conecte-se conosco


Camisa 10

Alcaraz vence Djokovic de virada e vai à final do Masters de Madri

Publicado

Depois de despachar Rafael Nadal, espanhol de 19 anos dá show e supera também o número 1 do mundo em batalha de 3h35m

“Carlos! Carlos! Carlos!” A arquibancada do Masters 1.000 de Madri se rendeu a Carlos Alcaraz. Neste sábado, o jovem de 19 anos que já havia despachado Rafael Nadal voltou a brilhar com um show de bolas curtas na semifinal do torneio. Número 9 do mundo, o espanhol arrancou uma virada e eliminou do saibro madrilenho também o sérvio Novak Djokovic, líder do ranking da ATP – parciais de 6/7 (5), 7/5 e 7/6 (5) em 3h35m. Alcaraz avançou à final aos gritos de “sí, se puede!”

Campeão do Masters 1.000 de Miami no início de abril, Alcaraz busca o quinto título da carreira no Circuito Mundial da ATP. Tenta também igualar o feito do seu ídolo Rafael Nadal e erguer a taça de Madri pela primeira vez aos 19 anos. Vai encarar na decisão do domingo o vencedor do confronto entre o grego Stefanos Tsitsipas e o alemão Alexander Zverev, que defende o título do torneio espanhol.

O jogo

Assim como no jogo contra Nadal, Alcaraz começou com tudo e quebrou já o primeiro serviço de Djokovic, que cometeu uma dupla falta. O sérvio tentou responder e teve um break point logo na sequência, mas o jovem espanhol mostrou boa variação de jogadas, subindo bem à rede e confirmando o saque. Aos poucos, o número 1 do mundo encaixou a recepção e cresceu no set. Quase conseguiu a quebra no sexto game e depois empatou a parcial no oitavo game (4 a 4).

Leia mais:  Contratação de atleta surda pelo Palmeiras abre as portas da inclusão

O primeiro set acabou decidido no tie-break. Djokovic começou melhor, abrindo 2/0. Ele conseguiu mais um ponto no serviço do espanhol e ficou perto da vitória (6/2). Aí Alcaraz salvou três sey points: um com uma linda devolução, outro com um ace e o último com uma ousada bola curta. Na quarta chance, o sérvio fechou o jogo em uma bola na rede do espanhol, que chegou a cair durante o ponto: 7/6 (5).

Novak Djokovic no Masters 1.000 de Madri — Foto: REUTERS/Isabel Infantes

No segundo set, Alcaraz cometeu muitos erros não forçados, mas compensava com um show de bolas curtas. A ousadia do garoto de 19 anos inflamou a torcida, que passou a empurrar o espanhol. Djokovic chegou a ter break point em duas ocasiões, mas o número 9 do mundo brilhou quando esteve em situações difíceis. No 12º game, Alcaraz deslanchou e conseguiu um triplo break point para fechar a parcial. O número 1 do mundo salvou um set point, mas o espanhol confirmou a quebra em uma troca de bolas curtas de tirar o fôlego: 7/5.

O equilíbrio e a tensão deram o tom do terceiro set. Os dois tenistas tiveram muitas chances de quebra, mas nenhum cedia a quebra. Djokovic chegou a pedir atendimento médico para a mão direito depois de escorregar, mas nada que o tirasse dos trilhos. Alcaraz chegou a ter um match point no décimo game, mas o número 1 do mundo salvou com um ace. A decisão da parcial mais uma vez foi ao tie-break. Alcaraz deu show novamente e saiu na frente (2/0). Djokovic por duas vezes buscou igualar, mas o espanhol manteve a liderança e chegou a 6/4. O sérvio chegou a salvar mais um match point, mas não evitou a vitória do jovem de 19 anos: 7/6 (5).
Bia Haddad vai à final em Saint Malo

Beatriz Haddad está a uma vitória do maior título de simples da carreira. Neste sábado, a número 1 do Brasil e 65 do mundo só precisou jogar cinco games para avançar à final do WTA 125 de Saint Malo. A belga Maryna Zanevska, 70ª do ranking, perdia por 5 a 0 o primeiro set quando abandou a partida alegando problemas físicos, cedendo a vitória à brasileira. Na decisão, Bia vai encarar a russa Anna Blinkova, 135º do ranking – a brasileira venceu os dois jogos que já fez com a adversária.

Leia mais:  Bicampeã mundial, Pâmela Rosa participa de apresentações de skate em pistas de Serra e Vitória

É a segunda final de simples da carreira da Bia no circuito da WTA. Em 2017, ela foi vice-campeã no WTA 125 de Seul, perdendo a decisão para a letã Jelena Ostapenko. Nas duplas, Beatriz tem três taças da WTA além de ter chegado à final do Australian Open deste ano ao lado da cazaque Anna Danilina.

publicidade

Camisa 10

Prefeitura abre inscrições para 2ª etapa do circuito linharense de vôlei e futevôlei

Publicado

Estão abertas as inscrições para a segunda etapa do circuito linharense de vôlei e futevôlei que irá movimentar o novo Complexo de Esporte e Lazer do bairro Canivete entre os dias 13, 14 e 15 de julho. Os jogos terão início sempre a partir das 18h30min.

Na disputa do vôlei as categorias em disputa serão: aberto masculino/feminino e 35 + masculino.  Já o futevôlei será disputado nas categorias aberto masculino, master 40 +, iniciante e misto. Haverá premiação em troféus para os dois primeiros colocados de cada categoria.

Os interessados em participar do torneio devem se inscrever até a próxima terça-feira, dia 12 de julho, na sede da secretaria municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, localizada no centro de Linhares, no prédio onde funcionava a Câmara Municipal, na Avenida Augusto Calmon, de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas. As vagas são limitadas e as inscrições são gratuitas.

Poderão participar do circuito duplas de atletas inscritas junto à organização, tais como avulsos ou representantes de clubes, associações acadêmicas, militares, escolas, entre outros. Mais informações podem ser obtidas nos telefones (27) 99946-3353 / 99836-3353.

Leia mais:  Nova Venécia empata com o Serra e avança à decisão da Copa Espírito Santo

O circuito é promovido pela Prefeitura de Linhares, por meio da secretaria municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer. “Serão três noites de muito esporte e integração no novo complexo de esporte e lazer do bairro Canivete. Além de continuar incentivando o vôlei e o futevôlei, a competição também tem o objetivo de movimentar os equipamentos públicos e promover momentos de diversão entre as famílias linharenses”, afirmou o secretário da pasta Fabrício Lopes.

Continue lendo

Camisa 10

Alemães não querem que seleção participe da Copa do Mundo no Catar

Publicado

Uma pesquisa aponta que os principais motivos para desagrado alemão são referentes aos problemas de direitos humanos no Catar

A população alemã é crítica à participação de sua seleção na Copa do Mundo do Catar, que será disputada entre os meses de novembro e dezembro deste ano. De acordo com uma pesquisa feita pelo instituto YouGov, 48% da população se posiciona de maneira contrária à ida dos comandados do técnico Hansi Flick para o país do Oriente Médio.

A pesquisa aponta que os principais motivos para desagrado alemão são referentes aos problemas de direitos humanos no Catar. De acordo com a Anistia Internacional, mais de seis mil pessoas morreram nas construções de estádios e em outras obras de infraestrutura no país-sede do Mundial.

Ademais, questões envolvendo a sexualidade e a orientação sexual e manifestações políticas serão coibidas durante a realização da Copa no Catar. Esses temas também são sensíveis à população da Alemanha, que não vê com bons olhos a maneira como o país do Oriente Médio age nestes casos.

Leia mais:  Pelo histórico, vice da Copa América pode levar Brasil a título mundial

Ainda de acordo com a pesquisa, 28% dos alemães afirmam que a seleção não deveria se ausentar da disputa da Copa do Mundo, enquanto 24% preferiram não opinar sobre o tema.

Tetracampeã mundial, a Alemanha quer superar o fracasso no último Mundial e um ciclo irregular até o Catar. Após a troca de Joachim Löw por Hansi Flick, a seleção alemã conseguiu se recolocar como uma das favoritas e aposta nos jovens para chegar ao penta e igualar o Brasil. 

A Alemanha está no Grupo E, ao lado de Espanha, Japão e Costa Rica. A estreia está agendada para 23 de novembro, diante dos japoneses.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana