conecte-se conosco


Brasil

Aplicativo ‘Feira na Palma da Mão’ é apresentado em congressos nacionais

Publicado

O aplicativo “Feira na Palma da Mão”, desenvolvido por meio de um projeto do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), está sendo apresentado em congressos nacionais. Na última segunda-feira (13), o App foi exibido no XIV Congresso Nacional dos Trabalhadores da Assistência Técnica, Extensão Rural e do Serviço Público Agrícola do Brasil (Confaser), em Brasília. 

No mês de agosto, a apresentação do aplicativo será feita em Natal, no Rio Grande do Norte, durante o Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural (Sober). Outro reconhecimento foi a aceitação do projeto para publicação na Revista Ethnoscientia. O extensionista do Incaper e coordenador do projeto, Luiz Carlos Bricalli, foi quem apresentou o App nos congressos destacando o orgulho e alegria por entregar uma nova tecnologia para a sociedade.

“Já são quase dois anos que a equipe vem se dedicando para o desenvolvimento desse aplicativo. Para nós que somos extensionistas, não é apenas um aplicativo de celular. É uma ferramenta fundamental que possibilitará a geração de resultados econômicos facilitando a vida dos agricultores e possibilitando que os consumidores adquiram produtos da agricultura familiar validados pelo trabalho do dia a dia do Incaper. É uma vitória que agora estará na palma da mão de todos”, ressaltou Bricalli.

Leia mais:  Brasileiro que passou pela África do Sul e desembarcou em Guarulhos testa positivo para Covid, diz Anvisa; não há confirmação sobre variante

Lançamento do aplicativo em julho

O App “Feira na Palma da Mão” será lançado oficialmente no dia 13 de julho, em um evento com público restrito, em Vargem Alta. Na ocasião, haverá a apresentação do projeto e do manual de uso e auxílio para tirar dúvidas sobre o manuseio. O evento contará ainda com uma mesa redonda com o tema: “Cadeias curtas e redes agroalimentares alternativas”.

Bricalli destacou que o aplicativo foi desenvolvido com o objetivo de promover a venda direta dos produtos da agricultura familiar. Entre os pontos relevantes na trajetória de desenvolvimento do App, um dos principais, segundo o coordenador, foi de conhecer diversas experiências exitosas, tanto dos agricultores familiares quanto dos estabelecimentos comerciais, que já compram e vendem produtos da agricultura familiar.

“A inovação tecnológica na área da comercialização para aproximar os produtores rurais e os consumidores também é outra importante conquista que o projeto está promovendo para a agricultura familiar e a sociedade capixaba”, afirmou. 

Mais sobre o projeto

Para adesão ao App, o projeto identificou os agricultores familiares situados nos municípios capixabas que fazem parte do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar de Pequeno Porte (Susaf/ES), sendo eles: Viana, Cariacica, Guarapari, Castelo, Domingos Martins, Venda Nova do Imigrante, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares e Santa Maria de Jetibá.

Leia mais:  Corpo é encontrado dentro de carrinho de supermercado, no Centro de Belo Horizonte

Também foram identificados estabelecimentos comerciais alimentícios, como restaurantes, refeitórios empresariais, mercados, entre outros, que demandam maiores volumes de produtos agropecuários e que estão instalados em cidades com população urbana expressiva. O App “Feira na Palma da Mão” alcançou a participação de 50 propriedades rurais da agricultura familiar e 25 estabelecimentos comerciais. 

O projeto “Desenvolvimento de Metodologia de ATER (Assistência Técnica e Extensão Rural) para o incentivo da venda direta dos produtos da agricultura familiar”, que teve a finalidade de desenvolver o aplicativo “Feira na Palma da Mão”, foi contemplado pelo Banco de Projetos da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) Edital 2020, com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes). A equipe técnica foi composta pelo coordenador do projeto, duas bolsistas, apoio de 12 servidores do Incaper dos municípios envolvidos, três técnicos contratados para o desenvolvimento do App e dois servidores da equipe de Tecnologia da Informação (TI) do Incaper. 

publicidade

Brasil

Bebê passa mal e família morre em acidente de carro ao tentar socorrê-lo

Publicado

A mãe, de 32 anos, chegou a ser socorrida e levada na ambulância do município para uma unidade de saúde, mas também não resistiu aos ferimentos

O capotamento de um carro deixou três pessoas da mesma família mortas em Jaraguari (MS) – a 55 km de Campo Grande, na tarde da última quinta-feira (30). Entre as vítimas, havia uma bebê de 3 meses, segundo a Polícia Civil.

A família estava a caminho do posto de saúde da cidade, quando o motorista perdeu o controle do veículo na MS-244. De acordo com a Polícia Civil, a família estava na cidade há cerca de três meses, onde o casal trabalha em uma fazenda.

Conforme apurado, enquanto o pai trabalhava, o recém-nascido começou a passar mal. Desesperados, o casal saiu correndo a caminho de uma unidade de saúde. No caminho, o condutor perdeu o controle da direção e o carro acabou capotando.

A polícia informou que com o impacto da batida o bebê acabou arremessado pela janela traseira. Ele e o pai, de 34 anos, morreram no local do acidente.

Leia mais:  Brasileiro que passou pela África do Sul e desembarcou em Guarulhos testa positivo para Covid, diz Anvisa; não há confirmação sobre variante

A mãe, de 32 anos, chegou a ser socorrida e levada na ambulância do município para uma unidade de saúde, mas também não resistiu aos ferimentos.

Dinâmica do acidente está sendo investigada — Foto: Reprodução

Além do bebê, as vítimas do acidente também possuem uma filha, de 12 anos. A menina estava na escola, no momento da capotagem, por isso não estava no veículo.

Segundo apurado pela reportagem, ela ficará com parentes, em Rio Verde de Mato Grosso.

Perícia foi acionada e a dinâmica do acidente está sendo investigada.

Continue lendo

Brasil

Preço médio da gasolina cai 3,5% nos postos com efeito do ICMS

Publicado

Segundo a ANP, litro do combustível foi de R$ 7,390 para R$ 7,127; já o diesel tele leve queda, de R$ 7,568 para R$ 7,554

Os preços dos combustíveis registraram queda nos postos na semana, segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), divulgado nesta sexta-feira (1º). Os valores já refletem a redução de tributos do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nos estados.

O valor médio da gasolina caiu 3,5%, de R$ 7,390 para R$ 7,127. O etanol recuou 3,07%, passando de R$ 4,873 para R$ 4,723. Já o preço médio do diesel teve leve queda, de R$ 7,568 para R$ 7,554 (0,18%). 

Na semana anterior, os combustíveis havia registrado aumento, com o diesel superando o preço da gasolina pela primeira vez, após reajuste nas refinarias, de 5,2% na gasolina e de 14,2% no diesel, no último o dia 17. 

Numa tentativa de abaixar os preços nos posto, os impostos federais foram zerados, e o ICMS (tributo estadual) passou a ser limitado a 18%. Lei sancionada no dia 23 de junho pelo presidente Jair Bolsonaro fixou um teto para a cobrança do imposto sobre combustíveis, energia elétrica, telecomunicações e transporte urbano. 

Leia mais:  Banco do Brasil coloca à venda cerca de 50 imóveis no ES com descontos de até 60%

Alguns estados constestaram, alegando que a lei federal prejudica o orçamento estadual, dada a importância do ICMS para a arrecadação, e por isso esperam reverter a determinação no STF. Outros já anunciaram a redução, como São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana