conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Anvisa rejeita uso de CoronaVac para crianças e adolescentes

Publicado

Agência pediu dados complementares ao Butantan

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) rejeitou o pedido do Instituto Butantan para o uso da vacina CoronaVac em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos.

Em reunião extraordinária realizada nesta quarta-feira (18), a diretoria colegiada da agência avaliou que, com as informações apresentadas pelo Butantan, não é possível concluir sobre a eficácia e a segurança da dose nessa faixa etária.

“Os dados de imunogenicidade deixam incertezas sobre a duração da proteção conferida pelo imunizante”, informou a Anvisa, por meio de nota.

De acordo com a agência, o perfil de segurança da vacina também não permite concluir quais os riscos para crianças e adolescentes – em grande parte, devido ao número considerado insuficiente de participantes nos estudos.

“Faltaram ainda dados que considerassem a vacinação em faixas etárias específicas. Também não é conhecida a eficácia ou a capacidade de indução de resposta imune pela vacina em crianças com comorbidades e imunossuprimidas.”

Para prosseguir com a solicitação de inclusão da faixa etária de 3 a 17 anos, o Butantan, segundo a Anvisa, precisa apresentar informações pendentes e submeter um novo pedido à agência.

A CoronaVac recebeu autorização temporária de uso de emergencial por parte da Anvisa em janeiro. A aprovação das doses sob essa condição permanece enquanto perdurar a situação de emergência em saúde pública decorrente da pandemia de covid-19 no Brasil.

Atualmente, a vacina da Pfizer é a única aprovada para crianças e adolescentes de 12 a 17 anos. Já a farmacêutica Janssen, que oferece imunização contra a doença em dose única, recebeu autorização para a condução de estudos com menores de 18 anos no Brasil.

Terceira dose

Durante a reunião extraordinária, a diretoria colegiada da Anvisa decidiu recomendar ao Ministério da Saúde que considere a possibilidade de indicar uma dose de reforço, em caráter experimental, para grupos que receberam duas doses da CoronaVac, priorizando pacientes imunossuprimidos e idosos, entre outros.

“A decisão sobre a utilização da dose de reforço ou uma terceira dose deve ser centralizada e coordenada pelo Programa Nacional de Imunização (PNI)”, destacou a agência. “Antes de avançar nos debates sobre doses adicionais, porém, é preciso alertar para a necessidade de ampliação e integralidade da cobertura vacinal a todos os cidadãos aptos”.

Até o momento, a Anvisa recebeu dois pedidos de autorização para pesquisa clínica a fim de investigar os efeitos de uma dose adicional da vacina contra a covid-19 – um da Pfizer e um da Astrazeneca.

Dados de imunogenicidade

A diretoria colegiada da Anvisa recomendou ainda que o Butantan apresente dados complementares de imunogenicidade, importantes para avaliar a capacidade da CoronaVac de estimular a produção de anticorpos no organismo, além de verificar por quanto tempo essas moléculas permanecem ativas.

“Embora a CoronaVac tenha demonstrado proteção significativa contra a hospitalização por covid-19 e óbitos pela doença, a prevalência de diferentes variantes do coronavírus ao longo do tempo e em locais diferentes pode impactar potencialmente a eficácia observada em ensaios clínicos”, destacou a agência.

Fonte: Agência Brasil

Leia mais:  Automassagem ajuda a combater e controlar o stress do dia a dia
publicidade

Medicina e Saúde

Vacina Covid-19: Estado recebe mais de 108 mil doses nesta quinta-feira (16)

Publicado

O Espírito Santo receberá, nesta quinta-feira (16), mais 108.280 doses de vacinas contra Covid-19 enviadas pelo Ministério da Saúde. Dessas, 69.030 doses são da Pfizer/BionTech, que chegaram nesta manhã, e 39.250 da AstraZeneca (Fiocruz/Oxford), que chegarão na noite de hoje. 

O primeiro imunizante será destinado para aplicação da dose de reforço do público de 60 anos ou mais que tenha completado o esquema vacinal básico (D2 ou dose única) há no mínimo cinco meses; vacinação dos adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades, com deficiência permanente, lactantes, privados de liberdade, gestantes e puérperas; vacinação de adolescentes de 15 a 17 anos sem comorbidades; e aplicação da segunda dose.

Já as doses da AstraZeneca serão exclusivamente à aplicação da segunda dose da população capixaba que que recebeu a vacina como D1.

As vacinas serão encaminhadas à Central Estadual de Rede de Frio e distribuídas aos municípios da Região Metropolitana e às Regionais de Saúde Norte, Central e Sul na sexta-feira (17).

Leia mais:  O que se sabe sobre a mucormicose e sua relação com a covid-19
Continue lendo

Medicina e Saúde

Secretaria de Saúde de Pedro Canário inicia vacinação em adolescentes de 12 anos acima nesta quinta-feira (16)

Publicado

A Prefeitura de Pedro Canário deve iniciar nesta quinta-feira (16) a vacinação contra a Covid-19 em adolescentes com mais de 12 anos. A vacinação acontecerá na Câmara Municipal, das 08 às 16h.

Os adolescentes da cidade podem receber o imunizante acompanhados pelos pais, avós ou familiares de até terceiro grau.

Visualização da imagem

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, além dos acompanhantes, os adolescentes devem portar o CPF, cartão do SUS e cartão de vacina para receberem o imunizante. Em caso de não possuir o cartão do SUS, o adolescente pode procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima para a confecção do documento.

Visualização da imagem

O agendamento está disponível no site www.vacinaeconfia.es.gov.br . Ao acessar a página, o cidadão deve escolher a 1ª dose, população de 12 anos ou mais, preencher os dados solicitados, escolher a unidade, data e horário em que receberá a vacina.

Vacinação

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde de Pedro Canário, até a última terça-feira (14), a cidade já teria vacinado 13.753 pessoas do imunizante contra a Covid-19 com a primeira dose. Destas, 6.745 também já receberam a segunda dose e 815 em dose única

Leia mais:  Automassagem ajuda a combater e controlar o stress do dia a dia
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana