conecte-se conosco


Segurança

Produção de horta cultivada em unidade prisional é destinada à população de rua

Publicado

A Penitenciária de Segurança Média 1 (PSME1), no Complexo de Viana, tem investido no plantio de diversas hortaliças, frutas e vegetais como alternativa de trabalho aos internos e ações de solidariedade. A horta, que tem dez mil metros quadrados, foi iniciada no mês de março deste ano e, desde então, mais de 60 quilos de abóboras, além de produtos como mandioca, banana, melancia, alface e rúcula, foram cultivados e doados a uma instituição religiosa para preparo de refeições oferecidas à população de rua.

A próxima colheita, prevista para este mês, é a do feijão dos tipos carioquinha, preto e vermelho. A estimativa é que cerca de 1.200 quilos do produto sejam doados. De acordo com o diretor da unidade prisional, Roger Firme, apesar de recente, a horta tem dado bons resultados. “Parte da produção tem sido destinada ao Grupo Vila Velha Solidária que atua com a distribuição de refeições para a população de rua do município. É uma maneira de trabalhar a ressocialização dos internos e ter como troca o bem ao próximo”, disse Roger Firme.

As abóboras doadas ao grupo foram transformadas em caldos nutritivos que alimentam cerca de 600 pessoas por mês. Um dos representantes da entidade religiosa, Célio Antônio Toniato, afirmou que as doações têm ajudado muitas pessoas a terem dias melhores.

“Recebemos da unidade prisional a doação de verduras e legumes para nossa ação semanal de distribuição de 150 marmitas, por dia, às pessoas e famílias que passam por dificuldades. Parte das refeições vão para asilos e orfanatos próximos”, destacou Toniato.

As sementes que deram vida a horta da unidade foram adquiridas por meio de doações dos próprios servidores. O local conta com o plantio de demais produtos, tais como milho, tomate, couve, cana-de-açúcar, amendoim, batata doce, quiabo, jiló, pimenta, pimentão, rabanete, pepino e taioba.

Leia mais:  Festa clandestina na Serra termina com troca de tiros entre criminosos e policiais
publicidade

Segurança

Polícia procura homem que torturou gato com vergalhão em Linhares

Publicado

O criminoso usou uma gaiola para prender o felino e desta forma performar a tortura ao animal

A polícia está procurando o homem suspeito de ter torturado um gato com um vergalhão, em Linhares, no Norte do Espírito Santo. O animal foi resgatado e de acordo com a polícia, as investigações já estão avançadas.

Com a ajuda de pessoas que resgataram o felino, a polícia de Linhares se aproxima do autor da tortura. Em um vídeo que circula na internet, um homem aparece retirando os vergalhões do gato.

O criminoso usou uma gaiola para prender o felino e desta forma performar a tortura ao animal. A PM já se aproximou do criminoso e sabe que a tortura foi realizada em uma casa do bairro Jardim Laguna.

O gato foi levado para atendimento veterinário. Após se recuperar, o animal será colocado para adoção. A PM diz que está perto de prender o homem que cometeu o crime.

Leia mais:  Dez novos rabecões são entregues para Polícia Civil
Continue lendo

Segurança

Acusado de estuprar duas filhas e três sobrinhas é preso

Publicado

A Polícia Civil informou os crimes estariam acontecendo há muitos anos. Quatro vítimas estão com mais de 18 anos, mas teriam sofrido o abuso quando tinham entre 10 e 13 anos

Um carreteiro de 52 anos foi preso pela Polícia Civil na tarde de segunda-feira (23) acusado de abusar sexualmente de duas filhas e três sobrinhas. De acordo com a polícia, os crimes aconteciam há muitos anos. 
Entre as cinco vítimas, quatro são maiores de idade e denunciaram que os crimes aconteceram quando elas tinhas entre 10 a 13 anos. A quinta vítima é uma menina de apenas sete anos. O nome do acusado e a cidade onde os fatos teriam acontecidos não serão revelados, para preservar a identidade das vítimas. 
A delegada Silvana Soeiro afirmou que o caso era investigado há alguns meses. A primeira denúncia aconteceu porque a mãe da criança supostamente abusada leu uma conversa da menina com uma colega em um aplicativo de mensagens, onde a garota contou para a amiga que foi abusada. Depois dessa denúncia a polícia descobriu os outros casos.
“Uma das vítimas está com 18 anos e foi abusada quando tinha 10 anos de idade. São cinco vítimas, sendo duas filhas e três sobrinhas. Todas são do ciclo familiar do acusado”, disse a delegada.
Ainda que neste caso o acusado seja pai de duas vítimas, a delegada alerta que as famílias precisam estar muito atentas para identificar se uma criança está sofrendo abusos. A previsão é que o acusado seja transferido para um presídio da Grande Vitória ainda na manhã desta terça-feira (24). 

Leia mais:  Dez novos rabecões são entregues para Polícia Civil
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana