conecte-se conosco


Cidades

Apiacá vai receber novos investimentos em infraestrutura, habitação e educação

Publicado

O município de Apiacá, na microrregião Central Sul, vai receber quase R$ 13 milhões em novos investimentos do Governo do Estado nas áreas de infraestrutura urbana e rural, além de habitação e educação. Nesta sexta-feira (17), o governador Renato Casagrande esteve na cidade para a entrega de equipamentos e anúncio dos novos investimentos. A solenidade teve a participação da vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes; do prefeito de Apiacá, Fabrício Gomes Thebaldi; e de outras autoridades e populares.

“Estamos fazendo investimentos históricos em Apiacá, incluindo os prioritários, como na educação, que é o caminho mais curto para se chegar ao desenvolvimento e à geração de emprego e renda. O Governo do Estado tem um projeto que é investir forte na educação. Já temos o melhor Ensino Médio do País, mas queremos ser os melhores em todos os níveis. Estamos construindo um Estado competitivo e justo. Ajudei a devolver Apiacá aos moradores tirando os caminhões de dentro da cidade. Nós estamos fazendo o saneamento básico do município e resolvemos o problema do abastecimento de água”, afirmou o governador.

O prefeito Fabrício Thebaldi citou as conquistas da população local. “Junto com o Governo do Estado solucionamos o problema da água do município e do Contorno de Apiacá. Quem tem suas casas na rua principal sabe o quanto mudou. O projeto de saneamento está em andamento e emprega hoje mais de cem pessoas. Todas as ordens de serviço assinadas hoje já estão com o dinheiro na conta da prefeitura e os serviços já podem ser iniciados na próxima segunda-feira”, disse.

Na área de infraestrutura, o Município vai receber cerca de R$ 4 milhões em investimentos em obras de pavimentação, construção de unidades habitacionais e caminhão compactador de resíduos sólidos. O governador Casagrande deu Ordem de Serviço para obras de pavimentação da Rua Jader Pinto, no Centro. Serão pavimentados sete mil metros quadrados de rua em blocos de concreto, além de dois mil metros de meio fio e três mil metros quadrados de calçada cidadã.

Leia mais:  Condomínio pede que casais façam sexo com menos barulho e gritos em Cariacica

“A Rua Jader Pinto tem um tráfego intenso, pois acesso a muitos órgãos públicos, como o Ministério Público, Polícia Militar, Incaper, Secretaria Municipal de Obras e Educação, bem como a vários comércios locais, além de ser rota de acesso ao estado do Rio de Janeiro. Esta obra de pavimentação vai ligar os bairros Boa Vista, Parque das Palmeiras e Francisco Jorge ao Centro do município, beneficiando mais de 7 mil pessoas da região”, destacou o secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Octavio Guimarães.

Na área de habitação, o governador Renato Casagrande assinou ordem de serviço para o início da construção de 30 unidades habitacionais de Interesse Social. A construção das casas populares faz parte do Programa Estadual Nossa Casa, com recursos provenientes do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social – FEHAB/ES. Nesta ação, o Estado fará o repasse de R$ 2,1 milhões e o Município entrará com uma contrapartida de R$ 556 mil.

Ainda durante a solenidade, foi assinado o termo de concessão de uso de um caminhão compactador de resíduos sólidos pelo prazo de dez anos. O veículo tem capacidade para seis metros cúbicos por ciclo de coleta, o que representa uma capacidade de cobertura diária superior a 10 mil habitantes, de acordo com a duração de cada turno do trabalho de coleta adotada pelo município de Apiacá.

Na educação, o governador anunciou o repasse de R$ 5,6 milhões, por meio do Fundo Estadual de Apoio à Ampliação e Melhoria das Condições de Oferta da Educação Infantil no Espírito Santo (Funpaes). Os recursos serão destinados para a construção do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Tia Joany Miranda, para reforma da Escola Municipal de Bonsucesso e para reforma e ampliação da Escola Municipal Maria de Lourdes Alves.

Por meio do Fundo Cidades, o Governo do Estado vai transferir R$ 2,11 milhões para o Fundo Municipal de Investimentos da Prefeitura de Apiacá.  Além dos R$ 500 mil destinados à elaboração da carteira de projetos técnicos estruturantes do município, os recursos serão aplicados na construção de quadra poliesportiva na Comunidade Rural de Batatal e de unidades habitacionais, além da aquisição de equipamentos de informática, eletroeletrônicos, instrumentos musicais e veículos.

Leia mais:  Educação em Tempo Integral: alunos contam com 16 mil novas vagas para 2022

A secretária de Estado de Economia e Planejamento, Maria Emanuela Pedroso, explica que a elaboração de carteira de projetos torna os municípios mais aptos a pleitearem recursos do Estado, da União e de demais fontes, “visando à realização de obras e aquisição de equipamentos que favorecem o desenvolvimento das cidades e a melhoria da qualidade de vida da população”.

Na área de infraestrutura rural, o Programa de Calçamento Rural vai mudar a realidade de cinco comunidades de Apiacá. Serão contemplados os seguintes trechos: Usina Santa Isabel (Estrada Rural São Miguel), Acesso à Escola de Batatal, Santa Fé, Trecho de Estrada próximo à Rua Arlindo Cottini e Batatal. Na ocasião, foram assinadas as Ordens de Fornecimento de quatro pontes rurais para as comunidades de Caracol, Fazendinha, Pratinha e Santa Fé. O valor total do investimento é superior a R$ 1 milhão.

“Esses dois programas [calçamento rural e pontes rurais] são muito importantes para a agricultura capixaba, pois viabilizam o transporte dos produtos agrícolas, além de mudar a realidade das pessoas, acabando com a lama em dias de chuva e a poeira nos dias mais secos. Vamos continuar levando desenvolvimento para o homem e a mulher do campo”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Mario Louzada.

Estiveram presentes ainda os secretários de Estado, Vitor de Angelo (Educação) e Coronel Aguiar (Casa Militar); a senadora Rose de Freitas; o deputado federal Josias Da Vitória; e os deputados estaduais Luciano Machado, Janete de Sá e Coronel Alexandre Quintino.

publicidade

Cidades

Ranking Internacional: Vila Velha é a mais transparente da Grande Vitória

Publicado

Vila Velha é a cidade líder da Grande Vitória em transparência pública e governabilidade. O dado é da ONG Transparência Internacional, que avaliou todos os 78 municípios do Espírito Santo no Ranking Capixaba de Transparência e Governança Pública 2022, lançado nesta terça (5).

Vila Velha é o 2º lugar geral no Espírito Santo com 95,73 pontos. O município está entre os poucos com nota considerada ótima.

O objetivo é estimular essas prefeituras a melhorarem suas agendas de transparência, participação cidadã, abertura de dados, transformação digital, acesso à informação e combate à corrupção.

A escala do ranking vai de 0 a 100 pontos. A nota 0 (péssimo) significa que a prefeitura é avaliada como fechada à participação da sociedade e 100 (ótimo) indica que ela oferece alto grau de transparência e participação social.

Para se chegar ao resultado, foram avaliados os portais de transparência e sites oficiais das prefeituras capixabas, usando metodologia da Transparência Internacional – Brasil, com o objetivo de oferecer um instrumento adicional para que a sociedade, a imprensa e os próprios órgãos de controle tenham acesso à informação e monitorem as ações do poder público na promoção da transparência, da participação social e no combate à corrupção.

Leia mais:  Produção industrial capixaba cresce 1,6% no primeiro trimestre de 2022 

O prefeito Arnaldinho Borgo disse que o município deu um salto em transparência pública e isso mostra o nível de comprometimento e respeito não só com os recursos, mas mostra para os munícipes e órgãos de controle como esses recursos voltam à sociedade. 

“Em 2020 estávamos em 23º lugar, chegamos ao 3º em 2021 e já estamos melhor colocados na avaliação da Transparência Internacional. Ou seja, Vila Velha bem avaliada por órgão internacional, se destacando e caminhando para a 1ª colocação na avaliação oficial do Tribunal de Contas, previsto para ser divulgado no próximo mês de agosto. Esse dado é muito importante, fruto de muito trabalho da nossa equipe qualificada”, avalia o prefeito Arnaldinho Borgo. 

O secretário de Controle e Transparência, Otávio Postay, ressalta que “o resultado positivo reflete o conjunto de várias ações internas voltadas para o desenvolvimento de uma gestão pública transparente, que oferece informações à sociedade, permitindo ao cidadão colaborar no controle das ações do governo e se os recursos públicos estão sendo usados como deveriam”.

Leia mais:  Educação em Tempo Integral: alunos contam com 16 mil novas vagas para 2022

Confira aqui o ranking completo com as notas dos municípios capixabas.

Continue lendo

Cidades

Nova carga: primeiros vagões de celulose solúvel chegam ao Portocel

Publicado

A carga, da LD Celulose, chegou por ferrovia, oriunda da fábrica que fica na região do Triângulo Mineiro

Aracruz – O Portocel, terminal portuário situado no município de Aracruz (ES), recebeu no final da última semana 62 vagões de celulose solúvel produzida pela LD Celulose, que iniciou a operação de sua fábrica instalada entre os municípios de Indianópolis e Araguari, no Triângulo Mineiro. Este é o primeiro carregamento do produto e marca o início da parceria da empresa com o Portocel, que deve exportar toda a produção da companhia – cerca de 500 mil toneladas/ano quando estiver operando a plena capacidade. 

Para operar com essa nova carga, Portocel investiu cerca de R$ 38 milhões em adequações de infraestrutura, incluindo a ampliação do ramal ferroviário e a cobertura de um trecho dos trilhos. A primeira carga, recebida na noite do dia 1º de julho, foi estocada na área de armazéns do porto, enquanto aguarda o embarque.

A LD Celulose, uma joint venture entre o grupo austríaco Lenzing e a brasileira Duratex, vai destinar a produção ao abastecimento das unidades da Lenzing, que fornece fibras celulósicas a fabricantes globais de têxteis e não tecidos. A chegada dessa nova carga está alinhada à estratégia de Portocel de atrair novos clientes e fortalecer seu posicionamento como opção logística diferenciada.

Leia mais:  Novas linhas de crédito para empreendedores são anunciadas em parceria entre Aderes e Banestes

O Terminal, controlado pela Suzano e Cenibra, é reconhecido pela excelência na movimentação de produtos florestais, e vem utilizando essa mesma excelência para atrair outros clientes e diferentes tipos de carga. Um exemplo é a movimentação de granito, iniciada no final de 2020, além de produtos siderúrgicos e outros materiais que o porto já movimenta. 

“Temos investido fortemente em modernização, com novas tecnologias e aperfeiçoamento de nossas equipes. Assim estamos fortalecendo a parceria com os atuais clientes e atraindo novas cargas. Somos um porto multimodal, podemos receber carga por ferrovia, rodovia e por cabotagem marítima, condições que nos diferenciam em logística portuária”, destaca Valeria Becalli Provete, gerente de Estratégia e Gestão de Novos Negócios de Portocel.

Sobre Portocel – Com capacidade para embarcar 7,5 milhões de toneladas/ano de cargas, Portocel é reconhecido por sua eficiência na movimentação de produtos florestais e outras cargas, dispondo de completa infraestrutura logística, instalações e equipamentos integrados a diferentes modalidades de transporte: importação e exportação, longo curso e cabotagem, cargas gerais, projetos, granéis e operações de oil & gas. O porto é controlado por dois grandes players do setor de celulose e papel: a Suzano e a Cenibra. Com localização privilegiada no município de Aracruz (ES), o terminal está conectado por malha rodoviária e ferroviária aos principais centros produtivos e de consumo do país.

Leia mais:  Condomínio pede que casais façam sexo com menos barulho e gritos em Cariacica

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana