conecte-se conosco


Moda e Beleza

Você só precisa dessa peça para ficar chic nas próximas estações

Publicado

Se tem uma peça que é versátil, democrática e não perde a elegância nem mesmo em produções mais despojadas, essa peça é o macacão utilitário. O item pode até remeter à um mood mais despojado por conta dos bolsos estilo calça cargo ou barras jogging, mas é chic sem esforço algum, e o melhor? Ele por si só basta e é capaz de te deixar pronta em segundos. Também não podemos deixar de mencionar que a peça vale todo o investimento e isso porque ela pode ser usada em todas as estações do ano.

Mas a boa notícia é que o macacão utilitário está voltando a circular entre as fashion girls mais antenadas do street style e ao que tudo indica, será um dos maiores protagonistas das próximas estações. Então pra que perder tempo, né? Nós já adiantamos as inspirações e onde encontrar os modelos mais estilosos que existem por aqui, agora é com você escolher o seu favorito para desfilar por aí com um look chic e ao mesmo tempo super trendy.

Amy Lefévre - macacão - peça chic - verão - street style

É mais do que possível ficar elegante usando o coturno com a peça curinga. O macacão por si só garante o efeito effortless chic – acessórios mais neutros e clássicos são bem vindos para compor o look-, e a bota de combate entra para dar um ar mais despojado no outfit.

Kayla Seah - macacão - peça chic - verão - street style

O match do macacão com o tamanco trendy é infalível e vai elevar o seu outfit a outro nível. Uma mistura entre o moderno e nada óbvio é o que faz essa produção ser chic e cool sem esforço algum. 

Os detalhes dos bolsos utilitários remetem a uma calça cargo e garantem um efeito mais despojadinho sem perder a sofisticação da peça. Já a cintura fica marcada com um cinto, seja ele do mesmo tecido ou no estilo clássico em outro tom para quebrar o monocromático de forma sútil. Que tal investir em um truque de styling com a sandália de amarração? O efeito fashionista é imediato.

Leia mais:  Máscara de ovo é uma ótima opção para dar volume no cabelo
publicidade

Moda e Beleza

Veja como manter a sobrancelha arrumada na quarentena

Publicado

Especialista dá dicas para não deixar os fios desalinhados durante o distanciamento social

‘Como descobrir se a pessoa está de quarentena? Olha a sobrancelha…Olha a unha!’, disse Anitta em uma live no Instagram no qual mostrou que estava passando perrengue com a unha de gel.

Como a unha de gel é aplicada só por profissionais fica difícil fazer uma manutenção caseira, mas com sobrancelha é diferente. Com alguns truques dá para cuidar dos fios em casa. Luzia Costa, fundadora da Sóbrancelhas, ensina a manter o desenho ideal e evitar que percam o formato.

Manter o design de sobrancelhas em dia

Nada de “limpar” ou tentar “desenhar” as sobrancelhas em casa. Essas tentativas são os erros mais comuns na hora de cuidar delas, correndo o risco de tirar pelos desnecessários e cometer falhas. Aconselhamos realizar o procedimento só com profissionais, por isso, nada de usar pinças para corrigir.

Cuide dos fios diariamente

Cuidar dos fiozinhos das sobrancelhas é tão importante como cuidar dos cabelos. Por isso, sempre penteie com aquela escovinha própria para sobrancelhas. Além disso, use um produto específico para nutrir os fios, e deixá-los mais resistentes e fortes. Lembre-se de higienizar a escova após cada uso.

Desenhe suas sobrancelhas com maquiagens

É possível preencher com lápis, máscaras e até gloss próprio para elas. Desenhe suavemente o contorno das sobrancelhas, esfumando após o a técnica.

Ilumine as sobrancelhas

Neste passo, utilizando o lápis branco próprio para iluminar, você irá realçar ainda mais o olhar. Como? Passe no contorno das sobrancelhas e esfumace com a escovinha própria.

Leia mais:  Tendências de looks que vão bombar no Outono-Inverno 2020
Continue lendo

Moda e Beleza

Olheira – O que é, causa, tratamento e como evitar

Publicado

Nem sempre é possível evitar a olheira, apesar disso certos cuidados diários diminuem os sinais. Por exemplo, não fumar e usar protetor solar.

Existem vários tipos de olheiras, dentre elas, as amarronzadas. Elas são provocadas pelo excesso de melanina. Olheira nada mais é que a concentração anormal de vasos sanguíneos ou melanina embaixo da pálpebra inferior. Elas podem ser genéticas. Outro tipo de olheiras comuns, são as azuladas ou roxas. Conforme, essas se originam dos vasos sanguíneos que irrigam a região.

Além disso, elas podem aumentar o tamanho, seja por motivos genéticos ou factuais. Como a pele da região é fina, qualquer que seja a alteração vascular ou da pigmentação fica bem evidente. A rinite ou sinusite são as mais atingias pelas olheiras vasculares. Entretanto, não se engane, elas também podem surgir depois de uma noite maldormida.

Pessoas com anatomia que diminui o volume da gordura local, sofrem com essa falta, o que, portanto, provoca um sombra aprofundada. A idade também favorece o surgimento das olheiras.

Diferença entre olheiras e inchaço

O fato de ela não mudar de cor, porém deixar a região inchada, o que dá aparência de cansaço é o inchaço. São as bolsas infra-palpebrais que são formadas a partir da gordura que existe normalmente ao redor dos olhos. Com o passar dos anos, embora, a musculatura perde parte do se tônus, o que faz liberar essa gordura, formando a bolsa.

Por isso é mais comum nos idosos. Porém, o acúmulo de líquidos também causa inchaço. As olheiras podem, também, serem mistas, ou seja, se formando a partir de componentes variados já citados.

Prevenção e como tirar

Na verdade, nem sempre é possível evitar as olheiras, mas cuidados diários diminuem os sinais. Por exemplo, não fumar e usar protetor solar. Usar hidratantes específicos para a área dos olhos e evitar ficar coçando também ajuda. Além, é claro, de ter uma boa noite de sono. Quanto antes começar a prevenir, mesmo que genética, menos evidente ela se tornará.

A maioria dos cremes vendidos tem uma ação majoritária clareadora, o que funciona apenas para olheiras que são formadas a partir do acúmulo de melanina. Então, se você possui olheiras vasculares ou a bolsa, utilizar compressas geladas fazem melhor efeito.

Tudo porque a circulação local é diminuída, daí o inchaço e vasos tendem a diminuir. Mas não deixe muito gelada, pois pode acabar queimando, já que a pele é muito sensível. As que surgem pelo déficit de gordura ou formato facial, devem ser resolvidas no consultório, com procedimentos específicos. O ideal é procurar um dermatologista.

Tipos de olheiras

Olheiras: O que é, como tratar e evitar

Olheiras: O que é, como tratar e evitar

Olheira vascular: São as olheiras com coloração azulada, roxa ou vermelha e surgem pela má circulação do sangue, após noites ruins de sono ou pessoas que possuam a pele muito clara e fina.

Olheira pigmentar: O excesso de melanina provoca esse tipo de olheira. É caracterizado, portanto, por manchas marrons e são mais comuns em pessoas com a pele negra.

Olheira profunda: Devido a falta de volume na região ocular, esse tipo de olheira surge. É o que chamam de “olho fundo”, e surge, todavia devido à genética ou quem perdeu um preenchimento natural da área ao envelhecer e perder uma quantidade excessiva de peso.

Olheiras mistas: O tipo mais comum, que nada mais é que a mistura dos outros tipos citados acima.

O que causa

Muitas são as causas do surgimento das olheiras. Elas variam de acordo com cada tipo. Enfim, as causas são: Hereditariedade, acúmulo de vasos, má circulação, noites ruins de sono, excesso de melanina, tabagismo, consumo de álcool e drogas, doenças respiratórias, estresse, foto proteção inadequeada e a própria estrutura óssea do rosto. Além do próprio envelhecimento.

As olheiras em crianças também existem e é principalmente causado por genética. Outro fator são os problemas alérgicos e outras patologias que causam congestão na face, dificultando a circulação.

Enfim, quando a olheira já estiver de forma persistente, sem apresentar nenhum tipo de melhora, gerando incômodo e desconforto, procure um dermatologista.

Tratamento

Variam bastante sobre o tipo de olheira. Em olheiras vasculares, por exemplo, é indicado conversar com o dermatologista sobre luz intensa pulsada, lasers, drenagem linfática, ou preenchimento com ácido hialurônico. Em farmácias, procure por cremes com cafeína, que ajudam a ativar a circulação.

Já as pigmentares requerem o uso de peelings de ácido tioglicólico, lasers e cosméticos que contenham alfa arbutin. As profundas necessitam de ácido hialurônico. As mistas, aliás, devem ser discutidas com o médico responsável para um tratamento personalizado.

Normalmente são indicados mas de um tipo de tratamento, para se complementarem. Não dá pra afirmar qual o mais eficaz, já que cada problema varia de forma individual. Em casos mais raros, a cirurgia de remoção de excesso de pele ajuda a diminuir as olheiras.

A tatuagem para olheiras é uma técnica estético-reparativa. É feita como a tatuagem convencional, usando o mesmo método, contudo, a diferença é que como a região a ser aplicada é mais sensível, exige cuidados maiores.

Receitas caseiras e dicas para tirar olheira

Olheira: O que é, como tratar e evitar

Se as suas olheiras forem superficiais, são, primordialmente, mais fáceis de tratar, confira algumas dicas a seguir:

Compressa de água fria; Sachê de chá de camomila gelado: a camomila contribui, inegavelmente, para a melhora da circulação nas olheiras, deixe atuar por 10 minutos; Rodelas de pepino: O pepino melhora a tonicidade dos vasos locais e dos aspectos das olheiras; Gazes embebidas em leite: Como possui ácido lático, ele hidrata, renova e clareia a pele. Bata 100 ml de leite com mamão papaia e aplique na região por 15 minutos, lavando bem, em seguida; Massagens na região, com babosa, ou óleo de coco, amêndoas e essencial de menta; Usar máscaras de argila.

Leia mais:  Cuidados com a pele no verão

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana