conecte-se conosco


Política e Governo

ANTT aprova envio de plano para a concessão da BR 262 no Espírito Santo

Publicado

Entre as melhorias nas pistas estão a implantação de viadutos, passarelas e duplicação de vias

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) aprovou o relatório da Audiência Pública nº 10/2019 e autorizou o envio do Plano de Outorga ao Ministério da Infraestrutura que visa a concessão da BR-262, no Espírito Santo. O plano acompanha os estudos de viabilidade técnica, econômica e ambiental.

Após o envio dos documentos ao Ministério da Infraestrutura, a ANTT aguarda aprovação do órgão para realizar o protocolo do projeto no Tribunal de Contas da União (TCU) e depois o leilão da rodovia.

A concessão vai desde o entroncamento BR-381 em João Monlevade, Minas Gerais, até o entroncamento com a BR-101 em Viana.

Além disso, o plano prevê a concessão de trechos da BR-381, de Belo Horizonte a Governador Valadares, em Minas Gerais.

O período de concessão deve ser de 30 anos e o investimento estimado para as duas rodovias é de R$ 9,1 bilhões. Entre as melhorias nas pistas estão a implantação de viadutos, passarelas e duplicação de vias. A previsão era de que o leilão tivesse início em setembro, mas é possível que seja adiado para o ano que vem.

Ainda segundo a ANTT, o Plano de Outorga e o relatório da Audiência Pública nº 10/2019, que trata das sugestões e contribuições às minutas de edital e contrato, ao Programa de Exploração da Rodovia (PER) e aos estudos de viabilidade para a concessão da rodovia BR-381, serão submetidos ao Ministério da Infraestrutura juntamente com os respectivos documentos jurídicos atualizados.

* Com informações da ANTT

Leia mais:  Empresas reforçam pedido a prefeituras para preservar empregos
publicidade

Política e Governo

Seag adota ferramenta de análise estratégica

Publicado

A equipe do Escritório Local de Projetos, Processos e Inovação (ELPPI), apresentou a nova ferramenta que será utilizada para análise estratégica que vai nortear a Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) na tomada de decisões para o desenvolvimento da agricultura capixaba. A apresentação aconteceu na manhã de ontem (25).

A ferramenta é o BI – Business Intelligence (Inteligência de negócios) que é um processo orientado pela tecnologia para analisar dados que busca apresentar informações acionáveis. A ferramenta não gera custo de implantação.

“Estamos implementando essa ferramenta de forma inovadora na Secretaria, dando mais velocidade à tomada de decisões com mais qualidade, potencializando a eficiência dos trabalhos e otimizando os processos. Trazendo a tecnologia para nosso lado e mapeando nossas decisões em fatos e informações confiáveis, proporcionando para a agricultura do Espirito Santo uma gestão cada vez mais responsável e analítica”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Foletto.

“A Seag está sempre evoluindo e oferecendo o melhor para seu público. O BI possibilita à Secretaria tomar decisões mais assertivas em relação aos seus projetos e ações que são desenvolvidas em todo o Estado. A decisão de implementar o BI na sua gestão veio justamente da necessidade de oferecer aos municípios do Estado os serviços e projetos essenciais para melhorar e apoiar cada vez mais a vida do homem e da mulher do campo. Foi uma honra poder participar desse projeto e apoiar essa inovação e revolução que a Seag está trazendo para a Gestão Pública do Estado do Espírito Santo”, explicou a assessora técnica, Carolina Sessa Leite.

“A ferramenta nos permite adicionar novos projetos, focar nos que estão em andamento e dar uma resposta rápida sobre o trabalho que a Seag vem desenvolvendo na agricultura capixaba. É inovação e, não tenho dúvidas, será exemplo para as outras secretarias”, afirmou o subsecretário de Estado de Infraestrutura Rural, Rodrigo Vaccari.

Leia mais:  Casagrande anuncia reajuste para servidores públicos estaduais
Continue lendo

Política e Governo

Governo do Estado anuncia edital para obras na orla de Meaípe

Publicado

O Governo do Estado anunciou a publicação do edital de licitação para as obras de contenção da erosão e restauração da região costeira da Praia de Meaípe, em Guarapari. O anúncio foi feito pelo governador do Estado, Renato Casagrande, durante transmissão ao vivo nas redes sociais, nesta sexta-feira (26).

“Vamos resolver esse problema da praia e da rodovia. Esta obra está em sintonia com o que estamos fazendo no Estado, melhorando a infraestrutura. Estamos com um conjunto grande de investimentos, pois entendemos que investir em infraestrutura e educação são os pilares para nosso desenvolvimento. Os recursos para essa obra são do tesouro do governo”, disse o governador.

O edital foi publicado na edição desta sexta-feira (26) do Diário Oficial do Estado. A obra é uma demanda antiga da região, que sofre com processos erosivos e o avanço do mar sobre a faixa de areia. Os trabalhos serão executados pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) e o preço máximo estimado é de R$ 68.299.704,70.

Entre os serviços que serão realizados estão a execução da dragagem, aterro hidráulico, construção de enrocamentos, como espigões, molhes ou quebra-mares, a fim de proteger as áreas costeiras da ação de ondas marinhas e a alimentação artificial da praia, também chamada de engordamento, que vai promover a reabilitação do trecho costeiro em, aproximadamente, 40 metros.

O diretor-presidente do DER, Luiz César Maretto Coura, explicou que “a obra de engordamento da praia de Meaípe vai ampliar a oferta de lazer e fortalecer o turismo da região, que conta com vários restaurantes, bares e casas noturnas. Além da necessidade de revitalizar a orla de Meaípe, que é uma das principais praias do Espírito Santo, a obra também vai impactar na proteção da Rodovia, uma vez que o enrocamento impede que haja fuga de areia da praia”.

Leia mais:  Coronavírus: Estado realiza capacitação virtual para instituições de acolhimento a idosos
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana