conecte-se conosco


São Mateus

Amadeu Boroto não deve ser candidato a prefeito de São Mateus

Publicado

Pelo menos é o que o ex-prefeito vem dizendo as algumas lideranças políticas do município

Ainda não é nada oficial, mas a conversa existe e o assunto é a possível desistência da pré-candidatura do ex-prefeito Amadeu Boroto (PP). Ele vem analisando o cenário política do município, a grande quantidade de pré-candidatos e são fatores que o tem desestimulado à disputa das próximas eleições municipais, A esses fatores, deve-se agregar o alto índice de rejeição ao seu nome, segundo fontes consultadas pelo JN.

Para dirigentes de outras legendas partidárias, o risco da divisão em muitas candidaturas pode favorecer a situação daí a preocupação em ampliar as discussões com outros partidos na busca de um consenso em torno de um nome ou, pelo menos, trabalhar para diminuir a quantidade exagerada de pré-candidaturas.

Com relação ao nome do ex-prefeito, a sua desistência pode fortalecer, dentro do seu partido, o PP, o nome do empresário e presidente Cássio Caldeira. Ele é tido como um nome novo na política mateense e seria, para alguns, “a renovação que muitos clamam no município”, disse uma das lideranças ouvidas.

Outra questão levantada em conversas com lideranças comunitárias e políticas, além do cidadão comum, é a condenável prática dessas lideranças que se jugam donas da política mateense e que, na última hora se lançam candidatos. “Temos que desconstruir essas candidaturas de puro interesse e vaidade”, mandou recado uma das pessoas consultadas pela reportagem.

Leia mais:  Carlinhos e Ferreira Jr. podem fechar acordo para as próximas eleições
publicidade

São Mateus

Prefeitura não paga o aluguel social e moradores ficam ao Deus dará

Publicado

São Mateus – A Prefeitura de São Mateus suspendeu o pagamento do aluguel social das pessoas que tiveram suas casas demolidas devido a situação de risco de desabarem. Como se isso não bastasse, o repasse para a empresa que constrói as novas casas também ficou sem receber e as obras foram paralisadas.

Diante dessa situação, os moradores do bairro Vitória, que estão nesse programa social, podem ser despejados, uma vez que, sem o repasse, o aluguel social não vem sendo pago.

As casas dessas pessoas foram demolidas e a Prefeitura, em contrapartida, assumiu o compromisso de construir novas casas para essas famílias. Como a municipalidade não vem fazendo o repasse para pagar a empresa construtora das casas, as obras foram paralisadas. O repasse, segundo fontes ouvidas pelo JN, para o pagamento do aluguel social dessas famílias também foram suspensos pelo prefeito Ailton Cafeu e esses moradores podem ficar desamparados porque correm o risco de serem despejados por falta de pagamento desses aluguéis.

Uma moradora, que faz parte do grupo do bairro Vitória que recebe o Auxílio Moradia, disse que o repasse está atrasado há dois meses e os proprietários das casas alugadas sem receber pelo aluguel podem despejar os moradores. “Estamos tirando dinheiro de onde não temos para cobrir o aluguel, mas vai chegar uma hora em que não vamos conseguir pagar e o dono dos imóveis podem nos colocar para fora da casa”, relata a moradora.

Famílias vêm recebendo a visita de assistentes sociais da municipalidade dizendo que nova análise está sendo feita para elaboração de uma nova relação para recebimento do aluguel social.

Procurada para se posicionar sobre essa questão, a Prefeitura de São Mateus não se pronunciou. Enquanto isso os moradores que estão nessa situação, seguem na incerteza e correndo o risco de ficarem ao “Deus dará”.

Leia mais:  Carlinhos e Ferreira Jr. podem fechar acordo para as próximas eleições
Continue lendo

São Mateus

Nesta sexta-feira (26) tem vacinação contra Covid-19 no bairro Boa Vista, Nestor Gomes e KM 23

Publicado

São Mateus – Nesta sexta-feira (26) as equipes de vacinação seguem com a aplicação da 1ª dose (D1) contra Covid para maiores de 12 anos e a imunização da 2ª dose (D2) com as vacinas Coronavac e Pfizer. Também tem a 3ª dose (D3 – dose de reforço) para trabalhadores da Saúde, pessoas imunossuprimidas e maiores de 18 anos. A imunização domiciliar para os acamados também segue no cronograma.

ASTRAZENECA

O Município recebeu algumas doses da vacina AstraZeneca, as pessoas que tomaram a 1ª dose (D1) do imunizante e não tomaram a D2 da vacina Pfizer, por não querer fazer a intercambialidade das vacinas, basta procurar a quadra de esportes do 13º Batalhão de Polícia Militar (BPM), localizado na Avenida João XXIII, nº 1544, Bairro Boa Vista. A entrada para a vacinação deve ser feita pelo portão lateral do 13º BPM. O local fica aberto de segunda à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 15h. Para ser imunizado, basta levar um documento com foto, Cartão de Vacinação, Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) ou CPF.

CRONOGRAMA: SEXTA-FEIRA – 26/11

Localidade: Bairro Boa Vista

Horário: 8h às 12h / 13h às 15h

Local: 13º Batalhão de Polícia Militar (BPM)

Público-alvo:

*D1 para maiores de 12 anos

*D2 Coronavac 

*D2 Pfizer (incluindo quem tomou a D1 da AstraZeneca. Prazo: 56 dias após a D1)

*D3 para maiores de 18 anos (prazo: 5 meses após a D2 no cartão)

*D3 para idosos acima de 60 anos (prazo: 3 meses após a D2 no cartão)

*D3 para imunossuprimidos (prazo: 28 dias após a D2 no cartão) 

*D3 para trabalhadores da saúde (prazo: 5 meses após a D2 no cartão)

Localidade: KM 23

Horário: 8h às 11h30

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*D1 para maiores de 12 anos

*D2 Coronavac 

*D2 Pfizer (incluindo quem tomou a D1 da AstraZeneca. Prazo: 56 dias após a D1)

*D3 para maiores de 18 anos (prazo: 5 meses após a D2 no cartão)

*D3 para idosos acima de 60 anos (prazo: 3 meses após a D2 no cartão)

Localidade: Nestor Gomes (KM 41)

Horário: 9h às 14h

Local: Unidade Básica de Saúde (UBS)

Público-alvo:

*D1 para maiores de 12 anos

*D2 Pfizer (incluindo quem tomou a D1 da AstraZeneca. Prazo: 56 dias após a D1)

*D3 para maiores de 18 anos (prazo: 5 meses após a D2 no cartão)

*D3 para idosos acima de 60 anos (prazo: 3 meses após a D2 no cartão)

VACINA EM CASA

Equipes vão vacinar os idosos em suas residências com a dose de reforço para idosos acima de 60 anos (prazo de 3 meses após a D2 no cartão).

Leia mais:  Parceria Federal garante mais 2,8 km de calçadão e ciclovia em Guriri
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana