conecte-se conosco


São Mateus

Pré-candidatos começam a se preparar para as eleições e novos nomes estão se apresentando ao eleitorado

Publicado

Em outubro o eleitor será convocado a dar o seu voto com a finalidade de eleger o seu candidato e, com isso, mudar o destino do seu município. Os nomes de pré-candidatos começam a ser expostos na vitrine político-eleitoral para dar visibilidade a sua imagem, ao nome e seus propósitos.

Em São Mateus vários nomes estão aparecendo, além daqueles que em toda eleição costumam concorrer. Existem também os que tiveram a sua oportunidade e só trouxeram esperança e, no segundo momento, frustração ao eleitor mateense. Aparecem também os oportunistas que mesmo sem nenhum lastro de conhecimento do município e de gestão para apenas ocupar espaço e negociar a sua candidatura. Isso é algo muito comum e, em São Mateus tem exemplos nesse sentido.

O empresário Cássio Caldeira assumiu a direção do Progressistas e estuda com seus membros e amigos a possibilidade de colocar o seu nome como pré-candidato a prefeito de São Mateus. O vereador Carlos Alberto (PSB) é outro nome que também está sendo comentado como possibilidade ao pleito de outubro. Todos eles, candidatos ou não, estão se articulando para que fortaleça a intenção e as condições de se apresentarem perante o eleitor como pré-candidatos.

Para Cassio seria uma experiência nova, pois nunca disputou uma eleição e seria o seu batismo até para medir o seu desempenho e capacidade de convencer o eleitor de dar o seu voto.

Outra novidade é o historiador Eliezer Nardoto (PV). Vem apresentando seu nome e projetos para o município e a sociedade. Sua pré-candidatura está nas ruas e vem conversando com famílias, produtores rurais e vários segmentos produtivos, inclusive com servidores públicos municipais.

O Governo do Estado ainda não definiu em quem vai apostar as suas fichas. Um assessor próximo do governador disse que essa questão só será pauta em abril, inclusive para candidatura a prefeito de Vitória. O médico e ex-deputado Jorge Silva (SD) foi sondado e demonstrou que não deseja se candidatar à Prefeitura de São Mateus.

O atual prefeito, Daniel Santana (PSDB) é outro nome que tem o apoio de lideranças em nível estadual e até mesmo federal. Não o governo estadual, que tem o deputado Freitas (PSB) um conselheiro antenado no cenário político do Norte e sabe do desempenho do prefeito na atual administração municipal.

O que se comenta nos bastidores da política local é que o padre Patrick seria um nome a compor com o prefeito Daniel vindo como vice numa possível pré-candidatura. Essa insinuação ganhou corpo quando o religioso tece críticas a situação do município e depois faz elogios ao prefeito e ainda sobe em trio para externar o seu apoio, mesmo que velado, ao prefeito. Não se sabe se a cúpula da igreja aprova essa movimentação do padre e nem poderia se posicionar por não ser uma ação oficial, apenas de um padre que, pela sua juventude, “está vivenciando uma nova experiência”, disse uma fonte ouvida pelo JN.

Outros pré-candidatos estão se apresentando, mas a medida que forem se mostrando mais para o eleitorado certamente serão motivo de uma citação na imprensa mateense.

Leia mais:  Governador visita linha de produção de ônibus da Marcopolo em São Mateus
publicidade

São Mateus

Alerta de fortes chuvas para São Mateus

Publicado

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), emitiu alertas de fortes chuvas para a cidade de São Mateus.

A previsão é de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h), com risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Mateenses ficaram estão em alerta desde a noite de ontem (20/01), após alguns telejornais noticiarem a previsão de fortes chuvas para a cidade.

Leia mais:  CPI dos Maus-tratos Contra Animais, da ALES, ouvirá na câmara o suspeito de matar um cachorro
Continue lendo

São Mateus

Nota sobre o Porto de São Mateus às comunidades do norte do Espírito Santo

Publicado

Uma notícia distorcida tem sido distribuída a sites informativos do interior do Espírito Santo e Minas Gerais dando conta de que foi negada pelo IEMA a licença ambiental para construção do Centro Portuário de São Mateus e que, com isso, o município pode perder o seu tão sonhado porto.
Em primeiro lugar, cabe esclarecer que não foi negada a licença ambiental para o projeto. O que há é um parecer de quatro técnicos do Instituto Estadual de Meio Ambiente contrários ao Estudo de Impacto Ambiental apresentado pela Petrocity Portos para a instalação do porto.
É importante salientar, no entanto, que do parecer cabem recursos, tanto à Diretoria do IEMA quanto ao Conselho Regional de Meio Ambiente e, segundo informações fornecidas pela Diretoria Executiva da Petrocity Portos, 95% das alegações apresentadas pelos técnicos estão eivadas de erros, que estão sendo refutados um a um no recurso preparado pela equipe técnica da empresa.
Há que se reconhecer as dificuldades para analisar um processo tão grande e complexo quanto o do Centro Portuário de São Mateus, que se difere dos demais projetos do segmento no Estado pela sua sofisticação tecnológica.
Diferentemente do que foi veiculado por um site noticioso de Vitória, a comunidade de Urussuquara não é contrária ao porto. Muito pelo contrário. Existe uma grande expectativa não apenas de Urussuquara, mas de toda a população de São Mateus, do Norte e Noroeste do Espírito Santo, e ainda Sul da Bahia e Leste de Minas pela construção do CPSM, pelas oportunidades de emprego e negócio que o empreendimento vai gerar, assim como pela transformação socioeconômica que promoverá.
Como chefe de um poder municipal, a Presidência da Câmara de São Mateus mantém-se alerta quanto a manobras que visem a prejudicar o crescimento e desenvolvimento econômico e social do município e de toda a região e faz eco à reivindicação das lideranças e da população em geral de que sejam agilizadas todas as providências para o início das obras deste projeto, que será a redenção de nosso Estado.
Vários contratos estão assinados, projetos aprovados, a área do CPSM reconhecida como área portuária pelas autoridades federais, e licenças já foram concedidas na instância municipal para a instalação das primeiras unidades de geração de energia.
Sendo assim, repudiamos as manobras feitas contra o CPSM e solicitamos que nossos líderes políticos e empresariais se unam em torno desta causa, impedindo que o Norte do Espírito Santo seja colocado à margem do novo momento que vive o Brasil. Pedimos socorro aos nossos representantes no Congresso Nacional para que, junto ao Governo Federal, assegurem apoio à construção da maior plataforma logística do Sudeste, constituída pelo Porto de São Mateus e pela Estrada de Ferro Minas-Espírito Santo.

Jorge Recla (Jorginho Cabeção)
Presidente da Câmara Municipal de São Mateus

Leia mais:  CPI dos Maus-tratos Contra Animais, da ALES, ouvirá na câmara o suspeito de matar um cachorro
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana