp, PMES, PCES e CBMES);
  • Construção e reforma de mais de 70 Unidades de Segurança;
  • Reforma e Ampliação da sede do Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes);
  • Reforma da Unidade de Inteligência da Sesp;
  • Construção/Reforma de BPMs – Batalhão de Polícia Militar;
  • Construção/Reforma de Cias – Companhia da Polícia Militar;
  • Reforma de DPMs – Destacamento de Polícia Militar;
  • Construção/Reforma de Delegacias de Polícia;
  • Reforma do Laboratório de Necrópsia e Histopatologia do DML – Departamento Médico Legal
  • Construção reforma de Serviço Médico Legal (SMLs);
  • Construção do Centro de Inteligência da PMES;
  • Construção de Unidades Padrão BBM – Batalhão Bombeiro Militar;
  • Postos Avançados de Bombeiros;
  • Centro de Treinamento e Capacitação de Bombeiros e Defesa Civil;
  • Construção do Centro de Atividades Técnicas (CAT);
  • Construção da Unidade de Operações em Desastres;
  • Construção e Implantação do Centro Integrado de Polícia Técnico-Científica;
  • Reimplantação do BME;
  • Implantação da Nova sede BME;
  • Reforma da SEDE atual da CIMESP.

Gestão de Riscos e Desastres

  • Construção e Implantação do Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres;
  • Aquisição de 24 Veículos especializados;
  • Aquisição de equipamentos para composição dos Grupos de Resposta a Desastres;
  • Implantação de três Sistemas – Sistema Integrado de Proteção e Defesa Civil; Integração de Dados Hidrometeorológicos; Monitoramento Hidrometeorológico;
  • Aquisição e instalação de 28 estações hidrometeorológicas.

Cerco Inteligente

  • Implantação do Cerco Inteligente na RMGV, Divisas e Interior do Estado;
  • Aprimoramento da Estatística e Análise Criminal da Base de Dados Integrada da Sesp;
  • Aquisições e atualizações para o Software de Sistema de Informações Geográficas (SIG) para elaboração de estatística e análise criminal da base integrada de dados da Sesp e instituições vinculadas.

CNH Social

  • Oferta de 17.500 CNHs e oferta de 5.500 vagas em curso especializado para condutores profissionais;

 

Educação para o Futuro

Agente de Integração Escolar

  • 39 Escolas atendidas.

Melhoria da Rede Física Escolar

Obras de grande porte, construções, reformas e ampliações de Escolas

  • 36 Escolas atendidas.

Quadras Poliesportivas

  • 34 escolas atendidas.

EscoLAR

  • Disponibilização do Aplicativo EscoLAR com dados patrocinados em Android e iOS;
  • Transmissão de Objetos educacionais digitais por canais de televisão aberta;
  • Transmissão de Objetos educacionais digitais próprios em multiplataformas.

Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo – PAES

  • Construção de 39 creches • Concessão de 1872 Bolsas para profissionais das secretarias municipais de Educação • Concessão de 300 Prêmio Escola que Colabora;
  • Implantação do Sistema de Gestão Escolar em 3740 escolas municipais;
  • Elaboração de 63.600 materiais pedagógicos e envio para as unidades municipais de ensino.

Música na Rede

  • Disponibilização de 30 vagas nos Grupos de Excelência;
  • Inserção de 2.700 novos alunos no Música na Rede;
  • Capacitação de 510 professores de artes e matemática vinculados à rede estadual de ensino.

 

Saúde Integral

Hospital Geral de Cariacica

  • 400 novos leitos.
  • Maternidade de alto risco.

Hospital São Lucas (Blocos 4 e 5)

  • Ampliação de 43 Leitos de UTI, Pronto Socorro, heliponto e 132 vagas de estacionamento.

Ampliação do Hospital Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (HIMABA)

  • Mais 147 novos leitos.

Novo Hospital Estadual Roberto Arnizaut Silvares (HRAS)

  • 248 novos leitos.

SAMU para todos

  • Expansão do SAMU 192 para mais 25 municípios;
  • Ampliação da cobertura populacional para 87%.

Ensino, Pesquisa e Inovação no SUS ES – Programa Provimento para a APS

  • 592 profissionais médicos, enfermeiros e dentistas atuando nos municípios, e com capacidade de produção de 2 milhões de consultas por ano;
  • 80% de resolutividade da Atenção Básica;
  • 100% de alcance das metas de desempenho da AB do MS.

 

Infraestrutura para Crescer

Macrodrenagem nas Bacias da Região Metropolitana de Vitória

  • Implantação da Rede de Drenagem no Córrego Jardim de Alah e no Aribiri (Galeria);
  • Implantação de pontes e passarelas sobre o Córrego Jardim de Alah e o Rio Aribiri;
  • Implantação e Urbanização do Dique Marilândia;
  • Implantação da Estação de Bombeamento (EBAP) no Canal da Costa, Cobilândia, Aribiri, Laranja e Rio Marinho;
  • Implementação da Macrodrenagem da Bacia do Córrego São Silvano (Colatina).

Portal do Príncipe

Ampliação das Faixas e Ciclovia da 3ª Ponte

  • Implantação e readequação das faixas e ciclovia da 3ª Ponte.

Reflorestar

  • 2.800 hectares de florestas com recuperação iniciada;
  • Monitoramento de 285 mil Hectares de regeneração natural;
  • Implantação da Estratégia Estadual de Carbono.

Construção da Barragem dos Imigrantes

Interior Capixaba

92 obras em todo o Estado, dentre elas:

  • Implantação do trecho Castelo – Morro Vênus, Morro Vênus – Muniz Freire;
  • Implantação do trecho da ES-010, Itaúnas – Entr. 421 (Conceição da Barra Itaúnas);
  • Implantação do trecho da ES-181, Arraial do Café – Alto Calçado;
  • Implantação do trecho, ES-475, Fazenda da Prata – São José das Fruteiras/Fazenda da Prata – Monte Pio;
  • Recuperação da ES 297, Bom Jesus do Norte – Entr. BR-101.

Caminhos do Campo

 17 trechos, dentre eles:

  • Pavimentação do entroncamento BR-393 – São Luiz – Verdade – Formoso no município de Muqui;
  • Pavimentação da ES-166 – Comunidade de São Roque no município de Venda Nova do Imigrante;
  • Pavimentação do entroncamento ES-375 (Duas Barras) – Inhaúma – Entroncamento Monte Alegre (Rio Novo) no município de Iconha.

 

Gestão Pública Inovadora

Portal Único de Serviços

Estudante de Atitude

  • Implantação do programa em até 100 escolas da Rede Pública Estadual até 2022 (valores sobre integridade, cultura anticorrupção e preservação do patrimônio público).

Melhoria do Atendimento ao Contribuinte

  • Implantação da Nota Avulsa Eletrônica • Implantação da Nova Agência Virtual;
  • Reestruturação física de novas agências da Sefaz.

ES Digital

  • 98 Pontos da rede de fibra óptica na Região Metropolitana.

Gestão Estratégica de Pessoas

GESTAR

  • Migração de 8 Secretarias/entidades para o Centro Histórico de Vitória;
  • Destinação de 18 imóveis estratégicos.

 

Desenvolvimento Econômico 

Desenvolvimento Estratégico da CT&I

  • Contratação de 1.181 projetos e 2.461 bolsas.

Qualificar ES

  • 339.875 vagas de qualificação (on-line, presencial e semipresencial).

Desenvolvimento Regional Sustentável

  • Elaboração de nove Planos de ação dos Conselhos de Desenvolvimento Regional.

Desenvolvimento dos Diversos Setores Econômicos

  • Liberação de R$ 562 Milhões de crédito para empreendedores.

Inova Mercado

  • Capacitação de 3.220 empreendedores (rurais, gestão do negócio, associativismo);
  • Concessão de 19.000 empréstimos para empreendedores;
  • Elaboração de dois Planos de Desenvolvimento;
  • Participação de 4.000 empreendedores em feiras;
  • Empréstimo de R$ 190 Milhões para os empreendedores.

Compre do ES

 

Desenvolvimento Social e Direitos Humanos

Agenda Mulher Itinerante

  • 70 Ações de divulgação do Programa Agenda Mulher Itinerante.

Centros de Cidadania Jovem

  • 14 Centros de Cidadania Jovem nos municípios: Vila Velha, Serra, Cariacica, Cachoeiro de Itapemirim, Vitória, Colatina, Aracruz, Linhares, Guarapari e São Mateus.

Melhoria do Atendimento ao Egresso do IASES

  • Melhoria do atendimento e acompanhamento de 260 egressos do Iases.

Programa Rede Abraço

  • Ampliação de 100 vagas em comunidades terapêuticas;
  • Implantação do Centro de Acolhimento e Atenção Integral sobre Drogas (CAAD) em Linhares e Cachoeiro de Itapemirim;
  • Nova sede do CAAD – Vitória.

Programa Incluir

  • Contratação de 448 equipes;
  • Atendimento de 92.199 famílias pelo Bolsa Capixaba;
  • 33 CRAS construídos, reformados ou ampliados;
  • 28 CREAS construídos, reformados ou ampliados;
  • 3.000 capacitações profissionais para o público da Assistência Social;
  • 2.315 Compra Direta de Alimentos (CDA).

ES Solidário

  • Doação de 11.639 cestas básicas;
  • Doação de 13.148 kits de limpeza e kits de higiene pessoal;
  • Atendimento de 212 instituições, coletivos e órgãos.

 Programa Primeira Infância

  • Realização de 165.500 visitas domiciliares pelo projeto Criança Feliz;
  • Capacitação de 2.180 profissionais em Primeira Infância;
  • Implantação de 15 espaços lúdicos nos Cras;
  • Implantação de seis brinquedotecas;
  • Atendimento de 450 crianças e cuidadores pela Caravana da 1ª Infância;
  • Pintura de 30 instituições e muros pela 1ª Infância com Arte.

 

Agricultura e Meio Ambiente

Plano Integrado de Sustentabilidade para Unidades de Conservação

  • Estruturação de 16 unidades de Conservação.

 Melhoria da Segurança Hídrica de Barragens

  • Elaboração de 9 manuais operativos até 2022;
  • Desenvolvimento e Implantação de sistema de informações de recursos hídricos no Espírito Santo.

Regularização de Terras Devolutas

  • Emissão de 1.200 de títulos de terra devoluta.

Construção de Barragens Públicas

Construção de 19 barragens no interior do Estado, dentre elas:

  • Rio Braço do Sul em São Domingos do Norte;
  • Caximbau em Jaguaré • Córrego Socorro em Vila Pavão Expansão do Projeto Barraginhas;
  • Fomento à implantação de 2.818 barraginhas e coxos de barraginhas no interior do Estado.

 

Cultura, Turismo, Esporte e Lazer

Uni+on: Agente Jovem Comunitário

  • Formação de 1.400 agentes Jovens;
  • Seleção de 28 Pontos de Encontros;
  • Aceleração de 1.400 projetos culturais desenvolvido pelos Jovens;
  • Realização de 03 TEIAs – evento de encerramento.

Fortalecimento dos espaços culturais

  • Reforma do Theatro Carlos Gomes;
  • Manutenção preventiva do Museu de Arte do Espírito Santo – Dionísio Del Santo;
  • Manutenção preventiva da Casa da Música – Sônia Cabral e Biblioteca Pública do Espírito Santo • Nova sede da Galeria Homero Massena;
  • Novo acervo do Museu do Colono.

Caminhos do Turismo

  • Pavimentações de três estradas: Circuito Caravaggio, Guarapari – ES-388 Amarelos e Forno Grande.

Ginásio Poliesportivo

  • Construção do Centro de Excelência – PCD (Pessoas com Deficiência).

TVE, a casa do Futebol Capixaba

  • Transmissão de 122 jogos profissionais e 48 jogos amadores.

Leia mais:  Estado anuncia R$ 422 milhões em obras de infraestrutura e projetos de Educação nos municípios da Bacia do Doce
publicidade

Política e Governo

Artigo – O DESMORALIZADOR (PARTE V)

Publicado

Por Maciel de Aguiar

Recentemente, o mesmo vereador Carlos Alberto Alves, da Câmara Municipal de São Mateus, fez outra gravíssima acusação pública, da tribuna da Casa de Leis, informando que o prefeito ”gastou, no presente mandato, 90 milhões de reais com contratação de shows, trios elétricos da Bahia e estruturas para as festas”. E, mesmo que fosse 9 milhões já seria um absurdo, pois, no mesmo período, Vitória gastou oito milhões, Vila Velha seis milhões e Serra cinco milhões, e são municípios maiores.

Em tempos pretéritos, a denúncia seria um escândalo, com grande repercussão na mídia, e, por certo, faria o implacável Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado/GAECO deflagrar uma nova operação de busca e apreensão de computadores e documentos na Prefeitura de São Mateus e, principalmente, de prisão dos responsáveis pelas secretarias municipais de Cultura e Turismo, pelas suspeitíssimas contratações.

Também é voz corrente na cidade que o prefeito era ”empresário de artistas e de trios elétricos da Bahia” e, também, conta-se – inclusive com matérias na imprensa – que o ”prefeito é proprietário de trios elétricos e faz contratações cruzadas”, sobretudo com a prefeita do Município de Porto Seguro, no Sul da Bahia. O que requer uma rigorosa apuração da PF, do TC/ES, além do MPF e do MPE. Mas será que acontecerá alguma apuração?

Maciel de Aguiar
Escritor das barrancas do Cricaré

Leia mais:  Estado anuncia R$ 422 milhões em obras de infraestrutura e projetos de Educação nos municípios da Bacia do Doce
Continue lendo

Política e Governo

Nova realidade é destacada na abertura da VI Semana Estadual de TIC

Publicado

A VI Semana Estadual de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) teve início nesta segunda-feira (19) com um foco direcionado para a nova rotina, criada pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Neste ano, o evento adotou, pela primeira vez, o formato on-line em todos os debates e palestras.  A abertura teve as presenças do governador Renato Casagrande; do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes; e do diretor presidente do Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest-ES), Tasso Lugon.

Em sua fala, o governador pontuou a importância do evento e de que a VI Semana TIC é um exemplo de que a administração pública está se adaptando à nova realidade. Casagrande também mencionou o uso do sistema e-Docs, desenvolvido pelo Prodest e outros órgãos estaduais, que permite a criação e a tramitação de documentos e processos on-line, contribuindo para a manutenção dos serviços públicos mesmo durante a pandemia.

“Temos que nos adaptar à nova realidade e prestando serviço dentro desse novo protocolo, por isso essa Semana precisava ser realizada. Os serviços públicos não pararam. Quase todos trabalharam de casa durante a pandemia e com o sistema e-Docs demos conta de realizar as tarefas administrativas e até o fim do ano teremos um governo sem papel. Isso nos prepara para desenvolvermos cada vez mais nossa carteira de serviços digitais”, afirmou o governador.

Casagrande mencionou o investimento em tecnologia para facilitar as reuniões virtuais e evitar gastos com combustíveis e diárias de servidores. Também lembrou do investimento feito na rede de fibra óptica governamental que contempla Vitória, Serra, Vila Velha, Viana, Cariacica e Guarapari. A intenção é que essa infraestrutura seja expandida para outras regiões do Estado.

“Com a pandemia, as reuniões presenciais passaram a ser exceções. O Governo do Estado tem investido em tecnologia para melhorar o atendimento à população. Tomamos a decisão de ampliar o teletrabalho, desde que se tenha capacidade de acompanhar a produtividade desse trabalho. O Detran, por exemplo, não parou nenhum serviço na pandemia. Estamos também investindo em infraestrutura: ampliando a rede de fibra ótica na Região Metropolitana e preparamos uma expansão para o norte e o sul do Estado, levando fibra ótica para todas as repartições públicas”, adiantou.

Casagrande prosseguiu: “Temos um longo caminho a percorrer e uma janela de oportunidades para aproveitar. Estamos com várias frentes voltadas para a tecnologia. As teleaudiências do Poder Judiciário são um bom exemplo, porque ajudam a economizar com transporte e escolta de presos. O avanço tecnológico ainda colabora para melhorar a nossa gestão fiscal, com nota A desde 2012, e aperfeiçoar a qualidade do ensino. Neste ano, ficamos em primeiro lugar em aprendizagem no Ensino Médio do País.”

O diretor presidente do Prodest reforçou que a VI Semana TIC tem como foco debater assuntos que mostram como o setor de TI é fundamental para o Poder Público melhorar o serviço prestado à população. Ele também disse que o compartilhamento de experiências é indispensável para aplicar o conhecimento. “Debates e reflexões nos ajudam a evoluir e a perceber como a mudança nos traz desafios. Precisamos debater o futuro pós-pandemia, porque a tecnologia é cada vez mais importante na construção de políticas públicas”, acrescentou Tasso Lugon.

Na avaliação de Lugon, a transformação digital está fazendo com que muitos serviços de balcão passem a ser oferecidos de maneira on-line. “Isso é muito importante para reduzir a burocracia e facilitar a vida do cidadão. Esse evento tem como finalidade mostrar como a tecnologia é vital para a sociedade. Por essa razão, toda a equipe do Prodest fez um grande esforço para viabilizar os debates no formato virtual”, finalizou.

Investimento

Leia mais:  Felipe Rigoni anuncia desfiliação do PSB

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, disse que o conhecimento é peça-chave para a inovação ser importante no desenvolvimento econômico e social. Para ele, os recursos aplicados em ciência e tecnologia devem ser vistos como um investimento, por causa dos resultados que podem proporcionar para a administração pública e a sociedade.

Pontes também apontou iniciativas feitas pelo Governo Federal voltadas para as cidades inteligentes e a Internet das Coisas, que envolve a indústria, a saúde e a agricultura.

“Também atuamos com iniciativas voltadas para a inteligência artificial e a colaboração de startups na administração pública. Contamos com uma produção científica que está entre as 15 melhores do mundo. Porém, precisamos fazer com que esse conhecimento gerado se transforme em inovação para a sociedade e as empresas”, afirmou o ministro.

Programação

Nesta segunda (19), a programação será retomada às 16 horas, com a palestra da advogada Patrícia Peck, especialista em Direito Digital. Ela vai abordar o tema “Transformação Digital, entrada em vigor da LGPD e ANPD, e agora?”.

Em seguida, haverá a mesa-redonda com o tema “Novo Normal X Novas Tecnologias X Novos Hábitos”, com a participação de Victor Murad Filho (coordenador de Inovação e Tecnologia da Secretaria de Governo – SEG), de Alexandre Guimarães (subprocurador-geral de Justiça Institucional do Ministério Público do Estado do Espírito Santo – MPES) e de Amarílio Luiz Boni (superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Espírito Santo).

A VI Semana Estadual de TIC vai abordar diversos assuntos como o impacto da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) na antecipação de novas tendências tecnológicas, a segurança da urna eletrônica, o profissional do futuro, a aceleração da oferta digital de serviços digitais governamentais, entre outros.

O evento terá ainda como palestrantes e debatedores os secretários de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional, Cristina Engel; e Controle e Transparência, Edmar Camata; o deputado federal Felipe Rigoni; o consultor de tecnologia Gilberto Sudré; a consultora do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) Beatriz Lanza; e o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), desembargador Samuel Meira Brasil.

Para os que não se inscreveram na VI Semana TIC é possível acompanhar o evento pelo YouTube por meio deste link.

Leia mais:  Chuvas: Falta de estrutura de municípios é criticada
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana