conecte-se conosco


Cidades

Programa Jovens Valores oferta 835 vagas de estágio para alunos de escolas de Tempo Integral

Publicado

Uma parceria entre as Secretarias da Educação (Sedu) e de Gestão e Recursos Humanos (Seger), por meio do Programa Jovens Valores, ofertará 835 vagas exclusivas para os estudantes do Ensino Médio da Rede Estadual, matriculados em 2020 nas Escolas de Tempo Integral com carga horária de 7 horas/dia, e para alunos do tempo parcial que peçam transferência para essa oferta. O decreto criando essa vertente do programa foi publicado no Diário Oficial do Estado, nesta quarta-feira (12).

Para isso, o estudante deve confirmar a oferta de vaga na escola em que deseja estudar no período integral. Confirmada a vaga, o aluno deve solicitar à escola onde está matriculado a declaração de transferência e levá-la até a escola integral integrada, juntamente com o responsável e os documentos necessários.

Os estudantes estudarão na modalidade Ensino Médio integrado ao técnico no turno da tarde. Os alunos que optarem por esta oportunidade poderão estagiar em órgãos públicos pelo prazo máximo de até dois anos, com carga horária de 4 horas/dia, no período matutino, com direito a bolsa de estágio no valor de R$ 619,91, uniforme e auxílio transporte.

O programa é coordenado pela Seger, executado pelo Agente de Integração CIEE e proporciona aos estudantes de nível médio ou equivalente, matriculados na Rede Estadual de Ensino, oportunidades de aprendizagem profissional, exercício da cidadania e aumento da empregabilidade.

Para a secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, esta é mais uma forma de valorização de jovens estudantes da Rede. “Além do estágio, o estudante passa por capacitações oferecidas pela Seger, que os qualificam tanto para o mercado de trabalho quanto para a vida”, salienta.

Leia mais:  Plástico: de solução a problema em um século
publicidade

Cidades

Estudantes capixabas são classificados para Programa Jovem Parlamento Brasileiro

Publicado

A ação é uma oportunidade para que os jovens possam vivenciar o trabalho de um deputado federal por uma semana, em Brasília.

Dois estudantes da Rede Pública do Estado do Espírito Santo foram selecionados na última etapa do Programa Jovem Parlamento Brasileiro (JPB) 2020. Patrícia Dettmann Tonoli, aluna da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Emílio Oscar Hülle, de Marechal Floriano; e Daniel dos Santos Moura, aluno do Instituto Federal do Espirito Santo (Ifes), Campus São Mateus vão participar da 17ª edição do programa.

A iniciativa é direcionada a estudantes do 1º ao 3º ano do Ensino Médio de todo o Brasil e tem o objetivo de propiciar aos jovens a vivência do processo político e democrático na Câmara dos Deputados.

Os participantes elaboraram um Projeto de Lei de sua autoria, desenvolvendo suas competências nos eixos cognitivos da matriz de referência do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), como o domínio da linguagem, a compreensão de fenômenos, o enfrentamento de situações-problema, a construção de argumentação e a elaboração de propostas.

Neste ano, o programa recebeu 34 projetos de estudantes da Rede Pública (Estadual e Federal) e Privada do Espírito Santo. A Coordenação Estadual do PJB, composta por técnicos da Secretaria da Educação (Sedu), avaliou os projetos de lei recebidos e encaminhou para a Câmara dos Deputados os oito pré-selecionados na etapa estadual, sendo classificados nesta última etapa, Patrícia e Daniel.

Informações sobre o PJB estão disponíveis em https://is.gd/pJ6awo.

Leia mais:  Estado amplia horário de funcionamento de restaurantes e faz ajuste em regras para academias
Continue lendo

Cidades

Projeto do ES é selecionado em concurso de soluções para restaurar a bacia do rio Doce

Publicado

Cinco iniciativas de plantio sustentável com fins econômicos foram selecionadas em parceria realizada com a WWF-Brasil

O projeto de um casal de produtores capixabas é um dos selecionados do concurso Ideias Renovadoras: Plantando Árvores e Colhendo Alimentos, criado para auxiliar a recuperação da bacia do rio Doce e promover os Sistemas Agroflorestais (SAF), que combinam espécies florestais com culturas agrícolas ou pecuária, em todo o país. 

Lançado por meio de um convênio entre a Fundação Renova e a WWF-Brasil, em parceria com o Instituto Terra e o Centro de Pesquisa Internacional Agroflorestal (ICRAF), o concurso selecionou cinco iniciativas de SAF, sendo três localizadas na bacia do rio Doce e duas implantadas em todo o território nacional, para servirem de modelo no processo de restauração florestal da bacia.

A iniciativa Diversificação Produtiva Agroecológica, aplicada na propriedade localizada na Comunidade de Cascatinha do Pancas, em Colatina (ES), foi uma das vencedoras. O local tem uma produção sustentável, com preservação da natureza e de nascentes. Além da grande variedade de SAF, há também cultivo de feijão, arroz, milho, aipim, batata e abóbora, que são comercializados em feiras e destinados para alimentação escolar. 

A propriedade em Colatina tem 42 hectares de mata preservada, 11 hectares de regeneração natural com SAF e mais 1 hectare às margens de córrego com espécies nativas e frutíferas. O projeto é um exemplo na região e recebe estudantes e pesquisadores para visitas e estágios sobre conservação e conscientização.

Ao todo, foram recebidas 131 inscrições de projetos de todo o país. Os vencedores receberão uma premiação no valor de R$ 6 mil e participarão de um processo de imersão on-line ao lado de especialistas, entre 21 e 25 de setembro, para melhoria de suas práticas e desenvolvimento de novos arranjos produtivos de SAF, que poderão ser implantadas para recuperação florestal na bacia do rio Doce. Dos cerca de 40 mil hectares de área que serão reflorestados pela Fundação Renova, aproximadamente 10 mil poderão ser destinados ao plantio com fins econômicos.

“Essa expertise dos projetos trará uma oportunidade para os produtores da bacia preservarem suas áreas, melhorarem a qualidade da água e do solo e até mesmo desenvolverem atividades voltadas para a geração de renda”, diz Felipe Drummond, especialista de Uso Sustentável da Terra da Fundação Renova. 

Confira os selecionados do concurso: 

Bacia do rio Doce:

·       Diversificação produtiva agroecológica em Colatina (ES)

·       Projeto de restauração de áreas degradadas com sistemas agroflorestais biodiversos e produtivos em Governador Valadares (MG)

·       SAF da Vânia e Scarlat, em Periquito (MG)

Fora bacia do rio Doce:

·       Sistema Agroflorestal em Agroecologia (SAFA), do Serviço de Tecnologia Alternativa (SERTA), em Glória do Goitá (PE)

·       Sítio Semente, de Brasília (DF)

Leia mais:  Professores em Designação Temporária serão convocados pelas Superintendências Regionais
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana