conecte-se conosco


Cidades

Recarga do CartãoGV já está disponível no App Banestes

Publicado

O Banestes passa a oferecer um novo serviço: a recarga do CartãoGV, o Bilhete Único Metropolitano. A facilidade já está disponível aos clientes com conta corrente ou conta salário. Para isso, basta atualizar a versão do App Banestes disponível na loja de aplicativos de seu smartphone.  O CartãoGV é para uso nos sistemas de ônibus do Transcol e nos municipais de Vitória e Vila Velha. 

A compra de créditos pode ser feita por clientes que têm o CartãoGV do tipo Cidadão (Passe Fácil, Siga Vitória e Popular) e Estudante. Ao acessar o App Banestes, mediante a digitação de número de conta e senha, basta clicar em “Menu” e depois na opção “Cartão GV”.

O usuário deve inserir o número do cartão, localizado no verso do plástico, e salvá-lo para recargas futuras. Em seguida, é só informar o valor e digitar a senha da conta para concluir a operação. O prazo máximo para os créditos estarem disponíveis para uso é de 24 horas.

Para facilitar a vida dos usuários, o cliente Banestes poderá cadastrar mais de um cartão para recarga. Por exemplo, poderá colocar também créditos no passe escolar do filho.

O Banestes pretende expandir o serviço para a rede Banesfácil, composta por mais de 400 correspondentes em todo o Estado. Quando for liberada, a recarga nos correspondentes poderá ser feita com débito em conta ou em dinheiro. A inclusão de créditos com cartão de crédito ainda está sendo estudada.

O governador do Estado, Renato Casagrande, destacou a importância do serviço oferecido pelo Banestes. “É um serviço a mais aos usuários, seguindo a linha de dar mais qualidade ao transporte público metropolitano. São melhorias que incluem novos ônibus com ar condicionado, Wi-Fi, integração com os sistemas municipais, várias opções de recarga e agora a inclusão do Banestes, que é o banco dos capixabas. A ideia é facilitar cada vez mais a vida de quem utiliza o sistema de transporte público”, frisou.

Para o diretor de TI do Banestes, Silvio Henrique Brunoro Grillo, “com previsão de expandirmos futuramente a mais pontos de atendimento, como o Banesfácil, poderemos atender passageiros que não são correntistas, reforçando o nosso papel de inclusão social”.

“Disponibilizamos várias novas ferramentas em 2019 para trazer mais conforto e praticidade para quem utiliza o transporte público na Grande Vitória. Entre essas, lançamos, no final do ano passado, a opção de recarga via aplicativo ÔnibusGV. A ideia é facilitar o acesso à recarga e agora, felizmente, contamos com mais um parceiro, que é o Banestes. É mais uma opção para o usuário poder recarregar o cartão de transporte”, explicou o secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno. 

Leia mais:  ES tem 81,46% dos leitos de UTI ocupados para tratamento da Covid-19
publicidade

Cidades

Banestes realiza leilão de imóveis no próximo dia 22

Publicado

O Banestes vai levar a leilão 93 imóveis, no próximo dia 22, às 15 horas. Entre as opções estão propriedades rurais, casas, apartamentos, coberturas residenciais e terrenos. Por conta da pandemia do novo coronavírus, os lances poderão ser feitos e acompanhados somente pela internet. Este será o primeiro leilão de imóveis do ano.

Um dos destaques são 19 apartamentos e uma cobertura duplex no Edifício Port Soleil Residence, no centro de Guarapari. As unidades são novas, com opções de dois e três quartos com suíte, uma ou duas vagas de garagem. A cobertura possui 161 metros quadrados. Os lances iniciais variam de R$ 319 mil a R$ 870 mil.

Também estão disponíveis para lances cinco apartamentos novos no empreendimento Ecolife, em Vila Velha. São unidades de dois quartos, varanda, cozinha, banheiro social, área de serviço e garagem coberta, que nunca receberam morador. A unidade mais barata tem lance inicial de R$ 129 mil.

Já o apartamento mais em conta fica em Nova Almeida, na Serra, com 43,64 m², com lance inicial de R$ 71 mil.

Os imóveis estão distribuídos em 19 municípios capixabas, além dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia. No Espírito Santo, 54 imóveis ficam na Grande Vitória. Os demais estão nas cidades de Anchieta, Barra de São Francisco, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Iconha, Jaguaré, Laranja da Terra, Linhares, Mimoso do Sul, São Domingos do Norte e Vila Valério.

Os interessados em adquirir os bens ofertados contam com a opção de compra financiada pelo Banestes e/ou utilização de recursos do FGTS, dependendo do tipo de imóvel. Visitas aos locais dos bens a serem leiloados podem ser agendadas pelo telefone (27) 99982-3998, das 8h às 19h.

Para participar do leilão eletronicamente, o interessado precisa efetuar o cadastro no site www.esleiloes.com.br. É necessário aceitar as regras de uso do site e enviar cópia dos documentos solicitados para que o cadastro seja liberado para oferta de lances. Poderão participar pessoas físicas e jurídicas. Os lances serão conduzidos pelo leiloeiro oficial Sérgio de Paula Pereira.

A lista e outras informações sobre o leilão podem ser consultadas no site do banco: www.banestes.com.br, seção “leilões”. A relação completa e respectivas fotos também estão no site do leiloeiro oficial.

Leia mais:  Aracruz terá nova creche com investimento do Governo do Estado
Continue lendo

Cidades

Mapa de Risco: município de Linhares e outras seis cidades entram para o risco alto

Publicado

Além disso, saem do risco alto os municípios de Afonso Cláudio, São Roque do Canaã e Vila Valério

A partir desta segunda-feira (6) entra em vigor o novo Mapa de Risco da covid-19 do Espírito Santo, que é valido até domingo, dia 12. Nesta semana, 41 cidades estão com risco alto e outras 37 em risco moderado. 

Entram para o risco alto: Águia Branca, Bom Jesus do Norte, Iconha, Linhares, Marilândia, Montanha e Santa Leopoldina. Os municípios que entraram em risco alto permanecem por 14 dias. Ale´m disso, saem do risco alto os municípios de Afonso Cláudio, São Roque do Canaã e Vila Valério.

A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril, considerando apenas o coeficiente de incidência. No dia 04 de maio, foi inserida a matriz de risco como ferramenta do mapa de risco, constando o coeficiente de incidência e taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 

Já em 18 de maio, a matriz de risco foi ampliada com a inserção da taxa de letalidade, índice de isolamento social porcentagem da população acima de 60 anos.

O mapa de risco segue orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle, composta pelo Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo (CBMES), Defesa Civil, Secretaria da Saúde (SESA), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e Resultados da pesquisa do Instituto Federal do Espírito Santo (IFES). As decisões adotadas no ES seguem parâmetros técnicos.

Leia mais:  Edital Doce ES divulga resultado da primeira fase de classificação de projetos
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana