conecte-se conosco


Política e Governo

X Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil é realizado em Vitória

Publicado

Começou o X Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil. O evento está sendo realizado no Centro de Convenções de Vitória e vai até está sexta-feira (11). O simpósio é uma promoção do Consórcio Pesquisa Café, Embrapa Café e tem como anfitrião o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

O simpósio à semelhança das nove edições realizadas anteriormente, tem como tema central “Pesquisa, Inovação e Sustentabilidade dos Cafés do Brasil”. “O café é um produto fundamental para o agronegócio brasileiro, também é muito importante para o nosso Estado por que produzimos café em quantidade e temos avançado muito em pesquisa juntamente com a parceria da Embrapa. Nosso objetivo é integrar ainda mais essa parceria unindo a Seag e o Incaper para que possamos melhorar a qualidade e a produtividade dos nossos cafés. Com isso, juntos vamos buscar variedades cada vez mais de acordo com a nossa realidade. Momento importante para trocar experiencias e dar oportunidades ao homem do campo”, ressaltou o governador do Estado, Renato Casagrande.

Nesta edição do Simpósio são esperados aproximadamente 700 participantes, entre pesquisadores, extensionistas, técnicos, professores, estudantes universitários. Também participam dirigentes de instituições representativas do setor cafeeiro como associações e cooperativas, empresários, cafeicultores e demais interessados no desenvolvimento do agronegócio dos cafés do Brasil, além profissionais da imprensa especializada em agricultura.

“A cafeicultura capixaba tem destaque tanto na pesquisa como na produção e ter toda a comunidade cientifica envolvida no simpósio mostrando inovações tecnologicas, trabalhos cientificos e focando também na produção sustentavel é de grande importancia. O Espírito Santo é referencia mundial e colocamos a Secretaria de Estado da Agricultura sempre a disposicao dos produtores e a sociedade em geral. Parabenizo a todos os envolvidos nesse grande evento que está proporcionando uma valiosa troca de experiencias”, ressaltou o secretário Estadual da Agricultura, Paulo Foletto. 

Na quarta-feira (9) e quinta-feira (10), o Simpósio contou com mesas-redondas, palestras e discussões que contemplarão temas como: o papel das cooperativas na inovação e sustentabilidade na cafeicultura, custos de produção e rentabilidade dos cafés do Brasil, cafeicultura de precisão, gestão sustentável da água na cafeicultura, expressão máxima da qualidade dos cafés, e, por fim, manejo de pragas na cafeicultura.

“Temos uma participação intensa dos cafeicultores e toda cadeia produtiva do café nacional participando desse momento que ficará marcado na historia da cafeicultura do Brasil. A parceria com o Incaper é fundamental para que possamos desenvolver pesquisas na área de melhoramento genético e maneijo da cultura”, disse o chefe geral da Embrapa Café, Antônio Fernando Guerra.

A programação oficial do Simpósio também contará com minicursos sobre temas como: manejo nutricional do cafeeiro, manejo de poda no café arábica, plantio de café em montanha visando à mecanização, produção de cafés especiais, manejo de poda dos cafés do Espírito Santo e gestão da propriedade cafeeira. Nos intervalos, os participantes poderão degustar cafés de excelente qualidade produzidos nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo, Bahia e Rondônia. Na sexta-feira (11), como atividade opcional, mediante adesão dos interessados, os participantes poderão visitar lavouras de café arábica ou conilon, em locais definidos pelo Incaper, para conhecerem tecnologias adotadas e desenvolvidas no âmbito do Consórcio Pesquisa Café.

“Momento importante para a cafeicultura nacional e principalmente para estimular o diálogo entre os pesquisadores com os diversos setores da cadeia produtiva do café, buscando promover a sustentabilidade, investindo cada vez mais em pesquisa, inovação, melhoria da qualidade do café, prospecção de novos cenários e tendências de consumo, de forma permanente”, ressaltou o diretor-presidente do Incaper, Antônio Carlos Machado.

O evento também contou com uma  palestra de abertura com base no tema central do evento.

Texto: Vanessa Capucho

Leia mais:  Secretaria de Segurança de SP diz que qualquer cadáver deve ser considerado portador potencial de Covid-19
publicidade

Política e Governo

Espírito Santo é 1º lugar no Ranking Transparência Covid-19 2.0

Publicado

O Espírito Santo é mais uma vez 1º lugar na divulgação dos dados referentes à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).  É o que mostra a versão 2.0 da análise realizada pela ONG Open Knowledge Brasil (OKBR), que incluiu novos critérios de avaliação para a elaboração do Índice de Transparência da Covid-19, com o dobro de quesitos do estudo anterior.

CLIQUE AQUI para acessar o ranking completo

O ranking foi divulgado nesta sexta-feira (10), medindo a capacidade dos Estados e da União de fornecerem informações atualizadas e confiáveis sobre número de casos, de mortes e locais de ocorrência, entre outros dados.

O resultado consolida o Estado do Espírito Santo como exemplo de transparência para o Brasil, já que somos 1º lugar também no Ranking de Transparência no Combate à Covid-19, da ONG Transparência Internacional.  O estudo mede a capacidade de Estados e municípios de fornecerem dados atualizados e confiáveis sobre contratações emergenciais.

O Espírito Santo obteve 97 pontos no ranking da OKBR, em uma escala de zero a 100. O Ranking Transparência Covid-19 2.0 passou a cobrar mais dados sobre a população atingida e a infraestrutura das redes de saúde. O Estado se destacou por disponibilizar informações detalhadas e de fácil acesso nos dois quesitos, por meio do site oficial sobre o novo Coronavírus: www.coronavirus.es.gov.br.

O site passa por constantes melhorias, incluindo novas consultas por meio de parceria entre a Secretaria de Controle e Transparência (Secont), a Secretaria da Saúde (Sesa), a Superintendência Estadual de Comunicação Social (Secom), o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest) e os demais órgãos do Governo do Estado.

O estudo da OKBR mostrou que apenas cinco Estados – um deles, o Espírito Santo – disponibilizam nos microdados informações sobre os casos notificados de Covid-19.  O Painel Covid-19 – que concentra as informações oficiais e atualizadas sobre a doença no Estado – exibe, além dos casos confirmados, as notificações realizadas, os casos em investigação e os descartados.

Além disso, uma nova consulta foi disponibilizada no Painel, exibindo a quantidade total de pessoas privadas de liberdade que pertencem ao grupo dos confirmados. O dado é dividido entre casos ativos, curados e óbitos, e detalha também as ações de enfrentamento à pandemia no ambiente prisional. O estudo da OKBR mostra que apenas 46% dos avaliados divulgam esse dado.

Metodologia

Leia mais:  Sedes reúne equipe e lança plano tático-operacional

A análise realizada pela OKBR é composta de três dimensões: conteúdo, granularidade e formato. Cada dimensão é constituída por um conjunto de aspectos avaliados separadamente, aos quais são atribuídos diferentes pesos para a elaboração da nota de zero a 100.

No item conteúdo, a avaliação leva em conta a diversidade de informações disponibilizadas, como o perfil detalhado dos pacientes (gênero, idade, doenças pré-existentes). Já em granularidade é analisado o detalhamento geográfico das informações, os microdados da situação por municípios e bairros. A categoria formato leva em conta a facilidade de visualização do conteúdo, a apresentação de séries históricas e a disponibilização do formato dados abertos.

Continue lendo

Política e Governo

Findes e Imetame se reúnem com deputado Evair para defender investimento em ferrovia

Publicado

A Federação das Indústrias do Espírito Santo e diretores da Imetame Logística Porto se reuniram nesta sexta-feira (10) com o deputado Evair de Melo, vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara, para apresentar a importância do Contorno da Serra do Tigre (MG) para a infraestrutura do Estado. A obra precisaria ser incluída como prioridade na renovação da Concessão da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA).

A presidente eleita da Findes, Cristhine Samorini, e o presidente Léo de Castro participaram da reunião, com os diretores da Imetame Gilson Pereira, Giuliano Favalessa e Anderson Carvalho. Cristhine Samorini iniciou a reunião falando sobre a importância da obra para a competitividade do Estado.

Os diretores da Imetame explicaram que o contorno é estratégico para melhorar a conexão dos portos do Espírito Santo com os Estados do Corredor Centro-Leste: Goiás, Mato Grosso, Tocantins, Minas Gerais e Espírito Santo.

A Codesa deverá ser privatizada e a Imetame está construindo um porto com profundidade de 17m, que será uma importante opção operacional para as linhas de longo curso que operam com navios de grande porte no Brasil. O porto estará preparado para atender a próxima geração de navios conteineiros, New Post Panamax e também Capesize de grãos.

O Espírito Santo, portanto, terá investimentos em sua estrutura portuária, mas precisa conectar essa estrutura à malha ferroviária para ganhar competitividade.

A Ferrovia Centro-Atlântica é uma malha ferroviária com ramificações que vão do Centro-Oeste ao Nordeste e alcançam São Paulo e Rio de Janeiro. O trecho mais estratégico para Minas e Espírito Santo é o do Corredor Centro-Leste, que conecta o Centro-Oeste brasileiro à Estrada de Ferro Vitória a Minas na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

O trecho da ferrovia que atravessa a Serra do Tigre apresenta traçado sinuoso e inclinado, com sérias restrições operacionais. O que a Findes defende é a implantação de novo trecho ferroviário – que é o Contorno da Serra do Tigre – com extensão estimada de 450 km entre Patrocínio (MG) e Sete Lagoas (MG).

O novo trecho, com redução da inclinação das rampas e ampliação dos raios de curvatura, possibilitaria aumento da velocidade média no trecho, de 16 km/h para 60 km/h. O contorno permitiria a ampliação da capacidade de transporte do Corredor Centro-Leste em cerca de 21 milhões de toneladas anuais e a redução da distância de transporte entre o Triângulo Mineiro e os portos do Espírito Santo em aproximadamente 120 km.

“Essa obra é importante não somente para o Espírito Santo, mas para todo o Brasil. Vamos conversar com o ministro Tarcísio Freitas, da Infraestrutura”, disse o deputado Evair.

A proposta da Federação é que o Contorno da Serra do Tigre seja executado com recursos de outorga da renovação da FCA. A renovação da outorga ainda será analisada pela ANTT, a partir da apresentação de novo plano de investimentos pela concessionária. O investimento para a implantação do contorno é estimado em R$ 3,15 bilhões.

O presidente Léo de Castro, a presidente eleita Cristhine Samorini e o deputado Evair decidiram agendar novos encontros nos próximos dias, para mobilizar demais membros da bancada federal capixaba e para dialogar também com o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais, Flávio Roscoe, e deputados federais de Minas.

Leia mais:  Seag promove projeto de fortalecimento da pesca e da aquicultura no Estado
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana