conecte-se conosco


Segurança

Advogados suspeitos de ajudar criminosos em presídio são presos em operação do MPES

Publicado

Eles estão sendo levados ao longo do dia para a sede do Gaeco em Vila Velha e são acompanhados por comissão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-ES)

Advogados presos na Operação Armistício, deflagrada pelo Ministério P´úblico do Espírito Santo (MPES), foram levados para a sede do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em Vila Velha, na manhã desta segunda-feira (19). 

Eles são investigados por promoverem comunicação entre internos do sistema prisional e organizações criminosas e foragidos da Justiça. 

A operação está com nove mandados contra advogados. Mas nem todos foram presos. A operação foi acompanhada pela Comissão de Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). 

Os nomes dos suspeitos não foram divulgados.

A reportagem acompanhou a chegada de duas advogadas detidas no final da manhã. Uma delas estava com o rosto coberto. A outra permaneceu num carro descaracterizado do Gaeco.

A comunicação promovida pelos advogados, segundo o Ministério Público,  colaborava com os crimes de tráfico de drogas, aquisição de armamentos e munições, planejamento de homicídios, queima de ônibus e outras ações violentas. Os fatos foram confirmados por meio de provas obtidas após interceptações telefônicas e diligências.

Leia mais:  Foragido da justiça, arma de fogo e drogas são apreendidas pela PM em Aracruz

publicidade

Segurança

Mulher é espancada após flagrar relação sexual do companheiro com amiga dela em festa

Publicado

O caso aconteceu no bairro Morada da Barra, em Vila Velha. Segundo a polícia, as agressões aconteceram depois que a mulher flagrou o companheiro e a amiga

Uma mulher de 39 anos foi espancada pelo companheiro após flagrar o homem tendo relação sexual com uma amiga dela, durante uma festa de aniversário, no bairro Morada da Barra, em Vila Velha

De acordo com a Polícia Militar, após flagrar o ato, a vítima foi tirar satisfação. No entanto, o homem de 34 anos não ficou envergonhado, muito menos pediu desculpas. Ele ficou nervoso e partiu para cima da companheira. 

Ainda segundo informações da polícia, ele teria dado socos no nariz, chutes, e a jogado no chão. A Polícia Militar foi acionada, mas quando chegou, o homem já não estava no local. 

Buscas foram feitas na região, mas ele não foi encontrado. Segundo a polícia, a mulher foi levada para um Pronto Atendimento da região e, após receber atendimento, foi liberada.

Leia mais:  Justiça nega pedido de liberdade para acusado de assassinar ex-governador Gerson Camata
Continue lendo

Segurança

Guarda municipal de Vitória é preso por furtar picanha e chocolate suíço em supermercado na Serra

Publicado

Inspetor foi pego no estacionamento com itens importados escondidos em uma bolsa

Um inspetor da Guarda Municipal de Vitória foi preso na tarde desta terça-feira (09) por furtar produtos importandos num supermercado no Parque Residencial Laranjeiras, na Serra. Por meio das câmeras de vídeo, ele foi flagrado depositando sorvetes americanos, chocolates suíços e uma peça de picanha numa bolsa, enquanto circulava pelos corredores, como um cliente habitual. 

Segundo a assessoria do supermercado, ele foi abordado pelos seguranças particulares quando saiu da área de compras e estava no estacionamento se preparando para deixar o local.

A Polícia Militar foi acionada e o inspetor foi levado para a Delegacia Regional da Serra, onde a ocorrência está em andamento. Ele entregou, ainda, uma pistola, que utiliza em seu serviço. 

Numa pesquisa de preços no site do supermercado, é possível constatar que os produtos que o homem furtou totalizam uma compra de R$ 600. 

O inspetor recebeu R$ 7 mil de salário em julho. 

Prefeitura de Vitória afasta o inspetor por 120 dias

Por meio de nota, a Prefeitura de Vitória informou que o inspetor foi afastado de suas funções por 120 dias e foi aberto um processo administrativo disciplinar para apuração dos fatos, com ampla defesa e o devido processo legal.

Leia mais:  Justiça nega pedido de liberdade para acusado de assassinar ex-governador Gerson Camata

Ressalta ainda que os fatos narrados não representam a postura dos agentes da Guarda Civil Municipal de Vitória, instituição que goza de credibilidade e que tem prestado relevantes serviços à sociedade capixaba.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana