conecte-se conosco


Entretenimento

11ª edição do Circuito Banestes de Teatro acontece em formato on-line

Publicado

Heloisa Périssé, Júlia Rabello, Matheus Ceará, José Augusto Loureiro e outros artistas renomados estrelam a 11ª edição do Circuito.

Vitória – 11ª edição do Circuito Banestes de Teatro, lançada em março deste ano, teve sua programação presencial suspensa, com o advento da pandemia no novo Coronavírus (Covid-19).

A necessidade do distanciamento social, no entanto, não representou o fim do projeto para 2020, que teve sua estrutura readequada para o formato on-line, com transmissão por meio de lives realizadas ao vivo e de forma gratuita para o público geral, mantendo, inclusive, a característica de acessibilidade, com intérprete de libras em todas as transmissões.

O 11º Circuito Banestes de Teatro em formato on-line terá início no próximo dia 25 de outubro, mês de comemoração do 83º aniversário do Banestes. A estreia será com o espetáculo “E foram quase felizes para sempre”, com a atriz Heloísa Périssé, transmitida do Teatro Universitário da Ufes, em Vitória.

Realizado pelo Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) e produzido pela WB Produções, com recursos da lei de incentivo à cultura do Ministério da Cidadania, a 11ª edição do Circuito Banestes de Teatro contará com oito espetáculos, sendo quatro espetáculos locais, da Grande Vitória e Cachoeiro de Itapemirim; e quatro espetáculos nacionais. Quatro grupos teatrais estão envolvidos no projeto e as apresentações serão transmitidas em quatro estruturas e locais diferentes.

Fazem parte da programação espetáculos musicais, comédia e, também, uma estreia nacional pensada exclusivamente para o Circuito. As transmissões serão realizadas por meio do canal da WB Produções no Youtube, com acesso gratuito tanto em território nacional quanto internacional.

Os espetáculos serão transmitidos ao vivo, diretamente dos locais informados em divulgação, sem a presença de plateia e com adoção de todas as medidas para prevenção à Covid-19.

Ação social

A temática social também estará no ar com o 11º Circuito Banestes de Teatro, que irá contribuir com uma causa nobre a partir da divulgação de um QR Code, por meio do qual o público poderá fazer doações em dinheiro para o movimento social “SOS Graxa ES”, projeto que ajuda os profissionais capixabas do ramo de evento e da música.

Bate-papo virtual com os atores

Os artistas Júlia Rabello, Matheus Ceará e José Augusto Loureiro estarão disponíveis para responder perguntas, por meio de um bate-papo virtual com o público após as apresentações.

As peças serão transmitidas nos canais da WB Produções no Youtube e Facebook, de forma gratuita e ao vivo. Com essa inovação, o projeto vai atingir ainda mais pessoas, não só no Estado, mas em todo o País. As apresentações também terão interpretação em libras, o que reforça ainda mais a acessibilidade dessa iniciativa. A estimativa de público é alcançar até 30 mil pessoas.

O objetivo maior dessa ação por meio digital é dar continuidade às atividades culturais e movimentar a economia local, permitindo que profissionais da arte possam continuar realizando seus trabalhos. O Circuito Banestes de Teatro gera, desta forma, empregos diretos e indiretos do setor de cultura e entretenimento, movimentando a economia de uma área prejudicada.

O diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande, avalia a retomada do Circuito Banestes de Teatro: “O Banestes valoriza a cultura e o desenvolvimento social do Espírito Santo e, por isso, apoia iniciativas que promovem o acesso ao entretenimento de qualidade. O projeto Circuito Banestes de Teatro é o maior do Estado na categoria e, em 2020, completa 11 anos de realização. Com a pandemia, a 11ª edição foi reajustada para o formato on-line, como forma de permanecermos contribuindo com a economia criativa e, sobretudo, prezando pela saúde e segurança da população capixaba. As apresentações virtuais proporcionarão um alcance ainda maior à população. Estamos confiantes de que será mais uma grande e inesquecível edição, de ricas apresentações teatrais”, destacou. 

Estrutura

As lives ficarão disponíveis pelo período de um mês no Youtube da WB Produções. Serão oito apresentações, ao todo, com temáticas diferentes. A estrutura será montada respeitando todas as determinações dos órgãos da saúde em relação ao distanciamento social.

A ideia é oferecer ao público espetáculos dotados dos mesmos rigores técnicos aplicados nas peças presenciais, em um palco especialmente preparado com sistemas específicos de vídeo, iluminação e sonorização, que vão assegurar a melhor experiência, com todo o respeito que o teatro merece. Os colaboradores seguirão todos os critérios de segurança estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

Serviço:

Programação do 11º Circuito – edição especial on-line

 

  • 25 de outubro (domingo às 18 horas) – “E foram quase felizes para sempre”, com Heloísa Périssé. Espetáculo nacional, com transmissão do Teatro Universitário Ufes.
  • 01 de novembro (domingo às 18 horas) – “Crash – Ensaio sobre a Falência”, da Cia Teatro Urgente, com transmissão da Sede do Grupo Folgazões.
  • 07 de novembro (sábado às 20 horas) – “Romeu & Julieta (E Rosalina)”, com Júlia Rabello. Espetáculo nacional, com transmissão do Teatro Universitário Ufes.
  • 13 de novembro (sexta-feira às 20 horas) – “A Culpa”, do Grupo Anônimos do Teatro, com transmissão da Sede do Grupo.
  • 14 de novembro (sábado às 20 horas) – Estreia nacional com Matheus Ceará no show “LaiveM Ele Com Graça”. Espetáculo nacional, com transmissão do Teatro Universitário Ufes.
  • 21 de novembro (sábado às 20 horas) – “Nany é Pop”, com Nany People. Transmissão do Teatro Universitário Ufes.
  • 29 de novembro (domingo às 18 horas) – “A Mais Forte”, do Grupo Boyasha Trupe de Teatro, com transmissão do Teatro Universitário Ufes.
  • 04 de dezembro (sexta-feira às 20 horas) – “Rubem Braga – A vida em voz alta”, do Grupo Teatro Folgazões, com transmissão do Palácio Sônia Cabral.

Realização: WB Produções
Canal de Acesso no Youtube

Leia mais:  Companheira de Paulinho do Roupa Nova briga na Justiça por herança
publicidade

Entretenimento

Agenda cultural: lives de rock, sertanejo e congo animam o fim de semana

Publicado

Neste sábado (24), as “Patroas” vão dominar o palco virtual. Marília Mendonça Maiara & Maraisa preparam uma live especial, daquelas de não deixar ninguém parado. Já pode ir preparando os petiscos e os drinks. A live começa às 20h e será transmitida pelo Youtube

O aquecimento para o show ficará por conta de outra grande estrela da música sertaneja: Roberta Miranda. A artista fará uma apresentação especial, a partir das 19h, também pelo Youtube

Parte da história da popularização do Congo no Espírito Santo, Jura Fernandes se apresenta, neste domingo (25), no show “Guitarra Canta Congo”. O show irá homenagear o Congo Pop, uma mistura dos elementos tradicionais percussivos com guitarra, baixo e outros instrumentos. O show será transmitido a partir das 16 horas, pelo Youtube.

“A apresentação é, também, para mostrar como o Congo pode e deve alcançar nossos jovens e os transformar em propagadores da cultura. Será um momento dançante, com músicas importantes e a abordagem de temas como preservação do meio ambiente e inclusão social”, frisou o compositor.

Fechando a programação virtual do fim de semana, o rapper Emicida fará duas apresentações gratuitas do seu aclamado show “Amarelo”, também disponível na plataforma de streaming Netflix. 

A primeira live será realizada neste sábado, a partir das 21h30, pela plataforma Cultura em Casa. O segundo show virtual acontece no domingo (25), a partir das 20h, no canal do Youtube do Sesc Rio de Janeiro

Eventos presenciais também animam o fim de semana do capixaba 

Com a queda no número de casos e mortes provocadas pela covid-19, bares e restaurantes da maioria dos municípios capixabas já podem reabrir sem restrições de horários. Na Grande Vitória, além de comida e drinks maravilhosos, alguns estabelecimentos também oferecem atrações culturais para divertir a noite dos capixabas.

PUB 426, por exemplo, receberá nesta sexta-feira (23) o grupo Fixer. A atração musical começa às 21h. No sábado (24), será a vez da banda Trilha animar a noite. A apresentação começa às 20h. Já no domingo (25), a partir das 16h, vai rolar Beatles Acústico na calçada.

O projeto “Chama”, do Embrazado, recebe nesta sexta-feira, a partir das 21h, o grupo Samba JúniorCarielloJess Benevides Bero Costa para agitar a noite. Já o “Nosso Sábado” terá apresentação do grupo paulista Presença, e ainda PedalasambaBalada do Maycon Fabrício V. O espaço estará aberto para o público a partir das 15h. 

A programação do Embrazado não para por aí. No domingo será a vez do projeto “Pagodear” animar o fim de tarde e a noite dos capixabas. O espaço estará aberto a partir das 16h.

Nesta sexta-feira, os DJs LouisyPri BravinTuzzãoThaylanismorre7 Farah Victor agitam a noite na Bolt. O espaço estará aberto, a partir das 22h, no formato lounge bar. 

Já na Wanted, vai rolar, nesta sexta-feira, “Esquenta acústico” com Felipe Brava e apresentações de Jenifer e Diego Santana. No sábado, além do esquenta Mikaely Lahass com Rayanne MeiraLéo Lima e Luca di Belucio.

Evandro & Ranieri, o grupo Comichão e o DJ Bruno Fischer vão animar o seu “sextou” no Wood’s Up Vitória. No sábado, será a vez da dupla Higino & GabrielJuliano Couto e do DJ Bruno Fischer comandar a trilha sonora do espaço. Em ambas as datas, o Wood’s estará aberto a partir das 23h.

Curta sem fim de semana com responsabilidade! Até a próxima 😘

Leia mais:  Datena deixa entrevista com Drauzio Varella ao saber da morte da sogra
Continue lendo

Entretenimento

“Querem me pintar de louca”, desabafa ex sobre advogados de DJ Ivis

Publicado

Pamella Holanda chora e diz que não tem onde morar: “Nos deixou sem casa de propósito”

Pamella Holanda publicou vídeo em seu Instagram nesta sexta-feira (23) para falar sobre as recentes repercussões de seu caso. A ex-mulher de DJ Ivis, que denunciou as agressões que vinha sofrendo do músico, disse que atualmente não tem lugar para morar e que está contando com ajuda de parentes.

Em seu Instagram, ela postou dois vídeos refletindo sobre o que tem passando e revelou inclusive que DJ Ivis tentou contato com ela e chegou a pedir perdão por meio de carta enviada pelo advogado.

“Eu sempre soube que algumas coisas que estão sendo veiculadas iam ser usadas contra mim. Era do meu conhecimento. Era uma das razões pelas quais eu tinha medo de me separar do Ivis. Na terça-feira eu recebi uma ligação de um dos advogados dele, um dos que tem mais proximidade dele. Me ligou para ler uma suposta carta que o Ivis tinha escrito para mim. Nessa carta ele tenta apelar para o emocional, fala o quanto tem sido difícil. Falou também um pouco da Mel, mas muito pouco. No final, me pediu perdão”, começou ela, em vídeo.

A influencer também contou que não se sensibilizou com o conteúdo da carta. “Eu já sabia que iam fazer isso. Ontem foram misteriosamente vazados áudios de brigas minhas com ele. Eu sempre soube desses áudios, porque ele sempre gravava as nossas brigas. Filmava, produzia. Produzia defesa para ele, porque sabia que estava errado, e que também ia ser descredibilizado. Contra fatos não há argumentos, contra imagens também não. Ele apagou as imagens da última casa em que moramos, mas meus advogados conseguiram recuperar. Tem ele me ameaçando com uma faca, algumas gravações e áudios de ele falando que vai mandar me matar. Que já estava há um ano se planejando para se separar de mim, que não tinha nada no nome dele, nem casa, nem carro e nem nada. Eu sempre soube que a defesa dele ia adotar essa estratégia”, desabafou.

Ela ainda frisou que entende que atualmente a ideia da defesa de Ivis é descredibilizá-la. “Querem apelar para isso, apelar para opinião pública. Querem me pintar de louca, desequilibrada. Eu consigo vir aqui com tranquilidade porque não que eu esteja preparada [para enfrentar isso], mas tinha noção de que poderia ser usado contra mim, para me difamar, injuriar, para dizer que sou péssima mãe”.

Depressão pós-parto
Pamella contou em lágrimas, na sequência, que chegou a ter depressão pós-parto quando a filha, Mel, nasceu, e que logo após voltar para casa, da maternidade, ela foi agredida por Ivis. “Era um ambiente hostil. Eu era agredida o tempo inteiro. Não só fisicamente, mas com palavras, falta de respeito. Eu fui agredida inclusive depois que cheguei do hospital, da cirurgia. Depois da complicação que tive no parto”.

Leia mais:  Na Africa, Rafaella Santos exibe barriga de grávida
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana