conecte-se conosco


Camisa 10

Técnico Vadão morre aos 63 anos

Publicado

Ele não resistiu a complicações de um câncer de fígado

Oswaldo Fumeiro Alvarez, o Vadão, faleceu nesta segunda-feira, em São Paulo, aos 63 anos. Ele lutava contra complicações de um câncer de fígado, que atingiu outros órgãos. O corpo será enterrado em Monte Azul Paulista, cidade natal. O ex-treinador teve passagens por Corinthians, São Paulo e seleção brasileira feminina.

Vadão foi diagnosticado com a doença em dezembro do ano passado e, desde então, vinha realizando tratamento e estava internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo. O quadro do ex-treinador era considerado grave após a quimioterapia e radioterapia. Ele deixa a esposa Ana Alvarez e dois filhos, Adriano e Carolina Alvarez.

Nas redes sociais, atletas que trabalharam com Vadão publicaram mensagens emocionadas. Em destaque, Marta e Cristiane enviaram relatos de agradecimento ao ex-treinador.

“Vá em paz professor,Sua missão nessa terra você cumpriu e com muito êxito.Desconheço qualquer ser humano igual, voce soube viver a vida de maneira digna e honestamente, orgulho demais de ter vivido momentos maravilhosos ao seu lado e ter tido a oportunidade de aprender muito. Obrigada por tudo e descanse em paz”, escreveu a camisa 10 da seleção brasileira.

Vadão despontou para o cenário nacional como treinador do Mogi Mirim, em 1992, liderando a equipe que foi batizada de Carrossel Caipira. O apelido foi dado em referência ao estilo de jogo ofensivo, remetendo à Holanda de 1974, o Carrossel Holandês.

Não só pela origem no Mogi Mirim, Vadão teve carreira marcante em clubes do interior paulista, especialmente a dupla de Campinas – Guarani e Ponte Preta. Pelo Bugre, foi vice-campeão da Série B de 2009. Na Macaca, teve quatro passagens e é considerado ídolo.

Com Vadão, o São Paulo foi campeão do Torneio Rio-São Paulo de 2001, na final contra o Botafogo, que marcou o surgimento de Kaká.

Vadão teve duas passagens pela seleção feminina. Na primeira, entre 2014 e 2016, alcançou o quarto lugar nos Jogos Olímpicos Rio-2016.

Na segunda, mais conturbada pela rotina de derrotas – chegou a acumular 10 derrotas em 11 jogos. Ele fora reconduzido ao cargo para substituir Emily Lima, mas não conseguiu fazer a equipe jogar bem. No Mundial feminino de 2019, o Brasil foi eliminado pela França nas oitavas de final.

Vadão foi demitido da seleção para dar lugar a Pia Sundhage.

Leia mais:  Campeonato português pode voltar em 30 de maio, diz primeiro-ministro
publicidade

Camisa 10

Dois anos sem lutar e Belfort está mais forte do que na época do UFC

Publicado

Última vez que lutador subiu ao octógono foi em 2018, no Rio de Janeiro, mas mostra no Instagram que mantém físico com muito treino e apoio da família

O lutador Vítor Belfort sempre deixou claro que não parou de treinar. Até porque é dono de academia nos Estados Unidos, onde mora com Joana Prado e os três filhos do casal. Mas o carioca surpreendeu ao publicar uma foto em que aparece mais forte do que em sua última luta profissional, em maio de 2018, quando perdeu para Lyoto Machida, no Rio de Janeiro.

Muitos internautas elogiaram. Já outros falaram que a foto foi mexida no computador para deixá-lo mais forte. Belfort resolveu a dúvida e publicou outros dois vídeos dos treinos e é possível ver que a imagem tem tudo para ser real.

Aos 43 anos, Vitor tem contrato assinado com a One Championship, evento mais importante de artes marciais da Ásia. Ele já confirmou que o adversário da volta vai ser o peso-pesado Alain Ngalani, de Camarões, sem data e lugar confirmados

Aos 43 anos, Vitor tem contrato assinado com a One Championship, evento mais importante de artes marciais da Ásia. Ele já confirmou que o adversário da volta vai ser o peso-pesado Alain Ngalani, de Camarões, sem data e lugar confirmados.

Outro assunto indefinido é qual categoria será a luta. Quando parou em 2018, Belfort competiu na peso-médio (até 84 kg) e Ngalani luta no pesado (até 120 kg).

Belfort, Joana Prado e os seus três filhos, Davi, Vitória e Kyara, moram nos Estados Unidos. Lá, a ex-modelo virou empresária e juntos eles cuidam de uma academia 

Belfort, Joana Prado e os seus três filhos, Davi, Vitória e Kyara, moram nos Estados Unidos. Lá, a ex-modelo virou empresária e juntos eles cuidam de uma academia.

 

Leia mais:  Cruzeiro pagou pai de santo na luta contra o rebaixamento de 2019

 

Continue lendo

Camisa 10

Globo rescinde contrato com o Campeonato Carioca após transmissão do Flamengo pelo Youtube

Publicado

Com a decisão alegando quebra de contrato, a emissora deixará de transmitir jogos da competição do Rio de Janeiro

Após o Flamengo transmitir o duelo contra o Boavista no Youtube do clube, a TV Globo anunciou, no início da tarde desta quinta-feira (2/7), que rescindiu o contrato de transmissão do Campeonato Carioca. Emissora alega que tomou a decisão “após quebra da exclusividade prevista no contrato, mas decide pagar aos clubes valores previstos para este ano.”

A emissora afirma, em nota, que, apesar da rescisão, vai manter os pagamentos previstos para este ano. “Os clubes com contrato e a Ferj foram informados da decisão na manhã desta quinta”, diz. A empresa tinha contrato de exclusividade da competição com 11 clubes, exceção é o Flamengo.

O Flamengo usou a Medida Provisória 984, editada por Jair Bolsonaro no último dia 18, os clubes mandantes têm poder de decidir o destino dos direitos de transmissão dos jogos de que participam.

Sem acordo prévio com a maior emissora de TV do país, o time rubro-negro optou por exibir, ao vivo na internet, o confronto contra o Boavista, válido pela quinta rodada da Taça Rio, nessa quarta-feira (1/7), no Maracanã. 

O evento transmitido por canal e páginas do clube em três plataformas, o rubro-negro somou mais de 2 milhões de dispositivos conectados para visualizar a partida. 

Leia na íntegra a nota da Globo:

“A Globo anunciou hoje que não vai mais transmitir o Campeonato Carioca. A emissora rescindiu o contrato que mantinha com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro e com os Clubes, mas manterá os pagamentos desta temporada.

No entendimento da Globo, o contrato foi violado ontem, quando a FlaTV exibiu ao vivo a partida entre Flamengo e Boavista. De acordo com o contrato, a Globo tinha exclusividade na transmissão dos jogos do Campeonato Carioca. A Federação e onze Clubes assinaram o compromisso. A exceção foi o Flamengo. Na ocasião da assinatura e por várias temporadas em que o contrato foi cumprido, a legislação brasileira previa que, para a transmissão de qualquer partida, era necessária a obtenção de direitos dos dois Clubes envolvidos. Legalmente, ninguém poderia transmitir os jogos do Flamengo no Carioca e só a Globo poderia transmitir os demais.

No dia 18 de junho, a Presidência da República editou a Medida Provisória 984, passando ao mandante dos jogos os direitos de transmissão. O Flamengo se baseou nessa MP para transmitir a sua partida ontem no Maracanã. A Globo entende que a Medida Provisória não poderia alterar um contrato celebrado antes de sua edição e protegido pela Constituição.

Como a Federação de Futebol do Rio de Janeiro e os demais Clubes não foram capazes de garantir a exclusividade prevista no contrato, não restou à Globo outra alternativa além da rescisão e o encerramento das transmissões dos jogos do Carioca – incluindo os três jogos de hoje que encerram a quinta rodada da Taça Rio e que seriam exibidos no Sportv e no Premiere.

A Globo é parceira e incentivadora do futebol brasileiro há muitas décadas e entende a importância do esporte para Clubes, jogadores, marcas e torcedores. Exatamente por isso, apesar da decisão de rescindir o contrato imediatamente, a Globo está disposta a fazer os pagamentos restantes desta temporada, em nome da sua parceria histórica com o futebol e da sua boa relação com as equipes. Mas acredita que o futebol só será capaz de vencer as inúmeras dificuldades com planejamento e segurança jurídica para aqueles que investem altas quantias nesse negócio tão importante para o Brasil e para os brasileiros.”

Leia mais:  Campeão Olímpico, Thiago Braz é demitido pelo Clube Pinheiros
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana