conecte-se conosco


Brasil

Após reunião de emergência, Anvisa libera a retomada da Coronavac

Publicado

Órgão havia suspendido estudos com vacina chinesa depois do relato de “um evento adverso grave”. Decisão provocou uma escalada de reações políticas

Técnicos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) se reuniram na manhã desta quarta-feira (11), em Brasília, e decidiram liberar a retomada dos testes com a vacina chinesa Coronavac.

O órgão havia suspendido os estudos com o imunizante do laboratório chinês Sinovac no Brasil na última segunda-feira (9), após o que chamou de um “evento adverso grave”. 

Em nota, a Anvisa afirmou que a suspensão teve caráter técnico e que analisou os dados que tinham até o momento para garantir os “preceitos científicos e legais que devem nortear as nossas ações”. 

Após a análise dos dados apresentados pelo Instituto Butantan, a Anvisa avaliou que existe uma base sólida para que o estudo seja retomado e afirma que segue acompanhando a investigação do caso para que seja definida a possível relação de causalidade entre a situação inesperada e a vacina.

“Importante esclarecer que uma suspensão não significa necessariamente que o produto sob investigação não tenha qualidade, segurança ou eficácia. A suspensão e retomada de estudos clínicos são eventos comuns em pesquisa clínica e todos os estudos destinados a registro de medicamentos que estão autorizados no país são avaliados previamente pela ANVISA com o objetivo de preservar a segurança para os voluntários do estudo”, afirmou o órgão.

Leia mais:  'Fake lovers' roubam R$ 250 milhões de duas mil vítimas no Brasil

A Anvisa complementou que tem o compromisso “com a população brasileira de atestar a qualidade dos dados dos estudos clínicos e a segurança dos voluntários, conferindo também o máximo de celeridade ao processo”. 

Suspensão do estudo

A paralisação dos estudos provocou uma reação do presidente Jair Bolsonaro em uma rede social, em que escreveu que havia conseguido mais uma vitória sobre João Doria, governador de São Paulo. A postura do presidente causou uma série de reações negativas e a Anvisa também passou a receber diversas críticas.

O governo de São Paulo e o Instituto Butantan, que desenvolve a Coronavac no país, durante entrevista coletiva na manhã desta terça (10), afirmaram que o “evento adverso grave” nada tem a ver com a vacina.

Mais tarde, a TV Cultura divulgou a informação de que um voluntário que recebeu a dose da Coronavac havia se suicidado no final de outubro. Até o momento, não se sabe se este voluntário recebeu a vacina de fato ou se um placebo.

A Anvisa, numa entrevista coletiva na tarde desta terça, afirmou que não havia recebido todas as informações dos Instituto Butantan e não tinha conhecimento de que o possível problema com a vacina seria um suicídio, informação que não foi divulgada inicialmente a pedido da família do voluntário.

Leia mais:  Fundação Renova conclui 100% das condicionantes ambientais previstas para 2021

Por conta de toda essa polêmica, diretores da Anvisa e do Butantan foram convocados a dar explicações a uma comissão do Congresso Nacional. O STF deu 48 horas para o órgão governamental esclarecer os motivos para a interrupção dos testes da vacina no país.

publicidade

Brasil

Doutor Peludo: médico do ES será investigado por filmar sexo em consultório e divulgar na internet

Publicado

O médico é infectologista, natural do Espírito Santo, mas atuava em uma clínica no Distrito Federal

Um médico capixaba, natural de Vila Velha, está sendo investigado pelo Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF) por divulgar imagens de sexo na internet, supostamente, filmadas em consultórios, envolvendo pacientes e colegas de trabalho.

Numa rede social, ele mantinha uma conta aberta ao público, com conteúdos descritos para maiores de 18 anos. Cenas explícitas de sexo eram publicadas em fotos e vídeos, sempre em ambientes que lembravam um consultório. Ele ainda usava jaleco e um estetoscópio nos vídeos. As informações são do portal Metrópoles.

O médico é infectologista e atuava em uma clínica em Brasília, no Distrito Federal. Ele possui registro no CRM ativo na Capital Federal, no Espírito Santo, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Na quarta-feira (25), o perfil dele no Twitter já está desativado. Identificado como “PeludoAN” (sendo “AN” uma abreviação para “Asa Norte”, bairro de classe média alta de Brasília), ele publicava os vídeos explorando fetiches com direito a legendas provocativas: “Consultório me dá tesão da p*”, escreveu em uma postagem.

Leia mais:  Governo prevê salário mínimo de R$ 1.088 a partir de 2021

Vídeos incluiam de sexo oral a fetiches com homens casados

Nos vídeos, bastante explícitos, o infectologista registrava de cenas de sexo oral a relação sexual completa, ou “happy end”, como ele dizia.

Os homens que faziam sexo com ele eram de perfis variados: loiros, morenos, cabeludos, carecas. 

O médico tinha um fetiche especial por homens casados. Ter uma aliança dourada na mão esquerda fazia do parceiro da filmagem uma atração especial. “C* de casado é bom demais pra cair de cara”, escreveu numa das legendas.

“Consultório, já viu: tesão na certa, com o tanto de macho gostoso que passa comigo”, diz ele em outra postagem. 

Entre os posts, há também registros de sexo grupal com outros homens. Estes, porém, feitos em ambiente doméstico.

Ele é especialista em tratamento de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Apesar disso, em diversos vídeos, preservativos não eram usados. Todas as relações foram supostamente consentidas.

Segundo apuração do Metrópoles, a clínica onde ele atendia em Brasília informou que ele não faz mais parte do quadro de funcionários desde terça-feira (24). 

Leia mais:  Pastor pop star é preso suspeito de abuso sexual em BH

No entanto, a conta do Instagram segue aberta, mas com postagens comuns, que mostram viagens e o dia a dia do especialista.

Médico pode perder registro profissional em todo o Brasil

Procurado, o Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal informou que o profissional denunciado será investigado por meio de uma sindicância. “O procedimento correrá em sigilo para verificar se há indícios de infração ética”, afirmou.

Já o Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES), informou que, como o caso teria acontecido em Brasília, somente o CRM-DF deve apurar. “No caso de alguma penalidade, ela é aplicada em todos os Regionais em que o infectologista estiver inscrito”.

Continue lendo

Brasil

Suzano abre inscrições para programa de qualificação de jovens em Mucuri

Publicado

Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, inicia as inscrições do processo seletivo para a capacitação de jovens pelo Programa Formare, em Mucuri.

Desenvolvido pelo programa Voluntariar em parceria com a Fundação Iochpe, o Formare é uma iniciativa com o objetivo de capacitar jovens em situação de vulnerabilidade social para a educação profissional e para o mercado de trabalho.

Em Mucuri, o Formare ofertará 20 vagas para jovens no curso de Operador de Processo de Produção. Interessados e interessadas em participar do programa podem se inscrever até 13 de junho.

É preciso atender alguns pré-requisitos, como ter 18 anos ou 19 anos completos até 31 de julho de 2022; ter renda per capita de até um salário-mínimo por pessoa da residência; não ser filho de colaborador da empresa; ter Ensino Médio completo ou estar cursando o 2º ou 3º ano em escola pública entre outros.

BENEFÍCIOS – Dentre os benefícios oferecidos pelo programa, estão a capacitação profissional gratuita com carga horária média de 1.200 horas, uniforme, material escolar e seguro de vida. As aulas são ministradas por voluntários capacitados pela Fundação Iochpe que compartilham talento e experiência com os jovens. Durante o curso os jovens terão disciplinas práticas e teóricas, proporcionando maior oportunidade de aprendizado e crescimento profissional para o mercado de trabalho.

Leia mais:  Inscrições para Sisu, Prouni e Fies abrem nos próximos dias, veja datas

“O Formare prepara jovens para o mercado de trabalho e isso reforça o nosso compromisso de fortalecer o protagonismo social e seu papel transformador na sociedade por meio da educação. Acreditamos que só é bom para nós se for bom para o mundo, e com o programa conseguimos fomentar nossos valores e renovar o nosso olhar para o futuro em prol de uma sociedade mais justa e com melhores oportunidades” destaca Elisabete Flores Pagliusi, coordenadora de Voluntariado e Projetos de Formação da Suzano.

Para participar do processo seletivo, candidatos e candidatas devem conferir todos os pré-requisitos e se inscrever por meio da plataforma AVA até 13 de junho e as etapas do processo acontecerão remotamente.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana