conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Alemanha não recomenda vacina de Oxford/AstraZeneca para idosos

Publicado

Comitê alegou falta de dados para avaliar eficácia

As autoridades sanitárias da Alemanha recomendaram a utilização da vacina anti-Covid de Oxford/AstraZeneca apenas em pessoas entre 18 e 64 anos, alegando falta de dados suficientes para avalizar sua aplicação em idosos.

A recomendação foi feita pelo comitê de vacinas do país, em comunicado divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (28). “Até o momento, não há dados suficientes disponíveis para avaliar a eficácia a partir dos 65 anos de idade”, diz o relatório.

Segundo uma tabela dos ensaios clínicos de fase 3 divulgada pelo comitê, foram constatados apenas dois casos do novo coronavírus em pessoas com 65 anos ou mais durante os testes do imunizante, sendo um no grupo que tomou a vacina e outro no grupo de controle (que recebeu um placebo).

Esse pequeno número, de acordo com a Alemanha, não é suficiente para avaliar a eficácia do imunizante de Oxford/AstraZeneca em idosos. A tabela reúne dados relativos a 11.636 voluntários, sendo que apenas 660 tinham 65 anos de idade ou mais.

Considerando apenas pessoas de 18 a 64 anos, a eficácia apresentada é de 71,1%. Nenhum indivíduo que tomou a vacina e contraiu o vírus necessitou de hospitalização.

Dosagens

Os números divulgados pela Alemanha também confirmam a diferença de eficácia de acordo com a dosagem. O regime de duas doses apresentou índice de 62,1%, enquanto o de meia dose seguida de uma dose inteira teve eficácia de 90%.

Porém este segundo grupo é muito menor (2.741) do que o primeiro (8.895) e também não incluiu idosos. Os dados estão em linha com os divulgados pela revista científica The Lancet no início de dezembro e validados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 17 de janeiro.

Segundo o estudo revisado pela Lancet, a eficácia média do imunizante é de 70,42%, com 62% no regime de duas doses inteiras e de 90% no de meia dose seguida de uma dose completa. Os ensaios clínicos de fase 3 da vacina ainda estão em curso.

O parecer da agência de medicamentos da União Europeia (EMA) sobre o imunizante de Oxford/AstraZeneca é aguardado para esta sexta-feira (29), e a multinacional anglo-sueca já é alvo de críticas do bloco por conta de atrasos na produção.

No Brasil, a vacina está aprovada para uso emergencial inclusive em idosos. O primeiro lote de 2 milhões de unidades produzidas pelo Instituto Serum da Índia já está sendo utilizado no país, mas o Ministério Público Federal (MPF) pediu à Anvisa e à Fiocruz dados sobre a eficácia em idosos.

Leia mais:  As coisas que fazemos que não funcionam contra o coronavírus
publicidade

Medicina e Saúde

Óculos reduzem em 3 vezes chance de contrair covid, afirma estudo

Publicado

Pesquisa comprovou que acessório funciona como barreira; médica alerta que uso só deve ser feito se houver necessidade

Pessoas que usam óculos têm três vezes menos chance de serem contaminadas pelo novo coronavírus, de acordo com um estudo realizado na Índia pelo oftalmologista Amit Kumar Saxena e publicado na plataforma medRxiv.

A entrada do SARS-CoV-2 no organismo acontece por meio da secreção contaminada, que pode entrar por meio dos olhos ou quando a região é tocada com as mãos contaminadas, por exemplo, segundo a infectologista Claudia Maekawa Maruyama.

“O uso dos óculos pode sim servir como uma barreira, tanto que é obrigatório o uso de proteção ocular em alguns procedimentos médicos”, afirma a especialista.

A pesquisa, que ainda não foi revisada por outros cientistas, foi realizada entre 26 de agosto e 8 de setembro de 2020 e analisou 304 pacientes de um hospital em Kanpur Dehat, distrito do norte da Índia, que já haviam sido diagnosticados com a covid-19. O risco de contágio foi calculado em relação às pessoas que usavam óculos, bem como às que não usavam. O comportamento de uso do acessório foi avaliado por meio de um questionário.

O resultado mostrou que entre os 58 pacientes que tinham o hábito de usar óculos continuamente durante o dia e sempre em atividades ao ar livre, o risco de contrair o SARS-CoV-2 era de 0,48, e de 1,35 em relação às pessoas que não usavam.

“O risco foi de 2 a 3 vezes menor na população que usa óculos do que na população que não usa. O papel protetor dos óculos foi considerado estatisticamente significativo, se aqueles fossem usados ​​por um longo período do dia (mais de 8 horas)”, diz a publicação.

Apesar disso, Claudia ressalta que o uso do óculos não é obrigatório no dia a dia caso não haja a necessidade para melhorar a visão. “A máscara e o distanciamento já são suficientes para impedir a entrada do vírus”, afirma. 

Leia mais:  Secretário de Saúde: "A vacina está pronta, mas ainda vai levar alguns dias para chegar"
Continue lendo

Medicina e Saúde

Idosos com 80 anos ou mais já podem agendar vacina em Vitória a partir desta quinta-feira

Publicado

Em Vila Velha e Cariacica, o agendamento deve começar na próxima segunda. Já na Serra, o agendamento será aberto assim que as doses chegarem

O agendamento online para vacinar idosos de 80 anos ou mais e trabalhadores ativos da saúde, começa nesta quinta-feira (24), a partir das 14h, em Vitória. De acordo com a Secretaria de Saúde no município  a vacinação do novo grupo já acontece na sexta-feira (26).

Já os idosos serão vacinados na Igreja Batista de Jardim da Penha, no Centro de Celebração de Jardim Camburi e nas unidades de saúde dos bairros Andorinhas, Do Quadro, República, Consolação, Alagoano, Fonte Grande, Grande Vitória, Ilha das Caieiras, Jabour, Maria Ortiz, Resistência, Santa Luiza, Santa Martha, Santo André e São Cristóvão. Os idosos acamados ou restritos ao leito serão vacinados em casa.

Os trabalhadores da saúde serão imunizados nas unidades de saúde dos bairros Conquista, Forte São João, Ilha de Santa Maria, Jardim Camburi, Maruípe, Praia do Suá, Santo Antônio e Centro.

VILA VELHA
Em Vila Velha, o agendamento da vacinação para idosos de 80 a 84 anos e dos profissionais da saúde ativos, será aberto na próxima segunda-feira (1), e a aplicação começa um dia depois, na terça (2). 

Uma cerimônia, realizada nesta quinta-feira (25), marcou o início da imunização para o novo grupo.  A vacinação para mais essa parcela foi possível com a chegada das 61 mil doses de vacina da AstraZeneca/Oxford e Coronavac (Sinovac/Butantan). Com isso, será concluída a imunização dos idosos de 85 a 89 anos e também iniciada a vacinação de 24% dos idosos com 80 a 84 e 8% dos profissionais da saúde.  

SERRA
Na Serra, a secretaria de Saúde informou que o Governo do Estado sinalizou a distribuição aos municípios de vacinas contra a covid-19 para esta quinta (25) e sexta-feira (26), e assim que as doses chegarem, será aberto o agendamento online. 

Segundo determinação do Ministério da Saúde, essas doses se destinam à complementação da imunização com a primeira e segunda doses dos grupos de profissionais de saúde e de idosos com idade acima de 85 e para iniciar a ampliação da primeira dose em idosos maiores de 80 anos. 

CARIACICA
Com as novas doses que o município irá receber, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) irá ampliar o público a ser vacinado, iniciando a faixa etária de 80-84. A previsão é de que na próxima segunda-feira sejam abertas novas vagas para agendamento, já contemplando esse público. O agendamento deve ser pelo site vacina.cariacica.es.gov.br. 

VIANA
No município de Viana, a vacinação já está adiantada. Nesta quinta-feira (25), o município começa a imunizar idosos com idade entre 75 e 79 anos. 

Leia mais:  Máscaras duplas ou apertadas reforçam proteção, diz estudo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana