conecte-se conosco


Entretenimento

Um ano após a morte de Gugu, familiares e amigos contam da saudade do apresentador

Publicado

Esther Rocha e familiares relembram momentos vividos com Gugu Liberato, que morreu há exatamente um ano, e falam sobre a campanha de doação de órgãos

Neste sábado (21), completa-se um ano que os familiares, amigos e fãs de Gugu Liberato se despediram do apresentador, que morreu após um acidente doméstico na casa dele, em Orlando, nos Estados Unidos. 

A assessora e amiga pessoal do comunicador, Esther Rocha, ainda tem se mantido leal ao comunicador, com quem trabalhou por 27 anos. Durante uma entrevista ao portal R7, a jornalista contou que o último ano foi muito “muito triste” e que “às vezes, a ficha ainda não cai” em relação a tudo o que aconteceu. 

“Esse mês de novembro está sendo muito triste. A gente, quando perde alguém, fica sempre assim, tendo que se adaptar a vida sem aquela pessoa. Às vezes, a ficha ainda não cai, mas nós estamos tentando seguir em frente”, diz Esther.

Ela explica ainda que a morte do intérprete de Louro José, Tom Veiga, no início do mês, trouxe à tona os mesmos sentimentos que teve com a partida de Gugu. “A morte do Tom trouxe de volta as mesmas sensações que tive no ano passado,

Herança de Gugu

Apesar da carreira na frente da TV, o pai de João Augusto, de 19 anos, Marina e Sofia, ambas de 16 anos, sempre preservou a vida pessoal. No último ano, a partilha dos bens do apresentador – que corre em segredo de Justiça – levantou alguns rumores envolvendo o nome dele.

“Ele era uma pessoa muito simples e deixou tudo muito sólido. Com ele não tinha humor ruim, não tinha mistério”, começa. “Quem amou, quem conheceu e quem conviveu com o Gugu não está preocupado com nada disso. Estamos focados em falar de coisas que façam bem para ele e para os filhos dele. Acho que é isso que ele faria e gostaria que se fizesse”, relata assessora.

Por isso, ela reitera a importância de lembrar dos feitos e marcos de quem considera “um irmão mais velho”. “A carreira dele com programas de auditório faz parte de uma bela história que a gente só tem no Brasil. A TV não tem essa importância em outros lugares como tem aqui. Então, é uma história que representa a história da TV e a gente tem que preservar essas coisas, porque tem um valor inestimável”, completa.

Família Liberato

Mas não é só a história na TV que a família Liberato pretende guardar de Gugu. “Meu pai foi uma pessoa muito generosa durante a vida e depois da morte. Uma pessoa humilde, de bom coração e honesta”, disse João Augusto, primogênito do comunicador, na coletiva de imprensa realizada na quinta-feira (19). “A gente saía, fazia brincadeiras, escutava música no carro, ia para o cinema, fazia caça ao tesouro, era sensacional. Com ele indo embora, nós paramos de fazer essas coisas, mas sabemos o quão generoso e importante foi a decisão dele de doar órgãos”, completou.

Marina relembrou um outro lado artístico do pai. “Ele está sempre no nosso dia a dia, ele era muito artístico, fazia quadros de rolhas, eu também pinto e e fiz um quadro com ele. Todo dia que tenho aula de artes na escola lembro dele me ajudando, pintando comigo.”

Os filhos ainda sentem a falta do pai, mas refletem que a partida de Gugu os fizeram se unir muito mais. “A gente tem vários porta-retratos do meu pai nos nosso quartos, toda hora que eu vou dormir dou um beijo no meu pai [no porta-retrato] e fico pensando toda noite sobre isso. Faz um ano que nosso pai faleceu e parece que foi ontem. Mas acho que isso trouxer uma coisa boa, fez eu, Sofia e João nos unirmos mais”, relatou Sofia.

#GuguVive

Em homenagem à iniciativa do apresentador de se declarar um doador de órgãos, a família Liberato está promovendo a campanha “Gugu Vive” para incentivar as pessoas a seguirem o exemplo de Gugu declarando-se doadoras.

A mãe de Gugu, Maria do Céu, admitiu, em entrevista ao Jornal da Record, que demorou para autorizar a doação dos órgãos do filho, pois tinha medo que ele ficasse “deformado”. Ela contou que uma equipe do hospital lhe ajudou a entender que ele ficaria idêntico como ele era.

“Por isso eu falo para as pessoas que quiserem doar, que elas não tenham medo de que a pessoa vá ficar deformada, porque não vai. Ela vai ficar igualzinha. No caso do Gugu, nem se notava que ele tinha tirado qualquer órgão”, completou.

De acordo com Esther, a campanha surgiu porque todos os funcionários e familiares dele imaginam que essa seja uma vontade de Gugu. 

Com um último pedido, a mãe de Gugu conta que quer muito encontrar a pessoa que recebeu o coração do filho. “A coisa que eu mais gostaria era encontrar essa pessoa [que recebeu o coração do Gugu]. Vendo essa pessoa, veria meu filho, então, eu vou fazer de tudo para achar essa pessoa”, contou.

Leia mais:  Detido no Paraguai, Ronaldinho aparece em live do 'Revelação'
publicidade

Entretenimento

Cantora gospel é agredida pelo marido em shopping

Publicado

O cantor Juninho Black, irmão da cantora Quesia Freitas, publicou vídeo da violência nas redes sociais e contou que a irmã era agredida há mais de um ano; o agressor, Bruno Feital, está foragido

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento em que a cantora Quesia Freitas foi agredida fisicamente por seu marido, Bruno Feital, em um shopping no Rio de Janeiro. Homens que passavam pelo local conseguiram parar o agressor, enquanto uma mulher que filmava a violência pedia para ele soltar Quesia (veja o vídeo abaixo).

As imagens foram publicadas pelo cantor gospel Juninho Black, que pediu ajuda para dar visibilidade ao caso. Ele contou que a irmã vinha sendo agredida há mais de um ano.”Cenas fortes e revoltantes! Minha irmã de sangue @quesiafreitasoficial foi agredida anteontem no Américas Shopping Recreio RJ na frente de todos. O AGRESSOR é o atual marido dela brunofeitaloficial que vem a agredindo há mais de um ano. Minha irmã vem sofrendo tortura psicológica, abuso emocional, agressões físicas e coação”, escreveu ele.

“Resolvi trazer a público o caso agora depois de perdoar várias vezes. Ele a agrediu dessa vez em público e repercutiu através do Instagram @recreionosso e outros grupos. Família, não quero que minha irmã caia nas estatísticas de feminicídio. Tenho outros vídeos de agressões em local público e as autoridades ainda não colocaram esse animal na cadeia”, desabafou.

“A gente só acredita quando acontece dentro da nossa família e infelizmente dessa vez está acontecendo com minha irmã. Autoridades responsáveis, aqui fica o apelo para que esse covarde pague pelo que vem fazendo com minha irmã e todo transtorno que está trazendo a minha família. Ele tem que estar atrás das grades. Peço ajuda a todos vocês amigos e artistas compartilhem o caso e a foto dele para chamar atenção da justiça”, pediu.

Nesta terça (24), ele agradeceu o apoio e disse que tem três advogados cuidando do caso. Quesia conseguiu uma medida protetiva para proibir o agora ex-marido de chegar perto dela. Bruno está foragido.

Em entrevista ao programa Balanço Geral nesta terça, ela contou que as agressões começaram no dia seguinte ao casamento, há cerca de um ano. Disse ainda que Bruno era muito ciumento e possessivo e que a proibia de sair sozinha. A cantora está se recuperando do trauma em São Paulo.

Quesia Freitas (Foto: Reprodução / Instagram)

https://www.instagram.com/p/CH6WWEIFyhq/?utm_source=ig_web_button_share_sheet

Leia mais:  Detido no Paraguai, Ronaldinho aparece em live do 'Revelação'

Continue lendo

Entretenimento

Morre Francisco Camargo, pai dos sertanejos Zezé e Luciano

Publicado

Paciente ficou 14 dias internado em um hospital particular de Goiânia. Velório e enterro serão restritos à família e ocorrem no Cemitério Jardim das Palmeiras.

Pai de Zezé di Camargo e Luciano, Francisco José de Camargo, de 83 anos, morreu na noite de segunda feira (23), após 14 dias internado em um hospital particular em Goiânia. A informação foi confirmada pela assessoria da dupla na manhã desta terça-feira (24).

Por meio de nota, o Hospital Órion, onde Francisco estava internado, informou que o paciente morreu às 23h05 por causa de uma parada cardiorrespiratória e uma “instabilidade hemodinâmica”.

O velório está previsto para começar às 10h, no Cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. O sepultamento está marcado para as 17h. Porém, as cerimônias serão restritas à família para evitar a disseminação do coronavírus.

Também de acordo com a assessoria, Zezé já está na capital goiana. Luciano, que mora em São Paulo, testou positivo para Covid-19 e está em isolamento em casa.

Seu Francisco estava internado desde o último dia 10 de novembro, quando sentiu dores no intestino. Quatro dias depois, ele precisou passar por uma cirurgia de emergência para estancar um sangramento no órgão. No dia, Zezé e Luciano estavam em Goiânia para acompanhar de perto a evolução do quadro.

Francisco Camargo com esposa, filhos e netos; publicada em 24 de novembro de 2020 em redes sociais — Foto: Reprodução/Instagram

Apesar dos filhos famosos, ele só ficou conhecido nacionalmente em 2005, após o lançamento do filme “Dois Filhos de Francisco”, que contou a história dele e de sua família.

Francisco Camargo deixa a esposa, Helena Siqueira de Camargo, de 75 anos, e oito filhos: Mirosmar José de Camargo (Zezé), Marlene José de Camargo, Wellintgton Camargo, Emanoel Camargo, Luciele de Camargo, Welson David de Camargo (Luciano), Wesley José de Camargo e Walter José de Camargo. Outro filho do patriarca da família, Emival Camargo, que foi a primeira dupla com Zezé, morreu em 1975 em um acidente de carro.

Ele também tinha dez netos, incluindo a cantora Wanessa Camargo – filha de Zezé -, e bisnetos.

Internações

Nos últimos anos, Seu Francisco convivia rotineiramente com problemas de saúde e internações. Em março de 2018, ele ficou mais de um mês no hospital devido a uma pneumonia.

Já em fevereiro deste ano, Seu Francisco chegou a ser internado para tratar uma infecção decorrente de um enfisema pulmonar. Ele ficou oito dias no hospital e chegou a ocupar um leito de UTI.

Francisco Camargo com os filhos Zezé e Luciano, em Goiás — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

2 Filhos de Francisco

O filme “2 Filhos de Francisco” foi lançado em 2005 nos cinemas brasileiros e contou a história de vida da dupla Zezé di Camargo e Luciano e o esforço do pai para tornar a dupla famosa no mundo da música sertaneja. O ator Ângelo Antônio foi o responsável por viver o papel de Francisco. Já a atriz Dira Paes foi a responsável por viver a esposa dele, Helena.

Segundo sites especializados em cinema, o longa foi assistido por cerca de 6 milhões de pessoas e arrecadou aproximadamente R$ 34 milhões.

Leia mais:  Detido no Paraguai, Ronaldinho aparece em live do 'Revelação'
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana